recadosdoaarao



Profecias
Voltar




27/05/2022
Oráculos do Fim (1)
Como não tenho tido condições de reeditar nosso livro Oráculos do fim eu irei aos poucos colocar os capítulos em textos mais curtos para avaliação e meditação. Para que todo aquele que tem olhos veja...


01 - PROFECIAS DO FIM

Está em Efésios 5, “Desperta, tu que dormes!...

Neste trabalho, quero mostrar aos amigos e desavisados, usando das Escrituras e das profecias atuais, os motivos que nos levam a ter certeza de que estamos próximos da 2ª Vinda de Jesus. Para isso mostraremos com base na Bíblia os sinais do Céu, nada mais que as trombetas dos anjos do Apocalipse, que anunciam os terríveis acontecimentos que antecedem esse retorno Glorioso. Também usaremos das mensagens proféticas atuais, que não trazem nada de novo, apenas nos ajudam a entender as passagens difíceis das Sagradas Escrituras.

E realmente, se procurarmos bem na Bíblia, nós iremos encontrar as bases sobre tudo aquilo que os profetas atuais anunciam, e isso apenas para nos alertar sobre a atual situação do mundo, que vai rápido ao abismo. E nós sentimos e vemos os tempos chegando, entretanto é imensa a multidão de pessoas que nada sabe; e a maioria não sabe, porque não quer nem saber. Nega-se a ver e obstina-se a não ouvir. E ainda pior, escarnece de quem os tenta alertar!  Ou seja: mata os profetas e apedreja aos que lhes são enviados (Mt 23, 37)

Entretanto, é desde milênios que o Céu nos avisa, não somente através dos profetas bíblicos, mas também pelas pessoas “comuns”, dotadas de carismas especiais, a quem o Céu mostra realidades do nosso tempo. Não importa que sejam “sibilas” ou “pitonisas”, ou índios Hope, ou Nostradamus, e até mesmo os espíritas tentam alertar, o fato é que não podemos e não devemos desprezar a profecia, mormente quando ela explode diante de nossos olhos. Como nos disse um sacerdote, que é quase um ateu: “é louco quem não acredita nos profetas atuais!”

Vemos acontecendo no mundo catástrofes terríveis, acontecendo em todo mundo como nunca visto, entretanto os guias cegos dizem que isso sempre teve. Montanhas se derretem e desabam, buracos se abrem na terra e engolem casas e carros... Mas está escrito que, quando estaria próxima a vinda de Jesus, as montanhas se derreteriam como cera ao fogo, diante dos pés Dele (Salmo 96). E Ele chega! Ademais vulcões em todo mundo se assanham, guerras se armam e ameaçam, também a corrupção se alastra em todas as nações, drogas, vícios, crimes, roubos, homossexualismo, gênero, pedofilia, já ultrapassamos Sodoma e muito.

Prova então, de que se aproxima o dia do Senhor Todo Poderoso! Que mais é preciso acontecer para que este povo acorde e volte para o Senhor enquanto é tempo, e enquanto Ele se deixa encontrar (Is 55, 6)? Por que desprezar com tanto sarcasmo os avisos do Céu, quando isso acende o estopim da divina, santa e Justa Ira?

Por causa destes, o mundo inteiro ficará mil vezes pior do que isso que aconteceu no Rio de Janeiro, em todas as cidades e localidades. A diferença é que, então, não haverá socorro de outras cidades, nem de outras pessoas, porque todos precisarão de socorro. E todos somente ouvirão os próprios gritos, porque hoje milhares obstinam-se em não ver o óbvio: está chegando o tempo da Justiça. Tudo isso são pequenos avisos e sinais de Deus, que não está nada satisfeito com os rumos que a humanidade está tomando!

Vamos assim, engrenar as profecias bíblicas com as atuais, para que todos entendam que ambas falam a mesma coisa, as segundas apenas esclarecem as primeiras. Nada há de novo, mas as explicações são necessárias, porque há nelas passagens obscuras que precisam ser esclarecidas. Nossos comentários estarão sempre em itálico, para diferenciar do que seja profecia.

Quero agora definir, bem claramente, os dois grupos destinatários de todas as profecias deste livro. De um lado, temos os filhos e filhas de Deus, que confiam cegamente Nele, os humildes, os orantes, os obedientes, os pequenos e amorosos, os que partilham e os que acreditam, porque se deixam conduzir pelo Espírito Santo.

