Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
08/06/2018
Um dia em Florianópolis
Há uma boa catequese neste texto, para os que querem entender o Purgatório.
 

Florianópolis, SC, 14 de Maio de 2018

Visita ao Cemitério de Itacorubi – São Francisco de Assis

Para o cumprimento da Anistia contra ao avanço dos demônios à Santa Igreja, várias pessoas vindas do Paraná e de algumas cidades catarinenses, e do Sr. Roberto, de Campina Grande na Paraíba, de seu irmão sacerdote, Padre Ronildo, residente em Indiaroba, no Sergipe e contando também com a presença de nosso Diretor Espiritual Frei Luís, do Santuário de Angelina, SC, nos reunimos neste Cemitério para orações e caminhada entre os túmulos conforme determinado nesta Anistia. Iniciamos às 8,00 horas e permanecemos até às 17,00 horas.

É muito gratificante rezar nos cemitérios, pois o Céu reza junto!

Em cada passo, em cada lugar, em cada “canto” via-se a presença das almas e dos Santos, assim como nossos Anjos e muitos outros Anjos de Nossa Senhora. O Céu ama rezar conosco, como sempre diz a Nossa Mamãe. E Ela também reza junto.

E entre a multidão do Céu, viam-se os familiares nossos e das pessoas presentes, que como que, queriam “Matar as Saudades” de seus queridos.

As almas são as melhores intercessoras: São destinadas ao Céu e por isso suas orações são puras, livres de qualquer pecado, uma vez que já foram perdoadas por Deus e estão no purgatório apenas pagando alguma pena devida, mas não sujeitas mais ao pecado. As almas do Purgatório NÃO fazem mal a ninguém, pois estão a caminho do Céu! E querem a nossa ajuda para diminuir o seu tempo de pena e assim mais rapidamente subirem ao Céu! Depois, no Céu, próximas de Deus, mais ainda serão nossas intercessoras pois elas como que, “ficam devendo” o Céu para nós.

As que estão no inferno são condenadas para sempre e NÃO tem condições de terem algum contato conosco, conforme o próprio Jesus diz na Parábola do rico e de Lazaro ( Lc 16, 26)

Portanto, quem está no inferno não tem mais condições de fazer qualquer mal aos da terra: já fizeram o bastante enquanto vivos e por isso mereceram o inferno eternamente. Quem está no inferno e faz mal são os próprios demônios, mas estes não são pessoas, mas anjos condenados.

Não devemos então, ter receio de visitar cemitérios!

As almas NÃO estão nos túmulos: estão no Céu ou no Purgatório, mas nos acompanham, pois sabem que estamos ali por elas e cumprem então o que a Igreja diz e o que nós rezamos cotidianamente na Oração do Creio: Creio na Comunhão dos Santos!

Na Comum União entre nós e os Santos: Eles rezam por nós e nós rezamos por eles. Assim a Igreja permanece unida: Igreja Militante (Vivos), Igreja Padecente (Purgatório) e Igreja Glorificada. (Santos). Podemos também chamar de “santos”, as almas do Purgatório, pois estão a caminho do Céu, já abençoadas por Deus.

Nestas caminhadas, São Miguel e Nossa Senhora nos vão ensinando e percebemos então que o Purgatório é um Grande Ato de Misericórdia de Deus!

De fato, na nossa visita ao Cemitério da Ressurreição em Piracicaba, quando eu via as almas nos seus sofrimentos e as mencionei como “condenadas”, elas me chamaram a atenção e até “brigaram” comigo:

“Não somos condenadas! Somos muito amadas por Deus!”

Elas sabem que o Purgatório é um grande poço do Amor de Deus!

