recadosdoaarao



Biblia
Voltar




25/03/2006
Trombeta Sofonias (1)


Biblia - 12 Trombeta Sofonias (1)
Biblias - 12 Trombeta Sofonias (1)


                                          TROMBETA DE SOFONIAS
 
Artigo escrito em 15/09/2002, que volto a colocar, pois resume tudo. Nele eu junto o que está no livro do Profeta Sofonias, com as mensagens de Elena Leonardi, discípula fiel de São Frei Pio, que comprovou a autenticidade de seu carisma profético.
Naquele dia, inspecionarei Jerusalém com lanternas, castigarei os homens que, sentados em sua borra, dizem consigo mesmos: O Senhor não faz nem mal nem bem! (Sof 1,12).
Sim, é isso que muitos blasfemos de hoje dizem: Deus não existe! Para que Deus? Sim, o homem de hoje diz de si mesmo: sou um deus... (Ez 28,2). Sim, o homem, esta cega e arrogante criatura, resolveu desafiar o Senhor Supremo de todas as coisas. Deus Vivo! Mal sabe o homem, que tem sido incrivelmente longo este tempo de misericórdia do Pai. Mal sabe o homem, que será extremamente curto e fulminante porém, o tempo da JUSTIÇA Divina! Ai, o Senhor diz:
Esperai-Me – oráculo do Senhor - até o dia em Eu Me levantarei como testemunha para... descarregar sobre eles o Meu furor, todo o ardor da Minha cólera; porque toda a terra será devorada pelo fogo do Meu ressentimento (Sof 2,8).
Sim, o homem, a maioria pelo menos desta humanidade corrompida, ainda não teve oportunidade de provar, nem mesmo um nadinha, desta perfeita justiça. Mas logo o terá... se não se converter e voltar a Ele pelo caminho do Amor! Nestes tempos em que o AMOR se derrama em bençãos sobre toda a terra. Neste tempo em que as graças são abundantes! Neste tempo em que a misericórdia é quase infinita! Neste tempo em que a ânsia do Pai em perdoar a todos, ultrapassa todos os limites e vai além de tudo aquilo que a nossa infinita miséria consegue imaginar. E assim, estes desafiadores, não perdem por esperar! Porque é certo, quando o Senhor vier exercer a Sua Santa Justiça, até...
O mais forte, soltará gritos de amargura, naquele dia (Sof 1,14).
Em nosso esforço contínuo de escrever e escrever, afim alertar as pessoas, tendo em vista    o grande momento que se aproxima para toda a humanidade, temos usado de todos os recursos que nos chegam as mãos. Na verdade, por tudo o que sentimos, o Pai não quer que os homens voltem a Ele pelo medo ou pressionados – e há dois mil anos que Ele aguarda isso com paciência - mas sim livremente, amorosamente e com toda a alegria de um filho que ama o seu Pai, e Deus. Assim, temos sempre procurado trazer mensagens de esperança, de misericórdia, todas sinalizadoras do amor do Pai, na expectativa de que funcione este forma de evangelização. E o tempo se escoa, o tempo urge! Entrementes o Senhor lamenta..
Oh, se Meu povo me tivesse ouvido, se Israel andasse em Meus caminhos!...(Sl 80,14)
Entretanto, aparentemente não temos tido sucesso. Parece que nada dá resultado. Os homens não ouvem! Os homens continuam sua caminhada cega rumo ao abismo, sem se darem conta de nada. Para muitos, aparentemente tudo vai “bem” e “normal”, tanto que tem se esmerado em dar respostas as mais variadas para todos os milhares de sinais que Deus nos envia, pois na verdade: tudo vai “mal” e tudo isso é “anormal”! Assim, quando mais nada lhes resta para esconder sua cegueira, acusam de “malucos”, de “catastrofistas”, de “profetas do Apocalipse”, a todos quantos tem olhos e vêem a realidade das coisas.
