Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título



 
 
14/08/2019
Oráculo sobre 2000
Para os que acompanham os SINAIS DO FIM. Desde o ano de 1099 já eram conhecidos.
 

ORÁCULO SOBRE 2000

     Já publicado em 21/10/2013, mas é sempre bom ir lembrando. Serve para os que estão atentos aos sinais.


     Hoje pela manhã eu procurava na internet por algum assunto, quando pela primeira vez, de modo inexplicável - porque mil vezes já consultei estas páginas - apareceu uma série de referência a um antigo profeta chamado João de Jerusalém ou Jean de Vezelay, cujos dados resumidos estão no início do texto das profecias que segue. A referência de onde retirei está ao final. Digamos que não posso afirmar categoricamente que ele é verdadeiro, mas por tudo o que pude aprender através de milhares de profecias, ainda que se trate de montagem, ele foi bem feita.
      Podem ter certeza de que raras profecias até hoje me apontaram tanta exatidão com os tempos atuais, além da contínua menção que ele faz sobre "O Ano Mil após o Ano Mil” (Ou como será o mundo depois do ano 2000) no que é ainda mais preciso do que qualquer outro profeta anterior, que embora não cite datas, menciona nosso tempo – depois do ano 2000 - e isso mil anos antes do nosso tempo. São ao todo 40 citações, sempre com uma profecia e uma advertência. Eu acredito que seja verdadeira, embora os exotéricos e espíritas a usem em suas citações, ela fala dos cristãos, em Deus, fala dos Livros Sagrados e esta gente não têm nada disso, nem nada a ver com isso.
      Embora com um pouco de iluminação qualquer leitor poderá discernir o significado de cada passagem, vou procurar inserir em cada uma das profecias uma pequena explicação, de acordo com a experiência que temos adquirido e aprendido, seja de outras profecias, seja das Sagradas Escrituras. Assim poderemos entender melhor o que está acontecendo, o que irá acontecer de terrível ao mundo – depois do ano 2000, portanto em nossos dias – e ao final aquilo que virá depois, na Nova Terra. Que o Espírito Santo ilumine a todos. Começa o texto...
      Pouco se sabe de João de Jerusalém, porém, um manuscrito do século XIV, encontrado há pouco tempo no Mosteiro de Zacyorsk, perto de Moscou, traça um breve perfil desta figura enigmática. Comenta-se ali que João de Jerusalém “era um homem que sabia ler e escutar os céus”. Foi um dos fundadores da Ordem dos Templários. Morreu entre 1119 e 1120. Seu nascimento provável se deu em 1042 e participou da conquista de Jerusalém em 1099, tendo vivido ali por cerca de 20 anos. Foi durante este período que escreveu O Livro das Profecias, 1099, do qual seguem alguns extratos.
      Esta profecia visionária descreve os tempos presentes com uma fascinante perspicácia… A primeira parte da profecia é uma sombria previsão para o período do ano 2000, “o Ano Mil que vem após o Ano Mil”. Pelo contrário, a segunda parte da profecia anuncia uma era nova e cheia de esperança, “quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil”… “Protocolo secreto das profecias” - João de Jerusalém - 1099. Primeiro uma visão geral do fim dos tempos: - Escreveu ele. 
      Vejo e sei. Os meus olhos descobrem no Céu o que acontecerá e eu transponho o tempo de só um passo. Uma mão me guia em direção a Esse que você não vê e nem sabe.  Mil anos terão passado (até isso acontecer) e Jerusalém não será mais a cidade dos Cruzados de Cristo. A areia terá enterrado sob os seus grãos as muralhas dos nossos castelos, as nossas armaduras e os nossos ossos. Terão se asfixiado as nossas vozes e as nossas orações. 
      Os Cristãos vindos de longe como peregrinos onde eram o seu direito e a sua Fé, não ousarão se aproximar do Túmulo e das Relíquias apenas escoltados pelos Cavaleiros Judaicos que terão aqui o seu Reino e o seu Templo. Os infiéis serão uma multidão inúmera que se espalhará por todo lugar e a sua fé ressoa como o tambor de uma extremidade a outra da Terra. (Invasão dos muçulmanos)
      Vejo a Terra imensa. Continentes que Heródoto nomeava apenas nos seus sonhos se terão acrescentados para além das grandes florestas das quais fala Tácite, e distante à extremidade de mares ilimitados que começam após as Colunas de Hércules (Estreito de Gibraltar). (Fala das descobertas de novos continentes na terra, o que só ocorreu quase 500 anos depois desta profecia. Que só por anunciar isso já é profética)
      Mil anos terão passado desde o tempo que vivemos e os feudos se terão reunido por todo lugar em grandes reinos e vastos impérios. Guerras também numerosas que as malhas das armaduras que levam os Cavaleiros da Ordem se terão cruzado, desfazendo os reinos e os impérios, tecendo outros. 
      E os servidores, os domésticos, os pobres sem fogo serão mil vezes revoltados, queimando as colheitas, os castelos e as cidades, até que esfolados vivos serão forçados os sobreviventes a retornar dentro dos seus antros. Ter-se-á criado reis. 
     Mil anos terão passado e o homem terá ganhado o fundo dos mares e os céus e estará como uma estrela no firmamento.  Terá adquirido a potência do sol e se terá tomado por um Deus, construindo sobre a imensa terra mil Torres de Babel (Edifícios desafiadores de hoje). Terá construído muros sobre as ruínas daqueles que tivessem criados os Imperadores de Roma, e separarão mais uma vez Legiões e Tribos Bárbaros. 
