Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
19/10/2011
Para os Grupos de Oração
 
Jean - Para os Grupos de Oração
19/10/2011 17:22:37

Jean - Para os Grupos de Oração


PARA OS GRUPOS DE ORAÇÃO
A FELICIDADE
21 DE AGOSTO DE 2011
A CHAVE DA VERDADEIRA FELICIDADE



Meus bem amados irmãos e irmãs,
É bastante óbvio que todas as pessoas estejam à procura da Felicidade. Portanto, é muito difícil, principalmente nesta época de vocês, ser FELIZ, porque muitas vezes a existência é preenchida por objetos, divertimentos e prazeres, que por si sós não são necessariamente nocivos, mas vos fazem esquecer que Deus está lá; e além disso, vocês não foram feitos para receber, mas sim, para se doarem.
A chave que permite atingir a verdadeira Felicidade é de colocar em prática a Vontade de Deus e para isto, vocês dispõem da Oração e de todos os Sacramentos. Compreendam que cada um de vocês é um Colaborador do Senhor e o vosso serviço é de administrar da melhor maneira possível, todas as riquezas que Ele vos confiou. Sejam de alguma maneira, - o assistente - do Senhor, e em
consequência disso, vocês vão se libertar dos problemas que vos perturbam. Estejam conscientes de que as riquezas da Criação devem estar disponíveis para vocês e devem sempre serem partilhadas.
Desta maneira, ao procurarem o Reino de Deus, vocês se afastarão dos ídolos do Dinheiro, dos Bens e do Poder, que fatalmente vos devorarão, mesmo que para isso, não tenham tomado consciência.
O DESEJO DE CADA UM DE VOCÊS É EXATAMENTE O DE SER FELIZ, E PARA QUE ISTO ACONTEÇA, É BOM QUE VOCÊS SIRVAM AO SENHOR. Também, é bastante óbvio que vocês tenham constantemente o desejo de tornarem felizes aqueles que vocês amam e de vê-los felizes, o que deve forçosamente, vos fazer felizes. Por exemplo, é normal que um marido procure fazer feliz a sua esposa e assim,
reciprocamente. Assim como uma mamãe procura sempre a felicidade de seus filhos, mesmo que para isso, ela tenha que sofrer.
Compreendam que para viver em conformidade com o Criador, vocês dispõem da Oração confiante, e o Senhor sabe bem o que vos é necessário; e neste caso, abram bem os olhos sobre os sinais numerosos de Sua Presença no meio de vós. E o que Deus vos propõe não é apenas um simples bem-estar, que vos fará esquecer durante alguns instantes todas as dificuldades da vida. Esta
Felicidade não é apenas a satisfação completa dos vossos menores desejos; mas além disso, voces sabem muito bem, que logo que um dos vossos desejos seja satisfeito, um outro desperta em vós.
É portanto ilusório de se acreditar que a Felicidade será conseguida apenas quando estiverem completamente preenchidos sobre a Terra.
Sim, a Felicidade, a Verdadeira é de uma outra ordem; ela é totalmente específica e totalmente imensa, que por isso, foi lhe dado o nome de Santidade. A Santidade é o nome cristão da Felicidade!
Jesus apresentou a Felicidade daqueles que querem segui-LO, que muitas vezes, está bastante em contradição com o sucesso no sentido humano do significado; mas, vocês sabem que já estão na Eternidade, e que a vossa Pátria é o Céu.
Não se trata também de afirmar que vocês serão felizes, se vocês sofrerem... não é o sofrimento, que Jesus vos pede. Efetivamente, a Felicidade não consiste em chorar e em ser perseguido, mas reside no Amor que vocês podem dar, mesmo se este for doloroso para vocês. Certamente, vocês devem aceitar as provações, aceitando em perdoar, quando forem perseguidos em nome de Cristo,
ou mesmo, quando estiverem sedentos por Justiça. Vocês o aceitam por Amor, para que o Amor seja o único motor do vosso agir.
Vocês são propriedade integral do Salvador, e toda a vossa vida deve consistir em escolher de ficar com ELE, e portanto, de lutar contra qualquer tentação ou qualquer pecado. E é dessa forma, que a Santidade, puro Dom de Deus, deve ser atingida com coragem.
Deus vos propõe, nada menos, que uma Felicidade Eterna, e vocês seriam por acaso loucos de recusar uma tal Felicidade?
Com toda a vossa família do Céu e, sob a Luz do Pai Eterno, com todo o Amor do Senhor Jesus, de Sua Mamãe, a Santa Virgem Maria, eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.



