recadosdoaarao



Biblia
Voltar




13/12/2005
Espada do Espírito


Biblia - 09 Espada do Espírito
Biblias - 09 Espada do Espírito

2051211 ESPADA DO ESPÍRITO
 
     Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a Palavra de Deus (Ef 6).
 
     Por algum motivo, em sinto que preciso escrever sobre a espada. Realmente, de forma diversa de outros textos, não sei onde este vai dar. Procurei a citação da palavra “espada” nas Escrituras, e acredito que existem perto de 100 referências à ela. Nem todas estas diferentes citações, entretanto, tem o mesmo sentido: umas se referem a situações físicas, de guerras e combates, com morticínio e sangue, outras vezes ao sentido espiritual, de batalhas em torno da fé, em nossa luta diária – e tenebrosa luta – contra as trevas, que nos querem fazer sucumbir.
 
    Naturalmente que na luta contra as potestades do inferno, não adiantam espadas físicas, nem mesmo canhões antiaéreos, ou armas atômicas. Se estas armas adiantassem, então os países que as possuem, seriam campeões na luta contra o mal. Mas olhando bem, eles são é os campeões do mal. Os demônios riem deles! Armas que matam corpos são sua especialidade, são eles que atiçam guerras, provocam calamidades, criam intrigas que levam a guerras, revoluções, anarquias, ao caos terrível em que hoje o mundo está mergulhado. É preciso então, usar de outras armas neste combate, e somente ligados em Deus, o único ao Qual os infernos temem, é que poderemos vencer.
 
     Vou anotar alguns textos sobre a espada, desde o antigo testamento, mostrando que muitas vezes a Palavra de Deus faz uso dela, e sempre para indiciar luta, empenho, em busca das coisas de Deus, muitas vezes também, ameaças do próprio Deus contra os que se revoltam contra Ele, inclusive os de seu povo.
 
Ge 3, 24E expulsou-o; e colocou ao oriente do jardim do Éden querubins armados de uma espada flamejante, para guardar o caminho da árvore da vida. Ninguém nunca viu esta espada, mas um dia ela será vista, quando recebermos de volta o paraíso. É perto! Sinto uma imensa alegria em poder dizer isto: ânimo, nossa libertação é próxima!
 
Ge 27, 39Isaac tomou a palavra: "Eis, disse ele, que a tua habitação será desprovida da gordura da terra e do orvalho que desce dos céus. 40Viverás de tua espada, servindo o teu irmão, mas, se te libertares, quebrarás o seu jugo de cima do teu pescoço". Esta a condenação de Esaú. Ainda hoje seus descendentes sofrem devido a isto.
 
Ex 5, 3Eles prosseguiram: O Deus dos hebreus nos apareceu. Deixa-nos ir ao deserto, a três dias de caminho, para oferecer sacrifícios ao Senhor, para que não nos fira ele pela peste ou pela espada". Aqui os próprios pagãos mostram que temem a espada de Deus. Pena é que saibam do poder dela, mas não se curvem para servi-la! Serão exterminados!
 
Ex 32, 26Pôs-se de pé à entrada do acampamento e exclamou: "Venham a mim todos aqueles que são pelo Senhor!" Todos os filhos de Levi se ajuntaram em torno dele. 27Ele disse-lhes: "Eis o que diz o Senhor, o Deus de Israel: cada um de vós meta a espada sobre sua coxa. Passai e repassai através do acampamento, de uma porta à outra, e cada um de vós mate o seu irmão, seu amigo, seu parente!". Aqui Deus determina que sejam mortos os rebeldes dentre o povo. Crueldade? Se os deixasse para semente, seria pior.
 
Ex 22, 24minha cólera se inflamará e vos farei perecer pela espada; vossas mulheres ficarão viúvas e vossos filhos, órfãos. Aqui a espada de Deus ameaça aos que O desafiam!
 
Lev, 26 6 Darei paz à vossa terra, e vosso sono não será perturbado. Afastarei da terra os animais nocivos, e a espada não passará p
ela vossa terra.
Aqui a promessa de que se o povo seguir os mandamentos divinos, não será atingido pela guerra.
 