Claro, não temos a pretensão absurda de abrir os olhos de todos, mas se salvando uma só alma com este novo trabalho, já teremos alcançado nosso objetivo. Por isso, eu quisera aqui produzir um texto vibrante, forte, contundente, até mesmo agressivo, capaz de abalar a dormên
cia, prelúdio de morte, em que se acha a maioria das pessoas. Eis que o povo de hoje é testemunha da voz do profeta, pois acha mesmo que  Senhor não faz nem mal nem bem! Eis o que o Senhor diz:
 Eles não querem saber, nem compreender, andam nas trevas, vacilam os fundamentos da terra (Sl 81,5).
 Verdade é que, no fundo, a gente sabe que tem que ser assim. Mas, vendo as coisas acontecerem, não nos sentimos realizados cruzando os braços e aguardado que o caos se instale na terra, ou o delírio das massas arrase com tudo. Na iminência destes graves acontecimentos, é triste ver milhares de pessoas, por exemplo, fazendo previsões otimistas sobre os rumos da humanidade, sobre a economia, parece vivendo um mundo faz de conta, ou ignorando propositadamente a vizinhança da catástrofe, pobres avestruzes. Estes agem como os antigos hebreus que ridicularizaram de Noé, durante os 40 anos de construção da sua Arca. Até que veio o dilúvio e levou a todos. (Mt 24) Assim, já no horizonte do tempo se plantam negras nuvens, entretanto o falso brilho de satanás parece enganar a humanidade inteira. Para piorar tudo, as pessoas parecem decididas a calar a voz dos profetas antigos que avisam:
Vou em breve desencadear o Meu furor contra ti.. ó habitante da terra (Ez 7,8)
Leitores nos tem até questionado, pelo fato de darmos tanta certeza de que se avizinham densas sombras sobre o mundo. Dizem que não podemos dar esta certeza. Dizem que Deus é misericordioso e não permitirá que tantos males nos sucedam. Até mesmo quando em artigo anterior mencionamos a escalada do nosso “Everest” de sofrimento houve quem achasse a figura de linguagem muito forte. A verdade é que muitos não conseguem perceber a gravidade das coisas. Que, se Deus nos deu dois mil anos para o arrependimento e para a conversão, pode facilmente executar a Sua Justiça em apenas dois meses... um mês... dois dias... UM DIA... Um minuto! Sim, o Dia do Senhor! E...
.. o dia do Senhor virá como um ladrão (II Pd 3,10)
Somando todos os assuntos que já escrevemos sobre o Fim dos Tempos, sobre a forma insidiosa e maligna com que satanás e seus sequazes daqui da terra apertam o cerco sobre toda a humanidade, tivemos um único objetivo: mostrar que a civilização moderna é uma farsa monumental! De fato, ao pretender construir esta civilização sem Deus e as Suas leis de perfeição, o homem construiu aos poucos um labirinto, um emaranhado satânico, no qual está perdido e amarrado. No labirinto ele avança para um túnel cada vez mais negro, pois deixando-se guiar pela falsa luz de satanás, não percebeu que ela só pode alumiar o caminho do inferno; em verdade, o demônio só conhece este caminho! No emaranhado, como uma teia gigantesca, o homem acabou por se perder: leis confusas, sociedade confusa, enfim, um perfeito caos instalado em toda a terra; com certeza esta Babilônia é sinônimo perfeito de inferno. Porém, ouçam este grito do anjo:
Caiu, caiu, Babilônia a Grande. Tronou-se morada dos demônios, prisão dos espíritos imundos e das aves impuras e abomináveis..(Ap 18,2)
Voltamos aqui a pedir aos leitores, que abram novamente o artigo que anteriormente escrevemos, sobre La Sallete, que está neste mesmo site, e voltem a observar o mundo de agora pela ótica daquelas revelações de Nossa Senhora, feitas há 154 anos atrás. Nunca elas foram tão atuais. Nunca elas se fazem tão latentes. Ferve o mundo a nossa volta em ondas e rolos, bramam os povos entre lágrimas e prantos, gritam as gentes entre ais e gemidos. Furacões, terremotos, acidentes... mas por aqui, a maioria absoluta das pessoas, iludida, completamente cega, absolutamente amortecida, tem sido incapaz de reagir frente a tão grandes distúr
bios.
