Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
29/07/2016
Zombando da pureza
Por que os pensamentos do papa sobre a coabitação levaram esta mulher às lágrimas?
 

Por que os pensamentos do Papa sobre a coabitação levaram esta mulher às lágrimas?

“Eu sou virgem aos 39 anos. Tenho honrado o Senhor com o meu corpo.” Agora, o Papa fala com “leveza”, fazendo “zombaria da pureza”, não só no que diz respeito aos homens e mulheres que ainda estão em busca de casais que honram o seu celibato, mas de sacerdotes que prometem a abstinência sexual por toda a vida. “Se eu fosse um padre estaria indignado”

GiannaJessen

LifeSiteNews – Steve Weatherbe | Tradução Sensus fidei: “Estou com tanta raiva, lágrimas de dor estão prestes a rolar pelo meu rosto,” a conhecida conferencista pró-vida Gianna Jessen postou no Facebook esta semana. Ela twittou: “Eu nunca pensei que um Papa poderia me fazer chorar. E por favor não me digam que eu realmente não estou lendo o que estou lendo.”

Jessen se referia às declarações do Papa Francisco em um congresso pastoral sobre a família da diocese de Roma, em 16 de junho, no qual ele disse que alguns casais coabitantes estão, na verdade, em um “matrimônio real”, que recebem a graça do sacramento.

“Eu digo que eu vi tanta fidelidade nessas coabitações, tanta fidelidade… Estou certo de que este é um verdadeiro casamento, eles têm a graça do casamento justamente pela fidelidade que eles têm” disse o papa. O Vaticano reeditou ambos os vídeos e as transcrições das observações.

Uma irada Jessen comentou que gasta uma boa parte de suas horas de vigília motivando os adolescentes a viver o celibato e esperar para o que ela chama de “amor épico” com parceiros que fizeram o mesmo: “Eu tenho uma pergunta para o Papa Francisco. Minha virgindade não tem nenhum valor? Será que o preço extraordinário de lutar pelo amor épico e sofrer as zombarias que fazem de mim por isso, não importa em sua mente[?]”

“Eu pago um preço além de palavras por fidelidade real”, continua ela. “Mas não, essas pessoas não têm percorrido o mesmo caminho. E agir como se o tivessem feito é um profundo insulto.”

Mais tarde, Jessen disse para LifeSiteNews: “Eu sou virgem aos 39 anos. Tenho honrado o Senhor com o meu corpo.” Agora, o Papa fala “levianamente”, fazendo “zombaria da pureza”, não só no que diz respeito aos homens e mulheres que ainda estão em busca de parceiros que honram o seu celibato, mas de sacerdotes que prometem a abstinência sexual por toda a vida. Se eu fosse um padre estaria indignado”, disse ela.

O que o Papa chama de “coabitação” e “casamento real”, Jessen está segura de que Jesus chama de “fornicação” na Bíblia.

Jessen nasceu com paralisia cerebral depois de sobreviver a uma tentativa de aborto com solução salina. Ela testemunhou perante o Congresso sobre o aborto em várias ocasiões.

Outros comentaristas católicos proeminentes expressaram sua grave preocupação com as declarações do Papa sobre a coabitação, incluindo o conhecido advogado canônico Ed Peters, que disse em seu blog que, embora uma das observações problemáticas do Papa tenha sido editada na transcrição oficial do Vaticano , estas não foram.

“Isto é largamente ignorado em meio ao furor causado pela alegação do Papa Francisco de que ‘a maioria dos nossos casamentos sacramentais são nulos’… foi o comentário igualmente problemático do Papa mais tarde, acerca de que ele estava ‘certo de que os casais que coabitam estão em uma união verdadeira, que tem a graça do casamento”, disse Peters.

“Apesar de esteja errado em múltiplas facetas (teologicamente, canonicamente, pastoralmente, socialmente) que o Papa iguale a coabitação (‘fiel’, o que quer que isso signifique) com o casamento cristão não realizado, mirabile dictu, se editadas ou completamente eliminadas: suas palavras ainda estão lá, ‘en queste convivenze… sono sicuro che questo è un matrimonio vero, hanno la grazia del matrimonio…’

“Para ser claro,” Peters disse: “o casamento é o casamento, mas a coabitação (como a palavra é quase universalmente entendida no discurso social) é apenas a coabitação.”

Publicado originalmente: LifeSiteNews

 

 
 
 

Artigo Visto: 703 - Impresso: 13 - Enviado: 11

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 522 - Total Visitas Únicas: 2.992.140 Usuários online: 57