Lev 26, 8Cinco dentre vós perseguirão um cento, e cem dos vossos perseguirão dez mil, e os vossos inimigos cairão sob vossa espada. 37Sem que ninguém os persiga, tropeçarão uns sobre os outros, como diante da espada. Não podereis resistir aos vossos inimigos. Aqui a segurança daqueles que lutam com Deus: eles vencerão exércitos inteiros!
 
Lev 26 35 Nos dias em que for devastada, ela terá o repouso que não gozou nos sábados do tempo em que a habitáveis. 36Naqueles dentre vós que sobreviverem, porei tal espanto em seus corações na terra de seus inimigos, que o ruído de uma folha agitada pelo vento os porá em fuga: fugirão como se foge diante da espada e cairão sem que ninguém os persiga. Este um aviso futuro, aos que hoje desafiam a Deus: eles cairão sozinhos! Acabarão se matando, uns aos outros! Nós veremos isto, em breve!
 
Nm, 14 43Os amalecitas e os cananeus estão diante de vós, e sucumbireis sob a sua espada, porque vos desviasses do Senhor. O Senhor não estará convosco." Aqui o veredicto ao povo teimoso, cabeça dura, obstinado no mal, que por centenas de vezes teve de ser castigado.
 
Dt 32, 22Sim, acendeu-se o fogo da minha cólera, que arde até o mais profundo da habitação dos mortos; devora a terra e os seus produtos, e consome os fundamentos das montanhas. 23Acumularei desgraças sobre eles, contra eles esgotarei minhas flechas. 24Serão extenuados pela fome, devorados pela febre e pela peste mortal. 25Fora, a espada a semear a orfandade; dentro, um pavor de estarrecer tanto o adolescente como a jovem, tanto o menino de peito como o ancião. Isto foi no passado e será no futuro. A Palavra de Deus é Eterna e se repete seguidamente.
 
Num 21, 24Israel o feriu com o fio da espada, e apoderou-se de toda a sua terra, desde o Arnon até o Jaboc, fronteira dos amonitas, porque esta fronteira era poderosa. Por ordem de Deus, são exterminados os povos teimosos. Tem muitos mais hoje para cair! Eles tiveram já dois mil anos para mudar sua cabeça dura, agora a espada é para eles.
 
Js 1110Voltando, nessa mesma época, Josué tomou Asor e matou à espada seu rei, porque Asor era antigamente a capital de todos esses reinos. 11Passaram ao fio da espada toda alma viva nessa cidade e votaram-na ao interdito. Nada ficou de tudo o que tinha vida, e incendiou-se Asor. O Livro de Josué, é um verdadeiro libelo contra os pagãos. De 32 reinos que foram assediados por Israel, apenas um aceitou a paz que Deus lhe oferecia e se uniu ao povo santo. Os outros todos caíram pela espada. Quantos povos cairão adiante?
 
Is 31, 8O assírio cairá sob os golpes de uma espada que não é de homem, uma espada que não é de um mortal e fará dele sua presa. Ele fugirá diante da espada, e seus jovens guerreiros serão subjugados. Também os profetas, inúmeras vezes mencionam a espada, que se voltará sedenta, no dia da ira de Deus contra os que tanto O desafiam.
 
Zc 13, 7Espada, levanta-te contra o meu pastor, (contra o meu companheiro - oráculo do Senhor dos exércitos). Fere o pastor, que as ovelhas sejam dispersas: Voltarei a minha mão até mesmo contra os pequenos. 8Em toda a terra - oráculo do Senhor - dois terços dos habitantes serão exterminados e um terço subsistirá. 9Mas farei passar este terço pelo fogo; purificá-lo-ei como se purifica a prata, prová-lo-ei como se prova o ouro. Então ele invocará o meu nome, eu o ouvirei, e direi: Este é o meu povo; e ele responderá: O Senhor é o meu Deus. O profeta Z
acarias, lembra de uma espada terrível, que um dia ferirá um pastor, para que as ovelhas se dispersem. Nós não tivemos ainda esta espada terrível, de forma exata como acontecerá um dia, porque não chegou ainda o tempo de Deus.
 