Verdade é que, com a aparente abundância de tudo, com esta aparência de progresso crescente,  com os avanços reais,  mas ilusórios, da tecnologia e da ciência e com o aumento do poderio bélico e militar dos povos, tudo isso somado, faz dar a todos uma ilusão de paz aparente e que nunca mais acabará. Nada mais falso! Já no seu 21º arcano, em La Sallete, Nossa senhora dizia: Esta paz entre os homens não será longa: 25 anos de abundantes colheitas farão esquecer que os pecados dos homens são a causa de todos os males que sucedem à terra. E não há mais dúvida: os 25 anos se esgotaram! Eles terminaram com o fim deste milênio passado. Nós entramos agora, definitivamente, na zona de turbulência final. Saibam todos...
Foi para excitar o Meu furor e para que a vingança seja cumprida, que espalhei seu sangue sobre a rocha nua e não na terra para cobri-lo de poeira (Ez 24,8)
Dois grandes ditados fizeram parte importante na minha vida, desde os mais ternos anos de minha infância. 1) Quando veres a barba de teu vizinho arder, ponha a tua de molho. Isso me fez sempre estar atento a tudo que acontece ao meu redor, e até o que acontece com os outros, para jamais cair na mesma esparrela; 2) Há sempre outro horizonte por trás da montanha! Isso me permitiu jamais aceitar secamente a primeira verdade, aquela aparente às vezes, pois busquei sempre achar o que se esconde por trás desta “verdade”. Com estes dois ditados na mente, tenho conseguido moldar grande parte da minha vida, para forma hoje um bloco tão coeso, quanto a minha miséria humana é capaz de carregar.
Para viver bem o primeiro, é preciso es tar atento para nada deixar passar despercebido. Verdade é que para muitas pessoas, pequenas modificações no clima, na natureza, no tempo, no regime das chuvas, no curso das aves migratórias e outros, passa literalmente despercebido. Estes literalmente incapazes de compreender e interpretar estes sinais. E, verdade seja dita, todos destes sinais e avisos vem de Deus, que sabiamente faz conduzir aqueles que “tem olhos e vêem, tem ouvidos e ouvem”. Para viver o segundo, nem sempre é necessário o cepticismo crônico ou a negação imediata.
As vezes, principalmente quando se torna escancarado, é possível se manter em guarda em relação aos fatos, pois, como disse, há sempre algo por trás de um fato. E isso me fez sondar em muitas direções, primeiro buscando a verdade, nos argumentos e teses humanas. Depois, quando literalmente enojei de livros mentirosos, análises burras de homens – embora “científicas” – acabei por simplesmente ficar por 10 anos sem ler mais nada. Neste tempo, apenas para agradar minha irmã, li um livro: E a Bíblia tinha Razão! E ela diz: Atenção!
Em Minha indignação, desencadearei um furacão, em Minha cólera vou mandar uma tempestade, em Meu furor de destruição... (Ez 13,13).
Sim, a Bíblia tinha, tem razão e terá sempre razão. Não que eu tenha tirado daquele livro especialmente, as correções de rumo da minha vida, - pois a minha conversão se deu com Vassula e a Verdadeira Vida em Deus - mas a verdade é que aos poucos me dei conta do quanto o ser humano é burro. Eis que satanás nos logra, engana, seduz e ludibria, porque ele sempre escamoteia, mente, e nós acabamos sempre por adorar uma mentira. Nós temos é preferido acreditar na mentira, porque dourada por satanás, ela tem seus atrativos.