     Para além das grandes florestas estará um Império. Quando os muros desmoronarem o império será apenas uma água enlameada. Os povos mais uma vez serão misturados. Então começará o Ano Mil que vem após o Ano Mil. Vejo e sei que assim será. 
     Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil o homem estará na frente da boca da sombra de um labirinto escuro. E vejo no fundo desta noite na qual vai se afundar, os olhos vermelhos do Minotauro (figura de satanás). Toma guarda à sua fúria cruel, quem viverá o Ano Mil que vem após o Ano Mil. 
     Eis as 40 profecias:
     01 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil (portanto, o ano 2000) o ouro estará no sangue. Quem olhar para as estrelas contará dinheiro. Quem entrar no Templo encontrará os mercadores. Os Soberanos serão conversores e usuários. O gládio defenderá a Serpente. Mas o fogo chocará. Cada cidade será Sodoma e Gomorra e as crianças se tornarão a nuvem ardente levantarão velhos estandartes.
     OBS> A busca insana pelo TER estará no sangue das pessoas. O dinheiro será o ídolo dos homens, que irão ambicionar até as riquezas dos astros. Tudo será fonte de comércio. Os exércitos não defenderão o direito do povo, mas as razões do demônio. A terra será governada por homens ligados ao dinheiro (Nova Ordem Mundial), e as crianças serão a cobiça dos maus. Refere-se a destruição das crianças pela paixão demoníaca dos pedófilos.
     02 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, o Homem terá povoado os Céus e a Terra e os Mares das suas criaturas. Ordenará e quererá os poderes de Deus, não conhecerá nenhum limite, mas cada coisa se voltará, titubeará como um rei ébrio galopará como um cavaleiro cego e a golpe de espora empurrará a sua montaria pela floresta. Ao final do caminho será abismo! 
     OBS> Tempos do humanismo hediondo, hoje o homem quer ser mais do que Deus. Seu orgulho sem limites acabará por conduzi-lo ao abismo. Tempos em que o homem planeja colonizar outros planetas, num orgulho sem limites, quando sequer consegue dominar este pequenino planeta terra.
     03 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil eles construirão em todos os pontos da Terra, Tores de Babel. Será Roma e será Bizâncio. Os campos se esvaziarão! Haverá lei apenas de si e a sua banda, mas os bárbaros estarão na cidade. Não terá mais pão para todos e os jogos não serão mais suficientes. Então as pessoas sem futuro acenderão os grandes incêndios.
     OBS> Haverá imensas cidades, umas se emendando nas outras. As pessoas fugirão do campo para as cidades, e nelas haverá muitos crimes e barbáries. Os homens estarão sendo iludidos pelos milhares de esportes, até que não haja mais pão para este circo maligno, então haverá a revolta e as guerras civis, com incêndios por toda parte. Não há mais futuro para as famílias, o que revolta os jovens.
     04 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, a fome apertará o ventre de tantos homens e o frio deixará roxas as mãos e aqueles que quererão ver outro mundo e os mercadores de ilusões virão que proporão o veneno. Mas destruirá os corpos e apodrecerá as almas e aqueles que terão misturado o veneno ao seu sangue estarão como animal selvagem tomado à armadilha e matarão e violarão e resgatarão e roubarão, a vida se tornará um apocalipse de cada dia. 
    OBS> As Sagradas Escrituras, em Joel e Jeremias falam deste tempo de uma horrível fome. O desequilíbrio entre os que produzem e os que consomem, levará a isso. Os alimentos conterão venenos que destruirão os corpos das pessoas – os aditivos químicos que provocam câncer, e os transgênicos – que se tornarão selvagens, transformando o mundo num inferno, pois em quadrilhas descerão pelas ruas violentando, matando e roubando tudo. Quando Deus permitir que as doenças inoculadas nas vacinas explodam, haverá um imenso hospital no mundo.
     05 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, cada um procurará gozar o mais que pode. O homem repudiará a sua esposa tantas vezes quantas se casará e a mulher irá pelos caminhos perdidos tomando ao que lhe agradará parindo sem dar o nome do Pai. Mas nenhum mestre guiará a criança e cada um entre os outros será só. A tradição será perdida. A lei será esquecida como se o anúncio não tinha sido feito e o homem voltará a ser selvagem.
      OBS> Eis o retrato perfeito do mundo atual, o prazer como ídolo máximo, gozar sem limites. Adultérios, traições e divórcios, crianças sem pais, gays adotando crianças, as mulheres perdendo o pudor e entregando-se a qualquer um, numa verdadeira selvageria. A educação das crianças prejudicada e pervertida, a infância e juventude perdida.  
     06 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, o pai tomará o seu prazer com a sua filha o homem com o homem a mulher com a mulher o velho com a criança impúbere e aquilo estará no entender de todos. Mas o sangue ficará impuro. O mal se espalhará de cama em cama. O corpo acolherá todas as putrefações da terra. Os rostos serão corroídos os membros descarnados. O AMOR será uma elevada ameaça para os que se conhecem apenas pela carne. 
      OBS> Incestos aos milhares, padrastos engravidando meninas, velhos praticando a pedofilia, homossexualismo e lesbianismo cada vez mais operantes, ideologia do gênero, que levarão as pessoas a contraírem inúmeras doenças próprias dos pecados da carne, doenças estas que, sabe-se hoje, ficarão ainda mil vezes mais horripilantes. O sexo será o principal atrativo para as uniões, achando que isso é amor, levando a milhares de separações.
      07 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, aquele que falará de Juramento e Lei não será entendido. Aquele que pregará a Fé de Cristo perderá a sua voz no deserto. Mas por toda a parte se espalhará as águas potentes das religiões infiéis. Falsos messias reunirão os homens cegados e o infiel armado será como nunca ele falará de justiça e de direito e a sua fé será escaldante e cortante. Vingar-se-á da Cruzada. 
