Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
08/03/2017
No barco da fera
...Que não tem combustível para chegar ao porto final!
 

Artigo colocado em 02/09/2011

No barco da fera

2/9/2011 18:43:46

Artigos - No barco da fera

 2110902 NO BARCO DA FERA

Não se assustem com o título, mas ele tem a ver com um sonho intuitivo e muito interessante que tive nesta noite que passou. Como ele vem com a explicação, e como tem a ver com muitas coisas que já temos escrito, e mais que isso pode dar uma noção do que vai acontecer no futuro, penso que posso relatar aqui, desde que não me achem um “maluco sonhador”. Por outro lado há tanta gente sonhando – o profeta Joel previu isso – com os acontecimentos finais, que não custa mostrar o que me foi dado ver. Claro a questão dos locais onde se passa o sonho, não quer dizer que sejam reais; é apenas um filme para mostrar uma situação.

Eu estava como que dentro do navio do anticristo, mas invisível a eles. Na verdade não estava dentro do navio com as pessoas que o acompanhavam, mas era como se flutuasse invisível sobre ele, vendo, entretanto – intuindo e ouvindo – aquilo que eles faziam e falavam. Não havia muita gente no barco! Percebi que eles estavam navegando num mar gelado, como que contornando o cone sul da América, na Terra do Fogo, como que tomando um caminho sem volta, a decisão final. Observei que havia um grande alvoroço dentro do navio deles, mesmo entre os poucos, porque estava como que faltando “combustível”, pois haviam feito um tremendo erro de cálculo, e no sonho percebi que deveriam agora enfrentar e atravessar o Oceano Pacífico.

Quando se tem estes sonhos intuitivos, nos é dado ver uma coisa e ao mesmo tempo discernir outras, e sempre digo: incrível é Deus que nos pode mostrar coisas tão reais e concretas, com um simples flash de imagens. O frio que se fazia, não era somente um frio natural que atinge os corpos, mas este era um frio maior, aquele que penetra e perpassa o espírito. O que se via entre eles era um clima tremendamente ruim, de discórdia, de discussões e também de atropelos e desorganização. Meus amigos, o barco do anticristo é na verdade uma canoa furada, eles podem demonstrar segurança, pode o barco parecer um transatlântico, pode ser um imenso porta aviões, mas a verdade é que eles estão em pânico. Aquilo não passa de uma frágil canoa! O único problema é que tem bilhões de demônios dentro, e estes eu não vi! Mas tem!

Aos olhos do espírito percebi que, devido às circunstâncias, de um modo racional, eles deveriam dar uma parada e reabastecer o navio nalgum porto chileno – me veio no sonho a cidade de Arica, nem sei se tem porto – mas teimosamente, depois de fazer uma pequena curva na direção do tal porto, eles decidiram enfrentar o Oceano, mesmo assim, com risco de ficarem a meio do caminho. Vi que o anticristo estava tremendamente nervoso, e indeciso. Ele andava de um lado para outro, furioso procurando no navio algum culpado pelo erro de cálculo, mas todos fugiam dele e de lhe dar explicações. Se podia perceber nitidamente que a situação era de muita confusão, pois não sabiam que atitude tomar.

Num texto bem antigo que escrevi, relatei as visões de uma senhora, onde ela dizia que de fato o anticristo pessoalmente não é uma pessoa segura, decidida, que sabe o que está fazendo. Na visão dela sempre ele perguntava para os seus auxiliares, “será que vai dar certo”, e esfregava as mãos, muito nervoso. No que pude perceber, também aqui nesta situação se dava o mesmo. Havia divergência nas decisões, e os seus grandes auxiliares não conseguiam certezas de seus atos, trabalhando com meras suposições. A dimensão do projeto é grande demais para seres limitados. E afinal, são diversos grupos que o apoiam, e eles jamais tiverem unanimidade.

De fato, satanás sabe que “pouco tempo lhe resta”, e sem dúvida ele passa este mesmo estado de espírito ao seu teleguiado, insegurança que grita contra ele mesmo: como poderá ser o deus que ele almeja ser, se não consegue sequer planejar o futuro com certezas de vitória? Aliás, este é seu calcanhar: ele no fundo sabe que vai perder – e vou mostrar que vai – e por hora ainda não consegue dar segurança ao seu nervoso pupilo. Isso se dará adiante, por um tempo, quando grande parte da humanidade estiver dobrada diante dele. E assim o anticristo também sente esta insegurança brutal, que muito o enfurece. Adiante, porém, ele se exaltará, acima até de Deus, quando se ver cercado de adoradores. Por um curto tempo!