Enquanto isso, a verdade de Deus, o verdadeiro e único Senhor de todas as coisas, essa tem sido posta de lado, porque mais difícil ou menos atraente. E a confusão entre tão opostos extremos, acabou por fazer o homem optar pelo mais “fácil” aparente de satanás, que parece estar sempre mais presente em nossas vidas, que pelo “difícil” de um Deus, que representa muitas vezes algo distante, ou alguém que n
ão se preocupa com as criaturas. Entretanto...
 O Senhor será um refúgio para o Seu povo, uma fortaleza para os israelitas(Jl 4,16)
 Sim, a humanidade é burra. Nós somos perfeitos idiotas! Mentecaptos do maior quilate! Como não percebemos que é tão mais fácil seguir aos 10 mandamentos da Lei de Deus, que as 300 mil leis, medidas, decretos, pareceres, acordãos, códigos, etc. etc. etc., e toda esta parafernália “legal” e “ética” que o homem inventou? Como não percebemos que é tão mais fácil “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”? Prova absoluta de falta de miolos! Entretanto, esta estupidez toda, não poderia de forma alguma chegar aos extremos da insânia que hoje domina a terra. Ela clama aos céus. Verdade é que, mesmo com todo nosso esforço, parece, não conseguimos mais abrir os olhos de ninguém! Talvez porque a gente sempre pense em colher... quando a colheita é apenas do Pai! Quem sabe? Entrementes...
 Aproximam-se os dias em que estas visões se hão de cumprir...(Ez,12,23)
 A PARTIR desta altura do texto, vamos fazer dois acordos com o leitor:
1) Se você é convertido, se já mudou de vida, se já fez uma revisão completa de sua vida num confessionário, NÃO PRECISA ir adiante. O texto só pode deixá-lo angustiado!
2) Mas se você ainda não pensou em mudar de vida, se persiste em achar que o mundo assim está bom, então você DEVE PROSSEGUIR. Mas atenção: o texto é forte!
 Para você então, que prossegue na leitura, vamos fazer um experiência literária, para ver o resultado. Como nosso intuito é chocar o leitor, isso é, converter pela dor, após cada parágrafo de nossa autoria, vamos intercalar textos de mensagem particular, de uma já antiga confidente, mas atual, chamada Elena Leonardi – Edições do Parvis – Hanteville/Suiça, tiradas do livro “O Triunfo de Maria”. Como temos muitos motivos para acreditar nestas mensagens, não tememos as divulgar, pois afinal batem com outras tantas revelações, principalmente com tudo aquilo que os profetas antigos falaram sobre o DIA DO SENHOR.
 Em seu livro, ela traz a descrição de centenas de visões e de mensagens, principalmente de Nossa Senhora e de Jesus, com uma grande clareza e riqueza de detalhes que impressiona. Relataremos apenas a parte do “terrível”, deixando propositadamente de lado a parte do “bom” que Jesus e Maria lhe transmitem. O texto dela vai grafado em itálico dando apenas a data em que foi transmitida. As nossas observações, irão em letra “times roman” normal. Seguindo ao texto, e para reforçar, vamos inserir sempre uma pequena “trombeta” do profeta Sofonias.
 Queremos que cada texto dessa revelação, seja como um MARTELO, que vá batendo na cabeça do leitor, afim de que ele perceba a gravidade de nosso tempo e a iminência de tudo isso: Ouça o primeiro texto!
 09/05/1973 – A humanidade associou-se ao demônio. Os padres, tranqüilos e sem preocupações, me pisam aos pés e deixam fazer tudo(...) Durante dias a escuridão cobrirá a terra. O Céu ficará velado pelas chamas, a terra tremerá, desencadear-se-ão grandes tempestades, os homens perecerão, as nações serão transtornadas e muito sangue será derramado.
Sof 2, 1 avisa: Curvai-vos, curvai-vos, gente sem pudor antes que nasça a sentença!
 Vejamos agora as mentiras da sociedade moderna: NA ECONOMIA!
