recadosdoaarao



Autores
Voltar




01/11/2020
Carta de Berlicche
Carta de um demônio instrutor a um cardeal destinado a destruir a Santa Igreja Católica. Observem a incrível forma como tudo está se cumprindo. Aterrorizante! Mas, ele não vencerá! Deus está no comando!


Carta de Berlicche / Aqui está o plano operacional para a destruição da Igreja Católica

31-10-2020

A assinatura é bem reconhecível: Berlicche, só ele, seu demônio! A carta que ele enviou ao Cardeal X deve ser lida e meditada. Um plano operacional completo.

por Aldo Maria Valli

Caro Cardeal X,

quando eu finalmente conseguir que você seja eleito papa, você precisará seguir cuidadosamente o seguinte roteiro para cumprir seu papel como Falso Profeta e, assim, apoiar o advento do filho de nosso chefe. Primeiro você terá que ganhar imediatamente a simpatia da massa dos fiéis. Você pode fazer isso quebrando o protocolo e os costumes próprios da dignidade papal, mostrando-se humilde, pauperístico, devorado pelo amor aos pobres e abandonados, renunciando a todas as armadilhas da Tradição "sombria, pomposa e hipócrita". Na verdade, assim que você puder, atinja impiedosamente todos os enclavesde padres que permanecem apegados à missa em latim (muito perigoso para nós) e não perdem a oportunidade de falar mal dos bons católicos para aniquilar sua auto-estima. Em vez disso, demonstre publicamente sua severidade em travar batalhas demagógicas como aquela contra padres pedófilos, mas não force demais: nós precisamos deles.

O consenso da massa adquirida com estes "doces" facilmente lhe trará até o da mídia que, estando em grande parte do nosso lado, você deverá enredar sem atrapalhar os projetos de seus mestres, aliás mantendo relações de amizade e diálogo com os editores da maioria leigos e, portanto, exibindo grande abertura intelectual. Serão eles próprios que agirão como "idiotas úteis" e semearão as primeiras sementes da destruição teológica; bastará-te distanciar um pouco do que te põem na boca, sem nunca o negar com decisão e deixar os fiéis em dúvida. Desta forma, você fará os anticatólicos felizes sem perder totalmente o seu rebanho de ovelhas. Lembre-se: nunca tome posições claras e inequívocas.

Como bem sabem, o mais importante é consolidar definitivamente o modernismo que muitos teólogos do nosso lado construíram pacientemente desde o Concílio: a desmitologização de todo o sobrenatural, a redução a mero "símbolo" de tudo o que não se explica pela ciência e sociologia para chegar ao ponto que mais nos interessa: negar que Cristo era realmente o Filho de Deus.O que o herege Ário, que está aqui conosco e vos saúda, será muito útil para você.
A língua de sinais também é importante: nunca se ajoelhe diante da Eucaristia, porque com isso você estaria dando um sinal de sujeição a "Ele" e para nós seria intolerável. É preciso erodir constantemente o conceito de que a Eucaristia é realmente o Corpo de Cristo e uma excelente forma será administrar a sua administração aos divorciados e recasados de forma vaga e desordenada: assim perderá todo o valor real.

Se algum dos protestos dos cardeais antigos, não se preocupe, eles serão dilacerados por nossa mídia e logo serão esquecidos. Não tenha medo dos cardeais: nós os enfraquecemos e corrompemos ao longo de sessenta anos e eles não terão força nem coragem para se opor ao seu trabalho. Cuidado com os padres zelosos, antes: assim que alguém levantar a cabeça, tire-o imediatamente, excomungue-o para dar exemplo a todos os outros. Eles são economicamente dependentes de 8 x 1000 e, portanto, é improvável que se rebelem.

Atenção: Maria, que é nossa Inimiga nº 1, aquela que deve esmagar a cabeça de nosso Chefe, deve ser eliminada sobretudo a partir dos dogmas. Por favor, sua virgindade deve passar por um mito simples: reduzir sua figura, minimizá-la, limitar-se a reconhecer seu único papel como “humilde mãe e discípula de um profeta”. Ai das pessoas se realmente acreditassem que ela era a Mãe de Deus, a Imaculada Conceição que teve um nascimento milagroso. Toda a credibilidade de Cristo começa daí.