Na realidade, é desde quase três séculos que eles projetam isso. Mesmo que hoje detenham em suas mãos o poder econômico do planeta, as bombas, as armas de guerra, o ouro, e mesmo que detenham as rédeas de todas as nações, mesmo que dominem sobre todos os exércitos, ainda assim lhes tem sido impossível dominar a liberdade dos filhos e filhas de Deus. A gloriosa liberdade, a noção e o direito de ser livre, o desejo de paz e de viver em harmonia, são coisas que não se prendem por muito tempo nas garras do mal, porque o fermento do amor é mais forte do que o veneno do ódio.

Eis porque eles desejam eliminar 9 em cada 10 seres humanos. Eis porque eles estão agindo hoje, através de todos os modos possíveis de eliminar a vida, por doenças inventadas, pela promoção do homossexualismo estéril e do aborto, e pelas guerras, passadas, atuais e futuras, todas elas, criadas, planejadas e executadas pelas mesmas pessoas. Eles percebem sua imensa fraqueza diante deste dilúvio de seres humanos, todos eles ciosos de sua liberdade e de seus direitos, eis porque desejam marcar as pessoas como gado, com o ferrete da sua marca infame e de pertença, para que os poucos que sobrarem vivos, sejam chipados e se tronem os seus escravos dóceis e obedientes. É por perceberem que isso é impossível, que lhes vem esta grande insegurança.

Em verdade, hoje abertamente eles se reunem e tramam suas súcias, coisa que por séculos fizeram no maior segredo. Mas as decisões nunca são fáceis, pois o laboratório do mundo é muito vasto para que um pequeno grupo gerencie os povos com facilidade. Lúcifer estudou tudo isso por milênios em suas camarilhas e conciliábulos infernais, e embora tenha avançado muito em seu projeto, ele tem limites, o limite natural de toda criatura, cada uma com seus diferentes graus de inteligência, poder, força, astúcia e sabedoria. A tarefa é brutal, eles já tentaram centenas de vezes, mas sempre surgem novos obstáculos, alguns deles intransponíveis. E assim, Lúcifer os engana, os fazendo crer que é possível vencer Deus. Ademais há muitos interesses pessoais em jogo, muita disputa de poder entre os grupos e isso emperra tudo. Vai daí todo este nervosismo, quase desespero.

Nesta altura do sonho, percebi então que o navio da fera, que costeava as terras chilenas a certa distância, num momento dá a impressão que vai parar, e curva na direção do porto. Mas isso não dura muito. Logo ele “embica” à esquerda em direção do largo Oceano, e se atira na louca travessia. Isso me faz perceber que a fera hoje não tem alternativa. Ela percebe que as coisas são gigantescas demais para seus planos, que seu poder embora de modo aparente seja imbatível e limitado, não passa de vento. Não tem nenhuma consistência, não dá segurança. Nem no poder do dinheiro, nem na força dos exércitos.

O fato como nós já temos escrito em outros textos é que agora os planos secretos do inimigo foram totalmente escancarados ao público. Se eles demorarem muito em agir, mais e mais pessoas acordarão – porque milhões estão acordando para a realidade, vejo isso pelos que nos procuram – e isso fatalmente dificultará cada vez mais os projetos deles. Com a presença hoje da internet e a rapidez das comunicações, quase instantâneas, não só a fera pode somar dados, como já não consegue esconder seus planos. A internet é seu grande “calcanhar de Aquiles”. O Assange que o diga.

Mas não nos iludamos: o simples fato de que agora milhares de jornalistas estarem por ai divulgando detalhes dos projetos e o resultado dos encontros dos agentes do inimigo, não significa ainda nenhuma derrota deles, apenas que isso mostra o aceleramento do projeto, tendo em vista a exiguidade do tempo que eles dispõem para que sem cumpram as Escrituras. Se tudo está sendo revelado, é exatamente porque eles estão permitindo isso, pois que controlam quase totalmente a mídia mundial. E eles sabem que tudo isso é vento, é oco, não tem poder algum, e pode desmoronar como de fato vai.