Do outro lado, os filhos dos homens agarrados à terra, aos bens e aos títulos, os orgulhosos, os desobedientes, os escarnecedores, os odiosos, os esganados, os escarnecedores e falsos profetas, os cegos e surdos, porque se conduzem por eles mesmos, por suas elevadas teologias, seus mestrados e doutorados, eles acham que não precisam de Deus para nada. Durante todo o texto estarei lembrando a ambos. Bons e maus!

Que disseram estes profetas antigos? Que gritam as atuais profecias?

AS PROFECIAS NAS SAGRADAS ESCRITURAS

O que diz a Bíblia sobre o fim dos tempos? O que já aconteceu? O que acontece hoje? O que ainda não aconteceu, mas se está escrito acontecerá? Quem são estes profetas? Como avaliar as profecias? Simples: observando os sinais apontados nas Escrituras e se preparando para o que ainda não aconteceu.  

Segundo as Escrituras, nós somos feitos um povo de sacerdotes, reis e profetas. Ora, se Deus nos concede um dom, Ele jamais o cancela! Ou seja, somos chamados ainda hoje a um sacerdócio leigo no amor de Deus, sendo reis porque filhos do Rei do Universo e profetas, para anúncio da verdade em Deus. Profeta, então, não é somente aquele que ouve o Céu e fala aos homens o que o Céu mandou, mas também aquele que anuncia a boa nova, como está na Palavra de Deus. Pois está escrito:

Em Deuteronômio 18, 15 O Senhor, teu Deus, te suscitará dentre os teus irmãos um profeta como eu: é a ele que devereis ouvir. ... 17 E o Senhor disse-me: está muito bem o que disseram; 18 eu lhes suscitarei um profeta como tu dentre seus irmãos: pôr-lhe-ei minhas palavras na boca, e ele lhes fará conhecer as minhas ordens. 19 Mas ao que recusar ouvir o que ele disser de minha parte, pedir-lhe-ei contas disso. Ora isso vale ainda para hoje e sempre! Deus pedirá contas de quem não atenta para o que os profetas atuais dizem, mesmo que entre eles haja aqueles maus que falam de si mesmos. Para saber quem é falso ou não, basta atentar para ver se aquilo que ele disse se cumpriu. Está ainda escrito...

Em Amós 3, 7 “... o Senhor Javé nada faz sem revelar seu segredo aos profetas, seus servos.” Ora se o Pai Eterno sabe das datas finais, acaso não as pode revelar aos profetas atuais? Ou seja: ainda hoje Deus Se revela através de servos especiais! E pergunto: quem terá o direito de proibi-lO de fazer isso? Acaso os teólogos e filósofos já mandam em Deus? Mostrem-me uma só passagem das Escrituras onde foi dado aos homens decidirem sobre o que Deus pode ou não fazer! Mas são exatamente os doutores deste mundo, a quem Deus não se revela, os que inventam estas falsas teorias teológicas. Querem ser mais do que o próprio Senhor. Fazem-se deuses! Isso quando...

Diz São Paulo em I Tess 5, 19 “Não extingais o Espírito. 20 Não desprezeis as profecias. 21 Examinai tudo: abraçai o que é bom.” São Paulo aqui não se refere aos profetas bíblicos, porque nestes somos obrigados a acreditar por que é Palavra de Deus e sim, aos atuais. Mas que faz a maioria dos nossos sacerdotes? Sufoca a profecia, e mata os profetas. Escarnece deles e faz pouco caso dos avisos! Será que nunca aprendem? Quantas vezes, Deus se obrigou a castigar o povo antigo, porque não ouvia os profetas? Tudo continua igual!

Sim, embora o alerta de Jesus que está em Lucas 13, 34 “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os enviados de Deus, quantas vezes quis ajuntar os teus filhos, como a galinha abriga a sua ninhada debaixo das asas, mas não o quiseste!” Milhares de pessoas hoje recebem dons fantásticos de profecia, sejam através de sonhos, visões, mensagens, para alertar o mundo, entretanto são caladas, sufocadas, satirizadas, escarnecidas por uma plêiade de maus sacerdotes e bispos, que são incapazes de humildemente ver e ouvir antes, o que eles têm a dizer. E então estudar o sentido de suas palavras, à Luz do Espírito Santo atentando para os sinais. Só então formar juízo, mas com espírito desarmado. Com amor, não com ódio, escárnio e zombaria! Milhares de vezes rezam nas Santas Missas “para que consigamos perceber os sinais dos tempos”, mas dizem isso da boca para fora.

