Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título



 
 
17/06/2019
Ditadura assassina de gênero.
Casal de lésbicas mata o filho de uma delas, que não queria usar roupas de menina.
 
 
Tradução pelo google > Comentário ao final
 
Um casal de lésbicas constantemente maltratava o filho de um deles, até que o espancaram até a morte por não aceitarem se vestir de mulher.
 
O crime foi cometido em março deste ano no município de Juventino Rosas, no estado mexicano de Guanajuato. O menor foi identificado como Karol Ramón, 7 anos de idade.
 
Conforme revelado na Televisa News em 14 de junho, a criança foi espancada constantemente com um martelo, um chicote e uma cadeira, e o casal de lésbicas passou dias sem alimentá-lo.
 
O jornal mexicano Tabasco Hoy disse que as duas lésbicas "acabaram dando-lhe uma surra brutal, depois que o garoto se recusou a usar roupas que são para uma menina".
 
Em diálogo com a ACI Prensa, Marcial Padilla, diretor de Consciência e Participação (ConParticipación), disse que "este caso reflete o que a ideologia de gênero faz em algumas pessoas".
 
Padilla disse que "as pessoas gays e lésbicas não estão representadas neste ato", mas "o que isto faz é mostrar como a ideologia de gênero pode envenenar a mente e o coração de algumas pessoas, esquecendo-se das mais elementar, o amor de uma criança ".
 
O diretor da ConParticipación sublinhou a necessidade de "tomar consciência e travar a ideologia do género, que está a prejudicar a todos, crianças e neste caso até tirou a sua vida".
 
Por sua parte, o padre Hugo Valdemar, cônego penitenciário da Arquidiocese do México, expressou sua "grande horror para um ato tão monstruoso, e grande dor para o sofrimento da vítima inocente que foi sistematicamente abusada".
 
"Que uma criança é morta por seus próprios pais é tão hedionda quanto o aborto, onde a mesma coisa acontece mesmo que não cause o mesmo impacto. É um fato horrendo e diabólico ", disse ele.
 
Para o padre mexicano, em um crime tão atroz "é o resultado da nefasta ideologia de gênero, uma ideologia que se disfarça como uma busca de tolerância quando na realidade é uma verdadeira ditadura ideológica".
 
"É um pensamento que finge ser único e imposto pela força, como nas piores ditaduras", disse ele.
 
Pai Valdemar disse que os crimes "como condenáveis" são aqueles casais homossexuais cometidos como heterossexual, mas disse que "há um ódio ideológico crime:. Mata uma criança por se recusar a assumir um comportamento não natural"
 
"Podemos dizer que ela é uma vítima inocente da diabólica ideologia de gênero que agora o partido Morena e a Secretaria de Educação Pública querem impor nas escolas do México. Os pais não devem permitir isso ", disse ele.
 
Tags: México, Ideologia de Gênero, Lésbicas, Assassinato, Violência, Assassinato
 
++++

OBS > Como já foi noticiado, o STF brasileiro acaba de criminalizar como racismo o ato de denunciar a ideologia de gênero. Sobre este assunto eu coloquei um comentário nas redes sociais, nos seguintes termos:

Sim nós devemos respeitar as minorias, sem dúvida, entretanto a recíproca é mais do que VERDADEIRA: é preciso que esta minoria respeite o pensamento da MAIORIA. É preciso que esta minoria aceite que a MAIORIA tem pleno direito de discordar de suas posições, ideias, religião, política e tudo o mais, e que JAMAIS a maioria possa ser criminalizada por discordar. E como somos um Brasil ainda cristão, mesmo sendo o estado laico, temos o DIREITO de dizer que "gênero" é aberração diabólica, e tudo o que lhe segue. Também temos que ter resguardado o direito de dizer que o homossexualismo praticante é pecado grave, até porque é esta a educação que temos que dar aos nossos filhos, netos e a todos. Se o STF aprova uma aberração destas, nós poderíamos ser tolhidos de educar nossos filhos e netos, conforme a Lei de Deus. A prática homossexual é JULGADA no livro do Levítico e é CONDENADA nas cartas apostólicas e no livro do Apocalipse. Podem me julgar condenar e até matar, mas eu vou morrer feliz defendendo a Lei de Deus não a dos homens. As pessoas que defendem isso falam em democracia, quando praticam a demoniocracia. Primeira discordância!

Ora, recentemente, aqui no Brasil, também um casal de lésbicas matou e esquartejou o menino Ruhan, e com requintes de crueldade, ainda o esquartejaram. Eu coloco esta coisa hedionda no ar, para que o leitor perceba o tremendo e diabólico plano de demolição moral da raça humana, empreendido pelos agentes do diabo, que chega ao ponto de as pessoas se alucinar, se escravizar e se degenerar ao nível do absurdo, da loucura, seja na defesa de seu desvirtuado e tortuoso ponto de vista – como expliquei acima - seja na prática nefanda de crimes iguais a este. Trata-se de uma ditadura do terror, exercida por um poder demoníaco e extremamente rico, que força as pessoas a negar o óbvio e criminalizar a realidade gritante, a deturpar a natureza humana, e a desafiar abertamente ao Criador.

Pois bem: eu daqui continuarei a me bater contra esta loucura, pelo amor que tenho às almas, não somente dos que praticam tais atos, como também dos que defendem e legislam a este favor. Aqui mesmo em nossa diminuta cidade temos visto mães de família, gente simples da roça, que acaba caindo na loucura de deixar esposo, filhos, família, para viver um relacionamento louco, cujo fim é a ruína das almas. Somente um poder satânico, realmente atuante neste tempo explica tais comportamentos.

E completo alertando: o simples fato de uma parte do clero católico estar apoiando este tipo de prática, já se configura um SINAL DO FIM. E se alguém ver qualquer tipo de orientação favorável neste sentido partir do vaticano, e seguir e aceitar esta orientação satânica, saiba que o castigo eterno não é destinado apenas aos que praticam tais atos, como também a aqueles que aprovam. E lá tem gente que aprova, aquilo que seu mestre de chifres também aprova. Não os siga, nem ouça, antes reze por eles. (Aarão)

 
 
 
 

Artigo Visto: 644 - Impresso: 5 - Enviado: 4

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 159 - Total Visitas Únicas: 3.487.451 Usuários online: 78