O que eles não estão hoje conseguindo – e por isso o nervosismo – é mostrar que este projeto deles, da globalização, seja viável, especialmente que seja bom. É que na medida em que se avolumam as informações, coletadas de toda parte por estudiosos e especialistas, até por hackers como Assange, aumenta no mundo a desconfiança. De fato, por muitos anos eles tentaram esconder tudo isso, escarnecendo dos que falavam em uma “teoria da conspiração” quando na verdade o projeto era real e continua a pleno vapor. Bem que eles tentaram desmentir os Protocolos dos Sábios de Sião, que se pode chamar de a Bíblia do diabo.

Ou seja, eles não têm alternativos, a não ser enfrentar o mar aberto. Não dá para voltar atrás, nem dá tempo de abastecer o navio deles, com novos artifícios, porque não dará tempo de fazê-los amadurecer. Sinto que este mês de setembro é de fato chave, onde a besta finalmente decidiu por o barco em rumo do desafio final. Foi a curva que vi o barco deles fazendo no mar. Há os que queriam ainda esperar mais, porém a palavra da fera foi vencedora, agora não tem mais volta. Vejam esta notícia que recebi, um minuto atrás, do meu amigo Antônio, lá de Portugal.

Retirado de www.finance.yahoo.com > Marque no seu calendário: Em 7 de setembro de 2011 – faltam poucos dias a partir de agora - os mercados financeiros mundiais podem implodir. Naquele dia, o mais alto tribunal da Alemanha, vai decidir se é constitucionalmente legal para o governo alemão, o gastar mais bilhões de dólares em dinheiro do resgate para a Grécia. Se a resposta for não então é quase certo que a zona euro inteira vai desmoronar como um baralho de cartas! O resultado? Virá uma enorme crise financeira que faria parecer brincadeira de criança em comparação com derretimento do mercado acontecido em 2008. Vejam, isso não quer dizer que VÃO explodir, mas pode SIM acontecer. E este pêndulo continua balançando sobre a cabeça do mundo... Logo a corda se partirá!

Os sinais que brotam de lá, dizem este SIM, pois o governo daquele país já fez plantar algumas notícias neste sentido. Não haverá mais dinheiro para socorrer nações em crise! E virão as falências anunciadas. E virá aquela crise mundial predita nas profecias desde séculos. E virá sem duvida o caos predito, especialmente para a Europa, que tanto luta hoje para se livrar de Deus e da Sua lei. Que tanto insiste em retirar de sua constituição todo e qualquer vestígio da cultura cristã, quando, se tirarem estes, desde a raíz, eles ficarão sem tronco, sem ramos e sem frutos. Claro, os Estados Unidos vão junto, porque Alemanha e Inglaterra detêm trilhões em títulos da dívida americana. Os que seguirem a fera verão como é um mundo sem Deus!

Inclusive, ao que se fala tanto a Alemanha quanto a Holanda estão voltando a cunhar suas moedas antigas, para o caso da implosão do euro. A realidade gritante é que a experiência europeia da moeda única, que foi nada mais que um projeto piloto da fera, hoje se vê um fracasso, porque a diferença de cultura entra as nações e principalmente a fragilidade de umas economias em relação às outras, resulta sempre em vantagem do mais forte e esmagamento dos mais fracos. Por exemplo, Portugal ou Grécia não estavam em condições de competir com Alemanha em vigor econômico. Portugal não estava preparado para viver o padrão de vida dos alemães, nem pagar o mesmo preço pelos seus produtos. Isso significa que, jamais, o mundo econômico poderá funcionar bem com moeda única universal. Mais um motivo de nervosismo da besta.

Voltando ao sonho, tão logo o navio da fera embicou em direção do largo Oceano, percebi como se fosse uma aterradora onda, altíssima, de uns 300 metros que vinha na direção do navio deles. Ele levou um tremendo impacto inicial, mas não percebi que tivesse sido destruído. Eis que agora me vejo também eu, em nosso navio, e percebi que igualmente o nosso combustível era insuficiente para a travessia daquele imenso oceano, que me parecia algo assustador, diante daquela onda de centenas de metros de altura. E por um momento não vi mais nada além no mar imenso. Mas assustador, mesmo parecendo um lago sereno!

Percebi, porém, que nós – ao contrário da fera – não nos aventuramos sem “combustível”, mas ficamos ali no porto. Vi agora um terceiro barco, que também estava ancorado no porto, mas este ficou por pouco tempo e se foi. Sobre este não tive discernimento direto, mas percebo que se trata daqueles milhares de pessoas cegas, que seguirão ao anticristo e sua falsa igreja, porque este barco se foi no mesmo rastro de espuma. São aqueles que não querem acreditar que tudo isso esteja acontecendo e que cegamente se atirarão nos braços do inimigo, achando que ele é Deus. Quero dizer, não todos os verdadeiros loucos de hoje, mas sim os que irão para o inferno por causa disso, até porque este terceiro barco era bem menor que o nosso.