Infelizmente, muitos destes bons profetas se calam e fogem por covardia, como o profeta Jonas, com vergonha de serem chamados de loucos. Tempos atrás um amigo me falou que conheceu um homem, que lhe revelou o seguinte: Ele estava em seu leito, e de madrugada acordou, vendo que na parede de seu quarto passava um filme sobre o anticristo. Via quem é ele, via os seus sequazes, o que faziam e o que planejavam. Recebeu nomes e tudo. Em pânico ele fugiu para a rua, entretanto na parede da casa o filme continuava. Resultado: ao invés de revelar tudo como deveria, ele fugiu para o interior da floresta amazônica, para que ninguém o encontre. E assim são milhares. Calam-se com medo de serem perseguidos, ou com vergonha de serem chamados de “loucos”.

Agora quero comentar outro aspecto importante quanto aos profetas. Sabemos que Deus os escolhe entre os pequeninos justamente para confundir os grandes. Em geral são pessoas pobres, sem recursos maiores, são pessoas equilibradas, que rezam muito, com famílias às quais amam, e, mesmo sendo pessoas simples têm um nome a preservar. As coisas que recebem as visões que têm são assustadoras e amedrontam.

Então eu pergunto: o que é que tais pessoas teriam a ganhar mentindo para os outros, divulgando coisas que poderiam ser alucinações de suas mentes doentias? E tantos deles veem o inferno, destinado aos mentirosos, e sabem então o castigo reservado aos enganadores, por qual torpe motivo exporiam sua vida e a honra dos seus, sendo perseguidos, amaldiçoados, apedrejados sofrendo ataques de padres e bispos, sendo alvo permanente dos escarnecedores? O leitor responde!  

Apocalipse 10, 11 “Então me foi explicado: Urge que ainda profetizes de novo a numerosas nações, povos, línguas e reis.” Aqui um atestado claro de que a profecia sempre existirá, até que o Senhor venha. São João ouviu as datas dos acontecimentos finais, mas foi proibido de divulgá-las, como está em Apocalipse 10, quando relata sobre os sete trovões. Isso porque no tempo certo Deus mesmo o faria, através de seus profetas. E já o fez, e constam dos nossos outros livros. E acreditamos nelas, e se cumprirão, pois uma vez citadas, não haverá mais delongas, nem prorrogação. Quem puder leia este capítulo inteiro.

De fato, ao Movimento Salvai Almas já foram citadas duas datas, que aconteceram com matemática precisão, como a queda das torres do WTC. Entretanto, quando citamos novas datas, milhares de cigarras gritadoras ficam a zumbir a velha frase: ninguém sabe o dia ou a hora. Ou como outros dizem: nem Jesus sabe! Ora, Jesus como Deus sabia sim, mas como homem não podia revelar, porque haveria muita confusão no mundo nestes dois mil anos. De fato, se Jesus tivesse dado a data do Juízo Final, durante os milênios os povos diriam: se é lá tão longe, então vivamos a boa vida! Mas ao chegar próximo da data, milhares se matariam, pensando assim fugir da justiça.

Assim, como hoje a maioria das pessoas não acredita nas profecias atuais, por força da incúria dos guias cegos, as datas podem então ser reveladas por Deus, porque somente as “virgens prudentes” acreditarão nelas e se prepararão. E em verdade, a boa inteligência, a simples razão nos manda que, se as duas datas fixadas ao Cláudio aconteceram na exata medida do nosso tempo, que olhemos também para as outras que são passadas a ele, para o bem dos filhos de Deus! Aos incrédulos e escarnecedores restará o pânico da hora final! Estes estarão de joelhos e em prantos diante do Juiz!

