recadosdoaarao



Biblia
Voltar




29/11/2005
A Nova Terra (2)


Biblia - 08 A Nova Terra (2)
Biblias - 08 A Nova Terra (2)

20331216 A NOVA TERRA (2)
 
     Imagine um mundo sem acidentes e sem mortes prematuras. Sem automóveis, trens, aviões e outros tipos de transporte violento, não haverá mais mortes no trânsito. Com isso, nunca mais a terra será regada por sangue humano como hoje, mesmo porque, corpos glorificados estão imunes a acidentes. E mais: sem automóveis e necessidade de transporte para que estradas a rasgar montanhas, e a poluir rios e destruir a fauna e a flora?
 
     Imagine um mundo sem a morteo último inimigo a ser vencido” por Jesus. Naquele tempo, a morte não terá mais o sentido como hoje de dor, de separação, com lágrimas e prantos, mas sim será apenas passagem. Quando a pessoa tiver cumprido o número dos anos de sua vida, o Pai Celeste a chamará para o outro lado. E será então apenas passagem para uma vida ainda muito melhor e ainda mais extraordinária. Quem sabe então esta passagem será celebrada como uma vitória. Com cantos e risos? Com música e flores?
 
     Imagine um mundo sem comércio. Onde não haja moeda, apenas o escambo e a permuta eventualmente. Somem, pois todas as casas de comércio de hoje, como tudo aquilo que elas vendem, significando o fim de um monstruoso aparato, voltado para a exploração e o lucro odioso dos juros de qualquer tipo. Com isso somem os bancos, as financeiras, as bolsas de valores e todo o aparato mundial voltado à exploração do dinheiro pelo empréstimo a juros extorsivos como hoje.
 
    Imagine um mundo da pequena indústria familiar. Nada se fará de supérfluo! Nada para encher o mundo de poluição e destroços. Pense você naquilo que poderá ser necessário! Panelas? Utensílios?
 
    Imagine mais longe ainda, um mundo sem a necessidade de grandes industrias de indústrias de calçados e tecidos, pois Deus tudo pode. O povo judeu ficou 40 anos no deserto, sem gastar seus calçados e sem ter que fazer novas roupas, pois as suas não desgastavam pelo uso, nem sujavam, e ainda cresciam junto com as pessoas. Se com eles, vivendo no meio do pecado Deus fez assim, quanto mais não fará quando não pecarmos mais?
 
    Imagine um mundo sem energia elétrica. Significa o fim de todas as usinas geradoras de energia, sejam hidro ou termoelétricas, além das atômicas e as de combustível fóssil. Significa o fim de todos os eletrodomésticos, como geladeira, freezer, TV e outros aparelhos. Significa o fim de todos os meios de comunicação como telefone, fax, internet, satélites e outros, Como não haverá mais noite, mas somente dia e muito claro, não se precisará mais de luz elétrica. Ou seja, fim de fios expostos que hoje enrolam a terra inteira, além de postes, torres e tudo que modifica a paisagem maravilhosa de Deus. Entretanto, toda a necessária comunicação será instantânea e perfeita. Todos ficarão sabendo de tudo o que é preciso.
 
     Imagine um mundo onde não haverá mais guerraspois nenhuma nação, jamais, pegará em armas contra as outras”. Isso significa o fim dos exércitos “pois as espadas e lanças serão transformadas em relhas de arado”. Significa o fim de tudo que é ligado à área de polícia, aos militares e também à justiça, como advogados, juízes e promotores. Na Nova Terra, estas pessoas não terão emprego. No mundo inteiro reinará a paz para sempre!
 
    Imagine um mundo onde não se coma nenhum comida degradante. Carnes animais? Provavelmente nem pensar! Quem sabe peixes? Claro, as pescarias! Seria ótimo? Acho, porém, que haverá coisas muito melhores. Falando nisso, os rios serão cristalinos, as águas voltarão a ser potáveis e abundantes e as fontes nunca mais secarão. Com isso os desertos reverdecerão e os charcos se encherão de vida. Isso porque o regime das chuvas será perfeito, sempre em ciclos exatos e sem grandes e bruscas alterações. E porque a terra voltará a viver permanentemente no
ciclo de Deus.
 