Neste momento, com o nosso barco aproado percebi que deveríamos nos abastecer não de combustível líquido, mas de orações, era esta a nossa necessidade atual, nosso verdadeiro combustível. Nosso navio, a Igreja Católica, não precisa de diesel para seguir e vencer, mas de orações. De adorações! Vi então que se reuniam sempre mais pessoas em nosso navio, e era todo um pessoal muito alegre, feliz, sorridente, sem medos nem discussões, que se juntava conosco aos milhares, vindo de todos os lados. Pelo espírito percebi então que depois de bem abastecidos de orações, iremos nós chegar ao porto seguro depois de passar esta primeira onda, eis que o mar então ficará sereno. Nosso caminho agora é rezar e evangelizar! É isso que irá acalmar os mares, até que reine a paz.

De fato, no fundo não seremos nós que faremos, mas sim Deus, que Se move apenas através de nossos pedidos, nossas súplicas. Não adianta de nada nós perseguirmos o barco inimigo para enfrentarmos a mesma e gigantesca onda que eles irão enfrentar, mas devemos ter calma, rezar e confiar cegamente em Deus. Deixemo-lO agir, pois será para o nosso bem! Porque nosso barco é aquele Único que chegará seguro, do outro lado do imenso e tumultuoso “Pacífico”. É o mesmo barco visto nos sonhos por Dom Bosco, que será ancorado seguramente entre as colunas da Eucaristia e de Maria. Preso ao mastro pelo Rosário em família! É disso que as famílias precisam agora, mais do que nunca! Se quiserem ter a graça de chegarem vivos ao porto e serem dignos de morar na Nova Terra.

É, pois, mais do que nunca, de orações que precisamos agora, de nos revestirmos com a couraça de Deus pelos Sacramentos da Confissão e da Eucaristia, e devemos aguardar a tempestade que chega. Se nós pertencemos a Deus pelo estado de graça, estaremos em porto seguro, aguardando que entrem no mundo em convulsão, no mar revolto e nas ondas da tempestade apenas aqueles loucos que a criaram, e aqueles que não querem ouvir que é possível a paz pela oração, pelo amor, pela fé, pelo perdão universal. O fato é que Ele mesmo, e com seus anjos e santos, com Maria e as almas do Purgatório, nos haverá de amparar, até que passe a grande crise. Creiam, com a oração conjunta de milhões é até possível deixar que o barco do inferno e seus seguidores afundem com ele, sem sofrermos um só abalo.

Penso que este é o verdadeiro arrebatamento. Não adianta agora batermos de frente com o inimigo, porque eu pude perceber o quanto ele é frágil, se achando tão poderoso. Pude ver o quanto é terrível para eles, perceber desde agora que serão vencidos, que serão esmagados, mas em seu orgulho não são capazes de voltar atrás e de pedir perdão. Seu ódio é brutal demais! Algo que nem mesmo os deixa desistir porque já venderam suas almas ao demônio em troca de toda esta riqueza, nada mais que vento, papel, letras, números, imundícia! Fruto do sangue dos irmãos! Isso não vale NADA! Não serve para coisa alguma porque se desfará como um castelo de areia, até mesmo com esta primeira onda, aquela que vi chegando tão próxima deles.

Novamente no sonho, no distante horizonte, percebi que o navio do anticristo havia afundado, antes mesmo de chegar ao “Havaí” – metade do percurso – e também este outro barco menor – a falsa igreja – desapareceu na convulsão das ondas. Havia muitos destroços no mar, em meio a manchas de espuma. Nós ficamos ali mais um tempo, nos reabastecendo, enquanto as outras naus seguiam, e no fim, depois de a grande onda baixar pude ver, ao longe, a costa do outro lado do Oceano, porque o mar se havia acalmado, e poderíamos então singrar sem maiores abalos. Foi o que vi no sonho!

