Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
26/06/2011
Homilia Dominical
 
Evangelho - Homilia Dominical
26/6/2011 22:05:23

Evangelho - Homilia Dominical


12º Domingo do Tempo Comum
Solenidade do Corpo e do Sangue do Senhor
122º Semana no Exílio”
Ano “A”



Dt 8, 2-3. 14-16 / Sl 147 / 1 Cor 10, 16-17 / Jo 6, 51-58 
   
Solenidade do Corpo e do Sangue do Senhor, 23 de Junho de 2011.
 
Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo. Para Sempre seja louvado e nossa Mãe Maria Santíssima. Salve!
 
Meus amados! Nesta 12º Semana do Tempo Comum, celebramos a Solenidade do Corpo de Deus, e nossos corações são mergulhados na plenitude deste Mistério: a Presença Real e Substancial em Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo. Mistério que o Senhor manifestou e deixou aos Apóstolos, ao celebrar a Ceia de despedida, e anunciar Sua Morte na Cruz! Pois a plenitude desse Mistério foi realizada no Calvário. Realizou a promessa ao nos dizer: “E eis que eu estou convosco, todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mt 28, 20b). Desde o século XVI, a Santa Igreja Adora e Reverencia, publicamente, o Santíssimo Sacramento, com toda a honra e glória que Lhe é devida. E por mais que falemos, nunca será suficiente para engrandecer, e dizer deste Mistério! Por isso, humildemente, cantamos com os Anjos: “O Pão dos Anjos” nos foi dado. E o pão prefigurado, pelo Espírito é transformado. Corpo e Sangue Imolados, no Madeiro (Cruz) Redentor!...  Em cada Santo Sacrifício da Missa verte o Preciosíssimo Sangue de Jesus, e a Sua Carne é Imolada para dar vida às almas! No Mistério ‘incruento’ do Santo Sacrifício da Missa – o Céu se abre para resgatar os filhos de Adão... Quanta graça! É o que nos foi transmitido, pela Tradição, e pelas Sagradas Letras: “Porventura o cálice de bênção, que nós benzemos, não é a comunhão no sangue de Cristo? E o pão que partimos, não é a participação do corpo do Senhor? ” (1 Cor 10, 16). Os homens, na sua arrogância, lutam contra Deus, e zombam dos Seus Mistérios. Mas, Deus Se compadece da nossa miséria, e milagrosamente sacia a fome e a sede Eterna das nossas almas, que aspiram por salvação. O pecado abunda sobre os corações dos homens, mas a o amor de Deus bate a nossa porta, insistentemente... Convertamo-nos!
 
            Em todo o Capítulo 6 de São João - o discurso do pão da vida - Jesus apresenta-Se como Alimento Sagrado, que as almas precisam para obterem a Vida da Graça, a vida do Céu! No entanto, os Judeus ainda estão “encantados” com o milagre que Jesus realizou, para matar a fome da multidão. Pois os sinais, como apontam o Evangelista São João - os quais os Evangelhos sinóticos de São Mateus, São Marcos e São Lucas chamam de milagres - quer nos dizer que o verdadeiro alimento não é aquele que perece, o pão material. Este os padeiros podem muito bem fabricá-lo, fornecê-lo; mas, que, o verdadeiro Alimento é Ele mesmo. “Quem comer deste pão viverá eternamente; e o pão que eu darei, é a minha carne (que será sacrificada) para a salvação do mundo. Porque a minha carne é verdadeiramente comida, e o meu sangue é verdadeiramente bebida.” (Jo 6, 52.56). Como é característica do Evangelho de São João, Jesus Se proclama o “pão” da vida. Alimento comum na cultura judaica, o pão passará, gora, a ser sagrado, uma vez que Ele Se fez “Pão”, para Se nos dá em Alimento.  E o Ministério Sacerdotal, que recebemos das Mãos do Senhor, através da sucessão Apostólica, nos confere a autoridade de levar
Esse Alimento, para as ovelhas do rebanho que Ele nos confiou. Pois Ele mandou-nos ir por todo o mundo, levar a Sua Santa Palavra, e saciar todos os famintos, não com alimento perecível - que também é necessário – mas com o verdadeiro Maná, que desceu do Céu, a Santíssima Eucaristia! Aos doze Apóstolos, e a todos os seus sucessores, os Bispos, Jesus confiou à graça e a responsabilidade de não deixar faltar aos corações famintos, o sustento que as almas precisam, para não desfalecerem pelo caminho. Pois a luta neste mundo de trevas é grande, e as ovelhas precisam da força espiritual, que só Jesus pode lhes dá, com Sua presença nos Santos Mistérios. Deus nos confia essa responsabilidade, não sejamos indiferentes, pois o tempo urge e as almas pedem socorro! E Jesus continua a gritar do Alto da Cruz! Será que estamos surdos aos Seus apelos? Ministros do Meu Altar, a Minha Eucaristia, o Meu Santo Sacrifício é a Vida da vossa vida! Oferece-te, a ti mesmo, em sacrifício, e deixe que Eu, o Vosso Pastor, vos conduza as delícias do Paraíso... É Deus nos convidando a repousarmos dentro do Seu Coração!... Corramos amados!
 