      OBS> Falar a verdade hoje está se tornando crime, falar sobre Deus poderá dar pena de morte. As pessoas tentam alertar sobre isso tudo, mas são ridicularizadas e caladas. Seitas explodem aos milhares com tantos falsos mestres como areias das praias, e são seguidos por milhares de cegos intencionais, que não querem ver. O bando de Maomé, inflamado de ódio satânico, acabará por vingar-se das Cruzadas, invadindo o Ocidente.
      08 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, o barulho da morte rolará como a trovoada sobre a terra. Os bárbaros serão misturados aos soldados das últimas legiões. Os infiéis viverão no coração das Cidades Santas. Cada um será alternadamente bárbara, infiel e selvagem. Não terá mais ordem nem regra. O ódio se espalhará como a chama na floresta seca. Os bárbaros massacrarão os soldados. Os infiéis degolarão os crentes e a selvageria será de cada um e de todos, e as cidades perecerão. 
       OBS> Toda a Europa, e devagar todos os países do mundo, estão sendo tomados pelos muçulmanos, que se plantam em todas as áreas da nação, mantendo, entretanto sua tradição de ódio. Isso acabará por explodir de forma violenta, produzindo milhares de mortes, devido a selvageria destes povos, assim como outras profecias também declaram. A lei que pretendem implantar é a “sharia” algo próximo da lei dos demônios. Tudo acontecendo! Estes povos acabarão por formarem uma só força de exército, então se prepare o mundo Ocidental para a dor.
      09 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, os homens se julgarão entre eles segundo o seu sangue e a sua fé. Ninguém ouvirá o coração sofredor das crianças. As pessoas os encontrarão como passarinhos e ninguém saberá protege-los da mão endurecida pela luvinha (Luva usada para fazer abortos?). O ódio inundará as terras que se criam pacificadas e nenhum será poupado nem os velhos nem os feridos. As casas serão destruídas ou roubadas. Alguns tomarão o lugar dos outros e cada um fechará os olhos para não ver as mulheres violentadas.
      OBS> Mais uma vez o lamento devido a destruição progressiva das crianças, sobre as quais o ódio de satanás se inflama. Desde pequeninos conduzidos ao desregramento, a internet aberta para a conspurcação de suas almas, os pais pouco se importando com a moral dos pequeninos, e achando normal todo tipo de descalabro e imoralidade. Hoje eles estão sendo levados cada vez mais cedo ao sexo, à pornografia e a destruição das alminhas. O resultado é a violência contra as crianças, contra a família e contra a mulher.
     10 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, cada um saberá o que está em todos os lugares da terra. A gente verá a criança cujos ossos furam a pele e aquele cujos olhos estão cobertos de moscas e aquele que agente persegue como um rato. Mas o homem que verá desviará a cabeça porque se preocupará apenas dele. Aquele dará um punhado de grãos como esmola enquanto ele que dorme sobre sacos cheios e o que ele dará com uma mão retomará com a outra.
      OBS> Observe como ele tem a visão das crianças africanas e de alguns países, apenas pele e ossos, morrendo n mais degradante miséria e torturante fome, cheias de moscas e vermes. Os homens desviam os olhos para não ver isso, e enquanto fazem pomposos planos para erradicar a fome, na realidade exploram aquelas nações de suas riquezas, o que lhes permitiria viver com dignidade. Dão com uma mão frentes às câmeras, e roubam com as duas por trás delas. Demônios não seriam tão malignos, o homem os ultrapassou em ferocidade.
     11 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, o homem fará mercadoria de tudo. Cada coisa terá o seu preço, a árvore a água e o animal. Mais nada será realmente dado e tudo será vendido. Mas o homem então será apenas pesos de carne. As pessoas trocarão o seu corpo como um bocado de carne. As pessoas tomarão o seu olho e o seu coração. Nada será consagrado nem a sua vida nem a sua alma. As pessoas disputarão o seu despojo e o seu sangue como uma carniça a descarnar. 
      OBS> Hoje se vende tudo o que pertence a Deus: a terra, a água, o fogo, os animais e a si mesmos, como é o caso dos atletas! E agora, com esta questão maligna do falso “aquecimento global” querem cobrar impostos também do ar que respiramos. Mulheres vendem seus corpos como mercadoria vil – para não dizer carniça – até por falta 
de trabalho digno. Órgãos humanos são vendidos como mercadoria, e se mata pessoas vivas para fazer comércio de partes do seu corpo. Em alguns lugares serve-se já carne humana e cérebros como alimento! A fala-se que a China mata em média 50 mil prisioneiros por ano, para vender seus órgãos no mercado negro, alguns retirados deles ainda vivos.
      12 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, o homem terá alterado a face da terra. Querer-se-á o Mestre e o Soberano das florestas e das manadas. Terá escavado o solo e o céu e traçado o seu sulco nos rios e nos mares. Mas a terra será nua e estéril. O ar ficará escaldante e a água será fétida. A vida se desvanecerá porque o homem esgotará a riqueza do mundo e o homem será só como um lobo, apenas ódio nele.
      OBS> Aqui este ecologismo chiita, exacerbado e desvirtuado, que valoriza mais os animais do que a vida humana. A exploração gananciosa dos recursos naturais, que é a causa mãe dos desvarios da natureza e não o homem em si, o excesso da população, que transforma regiões em desertos, rios em lamaçais, oceanos em sepulcros de venenos e mananciais antes puros, em pocilgas poluídas. É em vista desta ganância que a terra acabará por negar seus frutos, que as estações mudarão seus tempos, com frios terríveis e calores escaldantes, com colheitas nulas. Tudo isso está descrito nas Sagradas Escrituras. E aqui temos a profecia do tempo em que estas coisas acontecerão!