Ora Deus o Pai tem um dia fixado e imutável para todos os acontecimentos. Mas Ele sempre aguarda até o último momento a reação do homem, porque respeita a liberdade que lhe deu. Além disso, nós não entendemos nada da linguagem celeste porque Deus tem mil modos de chegar ao mesmo fim. Porém, se nada há de escondido que não venha a ser revelado, Deus mentiria se não revelasse as datas do fim, porque para os filhos isso é uma bênção, para os que não acreditam uma maldição. Ele apenas revela os seus segredos aos poucos, para que as pessoas estejam preparadas na hora dos acontecimentos.

Eis que Jesus disse mais e está em Marcos 4, 22: “Porque nada há oculto que não deva ser descoberto, nada secreto que não deva ser publicado. 23 Se alguém tem ouvidos para ouvir, que ouça”. E isso inclui as datas do fim. Mas hoje satanás conseguiu cegar a maioria das pessoas, de forma a não crer nos sinais, nem nas datas, porque não quer saber de mudança de vida, de conversão. Só isso Deus pede: convertei-vos! São passados dois mil anos e o brado de João Batista continua: convertei-vos! Mas atenção...

Apocalipse 10, 5 “Então o anjo, que eu vira de pé sobre o mar e a terra, levantou a mão direita para o céu 6 e jurou por aquele que vive pelos séculos dos séculos, que criou o céu e tudo o que há nele, a terra e tudo o que ela contém, o mar e tudo o que encerra, que não haveria mais tempo; 7 mas nos dias em que soasse a trombeta do sétimo anjo, se cumpriria o mistério de Deus, de acordo com a boa nova que confiou a seus servos, os profetas.” Profetas de hoje, pois o Apocalipse é para o fim dos dias! Hoje!

Ou seja: é falso o argumento corrente de que depois de encerrada a Bíblia, depois de Jesus, não existe mais profecia, porque a palavra de São Paulo é bem clara: se devemos examinar tudo atentamente, retendo o que for bom, ele não está falando da profecia bíblica à qual estamos obrigados, e sim da corrente, a atual. Ele fala da profecia que acontece todos os dias, pois o fato é que o Céu se derrama hoje sobre a terra. E neste livro iremos encaixar esta profecia atual, dentro da bíblica, para que o leitor entenda que as duas são a mesma coisa. Centenas destas profecias foram passadas aos nossos santos, elas constam de seus processos de beatificação. Acaso a Igreja canonizou a mentirosos, e mentirosas.

Pois vejam que Joel é bem claro quando diz em 3, 1 “Depois disso, acontecerá que derramarei o meu Espírito sobre todo ser vivo: vossos filhos e vossas filhas profetizarão; vossos anciãos terão sonhos, e vossos jovens terão visões. 2 Naqueles dias, derramarei também o meu Espírito sobre os escravos e as escravas. 3 Farei aparecer prodígios no céu e na terra, sangue, fogo e turbilhões de fumo. 4 O sol converter-se-á em trevas e a lua, em sangue, ao se aproximar o grandioso e temível dia do Senhor.

Ele está falando dos nossos dias, na proximidade do Dia do Senhor e realmente milhares de pessoas estão tendo visões, sonhos, revelações espantosas, sobre realidades atuais e ainda por acontecer, de modo que Deus continua a alertar seu povo, para os eventos terríveis que se aproximam. Em todo mundo são mais de 500 locais de aparição de Nossa Senhora, segundo levantamento do Padre René Lorentin, o que, por si só, já deveria arregalar os olhos dos padres da Igreja e fazê-los ligarem as antenas. Estarão loucos todos eles? Pessoas com família, filhos, um nome a preservar! Por qual motivo se meteriam a profetas, se eles têm sido motivo de escárnio, de chacota e até de apedrejamento? Ou estarão loucos, exatamente os outros, os que de nós escarnecem?

Porque Jesus disse que neste tempo surgiriam muitos falsos profetas, que iriam enganar muita gente. Porém, considerando o Universo de quase sete bilhões de pessoas, o surgimento de 500 profetas em 200 anos é irrisório. Então, onde estão estes “muitos falsos profetas”? Eles estão no meio de nós, e aqui invertemos os papéis: falsos profetas são hoje a imensa maioria do nosso povo, falo daqueles que afirmam pela boca de satanás “sempre teve isso”, ou que o Apocalipse já passou, quando presenciam os incontestáveis sinais apocalípticos que Deus nos envia.