     De fato, a morte sucessiva de diversos papas, em clima de desconfiança séria, um eliminado atrás do outro como o foram Paulo VI – com doses excessivas de medicamentos – depois dele João Paulo I – por veneno, como se sabe hoje, a seguir João Paulo II – que foi eliminado com aquela cirurgia maldita – nos leva seguramente a este pastor ferido. É hoje que está acontecendo este oráculo, que certamente terminará com Bento XVI. Nós já mostramos os sinais, já apontamos os problemas que ele enfrenta , e como cremos que São Malaquias é verdadeiro, devemos esperar neste Papa, como o último que virá antes da espada maldita, aquela que ceifará o pastor, para dispersar o rebanho.
 
     Quando esta espada de maldição descer sobre o trono de Pedro e decepar dele o Papa, o mundo entrará em frenesi e alucinação. E Deus é claro: então, 2/3 de seus habitantes serão exterminados, sobrando apenas 1/3 parte. Não, seguramente, 1/3 parte de todos os habitantes da terra, mas 1/3 parte dos filhos de Deus, dos batizados, dos que acreditam e seguem os mandamentos. O destino dos teimosos e rebeldes é a perdição, não o paraíso! Como no deserto do Sinai, já uma vez o Senhor ceifou a vida de todos os povos obstinados no mal, que não queriam, e que rejeitaram a salvação, também um dia Ele terminará a limpeza, mas isso em toda a terra. O deserto do coração dos homens – como já falamos – será finalmente irrigado. Sim, o dos que restarem da espada!
 
Mt 10, 34Não julgueis que vim trazer a paz à terra. Vim trazer não a paz, mas a espada. Aqui nos parece um contra censo de Jesus, Ele que é a paz, trazer a guerra e a espada. Na realidade, Ele veio não para falar em flores, mas em Cruz. Ele nasceu e se fez homem como “sinal de contradição”, mexendo com a estrutura podre da sociedade, das famílias, dos corações, fazendo com que as pessoas fossem á luta pela busca do Reino. E é isso que devemos fazer, buscar o Reino com valentia e fé.
 
Mt 26 52Jesus, no entanto, lhe disse: Embainha tua espada, porque todos aqueles que usarem da espada, pela espada morrerão. Aqui a espada física de Pedro, que decepa a orelha de Malco. De que adiantaria hoje, pegarmos armas físicas para matar os inimigos de Deus, se nem sabemos quem são? Não têm placa na testa! Se aqueles que menos esperamos o podem ser? Nossa arma tem que ser a fé! Inabalável, e isso nós veremos logo a seguir.
 
Ap 215Tens também sequazes da doutrina dos nicolaítas.16Arrepende-te, pois; senão virei em breve a ti e combaterei contra eles com a espada da minha boca. Arrepende-te hoje, já, imediatamente, agora, este versículo é para hoje. O Apocalipse é hoje!
 
Ap 19  21Os demais foram mortos pelo Cavaleiro, com a espada que lhe saía da boca. E todas as aves fartaram-se da suas carnes. Isso aqui, cumpre o verso de Zacarias, que acima mostramos, sobre os 2/3 que serão eliminados. Está chegando o dia do Senhor.
 
Ap, 6 8E vi aparecer um cavalo esverdeado. Seu cavaleiro tinha por nome Morte; e a região dos mortos o seguia.* Foi-lhe dado poder sobre a quarta parte da terra, para matar pela espada, pela fome, pela peste e pelas feras. Já mostramos este cavalo recentemente. Ele está correndo célere hoje, marcando os filhos de Deus como se fossem gado, encurralando a todos em redis, preparando-os para a grande matança. A ele caberá matar 1/3 parte de toda a humanidade. Aguardem e verão.
 