      13 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, a criança lhe também será vendida. Alguns se servirão delas como objetos, para gozar da sua pele macia. Outros as tratarão como um animal servil. As pessoas esquecerão a fraqueza consagrada da criança e o seu mistério estará como um potro que se adestra como um cordeiro que se sangra e se abate. E o homem será mais nada que apenas crueldade. 
       OBS> Calcula-se que mais de 50 mil crianças hoje são vendidas, são sequestradas e usadas para todo tipo de abominação e torpeza, como culto a Lúcifer. A pedofilia já encontra amparo em leis e é sem dúvida o próximo objetivo dos movimentos gays, numa explosão de crueldade tão inaudita, que ultrapassa a dos próprios demônios. Eles sabem que mexer com as crianças, tem diante de Deus o preço de milhões de castigos, e como anjos que foram não fariam, se pudessem, o que homens fazem.
      14 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, o olhar e o espírito dos homens serão prisioneiros estarão ébrios e o ignorarão, tomarão as imagens e os reflexos para a verdade do mundo. A gente fará deles o que se faz de um carneiro. Então os carnívoros virão. As rapinas (os destruidores) os porão em manada para melhor os guiar para o abismo e os adestrar os um contra os outros. A gente os esfolará para tomar a sua lã e a sua pele, e o homem se ele sobrevive será despojado da sua alma. 
        OBS> Estas figuras de linguagem proféticas, na realidade apontam para um tempo de tal barbarismo na terra, com guerras civis e fome, miséria, doenças e crimes, devido a falência geral de todas as instituições, de modo que a terra será entregue praticamente ao poder dos demônios. O pecado levará a isso. A falência momentânea da Igreja levará a isso. Se puderem, realmente os maus arrancarão a alma dos bons. É hoje que uma claque medonha joga os povos uns contra os outros, provocando guerras, que visam diminuir as bocas que comem, e tomar as riquezas dos que ainda possuem algo. Rumo a escravidão da Nova Ordem Mundial a humanidade marcha como bestas cegas.
       15 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, reinarão soberanos sem crença. Ordenarão às multidões humanas inocentes e passivas, esconderão os seus rostos e guardarão os seus nomes secretos. E os seus castelos fortes serão perdidos nas florestas. Mas decidirão o destino de tudo e de todos. Ninguém participará nas assembleias da sua ordem. Cada um será verdadeiro servidor e se crerá homem livre e cavaleiro. Só se erguerão os das cidades selvagens e das crenças heréticas. Mas serão primeiro vencidos e depois queimados vivos. 
       OBS> Aqui a menção sobre os conhecidos dominadores do mundo, os que se dizem iluminados, e que se escondem em mansões nas florestas, e em bunkers cavados nas rochas. Permanecem secretos, agem em segredo, se reúnem em segredo, enquanto dominam os governantes de todo o planeta. São eles que decidem os rumos da humanidade. São eles que estão por trás das seitas heréticas e de toda a criminalidade do mundo, porque desejam reduzir os povos a um punhado manipulável de gente. Mas seu castigo não tarda! É ao Deus vivo que afrontam!
      16 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, os homens serão tão numerosos sobre as terras que assemelharão a um formigueiro dentro do qual se mete a vara. Fervilharão e a morte os esmagará do calcanhar como insetos transtornados. Grandes movimentos os empurrarão de uma região a outra. As peles morenas se misturarão às peles brancas. A Fé de Cristo se unirá a aquela do Infiel. Alguns pregarão a PAZ jurada, mas em todo lugar será a guerra das tribos inimigas. 
      OBS> Sim, especialmente nas cidades grandes, se parece viver num formigueiro humano. Isso é fruto dos povos fugindo de suas terras, empurrados pela ganância dos latifundiários, provocando uma miscigenação ímpar em todos os tempos. Eles falam de paz enquanto preparam a guerra entre si. Também menciona a união de todos os credos numa só religião satânica, unidas em torno de satanás, não mais em torno de Jesus Cristo, como hoje acontece por via deste falso ecumenismo. Igrejas católicas aceitam pais-de-santo em seu interior, também abrem espaço para as sociedades secretas que visam destruir a Igreja de Cristo.
      17 -  Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, os homens quererão cruzar todos os recintos. A mãe terá os cabelos cinzentos de uma velha, o caminho da natureza será abandonado e as famílias estarão como grãos separados que nada pode unir. Será, por conseguinte outro mundo, cada um vagueará sem laço como um cavalo embalado indo a qualquer sentido sem guia. Desgraça ao cavaleiro que sobreporá esta montagem, pois estará sem estribo e cairá no fosso.
       OBS> Aqui a referência quanto à inconformidade com o corpo humano, as pinturas, tatuagens, cirurgias ditas corretivas, que hoje são a tônica. Também a destruição dos lares, que implica no desmoronamento da sociedade, e que mostra claramente que tudo isso resultará numa tremenda explosão e no esfacelamento completo deste mundo em que vivemos. O caminho atual é rumo ao abismo, para onde a humanidade segue sem freios!  
      18 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, os homens não seguirão mais à lei de Deus, mas quererão guiar a sua vida como uma montagem sua. Quererão escolher as suas crianças dentro do ventre das suas mulheres e matarão aqueles de que não gostarem. Mas que será do homem, que se tomará assim por Deus? Os Poderosos se apreenderão das melhores terras e das mais bonitas mulheres. Os pobres e os fracos estarão como gado, cada casebre se tornará torreão e o medo estará em cada coração, como um veneno.
