recadosdoaarao



Cartas
Voltar




14/09/2012
Sobre a comunhão


Cartas - Sobre a comunhão
14/9/2012 15:35:55

Cartas - Sobre a comunhão


 

Caros,



      Há tempos percebo que há um assunto muito controverso dentro da Igreja e tem gerado muita divisão, principalmente entre os grupos e não é diferente no salvai almas. Eu poderia deixar passar e optar pelo silencio, mas nesse caso é preciso alertar e compartilhar o discernimento dado por Jesus e Nossa Senhora ao Cláudio que também é o discernimento do Papa, ou seja, da Igreja atual 



O que vou transcrever vai de encontro ao que muitos videntes já disseram, portanto temos que ser coerentes: ou cremos nas mensagens passadas ao Cláudio ou acolhemos outros videntes e causamos mais divisões e confusões. Mais do que crer, é seguir a Igreja!



Jesus disse ao Cláudio:



"Também os que se dizem apóstolos, videntes ou confidentes, muitas vezes agem de acordo com os propósitos dos destruidores da Igreja, endossando-se uns aos outros e formando juntos, uma barreira anti-eclesial e anti-clerical. E a Igreja vai se dividindo...partindo-se aos pedaços"



 Atualmente tem se questionado muito as mudanças provocadas pelo Vaticano II, principalmente da "ala tradicional conservadora", isto é, aqueles que hoje só frequentam a missa no rito tridentino e se recusam a ir na missa nova e criticam os vários movimentos dentro da Igreja Católica. Isso por si só já é divisão e rebeldia, pois estão questionando o poder da Igreja de fazer as mudanças que forem necessárias. Me desculpem, os que não se enquadram, mas de modo geral, sao revoltados. Veja as mensagens sábias de Jesus ao Claudio, esclarecendo este fato. Vou repassar alguns trechos de varias mensagens de 1999 passada a ele que se encontram no " O livro 2", por isso poucos têm conhecimento dessas mensagens e do discernimento correto. É uma catequese!



"Sempre que a Igreja opera mudanças - e isto desde os primeiros tempos - a rebeldia contra os novos regulamentos se faz presente! E não é diferente agora, quando a Igreja, na tentativa de proporcionar caminhos mais abertos a seus filhos, é combatida, ridicularizada e desprezada. Os que se acham donos da verdade, os auto-suficientes, jamais aceitarão qualquer lei ou fórmula que não se encontre de acordo com suas ideias e criam problemas, causando divisões ou cismas."



Pensem nas criticas que recebem a RCC, na comunhão na mão, na mudança do rito, nas formulas dos sacramentos e também nas desobediências de sacerdotes e bispos...



"Pois que falei eu a Pedro? Tudo o que ligares na terra, será ligado no céu e tudo que desligares na terra, será desligado no céu! Portanto, a fórmula pertence à Igreja e a ela cabe decidir como administrar. Fórmulas não existem na Bíblia! Fórmulas a Igreja constitui com todo o poder que lhe foi outorgado por Mim, quando dei as chaves a Pedro! Portanto, qualquer ato rebelde, será levado em conta pelo Pai, pois sabe Ele, que tais atos vão contra as regras estabelecidas e que tais atos rebeldes atingem a figura de Pedro, colocado e instituído como autoridade máxima na terra, para decidir o que é bom ou não para os filhos"



Portanto, caros, ambas as missas são válidas. As fórmulas procedem, o que entristece Jesus, no entanto, em qualquer tipo de missa, são os corações dos fiéis e de seus sacerdotes, que muitas vezes não creem mais no sacrifício da missa ou não aceitam as mudanças na Igreja.



 



As rebeldias que Jesus fala: Comunhão espiritual



Jesus fala de duas razoes que levam as pessoas a não comungar!



1º - Julgam os ministros "É mais triste ainda quando, quando pessoas não me comungam, porque as espécies estão sendo distribuídas por este ou aquele ministro: As pessoas que julgam os ministros são réus de pecado...e não podem comungar com ninguém, pois há falta grave em seus corações. Mas dizem comungar espiritualmente... São réus de culpa 



2º - comunhão na boca - "Há pessoas que comungam espiritualmente porque o sacerdote não administra a comunhão na boca! Ora, filhos, não consta na Biblia e nem mesmo Eu falei isso, quando institui este Sacramento, que deveria ser assim!"