Ap 6, 3Quando abriu o segundo selo, ouvi o segundo animal clamar: Vem! 4Partiu então outro cavalo, vermelho. Ao que o montava foi dado tirar a paz da terra, de modo que os homens se matass
em uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada.
Sim, os homens já estão se matando hoje, uns aos outros. O comunismo, em todo mundo, continua a matar, no silencio, sob a complacência da mídia. Milhares continuam caindo! Hoje!
 
Heb 11, 35Devolveram vivos às suas mães os filhos mortos. Alguns foram torturados, por recusarem ser libertados, movidos pela esperança de uma ressurreição mais gloriosa. 36Outros sofreram escárnio e açoites, cadeias e prisões. 37Foram apedrejados, massacrados, serrados ao meio, mortos a fio de espada. Andaram errantes, vestidos de pele de ovelha e de cabra, necessitados de tudo, perseguidos e maltratados, 38homens de que o mundo não era digno! Refugiaram-se nas solidões das montanhas, nas cavernas e em antros subterrâneos. 39E, no entanto, todos estes mártires da fé não conheceram a realização das promessas!
 
     Aqui São Paulo se refere à bravura dos antepassados, e coloco o texto para incitar a todos à bravura dos tempos futuros. Com Deus nós venceremos! Mesmo que um exército acampe contra mim, se com Deus, a quem temer? Tudo isso acima, irá acontecer em breve, pelas mãos dos que amam. Os antigos não conheceram de fato a realização desta promessa, mas alguns de nós, a poderemos ver sim.
 
     Todas estas condições acima expostas, de perseguição e de martírio, nós poderemos ter que enfrentar de novo, num futuro bem próximo. É difícil prever a extensão do drama, e saber até onde Deus permitirá ao maldito e seus sequazes avançar. Também impossível é dizer quem e quantos, se mil, se milhares, serão martirizados, mas verdade é que a terra ainda será lavada em sangue, antes que satanás se retire daqui. Uma só gota do Sangue de Jesus, seria suficiente para remir todos os homens, de todos os tempos. As outras todas que Ele derramou – e derramou todas – terão um preço de alto resgate. Falta muito, então para pagarmos toda a conta.
 
     Enfim, não poderíamos deixar de lado o texto de São Paulo aos Efésios, quem sabe este o verdadeiro motivo de todo este texto. E justo por isso, coloco do versículo 12 até o 20 – capítulo 6 – porque eles explicam no conjunto, a armadura do cristão, tudo aquilo que devemos nos munir hoje, para enfrentar a turbulência, e sem medo. E podem crer que a turbulência dá medo. Numa viagem de retorno da Europa, pegamos uma terrível tempestade sobre o Atlântico, com mais de quatro horas de duração, o avião subindo e descendo feito uma andorinha atrás de moscas. Medo? Mesmo que Nossa Senhora nos tivesse dito que estaria junto, podem crer, as pernas tremiam. Mas não se assustem: o que vem é pior... Maria está junto! Lá não aconteceu-nos nada, aqui também não!
 
Ef 6, 12Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares. Lembro que sim, o inferno já se faz presente, mas não de todo. Algo o detém ainda, e este algo é aquele que se assenta dignamente no trono de Pedro. Quando um indigno lá se assentar, então nada mais deterá as potestades das trevas, às quais Deus permitirá agir até o inaudito. É preciso então, estarmos munidos de armas perfeitas e eficazes, às quais as legiões do mal, não poderão combater. E São Paulo nos explica quais são elas:
 
*13Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis, no cumprimento do vosso dever. A armadura de Deus, é tudo aquilo que vem Dele. A verdade, a Palavra Eterna, a Igreja Católica – só ela – com seu Catecismo, com seus Sacramentos, com sua Tradição. Quem não tiver esta armadura, será varado por todas as espadas e dardos do inimigo. E não irá chegar à Nova terra. Nunca! Desafio a qualquer um, a me provar o contrário. Agora não adianta, nós discutirmos este assunto, porque agora
é tempo do Espírito e tempo de conversão. Sim, só no final saberemos! Quem achar que estou errado, que aguarde: nos encontraremos no final! Vivos, ou no Céu! Até lá!
 