      OBS > Exatamente como acontece, quando o homem quer ser deus de si mesmo, cada um com sua lei e sua fé. E não é hoje que os casais desejam escolher o sexo dos seus filhos? Não é hoje que estão abortando, caso o filho que desejam não seja do sexo imaginado? Não é hoje que os ricos ficam com as mulheres mais bonitas, porque estas mesmas mulheres correm apenas atrás dos ricos e famosos? Não é hoje que os pobres são desprezados, que moram em barracos imundos, onde não veem mais futuro para si e seus filhos?
      19 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, uma ordem preta e secreta terá emergido. A sua lei será de ódio e a sua arma o veneno. Quererá sempre mais ouro e estenderá o seu reino por toda a terra e seus servidores serão ligados entre eles por um beijo de sangue. Os homens justos e os fracos sofrerão a sua regra. Os Poderosos se porão ao seu serviço. A única lei será aquela que ditará na sombra. Venderá o veneno até nas igrejas e o mundo andará com este escorpião sob o seu calcanhar. 
       OBS> Aqui as sociedades secretas, cheias de ódio contra a humanidade. Eles já dominam toda a riqueza da terra e ainda assim estão insatisfeitos: desejam eliminar o máximo de pessoas, para tomarem posse dos seus bens, inclusive dos bens da Igreja Católica. Os justos, honestos e bons são esmagados, até porque as leis são feitas hoje para proteger os bandidos, e os ladrões, especialmente os de elevada estirpe. Tudo isso é programado e estudado para criar um mundo de demônios, com alguns poucos dominadores, e alguns milhões de escravos totais. O veneno que se vende nas Igrejas são as falsas teologias, que acabarão por praticamente eclipsar a Igreja Católica.
      20 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, muitos homens continuarão sentados com braços cruzados ou irão sem saber onde os olhos vazios, porque não terão mais forja onde bater o metal e não terão mais campo a cultivar. Estarão como uma semente que não possa tomar raiz, errantes e pobres, humilhados e desesperados. Os mais jovens e os mais velhos muitas vezes sem lugares terão apenas a guerra para salvação e se combaterão primeiro eles mesmos e odiarão a sua vida. 
       OBS> Não é hoje que em torno de 20% dos homens está desempregado e improdutivo, por falta de opção e de condições? Quantos milhares passando fome porque não encontram trabalho? Que lhes resta senão a guerra, a revolta para acabarem com esta situação injusta? Isso acontecerá, no momento em que a grande fome se abater sobre a terra, como previram os profetas Jeremias e Joel. Então mundo mergulhará num caldeirão fervente de horrores, com bandos alucinados descendo as ruas das cidades, quebrando, assaltando, roubando e estuprando as mulheres que encontrarem, porque para isso foram induzidos pela situação de desespero, embora é claro, sem justificativa.
      21 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, as doenças da água do céu e da Terra golpearão o homem e o ameaçarão. Quererão fazer reaparecer esse que a destruiu e proteger o que reside terá medo dos dias que vêm. Mas estará bem atrasado. O deserto corroerá a terra e a água será cada vez mais profunda fluirá certos dias transportando tudo como um dilúvio e não faltará o dia seguinte à terra e o ar corroerá o corpo dos mais fracos. 
      OBS> Aqui a menção de todos os desequilíbrios que estão acontecendo na natureza, a profusão de terremotos e furacões, de ciclones e avalanches, além destes inumeráveis desmoronamentos de terra, que engolem lagos, vilas e casas, algo totalmente inexplicável pela ciência. Mas isso é devido ao esfacelamento interior do planeta, provocado exatamente por estes tremores, e que acabará por fazer ruir as montanhas e desaparecer as fontes de água. É sabido que milhões de pessoas morrerão ainda de pura sede. Culpa do homem!
      22 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, a terra tremerá em vários lugares e as cidades desmoronarão. Tudo que terá construído sem estar a ouvir os sábios será ameaçado e destruído. A lama submergirá as aldeias e o solo se abrirá sob os Palácios. O homem se obstinará porque o orgulho é a sua loucura não entenderá a advertência repetida da terra. Mas o incêndio destruirá as novas Roma e nos restos acumulados os pobres e os bárbaros pilharão apesar das Legiões as riquezas abandonadas. 
      OBS> Como no item anterior, mesmo com esta profusão de desastres da natureza os homens não aceitam que sejam sinais de algo mais grave, porque ainda não os atingiu pessoalmente. Mas atingirá a todos, sem exceção! O culminar disso tudo é um sem fim de crimes, cometidos por pessoas possessas, porque se entregam
ao demônio ao invés de se ligarem em Deus, que os poderia livrar destes males. Cidades serão saqueadas e queimadas, quando o mal atingir o limite extremo da loucura. Deus por hora ainda segura tudo, mas não demora e soltará as rédeas do inferno para castigar esta humanidade pecadora. Não foi diferente com Sodoma, a paciência tem limites!
      23 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, o sol queimará a terra. O ar não será mais a vela que protege do fogo será apenas uma cortina furada e a LUZ escaldante corroerá as peles e os olhos. O mar ascenderá como uma água que ferve. As cidades e as margens serão enterradas e os continentes inteiros desaparecerão. Os homens se refugiarão sobre as alturas e reconstruirão esquecendo já o que ocorreu. 
      OBS> Quem já viu o desastre do tsunami de 2004 na Ásia, sequer viu uma centelha do que acontecerá ainda no mundo inteiro, quando chegar a justiça. O Apocalipse fala dos transtornos que o sol está provocando, mas ainda não chegamos ao ápice deste desastre. Há milhares de profecias dizendo que países e regiões, especialmente as que estiverem a beira mar e nos canais dos rios, simplesmente serão varridas pelas águas enfurecidas. 