     Imagine um mundo sem desastres naturais de qualquer tipo. Sejam furacões, grandes enchentes, chuvas de pedra, avalanches, terremotos, desabamentos, ciclones ou vendavais. Onde estes, mesmo que acontecerem, não mais atingirão aos homens, pois, se tais coisas ocorrerem, estes terão meios de sair do raio de ação destas forças, uma vez que poderão se locomover rapidamente.
 
    Imagine um mundo, onde os animais não tenham medo dos homens, nem os homens dos animais. Onde “a criança brincará com a serpente venenosa”, onde “o leão comerá palha como um boi” e “o lobo e o cordeiro passearão juntos”. Então nós entenderemos os animais, conseguiremos perceber seus instintos e seremos capazes de nos comunicar com eles de certa forma. Então, nenhum animal nos fará qualquer mal, nem nós a eles. Então os animais carnívoros deixarão de ser – antes de Adão não eram – passando a se alimentar de frutos, plantas e sementes.
 
    Imagine um mundo, sem bactérias nocivas e sem germens causadores de doenças. Um mundo sem insetos prejudiciais, sem ratos, pulgas, piolhos, pernilongos e mosquitos que picam as pessoas, nem baratas e formigas que infestam casas, nem os gafanhotos que devoram colheitas e sem outros animais nocivos que tanto prejudicam ao homem. Um mundo, onde todos os animais, répteis e insetos nocivos, se existirem, não irão mais prejudicar nem atacar o homem, mas serão sustentados de forma diversa de hoje.
 
    Imagine um mundo apenas com esportes sadios. Com brincadeiras saudáveis, inocentes e alegres. Sem as competições acirradas de hoje. Sem os esportes radicais de espécie alguma. Sem nada que possa por em risco a vida, pois creio que ninguém quererá perdê-la. Nestes esportes, todos se tratarão com respeito, cavalheirismo, sem clima de revanche, guerra ou ódio, mas sim com perfeita harmonia e paz. Serão nada mais que brincadeiras inocentes, onde não haverá mais “ídolos” nem “campeões”, pois tais coisas levam ao orgulho e perdição.
 
    Imagine um mundo sem fronteiras. Onde não haja mais o sentimento bairrista de nações, de pátrias, ou povos, com idiomas diferentes, ou seja, com todos falando a mesma e única linguagem universal: A do amor! Também desaparecerá o sentido de raça – negros, brancos, amarelos – sendo todos um único povo, o povo de Deus e santo.
 
    Imagine um mundo cheio de Deus. Onde os homens viverão apenas para Deus. Onde todos os sentimentos estarão voltados para a obediência humilde ao Criador Supremo. Onde nunca mais haverá rebeldia contra o Criador. Nunca mais alguém o desafiará. Um mundo onde antes de tudo, haverá tempo de todos para Deus. Para a oração, para a contemplação e para a adoração. Um tempo onde os homens afinal viverão com Deus, em Deus e para Deus. Quando embora sendo ainda livres, os homens não desejarão nada mais que possuírem a Deus, Sumo Bem!
 
    Imagine um mundo onde haverá pouquíssimas profissões. Agricultor será uma. Músicos quem sabe. Donas de casa não, mas mães de família, como sempre deveria ter sido. Um novo tipo de sacerdote sem dúvida. Todas as outras profissões serão descartáveis. E Deus seja louvado que acabem os contadores como eu. Se eu viver nesta Nova Terra e se lá eu puder escolher uma profissão, escolherei servir aos outros. Acho que será maravilhoso! Hoje eu escolheria pescador, mas não deu! Eu queria que fosse de peixes, Deus quis que fosse de homens! Ele sabe o que faz!
 