Jean, vosso Mensageiro do Amor. 
  
PARA OS GRUPOS DE ORAÇÃO 
A COMPAIXÃO 
SOLIDARIZAR-SE, MESMO AO QUE CONCERNE AOS VOSSOS INIMIGOS 
30 DE AGOSTO DE 2011 



Meus bem amados irmãos e irmãs, 
O que você quiser que o outro faça por você, faça-o, você mesmo por ele. É por esta Palavra essencial, que Jesus recapitula todo o ensinamento do Evangelho. 
Assim, vocês estão convidados a amar não somente aos vossos amigos, mas igualmente, a todos os vossos inimigos. 
Com efeito, se vocês amarem unicamente aqueles que vos amam, vocês não terão na verdade, mérito nenhum, porque a princípio todos os homens amam aqueles que os amam. 
Fazer o Bem a aqueles que vos fazem o Bem, é apenas uma justa troca, e portanto, vocês nao têm nenhum mérito nisso. E se vocês emprestam a aqueles que vos devolvem (excluindo-se os avarentos), é como acontece com todo mundo. Por outro lado, amar a seus inimigos, fazer-lhes o Bem, é lhes emprestar sem nada esperar de volta; é o que agrada ao Senhor, mas que vos parece bem difícil de admitir. 
Pensem que o que fizerem ao vosso próximo, vocês estão fazendo, portanto, a vós mesmos. Inserindo-se por esta ótica, trata-se de respeitar a cada ser humano e mesmo de considerá-lo como uma parte de si mesmos. Respeitem-no, considerem-no como um irmão em humanidade. É por isto, que vocês deverão cuidar dele, ao invés de considerá-lo como um rival, ou ainda melhor, como uma ameaça. 
Ao cuidarem dele, vocês tomarão conta de toda a sua diferença naquilo que ele traz de único e de insubstituível. 
Partam do princípio de que tudo o que vocês não amam no vosso próximo, é na realidade, o que vocês não amam em vocês mesmos. Este é o motivo pelo qual vocês devem ter uma só Oração e uma só Esperança: "que todos sejam salvos". É isto a Compaixão, que não é nem piedade, nem condescendência, nem desejo de carregar o sofrimento do outro, mas de ter a pura consciência de que o outro e vocês mesmos, são apenas um. 
Muito mais do que apenas um impulso de caridade, a Compaixão expressa uma consciência profunda de Unidade. O movimento de Compaixão, executa portanto, completamente, a Palavra do Evangelho: "Ame ao teu próximo, como a ti mesmo". 



Amar o seu próximo é lhe desejar o Bem e não o  Mal. É desejar que ele viva, que ele seja feliz, e que ele cresça. Amá-lo é rezar por ele, e se desviar de todos os pensamentos de julgamento ou de condenação. É certamente a Oração que deve substituir os pensamentos de julgamento e de crítica. Assim, ela se constitui no objetivo principal para aquele que quer manifestar o Amor. 
É no nível do pensamento que a conversão começa, e neste caso, afaste-se de todo pensamento de sentenciar, para substitui-lo pela Oração para o outro. E é o Amor e o Perdão que rimam juntos. 
Na realidade, vocês perdoam quando renunciam a julgar, a todo ressentimento e a toda raiva, para trasnsformá-los em ocasiões de Oração para a Salvação dos irmãos, sejam eles pagãos, ou fazendo parte de religiões que defendem o Amor ao Próximo. Deus, pela Sua Misericórdia, virá libertar o homem de todo julgamento sobre si mesmo e sobre o próximo. 
Com toda a família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno, todo o Amor do Senhor Jesus e de Sua Mamãe a Santa Virgem Maria, eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.



Jean, vosso Mensageiro do Amor.
         