      24 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, os homens saberão fazer viver miragens. Os sentidos serão enganados e crerão tocar o que não é. Seguirão caminhos que só os olhos verão e o sonho poderá assim se tornar vivo. Mas o homem não saberá mais separar o que é do que não é e se perderá em falsos labirintos. Os que saberão criar miragens rirão do homem ingênuo lhes enganando e muitos homens se tornarão cães rastejantes.
      OBS> Aqui ele se refere especialmente aos efeitos de computador, às imagens holográficas, coisas que existem e serão usadas ainda pelo anticristo para enganar as pessoas. Por outro lado, acompanhando pelo Youtube algumas das maquinações dos mágicos como o tal de “Dynamo”, chego a pensar que ele executa aquilo apenas pelo poder dos demônios. E claro, se ri da cara de nós tolos que não percebemos como é que nos engana.
      25 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil os animais que Noé tivesse embarcado sobre a sua Arca não serão mais entre as mãos do homem que bichos transformados de acordo com a sua vontade e quem se incomodará com seu sofrimento vivo? O homem terá feito de cada espécie o que terá querido e terá destruído de inúmeros que se terá tornado o homem que terá alterado as leis da vida. Quem terá feito do animal vivo um monte de argila será o igual de Deus ou a criança do Diabo? 
      OBS> Sim, o cruzamento das raças e a formação de outras, como cães e gatos, a manipulação genética e tudo o que o homem faz para interferir e estragar a cadeia da vida, além do que em laboratório muitos cientistas, a soldo da besta, procuram desesperadamente formar uma vida humana, no que criam monstros horrendos. A própria fertilização in vitro, em tem gerado muitas crianças, pode estar gerando seres sem alma porque foge do padrão e da escolha divina, então Deus não Se obriga com tais criaturas. Infelizmente!
      26 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, será necessário ter medo pela criação do homem. O veneno e o desespero o vigiarão. O terá desejado apenas para sí e não para ele ou para o mundo será perseguido para o prazer e às vezes venderá o seu corpo. Mas mesmo aquele que será protegido dos seus será ameaçado ter o espírito morto. Viverá no jogo e na miragem quem o guiará já que não terá mais mestre? Ninguém lhe terá ensinado esperar e agir. 
      OBS> Texto mais confuso, certamente pela tradução. Mas realmente muitas profecias falam que ao final dos tempos o homem terá transformado o mundo numa fábrica de venenos, que porá em risco a raça humana. Fala-se que hoje já existem mais de dois milhões de tipos diferentes de venenos, e não param de surgir novos, e cada vez mais potentes. Isso tudo realmente coloca em risco, não somente o homem, mas toda a vida na terra.
      27- Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil o homem se crerá Deus enquanto não passa de criança. Galopará sempre vencido pela cólera e pela inveja. Mas o seu braço será armado da potência a qual se terá apreendido. E como Prometeu cego poderá destruir tudo ao redor dele restando nada senão alma. Ele terá a força de um gigante avançará um passo imenso, mas ignorará qual caminho tomar a sua cabeça será pesada devido a tanto conhecimento. Mas não saberá por que vive e por que morre ficará como um doido que gesticula ou uma criança que geme. 
       OBS> Aqui ele menciona que o excesso de conhecimentos do homem acabará por enlouquecê-lo, e de tal modo se inchará de orgulho devido a este conhecimento que achará ser um Deus, ou que não precisa mais Dele. Isso o fará perder a nação de tempo e de eternidade, caminhando em direção à perda de sua alma. Hoje se notam sinais claros de que a loucura a senilidade tomou conta de muitos homens, e se pode dizer da maioria que deixou cegar por satanás. O homem atual despreza a verdade e ama a mentira! Isso consta das Escrituras!      
      28 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, regiões inteiras serão a presa da guerra para além do guarda romano e mesmo no antigo território do Império os homens das mesmas cidades se degolarão. Aqui estará a guerra entre tribos e lá entre crentes.  Os Judeus e as crianças de Allah não terminarão de se opor e a terra do Cristo será o seu campo de batalha. Mas infiéis quererão por toda a parte defender a pureza da sua fé. E haverá à frente apenas dúvida e impotência. Então a morte se avançará por toda a parte como o estandarte dos tempos novos. 
     OBS> Aqui a menção daquilo que todos sabem as pendengas entre Israel e os povos de Alá, que terminarão no campo de sangrenta batalha. É sabido que os muçulmanos desejam impor ao mundo a sua lei terrível, mas jamais irão conseguir isso, porque serão exterminados todos os que não seguem e vivem o verdadeiro e único Deus. Como é predito eles se afogarão no próprio ódio, e desaparecerão da face da terra.
      29 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, homens em multidão serão excluídos da vida humana. Não terão nem direitos nem teto nem pão e estarão nus e não terão apenas os seus corpos a vender. A gente lhes rejeitará, longe das tores de Babel da opulência. Fervilharão como um remorso e uma ameaça. Ocuparão regiões inteiras e proliferarão. Ouvirão as predicações da vingança e se lançarão ao assalto das tores orgulhosas. O tempo terá retornado das invasões bárbaras. 
      OBS> Aqui ele lembra a atual situação mundial, os povos famintos, sem futuro, que acabarão por se revoltar contra este estado de coisas. Eles serão instigados à vingança, como acontece hoje com esta luta de classes por via do comunismo. O fim disso é uma tremenda explosão da sociedade atual, da qual restarão poucos vivos. Como já disse: Deus, por hora, ainda sustenta tudo, mas não indefinidamente.