 Tenho verdadeira pena dos tais de analistas de mercado, dos agentes financeiros, dos administradores de fundos e todos aqueles que fazem hoje previsões econômicas otimistas. Sabe, para mim esta gente está num outro mundo. Eles, parece, não moram aqui, mas sim num planeta distante e nebuloso, onde o faz de conta é a chave, a cegueira a tônica e a estupidez completa o indicativo de sabedoria. Esta gente, parece, é fabricada de uma bitola di
ferente, de tal forma constituída, que é capaz apenas de produzir fantasias e criar sonhos.
 E lá vão os gananciosos, os investidores e todos os “oportunistas” de plantão, cegamente atrás de suas sugestões de investimentos, na verdade ilusão e fantasia. O certo é que, mesmo dentro da área econômica, há sinais tão claros de afunilamento da crise mundial, que apenas alguns deslumbrados são capazes de ficar eufóricos com meio ponto de queda na “prime rate”, a taxa de juros americana, ou com alguma “dica” mirabolante do Alan Greenspan, o todo poderoso chefe do “Federal Reserve”. Ouça bem:
06/07/1977 – Este mundo perverso é como um dragão que persegue os crentes que se recusam a essa idolatria. Ele procura fazer-vos cair na armadilha.
Sof. 1, 11 – ... porque todo o povo de mercadores foi aniquilado!
 Quanto, pela manhã, os jornais da TV no Brasil, trazem aqueles engravatados senhores, tão distintos em seus belos ternos, pose de manequim, emitindo seus pareceres econômicos, a mim me abate uma tão grande vontade de rir que penso: se não são eles que estão noutro mundo, sou eu! A coisa fica pior ainda, quando quem dá este parecer é uma mulher. Nada contra o belo sexo, mas mulher pousando de economista é a mesma coisa que mulher fumando pela rua, ou sentada num banco da praça de perna arreganhada. Ridículo para o homem, três vezes mais para as mulheres.
 Quando vejo esta gente, falando com uma empáfia de causar espanto, com rompantes de ufanismo e pesudo cultura, coro de vergonha por pertencer à mesma raça, pois entendo que, do alto das Montanhas da Lua, na África, alguns gorilas são mais sábios. Que, do alto de sua estúpida paciência, alguns rocinantes, pensam melhor. Senhor, quanto disparate! Eles próprios sabem, que basta um pequeno cochilo bem estudado, ou um ronco proposital do vovô “Greenspan”, e já todas as suas “certezas absolutas” fazem xixi nas calças. Imediatamente! As vezes não dura nem um dia sua previsão! Por isso:
28/05/1977 – Nesta luta sacrílega, por causa dos prazeres desenfreados, impulsos ferozes e resistência férrea, será derrubado tudo o que foi feito pela mão do homem... Grandes chamas se elevarão, destruindo imóveis inteiros. A terra desmoronará como areia movediça.
Sof: 2,2: Curvai-vos, antes que caia sobre vós o ardor da ira do Senhor!
Noutro dia assisti a uma cena do Gugu, onde tentavam introduzir à força um avestruz no auditório. O bicho emperrou e não ia de jeito nenhum. Ai o tratador, pegou em um capuz preto e o colocou sobre a cabeça daquele estúpido bípede emplumado. Ele foi que foi! Se o jogassem num despenhadeiro ele nem sequer ensaiaria um bater de asas. Assim são, de certa forma, estes condutores da economia mundial. (Falo não dos que realmente mandam por trás, mas sim dos que tentam parecer comandantes). Todos tem um belo capuz preto na cabeça de tal forma que são incapazes de compreender a verdade. São como aquelas estúpidas alimárias, nas quais se põe um “tapa” no lado dos olhos, quando se as quer bem conduzir.