PARA OS GRUPOS DE ORAÇÃO
DOM DO ESPÍRITO SANTO
18 DE SETEMBRO DE 2011



Meus bem amados irmãos e irmãs,
Tornando-se UM com vocês, é em toda a Sua Misericórdia que Deus se instala nos vossos corações, divide com vocês, a existencia até ao final, inclusive nos sofrimentos e na morte.
Assim, pelo Dom do Espirito Santo, Ele vos faz participar da Sua própria Natureza Divina, da Sua Sabedoria, que se encarnou, da Sua Alegria  e do Seu Amor, que ELE derramou sobre toda a carne.
O Espírito Santo, é ao mesmo tempo, a resposta a todas as vossas Orações, as promessas cumpridas e a vossa Esperança realizada. Vocês não podem ignorar que a Oração por mais breve que seja, pela qual vocês invocam o Espírito Santo, é a fórmula tornada litúrgica "Kyrie Eleison", o que significa: "Senhor, tenha piedade, seja misericordioso", porque o ESPÍRITO é esta grande Misericórdia.
Para vocês saberem distinguir, tanto na hesitação, como na névoa, como na escuridão, a Luz de Deus e a Sua Verdade, vocês devem rezar ao  Espírito Santo, com fervor, e Lhe pedir Discernimento, afim de estarem em condições de agir no bom sentido.
É o Espírito Santo, o Amor do Pai e do Filho que vos inspirará sempre naquilo que vocês devem pensar, dizer e agir. Assim, vocês ultrapassarão os vossos medos e angústias.
É um Dom não merecido, um favor que é reservado a cada um de vocês, e não somente aos sábios e religiosos que têm uma posição importante. Pensem no caso do Apóstolo Paulo, que é o mais marcante, e onde a sua conversão é a prova mais manifesta da grandeza imensa de Deus e de Sua inteligência inacessível.
Em uma palavra, compreendam que o Espírito Santo é Benevolência de Deus, Alegria, Vida, Vitória e Amor. Ele age no sentido da Vida, do Mundo e de vossa Existência na Fé Cristã.
Por experiência, vocês podem se sentir plenamente envolvidos e é desta maneira, que vocês poderão compreender todo o significado, o arrebatamento e o alcance, exteriorizando o Dom do Espírito, em vista do bem de todos.
Vocês estão bem conscientes que cada vez que um homem é batizado, ele morre com CRISTO, e ressuscita com ELE para uma nova vida. Para esta finalidade, é pelo Espírito Santo, que ele participa da própria vida de Deus.
Quando vocês assistem à Santa Missa, pensem que o Espírito Santo, enviado pelo Pai, desce do Céu. E ELE faz do Pão e do Vinho, o CORPO e o  SANGUE, Vivos e Glorificados de Jesus Cristo. E vocês têm a Graça de poder receber o CORPO e o SANGUE  glorificados de Nosso Senhor.
Vocês que lêem esta Mensagem, meditem sobre os Dons (*) do Santo Espírito. Em que circunstâncias vocês os colocam em aplicação?
Com toda a vossa família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno, todo o Amor do Senhor Jesus, de Sua mamãe a Santa Virgem Maria, eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.



Jean, vosso Mensageiro da Esperança.
 
(*) Os 7 Dons do Espírito Santo: Sabedoria, Inteligência, Conselho, Força, Ciência, Piedade, Temor de Deus.



PARA OS GRUPOS DE ORAÇÃO
A HUMILDADE
24 DE SETEMBRO DE 2011



Meus bem amados irmãos e irmãs,
Vocês estão certos de que a HUMILDADE é uma grande virtude. Mas, quando se trata de viver plenamente esta virtude, vocês constatarão que o caminho não é tão evidente.
Quer seja por uma doença ou por um fracasso, vos será então revelada toda a vossa debilidade, e esta fragilidade vai vos empurrar para a Humildade sobre vocês mesmos e ainda mais, sobre as vossas próprias capacidades. E esta Humildade, por sua vez, não será forçosamente a vossa escolha.
A falta de Humildade impede de se prestar atenção ao outro, e de escutar. Aqueles que são bloqueados nas suas certezas, vos derrubarão com respostas feitas. Eles procurarão sempre dominar, serem os primeiros a falar, e assim ocupar o primeiro lugar. Ninguém deveria falar se não tiver começado por escutar o outro, e tiver procurado compreendê-lo. Por outro lado, desde que a Humildade presida as relações, vocês descobrirão toda a riqueza do vosso irmão.
Um cristão Humilde é aquele que busca a Deus, para viver em comunhão com ELE, e a ser coerente consigo mesmo. Ele sabe que para edificar a sua vida, ele precisa de fundações, de uma rocha sólida sobre a qual ele possa se apoiar, e não contar apenas com as suas próprias forças, para se realizar plenamente.
De fato, a Humildade Cristã é uma qualidade de abertura, que permite ao crente de acolher a Palavra de Deus com alegria, como uma semente que dá uma dimensão nova à sua vida.
É pela Humildade que vocês reconhecerão que não possuem tudo o que responde ao sentido da vida. Esta resposta, vocês a terão pelo Dom do Seu FILHO.
Pela vossa Humildade, vossa vida será fecunda porque vocês semearão a Palavra de Deus, sem a transformar, e será então, que ela trará frutos de Fé, de esperança, de Amor, de Bondade, de Paz e de Misericórdia.
Sim, é bem perante toda a bondade de Deus, que vocês tomarão o caminho da verdadeira Humildade. Assim,vocês deixarão o primeiro lugar ao Senhor. Não se esqueçam que foi por um grande preço, que o Senhor vos recomprou. Assim, vocês se tornaram em "Propriedade do Senhor"; é portanto ELE, que habita em vós. Mas, para isso, há uma condição: vos separar do "EU"  egoísta e orgulhoso, que gostaria muito de reinar no lugar do CRISTO, o único REI.
Vocês têm, apesar de tudo, o dever de vos amarem a si mesmos, de amarem o que vocês são, porque Deus vos quis assim, únicos, e vocês têm um preço aos olhos DELE.
Em uma palavra, a Humildade é uma decisão, uma atitude de alma, que escolhe  obedecer a Deus, antes que a si mesmo. Ela é contrária ao orgulhoso, que não sabe obedecer, e logo, não sabe amar. Deixem agir verdadeiramente o Senhor, que vos libertará de vossa timidez, que voces podem confundir com Humildade.
Com todo o amor do Céu, meus irmãos e irmãs bem amados, com toda a parentela do Pai Eterno, eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.