      30 - Quando começar o Ano Mil que vem após o Ano Mil, o homem terá entrado no labirinto escuro terá medo e fechará os olhos porque não saberá mais ver se desafiará a tudo e temerá à cada passo. Mas será empurrado adiante porque nenhuma parada será autorizada. A voz de Cassandra será, no entanto elevada e forte não o entenderá porque quererá sempre possuir mais e a sua cabeça será perdida nas miragens. Aqueles que serão os seus Mestres lhe enganarão e haverá apenas maus pastores. 
           OBS> Esta a real situação da humanidade atual. As pessoas não veem mais futuro, planos de logo prazo sempre resultam em decepções, em vista disso a depressão toma conta das massas. Muitas pessoas sentem que tudo vai mal, infelizmente satanás conseguiu cegar as massas, e até as lideranças, dizendo que tudo vai bem, tudo vai bem, quando vai muito mal. Lembra também dos maus pastores, da Igreja Católica especialmente, que com sua inércia permitem que o rebanho se desgarre, e até mesmo trabalham para que a perdição aconteça
       Tudo isso apenas quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil. Vem agora a mudança. As mensagens que seguem tratam do Novo Reino, e da grande mudança que acontecerá com a humanidade que restar. Com elas a esperança de um mundo novo, cheio de paz e harmonia. Continua ele...
      31 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil, os homens enfim terão aberto os olhos. Não serão mais fechados dentro das suas cabeças e dentro das suas cidades se verão e se entenderão de um ponto ao outro da terra e saberão que se golpeiam um ferem o outro. Os homens formarão como um grande corpo único cujo cada um deles será uma parte ínfima e constituirão juntos um só coração. E haverá enfim uma só língua que seja falada por todos e nascerá assim enfim o grande ser humano. 
      OBS> Isso prenuncia uma grande transformação da raça humana, realmente o surgimento de um novo homem, porque tudo será novo, assim Deus nos prometeu. Haverá enfim o entendimento entre as pessoas, havendo um só povo, uma só raça, um só idioma, e tudo sob um só e único e Eterno Deus. Nunca mais credos e seitas digladiantes.
      32 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil o homem terá conquistado o céu. Criará estrelas no grande mar azul sombrio e navegará sobre esta nave brilhante um Novo Ulysses companheiro do Sol para a Odisseia Celestial.
      OBS> Quer dizer que o homem viverá uma nova Odisseia, participando com Deus da criação de novos mundos, deslumbrantes, fantásticos, porque então Céu e terra serão praticamente um só. É quando os anjos e santos irão instruir a humanidade restante, rumo ao novo tempo, que caminhará para a eternidade.  
      33 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil, os homens poderão se adentrarão sob as águas. O seu corpo será novo e serão peixes e alguns voarão alto mais alto que os pássaros, como se a pedra não caía, se comunicarão entre eles porque o seu espírito será tão grande e aberto que recolherá todas as mensagens. E os sonhos serão compartilhados. E viverão tanto tempo que o mais velho dos homens, aquele do qual fala os Livros Santos. 
      OBS> Diria que são indescritíveis os dons que o novo homem receberá, até porque a Escritura diz que nenhum homem é capaz de imaginar aquilo que Deus tem preparado para os que O amam. Os corpos reverdecerão como plantas, os ossos secos se encherão de carne viva e tenra, que nunca mais conhecerá a corrupção, porque os homens não mais envelhecerão, nem sentirão dor, doença ou tristeza. Não se cansarão nem perderão o seu vigor.
      34 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil, o homem saberá qual é o espírito de qualquer coisa. A pedra ou a água o corpo do animal ou o olhar do outro terá furado os segredos que os antigos possuíam e empurrará porta depois porta no labirinto da vida nova. Criará com a potência e a jorrante de uma fonte. Ensinará o saber à multidão dos homens e as crianças conhecerão a terra e o céu mais que nenhum antes deles. E o corpo do homem será aumentado e hábil e o seu espírito terá envolvido todas as coisas e as terá possuído. 
      OBS> De fato, o homem voltará a ter como Adão a inteligência total, capaz de penetrar nos planos de Deus, e a conhecer os segredos da matéria. As crianças nascerão falando, e não precisarão de escola porque aprenderão tudo rapidamente, como nunca aconteceu antes. O homem terá um corpo perfeito, revitalizado e o envelhecimento cessará por volta dos 33 anos – idade de Jesus – e daí por diante não mais perderá o vigor até que Deus o chame, para o sim fim na eternidade, com Ele no Céu. Isso não será pranteado, mas celebrado!
      35 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil, o homem não será mais o único soberano porque a mulher virá apreender o cetro. Será a grande senhora dos tempos futuros e o que pensará o imporá aos homens. Será a Mãe deste Ano Mil que vem após o Ano Mil. Espalhará a doçura tépida da Mãe após os dias do Diabo. Será a beleza após a feiura dos tempos bárbaros. O Ano Mil que vem após o Ano Mil se alterará em tempo ligeiro. A gente gostará e compartilhará. A gente sonhará e dará a luz aos sonhos. 
      OBS> Aqui ele se refere ao império de Maria Santíssima, a Grande Mulher, como outras profecias também se referem, dizendo que na Nova Terra a mulher terá um papel preponderante conduzida por Maria Santíssima, de quem será modelo em virtude. Será o reinado do Amor de Jesus com a ternura de Maria.