Assim, elas são obrigadas a olhar apenas para onde o dono quer. Do mesmo modo agem estes que, conduzidos pela besta, só vêem para a frente. Nada para os lados, nada para trás, nada daquilo que é verdade, apenas mentiras. Coisa nenhuma da realidade que as cerca. Vêem apenas cifrões, números, índices de crescimento, taxas de desemprego, bolsas, pregões e uns tantos outros alfarrábios de “economês”, coisas que eles próprios inventam, exatamente tudo aquilo que se usa, quando não se quer explicar coisa alguma. Enfim, tem sempre uma resposta tola para tudo. Por causa destes cegos..
18/06/1973 – Uma revolução está às portas do mundo e nenhum braço humano pode dete-la! Miséria, fome, doenças, perseguições, acidentes, tremores de terra, inundações desmoronamentos que devastam o mundo, fogo do céu, mares transbordando, o sangue correndo por todas as ruas. (...) As igrejas serão devastadas, os padres feitos prisioneiros e m
assacrados, o Papa será derrubado!...
(refere-se aqui, a um Pedro futuro, que segundo muitas profecias atuais será destituído em breve)
Sof 2,2: Curvai-vos, antes que caia sobre vós o dia da indignação do Senhor!
Vejamos a crise! Examinemos um pouco o panorama econômico da Babilônia: Primeiro o Brasil! Há 40 anos atrás, antes dos governos militares, tínhamos uma dívida externa de apenas US$ 3,5 bilhões! Hoje passa de US$ 200 bilhões, embora tenhamos pago mais que isso nos últimos 10 anos só de juros. Da mesma forma a dívida interna. De uns US$ 10 bilhões, há quarenta anos, hoje passamos dos US$ 500 bi. Ora, no ano passado a arrecadação total de impostos foi de R$ 212 bilhões enquanto nossa dívida interna soma já US$ 700 bi. Multipliquemos isso por R$ 2,00 a cotação de hoje no dólar e temos a fantástica soma de R$ 1.400 trilhões de reais. Ou seja, precisaríamos de 6,6 anos inteiros de arrecadação total, sem pagar nada nem ninguém durante este tempo, apenas para quitar a dívida já existente.
 Se formos acrescentar agora uma taxa média, interna e externa, de apenas 2% de juros ao mês,(na taxa de juros de 15,75% do mercado de hoje, só a “Velhinha de Taubaté” acredita) teríamos no final de um ano um valor de R$ 365 bilhões de reais, ou seja um bi de juros por dia. Será mesmo que a vovózinha de um destes analistas irá um dia estancar esta sangria? Que mago Greenspan, ou fantoche Lula será capaz de tirar o país deste enrrosco? Você acha mesmo que a besta, justo ela, a bandida, a mãe de todos os ladrões da terra, haverá de perdoar esta dívida algum dia? Não! Ela não perdoará, nem que nós lhe demos a própria vida, nem a nossa alma, nem a alma de nossos filhos! Entendeu? Nunca! É por causa disso, para que o povo acorde para a realidade, que já estão acontecendo...
20/01/1975 – Muitas inundações, casas destruídas, muitos mortos, uma revolução, muitas bombas explodindo, causando inúmeros estragos, chamas do céu, muitos demônios ao lado dos bandidos... a cólera de Deus se desencadeia sobre o mundo inteiro!
Sof: 1,15: Este dia será um dia de ira, dia de angustia e de aflição..
 Pegue agora esta imensa crise brasileira e multiplique-a em pior para muitos países. Divida, some, subtraia, tire a prova dos nove e extraia a raiz quadrada de tudo e obtenha o número do caos na terra. Este é o número verdadeiro da Babel que aqui instalamos. E mais: tomemos ainda o todo poderoso e opressivo EUA e seu sujo dólar como modelo. Veja como treme o iene japonês diante dele! Veja o marco alemão o quanto é subserviente diante de sua majestade o US$ dólar? Da mesma forma a libra esterlina, a lira italiana... e o mísero real, enfim, todas as moedas do mundo. Compreendam o quanto poderosa e escravizante é esta verdadeira “divisa” de satanás!