A Maçonaria é nosso primeiro aliado, lembre-se disso. Sua filosofia é totalmente antitética ao catolicismo e, portanto, você deve procurar tecer uma boa amizade com eles, sempre atrás da tela do diálogo e da fraternidade. Muitos cardeais - e entre os mais instruídos - já estão em suas fileiras e lhe darão uma mão.

Crucial é que você pode encontrar o apoio total do lobby gay: os padres são fracos. Desde os anos setenta, enchemos os seminários de homossexuais que agora se tornaram bispos e monsenhores e vivem com alegria o que “Ele” chama de pecado de Sodoma. Cardeais nomeados em quantidade, eles estarão entre seus partidários mais leais e elegerão o próximo pseudo-papa mesmo quando você estiver conosco. Os religiosos gays jamais abrirão mão de seus prazeres carnais e, para apaziguar seus conflitos de consciência, estarão dispostos a derrubar a doutrina, que é o que nos interessa: eliminar o conceito de pecado, subverter o amor natural, destruir a odiosa família católica.

Lembre-se: “Sem o crime, a polícia perde o sentido”, por isso é vital que você proponha uma ideia distorcida da misericórdia divina. Faça seu povo acreditar que Deus perdoará a todos, independentemente, que o inferno não existe e que as almas malditas simplesmente desaparecem no ar. Sem mérito, sem punição, não haverá mais tensão para a santidade de vida e o pecado se espalhará serenamente. Desta forma, agarraremos milhões de almas.

Peça ajuda às forças sobrenaturais, às divindades pagãs e contamine o amor à criação daquele frade de Assis com cultos panteístas. Se puder, tente fazê-los passar por outras manifestações de Deus, no cuidado com a ecologia e o meio ambiente, um tema que agrada especialmente aos jovens, que são o nosso futuro.

A diluição e demolição da fé católica passa pelo diálogo e pela oração junto com outras religiões que obviamente não acreditam "Nele". É muito importante que passe o conceito de que Deus não é apenas o trinitário cristão, mas algo indistinto, que também se manifestou em outras culturas. Assim poderemos apresentá-lo como nos parece, negando a Encarnação do Verbo.

Sobre o aborto, deixe-o ficar em segundo plano, mas cuidado: é um assunto muito delicado. Ele tenta passar pela alfândega indireta e lentamente, talvez pelos mesmos cardeais pró-gays. Use-o apenas de vez em quando, mais para manter uma fachada de catolicismo, talvez juntando fetos abortados com migrantes que são rejeitados pelo mundo ocidental.

A imigração é de fato um dos sistemas mais eficazes de que dispomos para destruir o catolicismo, com a nação anfitriã: a Itália. Para isso, busca implementar continuamente o acolhimento de estrangeiros, principalmente muçulmanos. Com sua força demográfica e sua religião, em poucos anos eles vão exterminar a identidade - mesmo religiosa - daquele país onde ainda existem muitas almas católicas - e perigosamente despertas - que poderiam se opor aos nossos projetos. Muitos políticos nossos irão apoiá-lo e eu ajudarei na preservação do poder, mesmo quando o povo os rejeitou. Cuida das relações com as instituições europeias: elas puseram a pena que rejeitam o cristianismo como um todo e que passaram para o nosso lado.

Aproveitai a peste que enviarei, através de um dos nossos países amigos: o caos e o terror da autoridade que se seguirá permitir-vos-ão acelerar o roteiro, e os jornais não terão espaço para dedicar ao que se passa na Igreja. Quando a doença se esgotar, os homens vão se encontrar em um novo mundo, com uma nova religião (a minha) e nem vão perceber como tudo poderia ter acontecido inadvertidamente.

Seu amante

Berlicche

Fonte: https://www.aldomariavalli.it/2020/10/31/lettera-da-berlicche-ecco-il-piano-operativo-per-la-distruzione-della-chiesa-cattolica/?

 

Berlíques é o nome  de um demônio poderoso...


Artigo Visto: 1361

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br


Total Visitas Únicas: 3.797.348
Visitas Únicas Hoje: 693
Usuários Online: 124