Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
09/04/2011
Mais um pastor
 
Conversões - Mais um pastor
9/4/2011 11:22:10

Conversões - Mais um pastor


Experiência de Conversão ao catolicismo do ex pastor da Quadrangular, Leandro Przybytek 
  
                 Leandro na infância, vivia com vovó Maria. Com dois anos e meio de idade, desenvolveu uma doença grave no intestino. Foi desenganado pelos médicos.
                 Sua vovó num ato de desespero, o levou na capela do hospital e diante da imagem de Nossa Senhora, entre lágrimas fez uma oração dizendo: “Minha Senhora, você sabe como é difícil perder um filho, não deixe que o meu morra”. Saiu da capela e foi levando o menino para casa, alegando ao médico que se fosse para ele morrer que morresse perto dela, em casa.
 Doutor receitou vários medicamentos e o liberou.
                  Chegando em casa, Dona Maria não deu nenhum remédio  para o neto e o alimentou com feijão, arroz, carne, etc. Aos poucos o menino foi ficando corado, forte e bonito.
                   Na adolescência, por problemas familiares, o garoto foi morar com uma tia, da igreja evangélica Quadrangular. Educou o jovem na sua religião. O rapaz  assumiu com garra os ensinamentos da Igreja Evangélica e dedicou-se  no estudo da Sagrada Escritura, porque queria ser Pastor.
 Na medida em que estudava a Bíblia, aumentava sua aversão pelo catolicismo. Foi nomeado pastor numa cidade pequena, Farol que fica perto de Campo Mourão. Ali ele foi arrastando a maioria de católicos mornos para sua Igreja. Visitava as famílias e as convencia sobre a idolatria. As pessoas entregavam as imagens de santos sem muita resistência. Ele as levava para sua casa e no meio de zombaria, gargalhadas, destruía tudo. Uma Imagem de Nossa Senhora Aparecida não conseguiu destruir e nem queimar. Jogou-a no lixeiro, alegando sarcasticamente que, um dia alguém a encontraria em algum rio...
                    Leandro era um Pastor incansável e foi convidado para participar de uma convenção, em Curitiba. Como pernoitasse lá, ele e mais dois participantes não estavam com sono e saíram para evangelizar quem quer que fosse. Pobres, mendigos, etc. Estando eles na praça, viram uma senhora aparentando 60 anos, vindo em sua direção com um terço e uma Bíblia na mão. Leandro falou: “Vou evangelizar essa católica, idólatra. Outros tiraram sarro lhe dizendo: Cuidado para ela não arrastar você pro lado de lá”. E riam...
                     Chegando perto deles, a senhora olhou para o Leandro e disse  que a Nossa Senhora iria visitá-lo e fazer uma obra grandiosa na vida dele.E se retirou...
                     O ardente Pastor ficou encucado. ¨Que visita??¨ ¨Que obra¨.  E murchou!!  Claro! Os companheiros tiraram uma casquinha dele...
                      A convenção acabou, voltaram para casa. Por aqueles dias, Leandro foi convidado para ministrar uma palestra com o tema A fidelidade na bíblia. Na hora de preparar o assunto, abriu a Sagrada Escritura justo na passagem da Anunciação do Nascimento de Jesus. Pensou.:..¨Caramba! Logo aqui! Eu falar sobre a Maria dos católicos... Mas, preparou e o tema foi: M
ARIA EXEMPLO DE MÃE E SERVA FIEL. Ministrou a palestra que caiu como uma “bomba” na igreja Quadrangular.
                    Os Pastores fizeram uma reunião e chamaram-no para discipliná-lo.
                   _¨Como! você então resolveu  falar da Maria dos católicos na nossa igreja? Explique isso? Pensou na repercussão  que isso vai dar??!!
                      O pastor valente sentiu-se acuado e medroso. No seu pensamento cozinhava idéias sobre a Bíblia. Segundo ele, teve uma luz do Espírito Santo e desafiou a assembléia: ¨Ok! Na Escritura Sagrada consta que Moisés um homem íntegro e fiel a Deus, matou um homem e enterrou na areia. Davi, muito bom, fazia salmos, amava Deus além de ser assassino se deu a luxuria.  ‘Apontem-me um só pecado que Maria fez e que a Bíblia prova’. Silêncio total na sala... _‘Pois é, a partir de hoje eu me demito como pastor, de agora em diante vou freqüentar a igreja como um simples participante’ e saiu...
                       Leandro participava dos cultos sem ânimo. Ficava no fundo da igreja, cada vez mais atolado no seu “NADA.”