Ou seja: hoje os maiores falsos profetas são os sacerdotes e bispos que dizem que o Apocalipse já aconteceu, ou que não será agora, mas daqui a uns mil anos! São os que fazem uso de seu poder, estudo, fama e orgulho teológico, para calarem a voz dos profetas e silenciarem o Céu. E é bem fácil de identificar os falsos profetas de hoje: são os que dizem que fim dos tempos é o Natal, os que afirmam que o Dia do Senhor é nada mais que o Domingo, os que afirmam que sempre aconteceram os sinais que hoje Deus nos envia, e os que escarnecem dos que tentam alertar para os avisos de Deus. Sobre estes assim está escrito em...

2ª Pedro 3, 3 Sabei antes de tudo o seguinte: nos últimos tempos virão escarnecedores cheios de zombaria, que viverão segundo as suas próprias concupiscências. 4 Eles dirão: Onde está a promessa de sua vinda? Desde que nossos pais morreram, tudo continua como desde o princípio do mundo.... 9 O Senhor não retarda o cumprimento de sua promessa, como alguns pensam, mas usa da paciência para convosco. Não quer que alguém pereça; ao contrário, quer que todos se arrependam. 10 Entretanto, virá o dia do Senhor como ladrão. Naquele dia os céus passarão com ruído, os elementos abrasados se dissolverão, e será consumida a terra com todas as obras que ela contém. Compreendem o que está acontecendo, e por causa destes falsos o que acontecerá?

Ora se o que está descrito nos apocalipses de Daniel e de São João já aconteceu, quem foi este governante diabólico que dominou sobre o mundo inteiro durante três anos e meio? Onde estão as duas estrelas que caíram do Céu? Onde um exército de 200 milhões de homens que matou 1/3 parte da população do planeta? Onde esta a segunda besta, aquela de dois chifres que está dentro da Igreja? Quando é que foi acorrentado o demônio se o planeta ainda está neste caos tenebroso e fica sempre pior? Quando aconteceu a destruição completa desta Babilônia que edificamos? E onde está a Jerusalém celeste descida dos céus? Ou quem sabe pensam que paraíso na terra é hoje, quando acontecem tantos milhões de desgraças, guerras, perseguições, abortos e mortes por dia? Dá para ver agora que são falsos profetas os que dizem que tudo isso já passou? Que nada vai acontecer?

Falsos profetas são os que se encaixam nas palavras de Jeremias 6, 13 “Na verdade, do maior ao menor, todos se entregam aos ganhos desonestos; desde o profeta ao sacerdote praticam todos a mentira; 14 tratam com negligência as feridas do meu povo, e exclamam: Tudo vai bem! Tudo vai bem!, quando tudo vai mal.” E quantos dizem: nada disso vai acontecer, ou mentem dizendo que tudo isso já passou, que ninguém deve se preocupar e que Deus não é tão cruel a ponto de permitir isso tudo... Será mesmo? Deus não é um cercador das desgraças que o homem provoca sobre si mesmo! E bondade de Deus se manifesta justamente em não fulminando estes falsos mestres, profetas de boca cheia de comida, eis os verdadeiros guias cegos citados por Jesus.

Como está em Lucas 6, “Pode acaso um cego guiar outro cego? Não cairão ambos na cova?” Ou seja: hoje em dia, os maiores cegos são exatamente os nossos sacerdotes e bispos, que aprendendo uma teologia errada, coisa que não veio de Deus, mas de suas cabeças orgulhosas – a da língua bífida da serpente – deixam de alertar o povo sobre os acontecimentos do fim do tempo das nações pagãs, o último dos tempos da redenção. Eles agem exatamente como quer satanás, para que o abismo pegue desprevenido a todo o povo, como risco grave de perda de milhares de almas. Porque virá o desespero! Para estes pastores cegos virá o horror! E a vara da justiça! Pois Javé avisa...

Ezequiel 13, 15 “Quando houver saciado o meu furor contra o muro e contra aqueles que o tiverem rebocado de gesso, direi: nada de muro! Desapareceram aqueles que o rebocaram, 16 esses profetas israelitas que profetizavam sobre Jerusalém e tinham para ela visões de bem-estar quando tudo ia mal! - oráculo do Senhor Javé. Ou acaso vai bem nossa Igreja? Vão bem as famílias? Está maravilhoso este mundo? Deus está contente conosco? Vejam a realidade...