Jean, vosso Mensageiro de Amor do Céu. 

PARA OS GRUPOS DE ORAÇÃO                                                     
PARA A CONFERÊNCIA DE 01 DE OUTUBRO DE 2011
ESTA MENSAGEM FOI DADA ÀS PESSOAS QUE ASSISTRAM À CONFERÊNCIA DE 01 DE OUTUBRO EM LIMOGES (FRANÇA)
A ALEGRIA E A TRISTEZA



Meus bem amados irmãos e irmãs,
A Bíblia fala muitas vezes da alegria. Existem alegrias espirituais, mas igualmente na vossa existência, uma quantidade de boas alegrias. Vocês têm verdadeiras
ocasiões de boa alegria nos progressos que vocês podem realizar. A maior alegria é aquela de poder participar no progresso dos outros, porque então, vocês
serão comparados a um anjo, que traz em seu coração, alguma coisa dessa Força de Vida, que é Deus. Existe a alegria que se dá pela Presença de Deus. E existe também, a alegria de se sentirem conhecidos, aceitos, amados e acompanhados, quando vocês sentem que não estão sós.
Vocês não devem recusar as alegrias da existência, estes pequenos prazeres; a Bíblia não é do tipo de desprezá-las. Partam do princípio de que as grandes, assim como as pequenas alegrias, são as Bênçãos de Deus. Vocês não devem se desviar das alegrias sãs deste mundo, pois Deus ama a Vida. Sim, as alegrias e até as mais simples, são como presentes de Deus. No Evangelho, a alegria ocupa um bom lugar, não em quantidade, mas em qualidade. Esta alegria se manifestou num momento importante da Vida de Jesus: quando os Pastores acolhem o Nascimento de Jesus, rodeados por Maria e José; na Ressurreição; na Ascensão, quando os discípulos descobrem que o Cristo está presente de uma outra maneira. Há também a alegria dos discípulos em Pentecostes, quando o Espírito Santo os fará membros de um corpo, cuja cabeça é o Cristo.
Vocês são verdadeiramente e realmente felizes? É certo que vocês não podem rir à beira do leito de um doente, de um moribundo; como poderiam vocês estarem felizes, quando os irmãos e as irmãs morrem de fome, quando são torturados e executados, quando as crianças são maltratadas, quando elas se drogam, e muitas vezes, quando os avós são abandonados. Como vocês podem rir, quando o seu próximo sofre, quando uma pessoa perdeu o seu emprego. Mesmo com a alegria de se sentirem salvos, vocês nem sempre poderão ter o coração a rir, e isto se chama Justiça..
O objetivo de todo homem, assim como dos animais é de ser alegre, feliz, de não ter nenhum problema. Esta esperança é lógica, porque todos vocês desejam não
sofrer; preferir os bons e suculentos pratos a uma comida ruim; preferir ter uma boa saúde; preferir estar cercado daqueles que vocês amam, e vê-los felizes e em boa forma.
A Tristeza deve levá-los a reagir bem, a saciar a vossa sede de melhor situar os eventos, a amar melhor, a encontrar o gesto que fará avançar as coisas, a palavra que vai soar justa. Tudo isso na mobilização de vossas próprias qualidades, e de uma abertura para Deus. Esta consolação é interior, pelo
Espírito, mas ela pode passar também pelo vosso cônjuge, vossa família, por um amigo. A Tristeza pode ser também uma indignação contra o que não vai bem, uma indignação que não é contra certas pessoas, mas contra certos comportamentos, contra certas situações. Uma Santa Tristeza pode ser um arrependimento, remorsos, mas sobretudo uma conversão, uma reorientação do olhar, um desejo de evoluir. Uma tristeza piedosa, que abre um caminho. O Projeto de Deus, é que vocês vivam em verdade, com sinceridade, em pé, com os olhos bem abertos, o coração aberto, a inteligência, também aberta. Vocês devem viver na Alegria, vivê-la bem em profundidade, portanto, vendo tudo positivamente, e não somente na superfície da vida.
Com toda a vossa família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno, eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo.