Durante esta caminhada – Florianópolis – fizemos uma pequena parada no meio de cemitério e pedimos ao Frei Luís para nos dizer alguma coisa e ele com suas sábias palavras nos pediu:

“Devemos cultivar sempre o amor pelas almas e sempre nos preocupar em rezar por elas, pois elas são amigas de Deus e nos amam muito. E quantas graças podemos receber através delas! Mas não devemos rezar só para obtermos as graças, mas por causa de nosso amor por elas. Devemos amá-las, como Deus as ama.”

Pedimos também ao Padre Ronildo, de Sergipe, para que falasse alguma coisa:

“Estou muito feliz aqui! Já conheço o Salvai Almas há muito tempo, mas nunca havia tido esta oportunidade de rezar junto com esta equipe!”

“Como isto é bonito! A Igreja toda deveria se preocupar mais com esta devoção e não deixar as almas esquecidas. Esta devoção é, e sempre foi, uma diretriz da Igreja Católica: rezar pelas almas é uma obrigação. Visitar cemitérios é um costume muito antigo que a Igreja precisa preservar, pois as almas continuam precisando de nós e se preocupando com a nossa salvação. Elas não desejam que passemos pelo purgatório, pois é horrível sofrer ali. Elas nos almejam o Céu! O Movimento Salvai Almas está cumprindo uma ordem do Céu e com isto está enviando milhares de filhos ao abraço de Deus! E como Deus é feliz com isto. Como ama abraçar seus filhos!”

Pedimos também para que o Sr. Roberto nos dissesse alguma coisa:

“Também me sinto feliz aqui! Sempre amei o Salvai Almas desde que acompanhei à alguns anos, mesmo à distancia.

Rezarei sempre por este Movimento e quero pedir também as vossas orações: Desejo ardentemente ser Padre e Exorcista! Sei que serei. Não quero morrer sem cumprir este meu desejo de ajudar a tantas pessoas que precisam ser libertadas do cativeiro do inimigo. Rezem sempre por mim”

Percebi o quanto Nossa Senhora ama este senhor, e tenho certeza: Ela o ajudará no seu plano. Ele será um bom Sacerdote e bom Exorcista! Amém!

Continuamos nossa caminhada até ao meio dia, quando almoçamos sob as bonitas árvores deste cemitério.

Aqui é bom lembrar do amor que o ADEMIR tem para com o Salvai Almas: Ele cozinhou em sua casa o nosso almoço! E numa grande panela, nos trouxe o Risoto, tão carinhosamente por ele mesmo preparado e para TODOS. Amém!

Assim é o Ademir: Coração generoso. Uma fé inabalável! Uma preocupação sem igual para com os outros!

Também quero expor aqui o seu carinho para com a Rita de Cássia, a filha do Vilson, que está internada no Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis: o Ademir a visita TODOS OS DIAS, e se coloca sempre à disposição para quaisquer coisas que precisam no comercio ou nas farmácias, ou seja lá onde for necessário, para o bem estar na menina!

Devo ressaltar que o ADEMIR também é doente, mas nunca o vi reclamar: Suas dores são insuportáveis, mas só ele sabe disso!

Ele e Nossa Senhora que o tem coberto sempre com Seu amor Maternal. 

Em sua Cadeira de Rodas, se desloca por todos os lados onde houver alguém que precisa de sua ajuda!  É difícil ver alguém que tenha saúde completa, fazer o que o Ademir faz!

Bendito seja Deus.

Caríssimo Ademir me ensina a amar como você ama! Amém?

Depois do almoço, a caminhada entre os túmulos reiniciou: este cemitério é muito grande e por isso é difícil percorrer toda a sua extensão: o Ademir ia à frente em sua cadeira de rodas conduzindo a todos! E todos com alegria e amor o seguiam, rezando sempre.

Neste momento, Nossa Senhora me passou a Mensagem para este dia. Eu a lí, no final da caminhada, após a Santa Missa.

Às 15,00 horas, a Santa Missa foi celebrada ali, debaixo das árvores: Padre Ronildo a celebrou e Frei Luís a concelebrou: Dois Santos. Dois amigos do Céu! Dois amigos do Salvai Almas.