                        Elírio, um carismático católico, entra na história de Leandro. Convida-o para missa e adoração do Santíssimo, após à missa. Com muita insistência obedeceu ao amigo e foi. Sentou bem atrás e permaneceu assim. Criticando tudo, mentalmente. Na hora da adoração, “vichi”... A coisa pegou: “onde já se viu adorar um recipiente de ouro, dizendo que o Jesus está lá”. Porém foi agüentando firme lá, no banco. Os cristãos começaram a cantar hinos de louvor acompanhado de alguns instrumentos. A Adoração foi ficando bonita e ele sentiu-se inebriado gostando porque ali, também tinha louvor a Deus. Vários convites foram feitos pelos carismáticos e aos poucos os amigos o convenceram de participar das missas e eventos.
                        A família toda evangélica, descobriu e foi outra “bomba”! Começaram a rejeitá-lo, debochavam alegando que agora ele pertence para Maria dos católicos, etc, etc. O clima ficou tão pesado que  o rapaz não suportou e voltou para casa da Vó  que o acolheu com alegria porque é única que é católica.
                       No dia 03 de junho de 2010, voltando ele da Missa resolveu passar a noite na casa da mãe dele. Sentiu muito sono e foi dormir cedo. Pelas 02h30m. Da madrugada acordou bem disperto. Logo sentiu um carinho meio estranho na sua cabeça. Imaginou que a mãe não podia ser porque isso ele tinha só, quando era bem pequeno e era diferente. Ele sentia algo estranho e ficou com muito medo, pavor! O quarto onde estava encheu-se de luz, muita luz.  Sua mãe gritava do quarto dela para ele apagar a luz da sala. Porém ele tinha certeza que a luz estava apagada e essa claridade era diferente. Tomado de pavor, não queria virar o rosto para o lado da claridade e algo alisava seu cabelo. Buscou coragem e virou-se rápido. Viu uma mulher muito linda, suspensa no ar perto dele. Estava vestida com uma túnica branca e um manto azul bem clarinho que cobria sua cabeça e escorria pela túnica. Ela deu um sorriso e falou: “Você é muito amado” e desapareceu. O ambiente encheu-se de tanto cheiro de rosas que a mãe ficou impressionada, porém Leandro não lhe contou nada.  Foram se passando dias e o perfume de rosas continuava.  Sua mãe ficou muito
preocupada, procurando rosas dentro de casa, foi aí que Leandro contou e levou um belo deboche: “É Maria dos católicos”¨. E riu...
                  No dia 17 de junho de 2010, depois da missa novamente, foi para casa da mãe. À noite foi dormir mais cedo, estava pressentindo que algo iria acontecer. Leu um trecho da Bíblia e deitou. Logo viu a mesma claridade no seu quarto. Nossa senhora apareceu-lhe do mesmo jeito e com sorriso, disse: ¨Você é muito amado. Tinha duas alianças na mão e colocou uma no dedo de Leandro, fechou o punho e ficou com outra. Solicitou um papel e uma caneta e mandou-o escrever o que Ela iria ditar.
_ Diga aos meus filhos que o filho de satanás, o iníquo, nascerá entre Vós. Vigiai e Orai. Sela isso.
_Diga aos meus filhos também, que haverá união entre os cristãos. Protestantes se unirão a Santa Igreja.
Rezai a Jesus Misericordioso, sem cessar.
_Diga aos meus filhos que depois disto, haverá uma grande tribulação e perseguição dos cristãos no mundo e no Brasil.
_E virá a amada noiva de Cristo. Um grande avivamento sobrenatural, onde grandes sinais, prodígios e maravilhas acontecerão.
_Haverá grandes catástrofes pela multiplicação dos pecados dos homens.
_ “Orai a Jesus Misericordioso.” Depois disto Ela desapareceu, exalando o perfume de rosas.
 
  Hoje, Leandro é convertido ao catolicismo, trabalha na renovação carismática e, é ministro de oração por cura da libertação. Tem muita ansiedade em acertar os caminhos de Deus.
 
             ................................................
 
Enviado pela Lucia H. Tavares
Campo Mourão, Paraná.
 08 de Abril de 2011
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
OBS> Uns dias atrás recebi o telefonema de uma cidade do Paraná onde uma pessoa me falava sobre este caso. Tendo o telefone, e por intermédio de Lucia consegui que ele desse este depoimento, importante não somente como exemplo de conversão por Maria - ainda veremos muitos casos assim - como pelas cinco curtas mensagens que a Mãezinha lhe deixou. Se alguém souber de outros casos, por favor me envie. Obrigado a Lucia por este trabalho tão lindo.

 
 
 

Artigo Visto: 2697 - Impresso: 42 - Enviado: 91

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 500 - Total Visitas Únicas: 3.199.905 Usuários online: 71