Jean, vosso Mensageiro da Esperança. 
 
PARA OS GRUPOS DE ORAÇÃO
AS CRENÇAS
07 DE OUTUBRO DE 2011



Meus bem amados irmãos e irmãs,
Pela Televisão e pela Internet circulam mundalmente as informações em todos os gêneros, e é desta maneira que alguns adversários se beneficiam para atacar as Religiões e entre outros, os Católicos, e em particular ao Santo Padre, o Papa, que se encontra confrontado às críticas e a numerosos desafios.
De fato, o Relativismo se tornou hoje em dia, a religião civil e a filosofia pública, onde todos os argumentos podem parecer convincentes. Tendo em vista, a diversidade do mundo moderno, pode parecer razoável que a sociedade queira afirmar que nenhum indivíduo, que nenhum grupo tenha o monopólio da Verdade. O que uma pessoa pode considerar como bom e desejável, não o é necessariamente para outro. Seria lógico que todas as culturas e religiões fossem respeitadas. E até em muitos casos, o psicólogo ou o psiquiatra substituíram o Padre.
Na vossa qualidade de Cristão, vocês vivem na Verdade, o que significa que vocês vivem em pleno acordo com JESUS CRISTO e com a Palavra de Deus, da Santa Escritura. E é deste modo, que vocês devem proclamar sem cessar, a Verdade do Evangelho, não somente pelas vossas palavras, mas sobretudo pelas vossas ações, e portanto, pela vossa maneira de viver e de agir.
As crenças Católicas que irritam mais profundamente, os críticos são as do ABORTO, da SEXUALIDADE, e do CASAMENTO de um HOMEM e de uma MULHER. Efetivamente, as verdades podem parecer subversivas num mundo que quer vos fazer acreditar que DEUS não é necessário, e que a vida humana não tem natureza e nem objetivos essenciais.
No que diz respeito ao ABORTO, é lamentável que a sua aceitação esteja tão largamente difundida em numerosos países, o que vos mostra que, se instituições democráticas não são fundadas em Deus ou numa Verdade mais elevada, elas podem muito facilmente tornarem-se armas contra a vossa própria dignidade de Homem.
Seria estúpido de se esperar a gratidão, ou mesmo, o respeito, por parte das atuais classes dominantes, em particular no domínio da Cultura. Se os direitos do Homem não vêm de Deus, eles dependem, então, de convenções arbitrárias entre os seres humanos. O Estado existe para defender os direitos do Homem, e para favorecer o cumprimento destes.      
O Estado assume este  poder, e mesmo uma Democracia pode se tornar Totalitária.
É verdade que a Escritura vos diz para respeitar aqueles que vos governam e de rezar por eles. Vocês devem ter um grande amor pelo País, que vocês chamam - nossa Pátria -. No entanto, em primeiro lugar, vos pertence de obedecer a Deus; vossos deveres concernentes ao Poder, vêm em segundo lugar. Vocês não podem ignorar que vivem uma época em que a IGREJA é chamada a ser uma Comunidade crente e exemplar da resistência ao mal.
Somente a Verdade pode tornar os homens livres. Na vossa qualidade de Apóstolos de Jesus Cristo e da Verdade que ELE encarna, vosso dever é de dar o exemplo e de agir da melhor forma possível para o Bem de todos.
Com toda a vossa família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno e de Sua mamãe a Santa Virgem Maria, eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.



Jean, vosso Mensageiro do Amor.