Jeremias 7, 8 “Vós, contudo, vos fiais em fórmulas enganadoras que de nada vos servirão. 9 Roubais, matais, cometeis adultérios, prestais juramentos falsos; ofereceis incenso a Baal e procurais deuses que vos são desconhecidos; 10 E depois, vindes apresentar-vos diante de mim, nesta casa em que foi invocado meu nome, e exclamais: 11 É, por acaso, a vossos olhos uma caverna de bandidos esta casa em que meu nome foi invocado? Também eu o vejo - oráculo do Senhor.” Javé aqui nos mostra este tempo de hoje, onde prenuncia uma falsa Igreja, que já não invoca mais ao Senhor, porque seus sacerdotes resolveram atender apenas ao homem, eis que neste caso eles mesmos são os primeiros bem atendidos. São os padres “profetas” que confundem fim do ano litúrgico com fim dos tempos! É dentro da sua Igreja que se encontram os grandes ladrões de almas. Atenção..

Miquéias 3, 5 “– Oráculo do Senhor contra os profetas que desencaminham o meu povo, que anunciam a paz quando têm o que mastigar e declaram guerra a quem não lhes põe nada na boca... 11, e ainda ousam apoiar-se no Senhor dizendo: não é verdade que o Senhor está no meio de nós? A desgraça não nos atingirá!” Acaso não é isso o que acontece hoje? Eles têm o que mastigar, então está tudo bem! Em quem as pessoas irão acreditar: No profeta de hoje que anuncia a próxima Vinda Gloriosa de Jesus, ou no bispo ou padre que diz muito teologicamente que a Vinda é o Natal? Quantos são os sacerdotes neste país que têm coragem de falar a verdade sobre os tempos do fim?

É deles que Jesus fala em Mateus 24, 37 “Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem. 38 Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. 39 E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim será também na volta do Filho do Homem”. O mundo segue infrene rumo ao abismo e os pastores roncam! Falam mil bobagens teológicas nas homilias, menos a verdade sobre os fatos atuais.

Por isso é que Jesus diz em Mateus 23, 24 “Guias cegos! Filtrais um mosquito e engolis um camelo!” Filtram o mosquitinho dos humildes que tentam alertar e engolem o camelo do anticristo, para quem de certa forma trabalham. Só o demônio é que não quer pessoas preparadas, rezando com fé e esperando Jesus! Há bispos neste país que proíbem terminantemente aos seus padres de falarem sobre os fins dos tempos e sobre a Vinda Gloriosa, porque isso assusta as pessoas! Por que não rasgam os Evangelhos, onde Jesus por sete vezes avisa que voltará uma segunda vez? Acaso o susto não será bem maior para quem não está preparado? Acreditem: milhares de pessoas adiante se revoltarão contra os padres que não os alertaram.

Como está em Isaías 30, 8 “Agora, pois, vai escrever estas coisas numa prancheta, inscreve-as num livro, a fim de que isso permaneça para o futuro e seja um testemunho eterno. 9 Porque este é um povo rebelde, são filhos mentirosos, filhos que se recusam a ouvir as instruções do Senhor. 10 E dizem aos videntes: Não vejais, e aos profetas: Não nos anuncieis a verdade, dizei-nos coisas agradáveis, profetizai-nos fantasias.” É, pois, mentiroso quem afirma que os sinais atuais não são os avisos do fim dos tempos. É falso profeta quem mente ao povo deixando de alertar para o retorno Glorioso de Jesus, pois o mundo como está, não demora muito em destruir-se! Ou pensam que isso se dará daqui a uns 10 mil anos?

Eles, de fato, provocam a ira divina, milhares de maus sacerdotes, uns porque fiados em sua altíssima teologia julgam por loucos os profetas que hoje falam pela boca do Céu, porque decidiram calar a voz de Deus; outros ainda por covardia, os que sabem da realidade futura, mas se calam com medo ou falta de zelo. E de fato, são raros os sacerdotes que se podem dizer inocentes, sem saberem nada do que o futuro imediato nos reserva: falo dos que perderam o uso da razão! Por isso podemos dizer que tais pastores são os que hoje mais atiçam...

Seguem os próximos capítulos...

 

 


Artigo Visto: 415

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br


Total Visitas Únicas: 4.016.450
Visitas Únicas Hoje: 120
Usuários Online: 37