14Ficai alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça, Cingidos com a verdade. Qual, ou que é a verdade? A verdade é aquilo que está na Palavra de Deus, no Catecismo e nos documentos que compõe a Doutrina da Igreja Católica. O resto é falsa verdade de homens, são doutrinas humanas, que levam ao abismo. Quem esta com esta armadura, não sabe que ela é de vidro.
   
15e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz. Vejam este apelo fortíssimo: Prontos a Evangelizar! Mas é preciso Evangelizar pela verdade, não pela mentira. Não adianta anunciar a verdade protestante – tem até site deles que se chama espada do espírito, coitados, espírito das trevas? Sim pelo menos quando atacam o Papa – nem mesmo aquela falsa verdade dos inimigos de Deus que se acham dentro da Igreja. Quem não é capaz de discernir a Doutrina que vem do Papa, e a dos maus, não está ainda com a Armadura de Deus, e precisa busca-la urgente. Estudando, principalmente rezando, para que o Espírito Santo lhe indique o caminho. Não pode haver erro!
 
 16Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Embraçai, ou seja, colocar no braço, o escudo da fé. Mas fé inabalável, confiança absoluta em Deus. Não somente crer, mas seguir, porque é o seguir que confirma o crer. Quem tiver medo, titubear, ficar em dúvida, dificilmente conseguirá passar incólume pela saraiva de flechas que o inimigo de nossas almas irá nos atirar. É por isso que Deus nos implora hoje, que nos preparemos espiritualmente para enfrentar as falsas doutrinas, as avalanches de lama que o inferno nos está atirando.
 
17Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a Palavra de Deus. Ainda na mensagem de ontem, Nossa Senhora voltou a pedir que nos muníssemos – que estudássemos – a Palavra de Deus, para que com ela e através do cumprimento dela, cheguemos à salvação de nossas almas. A Palavra de Deus é uma espada afiada, de dois gumes, que corta qualquer mentira. Nada pode com ela! Quem sabe revidar com um bom versículo bíblico, a quem o tenta convencer do contrário, faz-lhe imediatamente calar a boca. Podem perceber, a pessoa fica sem ação! Ninguém pode com a Palavra de Deus!
    
18Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos. Que outra coisa além do já exposto acima, que o Céu nos pede hoje, que não seja a oração, perseverante, contínua, em todos os lugares, todos os dias? Fazendo da vida uma oração? Quando a Mãe nos pede com tanta insistência, em todo mundo: rezem, rezem, rezem, é porque ela sabe o que vem. Sabe do poder da oração com o coração! E então confirma passagens das Escrituras, como esta de Paulo aos efésios, que pede vigília de suplicas, porque somente isso nos poderá dar forças para enfrentar a última batalha, a grande tribulação. E deixa os que nos criticam falar, xingar, berrar, maldizer, atacar... Eles não sabem o que fazem!
 
19E orai também por mim, para que me seja dado anunciar corajosamente o mistério do Evangelho.  Poucos, muito poucos são os que anunciam corajosamente o Evangelho de Cristo. Poucos, muito poucos são os que dão testemunhos de sua fé, de sua Igreja. Os que gritam com destemor – sobre os telhados – aquilo que Deus lhes fala, pela Palavra Sagrada, e pelo coração. Na verdade sabemos que Deus poderia fazer tudo sozinho, e também o sabemos, que Deus quer precisar de poucos, até para não assustar o inimigo, e o
deixar com esta pose de vitória antecipada. Ele que suba bastante! O tombo será maior! E será grande também, o tombo de todos os que o seguem! Acaso não está dito na Palavra, acima, que tombarão pela própria espada? Que fugindo, cairão sobre ela?
 
20do qual eu sou embaixador, prisioneiro. E que eu saiba apregoá-lo publicamente, e com desassombro, como é meu deverTodos nós somos embaixadores do Reino e prisioneiros da Palavra de Deus. Não era só dever de São Paulo pregar com desassombro – sem medo – e publicamente, mas também é dever nosso fazer isso hoje. Dar testemunho público da nossa fé! Testemunho não só falando e apresentando a verdade, mas dando testemunho de vida. Quantos milhares de falsos católicos debandaram para as seitas, em vista do comportamento errado dos seus pares? Penso que este é sem dúvida o motivo – não é motivo – mais comum entre todos, não só de fiéis, mas de maus sacerdotes.
 