PARA OS GRUPOS DE ORAÇÃO
A GLÓRIA
11 DE OUTUBRO DE 2011



Meus bem amados irmãos e irmãs,
Qual a relação que vocês acredtam que possa haver entre a Glória de Deus e a do vosso próprio mundo?
No vosso mundo, a Glória consiste sobretudo em ser visto na Televisão. Acontece então, uma fama brilhante e um prestígio por vezes efêmero, que alguém desfrutará, e que vai parecer excepcional. Será um Apresentador, um Cantor, um Homem Político em evidência, um Homem das Letras, um Personagem famoso, e mesmo algumas vezes, pessoas muito pouco estimadas, e nestes últimos tempos, vocês os têm em exemplos legítimos. Será igualmente Glória, a de honrar os ancestrais que morreram pelo País; é a coragem, assim como a abnegação deles, que estão hoje legitimamente em vossas memórias. Então, certas glórias humanas são honrosas, enquanto outras, por seu lado, são bem mais fúteis.
Mas, não importa o que seja, é evidente que o Senhor Deus, ELE não está em busca de uma Glória à imagem do mundo. Deus não precisa ser aplaudido; LHE é absolutamente inútil ser admirado;
ELE não é cultivado por causa de vossas aclamações, pois ELE é DEUS. A Glória de DEUS é uma coisa bem diferente, do que a totalidade da reputação e da admiração. 
Partam do príncipio que o Espírito de Glória, é o meio de se sustentar nas provações: "QUANDO SOIS INSULTADOS POR CAUSA DO NOME DO CRISTO, O ESPÍRITO DE GLÓRIA REPOUSA SOBRE VÓS!"
A Glória é uma realidade presente e ativa, e estejam certos de que estareis numa alegria sublime e alegria, quando em pleno Céu de Glória, o SENHOR se revelará.
No Antigo Testamento, a Glória de Deus era desenvolvida na coluna de Luz, numa Presença evidente que acompanhava o Povo Hebreu, na sua travessia do deserto. Este aspecto luminoso e quase material é muito significativo para entender o que é a GLÓRIA DE DEUS.
DEUS se tornou visível por JESUS CRISTO. Desde então, a Glória Divina não é mais apenas uma manifestação da Sua Presença, mas é a PESSOA-MESMA DO SENHOR.
Compreendam o que é verdadeiramente a GLÓRIA DE DEUS, para entenderem todos os seus beneficios em vossas vidas. Subido aos CÉUS, o VERBO ETERNO vos leva Consigo. Sim, foi para toda a vossa Humanidade, que ELE subiu junto ao PAI, no dia da ASCENÇÃO. Por consequencia, se JESUS (que é a GLÓRIA DO PAI) pede ao PAI de Glorificá-LO ainda, é para vocês, que são Membros
de SEU CORPO. Assim, ligados de maneira fundamental ao CRISTO, SUA GLÓRIA pode circular em vós e entre vós, porque vocês são o TEMPLO DO DEUS VIVO.
Um dos fundamentos essenciais da moral cristã é a Glória de Deus que habita em vós; ELA vos submerge totalmente. Vocês não pertencem mais a vós mesmos, e o vosso corpo glorifica a Deus.
Sim, vocês devem sempre GLORIFICAR a DEUS em cada uma de vossas atitudes, nas vossas relações com os outros, mas jamais devem se glorificar a si mesmos. Em todas as coisas, tomem consciência de que a GLÓRIA DE DEUS vos habita, e é tão maravilhoso para a vossa existência. Em resumo, vocês devem sair do mundo, parar de fazer coisas que vos contaminam, e fugir das influências do maligno. Assim, o ESPÍRITO SANTO de DEUS vai gerar um crescimento em vós, vos permitindo de caminhar em direção à Perfeição. E vocês atingirão uma  Retidão permanente, pelo Espírito Santo de DEUS, obedecendo e imitando JESUS CRISTO, por QUEM vocês foram Santificados e Transformados à Sua Imagem. Se vocês dizem que Deus é "NOSSO PAI", vocês devem então, refletir SEU caráter, o que testemunha que vocês são realmente SEUS FILHOS.
Com todo o Amor do Céu, meus irmãos e irmãs bem amados, com toda a vossa parentela, e sob a Luz do Pai Eterno, eu vos abençoo em nome e do Pai, do Filho e do Espírito Santo.



Jean, vosso Mensageiro do Céu.
 
Tradução: Chantal Maduro



 
 
 

Artigo Visto: 1989 - Impresso: 20 - Enviado: 12

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 537 - Total Visitas Únicas: 3.254.722 Usuários online: 75