    Imagine um mundo, onde os dirigentes do povo certamente serão escolhidos entre os mais santos e onde o poder temporal – quem sabe reis – será exercido concomitantemente com o religioso. Estes homens serão sábios entre os sábios, e terão no Temor de Deus a fonte de sua força e da sua sabedoria. Fica assim sepultada toda esta politicagem sórdida, podre, imunda e nefasta de hoje, assim como todos os partidos políticos voltados para a busca do poder e a velhacaria.
 
    Imagine um mundo sem dominadores e dominados. Um mundo sem sob
erba e orgulho! Um mundo onde não haja nunca mais estes governantes ineptos de hoje, voltados exclusivamente para o domínio sobre os outros, sem a preocupação do bem comum. Um mundo onde não haja poderes paralelos, nem comandos bandidos a ditar regras. Onde afinal as pessoas com cargo de comando, sejam eleitas sob as vistas de Deus, exatamente por serem os melhores – quem sabe os mais santos – entre os melhores.
 
    Imagine um mundo, onde todas as leis atuais, absolutamente todas, sejam eliminadas, assim como todos os 10 mandamentos da lei de Deus e os cinco da Igreja. Neste tempo, vigorará apenas uma lei eterna: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo! Ou seja, exatamente como deveria ser hoje. Será quando, amando a Deus de verdade, acabaremos por não pecar mais. E se, por uma infelicidade pecarmos, virá tão rápida a vergonha e o arrependimento e a contrição, e ainda tão pronto o perdão, que não quereremos de forma alguma ofender mais a Deus. 
 
   Imagine um mundo sem pessoas preocupadas com a fisionomia pessoal. Sem cosméticos e sem adereços nem enfeites. Um mundo sem modas nem modismos. Um mundo sem a idolatria e a busca do corpo perfeito. Um mundo onde o que valerá mesmo, não serão os aspectos externos, mas sim a estupenda beleza das almas, que serão puras, cristalinas e transparentes, pois o coração dos homens será puro amor.
 
    Que mais, enfim, você acrescentaria nesta lista estupenda? Que mais você gostaria que houvesse neste mundo maravilhoso e próximo? Sim, o Reino de Deus está próximo. E nós temos a chance de participar desta nova criação de Deus, porque vivemos num tempo de graças abundantes e bênçãos sem conta.
 
    Naquele mundo, os maus, os tíbios, os mornos e os infiéis não terão vez, e infelizes deles que não se apercebem disso hoje. E estes, muitos deles, quando se aperceberem será tarde demais. Então, Aquele que hoje se derrama em graças, em perdão e em Misericórdia, virá como juiz, para deixar o mundo num deserto e eliminar quase todos os homens da face da terra.
 
    O reino que vem é destinado não aos pecadores, aos que não querem se converter e que resolverem se decidir por satanás. O Reino que vem é destinado apenas a aqueles que querem ser SANTOS. Aos que se preparam já hoje, para viver em santidade. Aos que de todos os modos procuram se apropriar das graças abundantes que sobre nós são derramadas por Deus, mantendo as suas “lâmpadas cheias de azeite”, pois o Noivo vem!
 
    Quanto a seus amigos, parentes ou filhos, caso estes estejam hoje no meio daqueles que não querem de forma alguma viver em santidade, creia, eles não passarão para a Nova Terra de forma alguma. Eles podem até não se perderem eternamente – pois Deus é Bom – mas a rebeldia atual de muitos, em viver não em estado de graça, é sinal antecipado da sua rebeldia permanente. Então não restarão para a Nova Terra. 
 
    Eis que se Deus os deixasse permanecer na Nova Terra, seus descendentes acabariam por gerar uma nova raça rebelde, outros Caíns, outros Esaús, que mesmo vivendo na presença de Deus como eles viviam, e podendo falar como Ele como será no futuro, mesmo assim serão capazes de atacar e matar os Abéis. Eis porque, “um será tomado e o outro deixado”.
 