 Todo o mundo se curva ante seu poder avassalador. Eis então a imagem da besta (Ap 13,15), diante da qual se prostram todos os habitantes da terra: o deus o DÓLAR! Não é a toa que o presidente Roosevelt teve o desplante de colocar o olho do demônio, da besta, na nota de US$ 1:00. É essa a besta que faz o mundo tremer. E ai vem aqueles “analistas” que ignoram propositadamente todas estas verdades, a dar seu pareceres faz de conta. Quanta estupidez! Você acha que o Tio Sam, algum dia, largará de bom grado esta arma poderosa com a qual dilapida e extorque as nações da terra? Com a qual bebe o suor dos pobres do 3º Mundo e suga o sangue dos miseráveis? Jamais! Por isso...
  02/03/1975 – Logo vereis sinais terríveis no mundo, que trarão confusão, lágrimas, lutas, dores: fortes tremores de terra vão engolir cidades e aldeias inteiras ... Muitas revoluções irromperão e as ruas ficarão vermelhas de sangue. O Papa sofrerá muito! Mas o castigo dos ímpios não tardará e esse dia será terrível, medonho. A terra tremerá e sacudirá toda a humanidad
e. Os maus perecerão nos terríveis rigores da justiça de Deus.

   Sof 2, 15: Este dia, será um dia de ruína e devastação, dia de trevas e escuridão..
    Outra arma da besta: AS BOLSAS! Façamos outra conta do monstro: as Bolsas de Valores! Qualquer sujeito, com um mínimo de bom senso, perceberá logo que ela se trata da mais monstruosa máquina de acumular fortunas que se tem notícia na terra. Basta que um grupo se apodere de seus mecanismos, basta que alguém - mal intencionado por certo - detenha o controle da fonte de boatos, o único e verdadeiro combustível que movimenta esse monstro, para que ele detenha as rédeas de toda a economia mundial. Veja que, nos tempos em que eu era cego, durante cinco anos mais ou menos apliquei diariamente nas bolsas de valores. Mas a verdade é que, por mais que insistisse com o meu “corretor”, ele  jamais foi capaz de me explicar como funcionava aquela coisa maldita. E porque muitos se entregam de corpo e alma ao deus dinheiro...
17/01/1979 – Uma infinidade de almas, ao lado de satanás afirmam: não há Deus. Atacam a Deus em todo o Seu poder. O Céu inteiro se indignou com isso... tudo desmoronará. Naquele dia...
Sof 1,17: Mergulharei os homens na aflição e eles andarão como cegos, porque pecaram contra o Senhor!
 Pois ele não sabia, mas eu sei. E porque descobri, cai fora! Amigos: a Bolsa de Valores é na verdade, o maior mito, a coisa mais falaciosa, mais estúpida e mais burra que há na economia mundial. Arapuca monstruosa, ela não é, nunca foi e não será jamais um “termômetro” da saúde das empresas, como tentam nos impingir, mas sim uma bela e dourada pílula de enganar incautos para lhes surripiar as economias. Ela foi criada, exatamente para ser o instrumento pelo qual os “condutores da destruição” podem quebrar a espenha econômica do mundo em apenas alguns dias.
 É só este o objetivo da bolsa. Você acha mesmo que os malditos que hoje manipulam capitais vagabundos de mais de US$ 4 trilhões, vão algum dia se dar por satisfeitos e devolver  que roubaram? NUNCA! E mais, cada ponto de subir e descer o Dow Jones ou o Nasdaq, ou de qualquer outra bolsa do mundo, é truque da besta. Saibam os incautos, que a cada pulso destes a besta negra suga as economias de mais alguns gananciosos, e lhes suga até as almas. Ouçam pois a voz do Senhor:
 Fim da primeira parte.
Não deixe de ler as seguintes. São profecias assustadoras.



Artigo Visto: 2415

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br


Total Visitas Únicas: 3.974.926
Visitas Únicas Hoje: 184
Usuários Online: 46