O discernimento correto dado por Jesus, portanto é.....



"Se, no entanto, por ato humilde, preferirem comungar diferente dos outros, combinem antes com o sacerdote que saberá entender. Se, contudo, Não concordar, sejam a ele submissos, pois é Minha Igreja presente ali!"



Portanto, a obediência é tudo! Hoje o Papa Bento 16 permite as duas formas: mão e na boca. É melhor assim para não haver mais divisão!



Veja o que Jesus explica sobre as mãos



"Se achais que vossas mãos são impuras - a ponto de não Me querer receber com elas - lembrai-vos de que as impurezas delas partem de vossos corações, pois as mãos não tem capacidade de serem impuras e se o são, é por causa de vossos corações...e então, não estais preparados para receber-Me, nem em vossas mãos, nem em vossas bocas!"



"Tais atos de rebeldia contra as autoridades, estão contribuindo para a divisão da Minha Igreja e disso o Pai acertará também contas, pois Eu fundei a Minha Igreja una, santa, apostolica e institui Meus pastores, instruindo-os e ainda hoje o faço, através do Espirito Santo, para que lutem sempre por este ideal de unidade. Não sejam rebeldes, filhos, sejam submissos! Não dividais, pois nesta divisão, podereis ser o grande esquecido do Pai!" 



Muitos dirão que a comunhão deve ser na boca para evitar que façam aberrações com a hóstia, devido à macumbas e outras coisas que se fazem ao Corpo de Cristo!Se os abusos se espalharem, o Papa Bento 16 pode vir a permitir somente comunhão na boca, aí sim!



Nossa Senhora também faz o discernimento! Ela disse "Mas sempre, em todas as épocas, este Sacramento tão Santo foi vilipendiado! E multidões que O recebiam só na boca e ajoelhados, O recebiam de corações impuros! E hoje também!(..)"



Ou seja, de qualquer jeito, se na boca ou na mão, se recebia de forma errada, pois o que importa é o coração! Por isso que Bento 16 e João Paulo II permitem os dois! Bento está em perfeita união com Cristo! Os sacerdotes deveriam fazer diferente de Cristo? E os fiéis desobedecer? 



Palavras da Mãe de Deus:



"Observai a submissão de vosso Papa João Paulo II: ele distribui o Pão, tanto na boca, quanto na mão! É que ele administra a comunhão para os corações!"



A mãezinha explica: "Não vos preocupeis, portanto, com as mudanças nas fórmulas: Jesus repartia o pão e o distribuía entre os presentes! Os apóstolos partiam o pão e o distribuiam entre si! O Pão era o alimento do coração, da Vida... e não das mãos ou língua!"  



Um alerta....da Mãezinha: "Se todos comungassem de corações puros, ao invés de se preocuparem com formulas, a Igreja estaria sólida e forte!"



Palavras da Mãezinha



"Segui a Igreja, no seu Catecismo"



"Amai vossos sacerdotes! São eles os escolhidos para a missão. O Pai os escolheu e só ao Pai cabe corrigi-los!"



"Rezai por eles! Não criticai, pois as pedras ferem-Me também e ferem a Jesus!"



"Cuidado então filhinhos, quando ouvirdes isso ou aquilo: a verdade está com o Pai! Quem conhece cada coração?"



"A Santa Missa, o maior dos sacrifícios, vivifica e embeleza a alma. A maneira de celebra-la cabe À Igreja determinar! Se o sacerdote reza de "frente" ou de "costas", o sacrificio é o mesmo. Meu filho costumava ficar sempre de frente para o povo: olhava nos olhos de cada um!(...) As acusações contra os sacerdotes ou contra os movimentos, estão colaborando para o esvaziamento das igrejas...e, quando vazias, servirão de pistas de dança para os demônio. 



"Todos os movimentos ou grupos precisam lutar pelo mesmo ideal: a unificação da Igreja!.. e isso, com a orientação da própria Igreja." 



"Quem não se adaptar em um grupo, engaje-se em outro, pois todos os movimentos foram criados por inspiração do Espirito Santo e todos os filhos de Deus se poderão adaptar em um deles, escolhendo o que melhor lhe aprouver. E por isso existem muitos... para todos os gostos...mas a nenhum deles foi dado o direito de ser, apenas ele, o verdadeiro, pois todos o são e de acordo com as suas finalidades. E todos recebem o Espirito Santo, para serem instrumentos de uma Igreja sólida! Não podem pois, fecharem-se em si mesmos, mas abrirem-se para a finalidade de Deus: A UNIFICAÇÃO DA IGREJA!" 