    Assim, com estas coisas todas, a terra inteira será feita um imenso paraíso. As pessoas todas, reunidas em famílias que se amam mutuamente, habitarão em lugares esplêndidos, rodeados de coisas lindas, jardins floridos e chácaras frutíferas. Não acredito, porém, que haja opulência e luxo nestas casas, uma vez que a diferença entre as posses familiares será mínima, quase imperceptível.
 
   A Nova Terra será acima de tudo alegria permanente. Será música e canto e paz! Será prece e louvor a Deus. Anjos e homens poderão cantar juntos, uma mesma sinfonia, que fará gelar até a espinha, daqueles que a ouvirem. A própria voz das pessoas soará diferente, não mais com qualquer tipo de rispidez ou rudeza, m
as sempre com doçura e amor. E quando ela cantar em louvor a Deus e à criação, os acordes e as notas de seu canto soarão como harpas, liras e cítaras – na voz das mulheres – e como órgãos e oboés na voz dos homens. Sim, os homens e mulheres daquele tempo, chorarão de pura emoção, apenas ao ouvir as próprias vozes nos cantos de louvor.
 
    A própria natureza em festa permanente, será um perfeito e perene hino de louvor à criação. Já não se ouvirá ali o grito da ave ferida, nem o balido final da gazela morta pela fera. Todos os animais serão pacíficos, e estarão unidos ao homem no mesmo clima de louvor perfeito. Os homens todos entenderão as maravilhas de Deus, viverão apenas para agradecer por elas e compreenderão enfim o verdadeiro projeto Dele para conosco.
 
   Embora não seja necessário o enorme volume de trabalho de hoje, não imaginem que o homem ficará sem atividade. Muito pelo contrário! Todos arrumarão ocupação plena de seu tempo, perfeitamente distribuída entre a oração, o louvor, o trabalho, a arte, o esporte e o lazer, especialmente no servir ao outro e amar. Creio que um dos mais perfeitos passatempos futuros do homem será admirar a natureza e se aprofundar no conhecimento e nas perfeições de Deus.
 
    Incrivelmente, até agora eu falei apenas de projetos simples e coisas pequenas. Até agora ficamos apenas na terra e nas coisas que nos rodeiam. O homem voltará a participar dos planos de Deus. O homem passará a conhecer os planos de Deus. E o homem poderá como planejar com Deus a criação de outros mundos, novos, deslumbrantes, num caminho onde a nossa inteligência mínima atual, quem sabe nem consiga compreender.
 
    O homem futuro mergulhará no Amor. Ele de tal forma estará imbuído de caridade e afeto, que isso contaminará de efeitos positivos tudo aquilo que o rodear ou ele tocar. Não haverá mais uma palavra ríspida ou uma crítica, nem grito de comando. Haverá apenas um crescer contínuo em santidade perfeita e amorosa, para impregnar a terra inteira e até o universo todo, de místicos perfumes.
 
      UM POUCO DE POESIA: E o homem voltará a ser novamente a nota perfeita da criação. Será coração! Ele próprio num pulsar sincronizado em Deus! Nas pautas do infinito, ele há de ser um canto eterno! Coração terno! E soando e vibrando, perfeita afinação, no diapasão do tempo! Então o ser humano há de cantar um hino de louvor perene ao Ser Divino, ao Único Maestro, ao terno Soberano. E quando soarem fortes os acordes máximos desta nota santa, e quando vibrarem os sons afinadíssimos de tal sinfonia, tal como os santos, então, iremos ver a nossa Mãe Maria, com alegria, vir cantar junto, e a nos ouvir o canto.      
 
    Milagre enfim, de puro encantamento, já não se ouvirão mais os gritos roucos, brados tampouco e altercação nenhuma, mas um só canto de pura alegria, uma só prece a cada novo dia, e a cada dia um novo e belo canto.
 