Padre Ronildo fez a Homilia e mais uma vez ressaltou da necessidade de sempre rezarmos pelas almas:

“A Igreja não pode esquecer este seu papel: Isto é Missão da Igreja!”

Pediu também muitas orações pelos sacerdotes. Sua homilia tocou no coração de todos os presentes.

No final da Santa Missa, foi lida a Mensagem de nossa Mamãe.

A caminhada terminou e as despedidas de cada um já deixavam saudades!

Como é bonito ser Salvai Almas!

Como Deus é Bonito! Amém!

Louvado seja Jesus Cristo e Sua Mãe Maria Santíssima com seu Castíssima Esposo, São José.

Amém!

Cláudio Heckert.

 

Obs. A Mensagem está digitada à parte. Amém?

Florianópolis, 14 de Maio de 2018

Visita ao Cemitério São Francisco – Itacorubi

“Paz!”

Amados meus! Tão amados do Céu: Muito obrigada.

Obrigada, Padre Ronildo, obrigada Frei Luís, Obrigada Roberto.

Obrigada a todos vós.

Como vos foi mostrado, as almas já vos aguardavam e, embora ainda com seus sofrimentos, já vibravam de alegria pela certeza da libertação.

Sim, elas sabem que Deus não deixa de atender às vossas orações e assim nenhuma permanece no Purgatório  quando de um pedido vosso!

São tantas vozes: vozes que, por amor, suplicam a salvação de milhares de almas até desconhecidas!

 E isso filhinhos, pesa tanto no coração de Deus! As vossas orações, voltadas a todos, e não só voltadas às pessoas de vossas casas!

Foi vos mostrado também, o “Arrastão”, palavra usada nesta região, pelos pescadores, e que se aplica perfeitamente a vos, verdadeiros pescadores de almas!

Vossos corações tem emocionado todo o Céu e então, todo o Céu se ajoelha com a vossa passagem e, em uníssono, cantam, rezam, suplicam... e não para elas!

Com efeito, e é por causa disso que o Céu garante a salvação de todos os vossos familiares.

Rezais pelo Céu porque rezais pelas almas e elas, com o Céu, vos acompanham e rezam por vós!

Este arrastão é a imagem de um Purgatório em luta: As pessoas são arrastadas e livres dos pecados cometidos e agora, só pagam as penas por eles devidas.

É triste ver o abandono de milhares, por parte de seus familiares... E por isso o vosso trabalho é pródigo, prodigioso... Amor!

E, peixes grandes já resgatastes! E até alguns que já caminhavam às covas eternas!

Rezai sempre, pois – e isto vos digo com absoluta certeza – muitos peixes grandes, muito grandes, os tereis em vossas redes, que depois, com Deus, festejarão convosco! Amém!

Contai sempre Comigo!

Eu vos amo tanto!]

Vossa caminhada não pode parar! Amém!

Eu vos abençoo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

“Maria, Mãe do Universo!”

E os padres, Jesus?

Muitos estão confusos, mas todos tiveram seu tempo, o chamado e o aceitaram com amor. Mas muitos se perderam na escola e outros muitos, no convívio com padres confusos!

Mas deveis amar a todos e rezar por todos. Fazeis a diferença!

Rezai bem a Anistia: A Igreja verdadeira se fortalecerá! Amém!

Há um pilar a cair, mas não deveis ter medo: sigam em frente! Amém?

Eu também caminho com cada um de vós, e convosco! Amém!

“Jesus!”

Obs. Não me perguntem qual o pilar a cair. Eu não sei.

O profeta não sabe nada. Só o que o Céu passa a ele. Amém!

Cláudio.

 

 

 
 
 

Artigo Visto: 664 - Impresso: 11 - Enviado: 2

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 649 - Total Visitas Únicas: 3.235.225 Usuários online: 87