recadosdoaarao



Artigos
Voltar




22/05/2020
Versos cortantes
Para não escrever longos textos, hoje minha pena de repente enlouqueceu, e saíram estes versos, ferinos, como navalhas. Mas são necessários... repassem


Sacerdotes não bons
 
Há um poder que galga o infinito
E que ultrapassa todas as instâncias
Poder que rompe as últimas distâncias
Que é concedido a um ser finito.
 
Deus ao criar-nos desde as alturas
Em seu Amor, distribuindo os dotes.
Deu-nos o máximo, deu-nos sacerdotes.
Pra dar o Céu às Suas criaturas.
 
Olha o que vemos, olha o que acontece
Milhares são os que nos entristecem
Pois não mais cumprem bem o seu mandato.
Que não mais são, impávidos, fecundos
Muitos que elevam o Senhor dos mundos
Fazem cair os filhos... São ingratos...
 
Minha tristeza...
 
Triste é ver a Santa Igreja, 
Ferida e desgovernada
Tudo bem, mas ora veja:
Os bispos a fazer nada...
 
Triste ver, templos vazios
Santa Missa esvaziada
E eis os tais, gordos, sadios...
Os bispos e a fazer nada
 
Triste ver clérigos tantos
Dormitando como santos
E o redil em debandada
 
Triste ver o não ter Missa
Mas vem vara de justiça
Pros bispos que fazem nada...
 
 
 Máscaras de pano...
 
Nossa Igreja está em nocaute...
Sem mais fé, maldito fruto...
Eis que um vírus diminuto
Bateu nela e deu blecaute.
 
Lá da China veio o insano
E nosso clero sonolento...
Se despiu dos paramentos
E vestiu máscaras de pano
 
Cada padre tem nas mãos 
Para tudo a solução:
Rezar Missas, três por dia...
 
E sem mais outra oração...
Medo quem teria é o cão...
E o covid? Nem chegaria!
 
 
Diabo na Igreja
 
Vejo a morte da Igreja
Antes santa, em valentia
Hoje há um clero em covardia.
Só o diabo é quem peleja.
 
Com esforço e algum trabalho
Satanás com ousadia
Fez da Igreja um espantalho
Desta Mãe... Que foi um dia
 
Vaticano é o seu reduto
E o rebanho diminuto
Que é fiel é perseguido
 
E agora preso como gado
Está o católico assustado
Com seu líder!... Que é bandido.
 
 
Mortalha da Igreja
 
Tece fino, tece forte
Roca e fuso, a roca fia
Tece um pano sem recorte
Vou mostrar-te a serventia.
 
Tece mais, não faça corte
Faça a mexa e o pavio
Acende a vela é para morte
Dou-te o fogo, eis o avio.
 
Pra que serve o pano atado
E o caixão já sobre o estrado?
E esta vela que o alumia?
 
Entendeste? Ora veja
É a mortalha da Igreja...
Sucumbiu na covardia...
 
 
Cão mudo
 
Valha me Deus, se isso tudo eu falo
Do que se entala na minha garganta
Por Deus eu juro, grito e não me calo...
Porque em verdade esta defesa é santa.
 
Não posso ver, medrosos e calados
Este alto clero, que acha-se impoluto
Dentro das casas, tímidos trancados...
Enquanto a Esposa já está de luto.
 
Valha-me Deus, mas ferve-me nas veias
Sangue que corre quente e sem ameias
Pois não consigo me calar. Contudo...
 
Devo mostrar que na Escritura Santa
Grita o profeta em um rugir que espanta.
O que Isaías tem por um cão mudo.
 
 
Obedecer a quem...?
 
Dizem homens dizem leis: 
Que obedecer é preciso
Mas pode não terem juízo
Os que se fazem de reis.
 
Deus tem a lei que é maior
A que repulsa a tirania
O homem a sabe de cor
Mas prefere a covardia... 
 
Se o monarca não é sério
Se o seu plano é deletério
Não devemos ser jumentos.
 
Nem também leões de juba
De Deus é a lei que derruba
Os humanos argumentos.
 
 
Governadores
 
Falo agora pros estados
E os governantes escolhidos
Que depois de ser votados
De heróis viram bandidos
 
 Deles há todo empoados
Apertados bem vestidos
Nada mais que mascarados
São balões de puns enchidos.
 
Mal chegados ao mandato
Já com mão de fino tato
Deram corda a corrupção
 
Minha rima é meritória
Pois aponta nesta história
Um que é filho do cão.
 
 
Covid e a fome
 
Fácil muito, bem “facinho”
É dizer: fiquem trancados
Dentro em casa, resguardados...
Com um trapo no focinho.
 
Se protejam, usem gel
Lavem muito, face e mãos 
Liguem não, para os irmãos
Que sem pão já bebem fel.
 
Governantes celerados
Por demônios governados
É o poder que vos consome...
 
Eis o pobre entre o dilema
Vai morrer? Escolha o tema:
De covid ou vai de fome?
 
Que Deus vos abençoe a todos!
 
Aarão.


Artigo Visto: 419

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br


Total Visitas Únicas: 3.701.876
Visitas Únicas Hoje: 122
Usuários Online: 50