            Meus amados! Vivemos tempos de apostasia generalizada, predita pelas Sagradas Escrituras, e a dúvida paira sobre muitos corações, incrédulos e sem amor. O relativismo solapa a Igreja e tenta destruí-La, uma vez que, a Verdade objetiva, com os seus Dogmas, não cabe dentro dos parâmetros modernos. Mas a Verdade é imutável e inegociável, como também é a dignidade humana, criada e amada por Deus, desde sempre, e que hoje é considerada objeto por este socialismo materialista, que vem das profundezas do inferno, para arrancar as almas de Deus e levá-las a perdição. Não deixemos nos enganar, o comunismo com a sua doutrina marxista, ateia está bem vivo, e deseja acabar com a fé dos corações dos filhos de Deus, de forma sutil e depravada. Nós não vemos este exemplo aqui, em nosso País? Não é a abominação do aborto, que desejam implantar na terra de Santa Cruz?  Para tingir nossa Pátria com rios de sangue inocente, com esse crime terrível? Não é a inocência das nossas crianças, que estão em perigo, ao desejarem implantar esse tal de “kit-gay” nas escolas primárias, incentivando-as a prática promíscua do homossexualismo? Pois como nos diz o Catecismo da Igreja Católica: o homossexualismo é uma prática intrinsecamente desordenada, e contra a natureza. E a decisão do Supremo Tribunal Federal, legalizando a união homossexual? É família que é o alvo! Querem destruir a base, e tudo ficará mais fácil. E eles não vão parar por aqui, pois para esses agentes do inferno (comunistas, socialistas, ateus liberais e materialistas... etc) todo vestígio de moral e de decência, que é fruto da cultura e da fé cristã tem que desaparecer da terra! Esse é o desejo dos que trabalham para o ante-cristo. Por isso pedimos ao Senhor, que Adoramos no Santíssimo Sacramento que não nos desampare neste tempo de prova e de dor. Suplicamos, humildemente, a intervenção da Sua graça, para que nos ajude a voltar nossos corações, para Vós, e d’Ele bebamos da fonte da Vossa Infinita Misericórdia! Sim, filhos amados! Corramos ao encontro d’Aquele que nos dará o Verdadeiro Alimento, neste deserto de prova e de dor. “E recordar-te-ás de todo o caminho por onde o Senhor teu Deus te conduziu pelo deserto, durante quarenta anos, para te castigar, e para te provar, e para que tornasse manifesto o que estava dentro do teu coração, se guardarás ou não o Seu Mandamentos” (Dt 8, 2).
 
Sigamos firmes, meus amados filhos, pois n’Ele está a nossa fortaleza, está a vida! Fora d’Ele não temos forças para vencermos nossas fra
quezas, dores, lutas, provas e tribulações, que tanto nos oprime. Amados! O Senhor nos exorta a vivermos a fidelidade, uma vez que fomos libertados pela Sua Mão misericordiosa. E quantos se enveredam por caminhos tortuosos, buscando na falsa doutrina espírita, na macumba, no candomblé, na feitiçaria, na magia, na cartomante, na bruxaria e encantamentos, soluções imediatas para os seus problemas, longe do Crucificado, longe da Cruz, longe dos Sacramentos, longe de Deus, longe da salvação. Pois essa doutrina maligna nega os principais Mistérios da nossa fé... Sim, nega e zomba da Santa Cruz, nega a Redenção das almas, que o Sacrifício de Cristo nos mereceu! Negam a fé! Abominemos esta prática satânica, que gradualmente nos fasta de Deus. Busquemos na Santíssima Eucaristia a graça que precisamos, pois Ela é a nossa fonte de esperança!“Pois tudo posso n’Aquele que me fortalece!” Tudo podemos se o Amor de Deus, com Sua graça, está em nós, e vem ao encontro da nossa fraqueza para nos levantar! “Vinde a mim todos os que trabalhais (fatigando-vos) e vos achais carregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu peso, leve” (Mt 11, 28-30).
 
 Compadecei-vos da nossa indigência espiritual, oh Virgem Santíssima, e socorrei-nos em nossa fraqueza! Unidos, bem estreitados ao Vosso Coração Virginal, nós Adoramos o Verbo Encarnado, o Corpo de Deus, que em todos os Altares da terra é elevado. Sim, Ele é elevado para que sejamos curados e santificados em nossos corações, tão chagados e machucados pelo pecado da indiferença, da falta de amor. Vem, Senhor Jesus! Como é grandioso o Mistério que hoje nós temos a graça de celebrar, meus filhos! Sim! É a grandeza do Seu Amado Filho, Mãezinha, que nós proclamamos. É o Vosso Triunfo, ó Virgem, como prometestes em Fátima! E como não agradecermos por uma Dádiva tão grande? O Céu foi nos dado pelo Coração Imaculado da Sempre Virgem Maria, pois foi através deste Coração que as portas do Jardim foram abertas novamente, e a Árvore da Vida nos foi oferecida, com os Seus Frutos – o Alimento para a Eternidade. Pois “se não comerdes a carne do filho do homem, e não beberdes do seu sangue, não tereis a vida em vós” (Jo 6, 54). Ó, Mãezinha, concede-nos a graça de Bebermos e Comermos sempre desse Alimento de vida Eterna!...Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Para sempre seja louvado e Nossa Mãe Maria Santíssima. Salve! 
 
“Quem comer deste pão viverá eternamente; e o pão que eu darei, é a minha carne (que será sacrificada) para a salvação do mundo. Porque a minha carne é verdadeiramente comida, e o meu sangue é verdadeiramente bebida.”
 
(Jo 6, 52.56) 
  
Pela intercessão da Bem-Aventurada e Sempre Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, do Seu Castíssimo Esposo, São José, e São Miguel Arc’Anjo nosso protetor...
 
Abençoe-vos, Deus, todo poderoso,
 
Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!
Padre Tarciso Alves Maia Júnior



 
 
 

Artigo Visto: 1312 - Impresso: 10 - Enviado: 7

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 125 - Total Visitas Únicas: 3.142.720 Usuários online: 41