     Noutra passagem das Escrituras, está dito em I Cor 9 16Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho! Ai de qualquer um de nós se não fizer isto. E olhe ao seu redor, amigo leitor, e veja quantos fazem isso? Se já 73% das pessoas nem mais pensam em Deus, só no dinheiro e na fama, se dos outros restantes, 26,9% pensam às vezes, sobra apenas 0,1% dos homens para ainda falar alguma coisa sobre Deus e suas maravilhas, sobre a proximidade do Reino que Vem, sobra a esperança, a alegria de que nos devemos encher, pelo fato de isso estar tão próximo! Bem, a graça será para pouco, também!...
 
     Nosso anuncio maior, não deve ser sobre as catástrofes que virão, mas sim sobre o Novo Céu, Nova Terra, onde habitará a felicidade para sempre. Eu não consigo entender como é que pais e mães deste tempo de desgraça, podem ficar sem tremer diante da negra perspectiva que se apresenta para seus filhos. Que esperança pode ter hoje uma mãe que estiver grávida – ai das mulheres que estiverem grávidas naquele tempo – sabendo que as coisas se desintegram à olhos vistos e o mal avança em avalanches sobre os povos? Ela não pode ficar indiferente diante desta imensa responsabilidade.
 
     Ora, todo pai, toda mãe, quer o melhor para o futuro de seus filhos, mas como abrir – aos seus filhos – o véu do futuro, se nele só aparece sombras, névoas, nuvens espessas, escuridão sem fim?  Aqui entra então a nossa iniciativa, até porque não somos mais deste mundo! Só moramos aqui! A espada do espírito é a palavra de Deus, e ela contém a verdade. É preciso compreender esta verdade, o que somente se consegue, estudando esta Palavra, pelo Espírito Santo. Mas não com espírito teologal e de orgulho. Não com a tentativa de mostrar novidades, mas sim com aquela capacidade humilde – mas sólida – de entender o simples, o pequeno, porém o mais fabuloso de todos os sentimentos: o amor de Deus!
 
     Quem mergulhar nele, beberá como vinho finíssimo, a largos haustos, o rio da vida. É tão fabulosa esta verdade santa, que nos assusta saber que tão poucos a compreendem. O tempo passa, o mundo avança em direção ao caos, e a humanidade não consegue ver ainda, e sentir, e viver, sequer uma centelha deste amor. Que você escolheria para ver na Nova Terra? Rios de leite? Mel finíssimo fluindo das pedras? Pão quentinho a brotar das plantas? Ou ver filhos de Deus brotando das pedras? Não importa o que você escolha, nada é difícil ou impossível para Aquele que é Amor em plenitude. E tudo Ele fará, para aqueles que O amam acima de todas as coisas. Mel, leito, maná, flores, perfumes!...
 
     Anunciemos este Reino de maravilhas. Dirão que você é louco! Dirão que você é um lunático e um sonhador. Dirão que você não sabe o que fala e perdeu o uso da razão! Não importa, continue afirmando a mesma coisa: O Reino Vem, e vem para dar o prêmio a todos os que souberem amar a Deus sobre tudo e sobre todas as coisas. E vem
para fazer sumir aqueles que O odeiam.
 
    Há um tempo para cada coisa, diz o Eclesiastes: agora é tempo de anunciar a Boa Nova. É tempo de lutar, não com a espada de nossa palavra humana, mas com as armas de Deus. A espada flamejante que sai da boca de Deus é imbatível: a Bíblia Sagrada!
 
Vamos à luta!.. Coragem, ânimo.... e boa esgrima!
 
Aarão
 
 



Artigo Visto: 2890

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br


Total Visitas Únicas: 3.974.926
Visitas Únicas Hoje: 184
Usuários Online: 40