Tudo isso escrevo para mostrar que não há mais possibilidade volta. O navio do inferno se embicou em direção às águas profundas e é ali que se dará o combate final. A nau da Igreja Católica Apostólica Romana também singrará águas profundas neste final dos tempos, mas embora os rombos já havidos no caso, embora a aparente fragilidade dela nos importa saber que ela e somente ela tem Jesus no leme, e Maria no comando. E ambos sabem como conduzir e desviar a barca das ondas mais poderosas, diferente do barco inimigo, que mesmo se sabendo sem “combustível” para chegar ao fim, insiste em se lançar na luta. Até porque, já agora, a fera treme! E como diz a Escritura: Deus ri deles! São ridículos desafiando o Senhor!

 

Quero dizer, embora publicamente não reconheça – jamais fará isso – Lúcifer, o anjo negro, o pai da mentira e da perdição, sabe que não tem cacife – combustível – para chegar até o fim e vencer. Ele sabe que seu navio será esfacelado e que perecerão os que estiverem com ele, que no final serão bem poucos. Mas como a batalha é exatamente pelas almas, para ele importa seguir avante em seu orgulho cego e brutal, porque não lhe resta alternativa. Babilônia será esfacelada como aqueles barcos, e assim está escrito tanto na antiga quanto na nova Escritura. E o que está ali descrito, acontecerá.

Claro que morrerá muita gente nesta travessia. Claro que bilhões de vidas serão ceifadas neste mar tempestuoso por onde agora estamos começando a navegar. Embora São Pedro avise que este mundo, como nós o vemos está destinado ao fogo do dia do Juízo e da condenação dos maus, verdade é que as águas terão papel preponderante na destruição deste império do horror em que a grande fera apocalíptica nos colocou, e que muitos chamam de civilização moderna. Ela até pode ser dita moderna, mas isso não rima com eterna, porque qualquer raça que mate suas crias como nós o fazemos pelo aborto, pode ter certeza que está sobre o tampão do cadafalso, e a faca da justiça já chega perto do gatilho. Logo estarão pendurados na corda todos os que vivem para o mal.

Fiquemos barco da Igreja Católica Apostólica Romana, sob Sua Santidade o Papa Bento XVI, porque temos aqui Jesus e Maria! Lutemos para enchê-lo de novas almas! Para quem aumentem os orantes, os valentes do Rosário. Eis que já milhares de afastados buscam nele o refúgio. Eles também percebem a onda que avança sobre esta civilização atual, e percebem a fragilidade do barco inimigo. E claro, de seu comandante! Ele assusta no volume, no poderio que ostenta, mas é também ele, de vento! O sopro do Espírito Santo o destruirá! Se eles é que estão em desespero, por que é que nós haveremos de ter medo, se estamos com nosso Deus, vivo e vencedor? Com a Mulher que esmagará a cabeça da serpente? Com nossos anjos, santos e almas benditas? (Aarão)

+++++++++

Adendo > Desde 2011 até este momento, tivemos já muita água correndo sob a ponte, e muitas coisas acima descritas se tornaram mais claras. Vivemos já um antipapado, uma falsa igreja que se avoluma dentro da verdadeira e usando seu nome, e ela quer nos fazer engolir o veneno de uma falsa bíblia, de um falso catecismo, e nos quer fazer engolir uma falsa e abominável “santa memória”, em troca do Santo Sacrifício, da Nova e Eterna Aliança. Tudo isso só faz se agigantar a onda que se abaterá sobre medonha canoa furada da grande besta, que será esfacelada.

Enquanto isso nós devemos nos alimentar com o néctar, com o “maná” das verdadeiras orações, do Rosário, de Jesus Vivo a Eucaristia, que não haverá de faltar para quem se mantiver dentro do barco da Igreja de Jesus. A oração – rezem, rezem, rezem, é o que pede a Mãe em milhares de aparições – é nosso combustível para a grande travessia final. Então nosso barco flutuará acima da grande onde que varrerá o planeta. De fato, nós não podemos evitar que tudo isso aconteça, mas com nossas orações poderemos SIM, acabrunhar as ações dos demônios que regem este espetáculo de horrores, e assim diminuir os estragos que eles fazem nas almas dos que, insanamente seguem a falsa igreja, que também ela está agora no barco da fera... Para afundar junto!

Sem medo, pois! Temos Jesus e Maria, os anjos e os santos, as benditas almas intercessoras. Temos tudo! Eles não têm nada! Seu alimento putrefato é o ódio, e o ódio destrói-se a si mesmo! Quem viver verá! E não demora! Basta que mexam na Eucaristia!

  

 
 
 

Artigo Visto: 1082 - Impresso: 16 - Enviado: 5

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 169 - Total Visitas Únicas: 3.052.655 Usuários online: 33