recadosdoaarao



Recados
Voltar




20/11/2013
Sobre os livros


Recados - Sobre os livros
20/11/2013 17:46:54

Recados - Sobre os livros


 SOBRE OS LIVROS



   1 - Devido a uma situação anômala que está ocorrendo em relação aos pedidos de livros, eu volto mais uma vez aos amigos divulgadores, para que nos mantenhamos sintonizados.  Eu coloquei no site um aviso pedindo que os que tivessem solicitado livros ultimamente que, se pudessem, colocassem em dia suas continhas, porque aqui eu vivo de migalhas. Eu separei minhas contas pessoais desta 55655-6, e simplesmente não consigo ter lucro nos livros, então cada R$ 1,00 real que deixa de ser pago, significa para eu ter que colocar dois ou até cinco livros a mais, para recuperar o prejuízo. E com isso rolando a dívida para diante.
   Naturalmente que os preços baixos que praticamos, são únicos e também é única, em todos os movimentos, a forma como enviamos tudo em confiança, sem cobrar antecipado.  Vejam que eu tentei isso no começo, mas não deu certo. Isso somente se consegue montando uma estrutura de funcionários, o que aumentaria os preços dos livros e também os problemas financeiros. Nós tentamos enviar para pagar no correio, e o resultado foi montanhas de caixas de volta, porque a mercadoria chegava e, ou as pessoas não iam buscar, ou não tinham dinheiro na hora.
   Ontem eu fui pessoalmente conversar com o Cláudio, e uma das colocações que ele me fez, foi que em parte o meu déficit se deve ao fato de que não cumpro os preços a maior, indicados por Nossa Senhora, e isso me faz falta. Há livros que eu deveria vender a 8 reais, e vendia apenas a 4, porque me custavam 3,60 reais. Mas o problema, Deus bem sabe, é que não consigo lucrar com os livros. Perguntei a ele até se não seria melhor outro fazer este trabalho, quem sabe seja mais eficiente e produtivo. O fato é que, além de não ter mais conseguido sair do cheque especial ainda tive que pedir emprestado para pagar títulos, sob a ameaça de cartório. Acho então que estou fazendo algo errado, porque antes não era assim.
   Mas tudo isso poderia ser evitado se o ciclo fosse cumprido, se todos ao receberem estes livros tão baratos, logo buscassem fazer os pagamentos, assim, uns cobrem as contas dos outros e vamos tocando, como sempre foi. Neste momento eu acabei de receber o telefonema de uma senhora, dizendo que me devia 120 reais desde o ano passado, e que hoje depositou 50. Tudo bem, mas de lá para cá eu já paguei quatro vezes os mesmos livros.
   Tudo isso eu falo, para que os amigos entendam que não se trata de má administração, ou que eu estivesse aqui enriquecendo com este trabalho, porque os números me ajudam a provar o contrário. Tudo o que peço não é ajuda extra, apenas aquela normal. Por exemplo, em outubro devo ter enviado mais de 30 mil reais em livros. O correio deu quase 6 mil, mas não acredito que entrou aqui metade deste dinheiro. Além do que, para minha tristeza, eu me esforço a colocar livros a 2 reais e terços a 30 centavos, quando outros revendem a 20 e a 2 reais.
   Que fazer? Apenas posso dizer que seria uma infelicidade eu ter que mudar o sistema de vendas, que demora mais de um mês para concretizar uma compra, ou de aumentar os preços dos livros, porque isso apenas diminuiria o volume das saídas. Eis então, não apenas um, mas diversos dilemas. Não se trata de pedixação de dinheiro, apenas de uma justiça diante desta situação inesperada.



   2 – Ontem eu combinei com o Cláudio, para unificarmos pelo menos o preço do Livro de Orações, que na verdade deve reverter os recursos para manter a capelinha. Ficará a partir de agora em 5 reais cada, mas destes 2 reais eu enviarei a ele para ajudar na manutenção de tudo por lá. Devo dizer que enquanto eles estiveram fora, os ladrões entraram na casa do Wilson, roubaram dois computadores, uma mesa de som e caixas acústicas de que eles necessitavam para os trabalhos. E assim, as perseguições são por todos os lados aqui também.



   3 – Sim, o livro Mateus virá em breve, mas por hora ainda não estou aceitando os pedidos, porque a gráfica ainda não me deu uma posição de entrega deles, nem dos preços tenho conhecimento. Sobre o livro, sei apenas que, no meu modo de ver, virá renovado, revitalizado, e com todo expurgo de datas. Assim, passado o que passou, vamos olhar para frente. Assim, nós escrevemos, acrescentando, um capítulo novo, o 38, sobre o que acontece no Vaticano, e como ali já se instala a apostasia. São apenas constatações como alerta. Mas sabemos que em breve haverá em breve um grave deslize, que abrirá os olhos de muita gente, aguardemos apenas em oração. Não sei do que se trata, mas imagino! Então, assim que eu tiver certeza sobre o Mateus eu aviso na face do site, e abro espaço para pedidos. Acredito que vale a pena investir nele, porque abrirá os olhos de muita gente.
   Cláudio me disse que, a partir do tal “deslize” será quebrado nosso silêncio e teremos de gritar a verdade por sobre os telhados. Haverá um grande rachão no povo católico, e cada um terá que optar por um dos papas.



Que Deus vos abençoe a todos e obrigado por me entenderem. Aarão




Artigo Visto: 2396

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br


Total Visitas Únicas: 3.948.524
Visitas Únicas Hoje: 253
Usuários Online: 69