    Será o fim do pranto e do lamento! E quando a brisa murmurar, e o vento, que passam rente – e o nosso ouvido chia – a humanidade em um perfeito coro, há de cantar, pois já não haverá mais choro, há de sorrir, pois é um novo dia.
 
     E então você, qual um petiz, menino, há de brincar, pois já não há tormento, há de correr cabelo solto ao vento, enchendo o peito de ares renovados. Criança ingênua, pura e cristalina de alma – e afeto em tudo redobrado – em ternos sentimentos, há de explodir, mas de enternecimento, há de chorar, mas de contentamento, há de ter paz, pois já não há pecados.  
 
    No fim, um dia, lá no ignoto adiante, sem ter mudado em nada no semblante, sem ter que andar num passo claudicante, a gente der os derradeiros passos; então não haverá ninguém jamais aflito, lá, todos nós, de coração contrito, demandaremos pelo infinito, pois Deus virá nos receber nos braços!  FIM!
 
   Nós fomos criados para viver assim. Numa sinfonia perfeita e eterna. Este era o mundo de Adão, antes do pecado. E o novo mundo, depois do pecado, e sem jamais o pecado, há de ser melhor, pois Deus é Poder e de fazer melh
or. Claro que o Céu sempre será melhor que isto. Estar sempre junto do Pai é ainda muito melhor que este mundo passageiro. Mas creiam, alguns dias, ao menos alguns dias nesta Nova Terra, não fariam mal para ninguém.
 
     E agora uma CHAVE, imprescindível, para abrir este novo mundo: Só os santos entrarão nesta Nova Terra. Se você, meu amigo, imagina que, sem mudar radicalmente de vida, já agora, terá chances de chegar lá, está redondamente enganado. Se você, agora ainda, está apegado a qualquer bem deste mundo, acredite, você ficará também neste mundo e ponto final. Aqui e agora é chegado o grande momento de decidir seu destino.
 
    No Novo Reino, Deus será finalmente TUDO em todos. No Novo Reino, as coisas todas andarão somente no ciclo de Deus. Lá não haverá mais rebeldia, nem vontades próprias, mas sim uma só e santa Vontade Eterna: Seja feita a Vossa Vontade, na terra e no Céu. E este sentimento norteará todas as coisas. E todos serão felizes vivendo assim!
 
    Então, não se admire se com Deus formos a outros astros, outros firmamentos. Se com Ele pudermos passear espaço afora, admirando as Suas infindáveis e perfeitas obras. Sem a necessidade de foguetes ou tecnologias, sem a necessidade de adaptações, pois os limites não existirão mais. Em Deus, não há limite para nada! Mas só os bons os santos e os obedientes chegarão a ver, sentir, e viver isto tudo. Aqui neste planeta, como A Nova Terra!
 
     Por isso, seguramente, ficarão para trás todos os rebeldes e todos os desobedientes; também os cheios de vontades próprias; também os não humildes e todos aqueles que não querem ser crianças. Jesus falou que seria assim, não? Então preparemo-nos!
 
Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a Nova Terra! (Mt 5,5).
                       
Felizes os que crêem sem ter visto! (Jo 21,29)
 
Aarão!
 
 
 
 
ESCLARECIMENTO: haverá também um Novo Céu, e até um novo inferno, depois de passadas estas coisas todas. O Céu se diferenciará muito pouco desta Nova Terra tão linda, que chega para ficar. A morte será apenas passagem para algo ainda melhor.
 
O novo inferno não será de ódio, mas de REMORSO! Ou seja, ainda pior que o de hoje! Não poderão odiar, apenas lamentar as chances de salvação perdidas, por pura teimosia.
 
Mas não pensemos neles, e sim no Novo Céu e na Nova Terra. Este será o mundo dos que já hoje querem ser santos. Dos que amam a Jesus! Dos que servem a Deus!



Artigo Visto: 1866

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br


Total Visitas Únicas: 3.948.521
Visitas Únicas Hoje: 250
Usuários Online: 69