 As mensagens mencionadas são de 1999 com os titulos "EUCARISTIA I, EUCARISTIA II, AS MÃOS, Igreja: Una e Santa". 



O que diz a Igreja? 



Missal Romano“161.     Se a Comunhão é dada sob a espécie do pão somente, o sacerdote mostra a cada um a hóstia um pouco elevada, dizendo: O Corpo de Cristo. Quem vai comungar responde: Amém, recebe o Sacramento, na boca ou, onde for concedido, na mão, à sua livre escolha. O comungante, assim que recebe a santa hóstia, consome-a inteiramente.”



CONGREGAÇÃO PARA O CULTO DIVINO E A DISCIPLINA DOS SACRAMENTOS  - REDEMPTIONIS SACRAMENTUM : [92.] Todo fiel tem sempre direito a escolher se deseja receber a sagrada Comunhão na boca[178] ou se, o que vai comungar, quer receber na mão o Sacramento. Nos lugares aonde Conferência de Bispos o haja permitido, com a confirmação da Sé apostólica, deve-se lhe administrar a sagrada hóstia. Sem dúvida, ponha-se especial cuidado em que o comungante consuma imediatamente a hóstia, na frente do ministro, e ninguém se desloque (retorne) tendo na mão as espécies eucarísticas. Se existe perigo de profanação, não se distribua aos fiéis a Comunhão na mão.[179]”



Por fim, quem fala é o Papa Bento XVI. Em entrevista concedida em 2010 ao jornalista alemão Peter Seewald, ele explicou porque, muitas vezes, em seu pontificado, administrou a Sagrada Comunhão na boca e de joelhos.



“Não sou contra a Comunhão na mão por princípio: eu mesmo a administrei assim e a recebi também desta maneira. Fazendo com que a Comunhão seja recebida de joelhos e que seja administrada na boca, quis dar um sinal do temor e colocar um ponto de exclamação acerca da Presença real. Não por último, porque justamente nas celebrações de massa, como aquelas na Basílica de São Pedro ou na Praça, o perigo da banalização é grande. Ouvi falar de pessoas que colocam a Comunhão na bolsa, levando-a quase como se fosse um souvenirqualquer. Num contexto semelhante, no qual se pensa que é óbvio receber a Comunhão – da série: todos vão lá na frente, então também faço o mesmo -, queria apresentar um sinal forte, isto deve ficar claro: ‘É algo particular! Aqui está ele, diante dele é que caímos de joelhos. Prestem atenção! Não se trata de um rito social qualquer, do qual se pode participar ou não’.”



Elaborei este e-mail porque percebi que era uma necessidade e também são assuntos recorrentes na Igreja. Viram que não é nenhuma visão pessoal, mas totalmente voltada às mensagens de Jesus e Nossa Senhora e em unidade com a Igreja!As mensagens completas devem ser melhor compreendidas por todos com a ajuda do Espirito Santo! Estão no site do Arnaldo, de 2008 :  



http://www.recadosaarao.com.br/artigo_ler.asp?id_artigo=2452



O Arnaldo tem sua opinião pessoal de preferir a comunhão na boca, mas esclarece seu posicionamento e está ciente de todas essas mensagens ao Cláudio : 



http://www.recadosaarao.com.br/artigo_ler.asp?id_artigo=2441



Sabemos que a Igreja proibiu no passado a comunhão nas mãos, mas como Jesus falou "tudo que desligares na terra, será desligado no céu", hoje a Igreja, portanto ligou e permite a comunhão na mão!



 Importante prezar pela unidade e cultivar a obediência e a humildade!



A Paz de Jesus e o amor de Maria!



Que a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja sempre com você!



Ana Carol



 



"Quanto mais e melhor souberes, tanto mais rigorosamente serás julgado, se com isso não viveres mais santamente" (A Imitação de Cristo)



 




Artigo Visto: 3971

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br


Total Visitas Únicas: 4.025.737
Visitas Únicas Hoje: 57
Usuários Online: 40