      36 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil, o homem conhecerá um segundo nascimento. O Espírito apreenderá a multidão dos homens que comungarão na fraternidade. Então se anunciará o fim dos tempos bárbaros. Será o tempo de novo vigor da Fé. Após os dias negros do início do Ano Mil que vem após o Ano Mil se abrirão dias felizes. O homem reencontrará o caminho dos homens e a terra será ordenada. 
      OBS> Como falei, entre os que restarem vivos, seus corpos rejuvenescerão como plantas, e como que os homens nascerão de novo, para a verdadeira vida em Deus. Será o tempo da partilha total, sem necessidade de dinheiro e de salários, porque tudo será de todos e todos terão de tudo.
      37 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil, vias irão de uma extremidade à outra da terra e do céu à outra extremidade. As florestas serão de novo densas e os desertos terão sido irrigados. As águas voltarão a ser puras. A terra estará como um jardim. O homem velará sobre tudo o que vive, purificará o que sujou. Sentirá toda a terra como a sua residência e será sábio pensando aos dias seguintes. 
      OBS> Sem duvida os transportes são muito diferentes, com novas máquinas e motores não poluentes, que os anjos e santos ensinarão a construir. Novas tecnologias surgirão, mil vezes mais incríveis do que as que até o homem teve acesso. O homem preservará a natureza como dom de Deus, reconstruindo a terra num paraíso por inteiro. Uma vez expulso o pecado do mundo, a própria natureza, que também hoje sofre, rejubilará de alegria. Os animais não temerão os homens, nem lhes farão mal algum, mesmo as feras mais brutais de hoje, nem bichos peçonhentos. As colheitas serão fartas, as árvores darão frutos o ano inteiro, e não haverá mais estações para plantar, porque o clima será suave em todo o planeta.
      38 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil, cada um estará como um passo regulado. A gente saberá tudo do mundo e do seu corpo. A gente tratará da doença antes de aparecer e cada um será curador dele e dos outros. As pessoas terão compreendido que é necessário ajudar para manter-se e o homem após tempos de encerramento na avareza abrirá seu coração e sua bolsa aos mais necessitados.  Sentir-se-á cavaleiro da ordem humana e assim será um tempo novo que começará.
      OBS> Na verdade a Escritura diz que não haverá mais nem doença nem dor, porque os corpos serão feito de carne espiritualizada, imune à dor e ao sofrimento. Os homens não cansarão, e terão força e rapidez descomunal. O que hoje corre um homem como Bolt para frente, naquele tempo ele o fará de costas, com toda facilidade. O amor, a bondade, a ternura, o afeto e a amizade serão as normas de todas as vidas. 
      39 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil o homem terá aprendido a dar e compartilhar. Os dias amargos de solidão serão enterrados. Crerá de novo no Espírito e os bárbaros terão adquirido direito da cidade. Mas tudo só virá após as guerras e os incêndios. Tudo isso emergirá dos restos escurecidos das torres de Babel e terá sido necessário mão de ferro para que se ordene a desordem e que o homem reencontre o bom caminho. 
      OBS> Será naturalmente pela dor, imensa dor, que finalmente o homem – que rejeitou o Amor – capitulará em definitivo diante do seu Deus e Senhor, para só então viver a vida plena que Deus tinha preparado para Adão, e agora ainda melhor. É óbvio que não haverá mais demônios para tentar, nem maus para estragar o novo Paraíso.
      40 - Quando for o cheio do Ano Mil que vem após o Ano Mil o homem saberá que todos os vivos são portadores de LUZ. E que são criaturas a respeitar. Terá construído as novas cidades no céu sobre a terra e sobre o mar.  Terá a memória do que foi e saberá ler o que será. Não terá mais medo da sua própria morte porque terá na sua vida, vivido várias vidas, e a LUZ do saber nunca será apagada.
      OBS> Sim, as ruinas serão reconstruídas, novas cidades surgirão, mas com padrões completamente diversos dos sistemas de hoje, e como a Mãe diz: tudo fluirá maravilhosamente! Em outros textos já coloquei muitas destas coisas entre tantas também que me foi dada a graça de ver. Digo apenas que vale lutar por este Reino, que nós enfim legaremos aos nossos filhos. 


FONTE: Livro das profecias - Editions JC Lattès  As profecias do João do Jerusalém - Editions Grancher  (FIM)


      CONCLUINDO> Temos assim uma visão clara do que acontece hoje, predita quase mil anos atrás. Também outras profecias sobre os tempos finais, como a de São Nilo, citam o ano de 1950 como início de uma transformação maligna do ser humano, entretanto esta é bem clara porque fala sobre como seria o mundo depois do ano 2000. E não se poderia hoje fazer descrição mais precisa do que esta que apresentamos.
       Óbvio que faltam ainda muitas coisas, mas outros profetas contribuem certamente para montarmos o puzzle final, que mostra primeiramente o mundo atual e a sua destruição, depois a reconstituição pelo homem, da Nova Jerusalém Celeste, com Deus habitando entre os homens. O Evangelho de hoje mesmo diz que Deus estará em nosso meio e nos servirá. E isso basta para nos alegrarmos, porque nossa vitória sobre os maus e os demônios é tão certa como a aurora, embora os rios e mares de sangue que isso tudo custará, eis o preço cobrado pelo inferno pela nossa libertação definitiva. 
       Assim, todos são chamados agora a agir com todas as suas forças, especialmente pela Oração Continuada, para que os cataclismos sejam minimizados, e seja rápida a manifestação da Justiça Divina, porque um tempo longo poderia ser perigoso para nossa miséria. Que Deus vos abençoe a todos! (Aarão)

 

 
 
 

Artigo Visto: 934 - Impresso: 21 - Enviado: 14

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 811 - Total Visitas Únicas: 3.538.821 Usuários online: 85