Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
12/08/2011
Aos Grupos de Oração
 
Jean - Aos Grupos de Oração
12/8/2011 08:59:53

Jean - Aos Grupos de Oração


PARA OS GRUPOS DE ORAÇÕES
18 DE ABRIL DE 2011
SERVIR A DEUS E INDICAR O BOM CAMINHO



Meus bem amados irmãos e irmãs,
Há numerosas pessoas que não conhecem a Deus, e outras que não querem reconhecê-Lo, pois elas acreditam que a vida possa existir apenas sobre a terra.
Por outro lado, outras aderem à Nova Era e criam para si mesmas, um Deus na sua medida, e também às vezes se transformam em brinquedos do demônio. Nessas condições, é evidente que estes homens se afastam da felicidade e correm para a sua perdição. O vosso dever íntimo deveria ser de agir ao máximo para Salvá-los e, portanto de escutá-los, e sem tratá-los com aspereza, convencê-los de que estão caminhando pela má estrada.
Remetam-se à Bíblia que vos ensina a servir a Deus e, por conseguinte aos homens para Salvá-los. Servir a Deus é amá-Lo, e amá-Lo, é o servir e, portanto através Dele, servir o próximo.
Vocês vivem no coração de um mundo, que vos propõe cada dia novos valores a serem vividos, e que esboça modelos de culturas criticáveis e às vezes, até perigosas. E é no coração de um mundo que vos persegue com propostas de todos os tipos, e que faz com que a tentação seja grande para certas pessoas, no sentido de se criar Ídolos. Mas, que estas mesmas pessoas se convençam de que toda a idolatria os torna escravos em vários pontos de vista, do dinheiro e do material, e em uma só palavra, de todos os prazeres insanos, tantas vezes colocados em evidência. (para meditar). E é desta maneira, que Deus e o próximo não são para elas, as prioridades.
As pessoas mais desprovidas são em geral vítimas do culto ao dinheiro. Com efeito, o que se constitui numa das grandes pobrezas é exatamente a falta da justa distribuição dos bens e dos recursos planetários.
É pela escravidão do "eu" que se faz recuar das fronteiras da solidariedade. E este comportamento cria um profundo desequilíbrio nas relações entre os povos e mesmo entre os indivíduos. A este respeito, meditem sobre as consequências dos acontecimentos e disfunções atuais, quer seja a imprevisibilidade de centrais nucleares do Japão e de tantos outros países, assim como estas guerras civis da Líbia e outras mais em gestação em muitos países da África, do Oriente Médio e mesmo do Extremo Oriente.
Compreendam que o vosso futuro está exatamente nas mãos de Deus. Ele é o vosso Pai, um Pai que ama a cada um de vós e que deseja apenas a vossa Felicidade, porque cada um é o Seu Bem o mais precioso.
O Senhor toma conta de todas as criaturas, as quais Ele procriou. Para o Senhor, vocês valem muito mais do que os pássaros do céu e as ervas dos campos. Ele vos convida instantemente a tirar disso todas as consequências e a vos entregar a Ele numa confiança absoluta.
Afastem-se de todas as preocupações e não vos desesperem jamais, pois o Pai do Céu sabe melhor do que vocês mesmos, do que vocês têm necessidade. Não se esqueçam de que o perigo que circunda cada um é o de perder de vista o essencial e de vos desviar do verdadeiro caminho.
Estejam certos de que procurando o Reino de Deus e a Sua Justiça, o Senhor reinará em vós, e vocês serão libertados de todas as vossas escravidões, e se tornarão os portadores de Seu Amor junto a todos os vossos irmãos e irmãs.
Na Semana Santa, por exemplo, vocês devem reservar o tempo para contemplar Jesus na Cruz e vos dizer: que Ele é o Amor em pessoa que deu a Sua vida para vocês. Procurem-No com os olhos do vosso coração, mais do que com os do corpo.
Com toda a vossa família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno, todo o Amor do Senhor Jesus, de Sua mamãe e dos irmãos do Céu que me acompanham, nós vos abençoamos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Jean, vosso Mensageiro do Céu.



PARA OS GRUPOS DE ORAÇÕES
26 DE Maio de 2011
COISAS BOAS OU MÁS



Meus queridos e bem amados irmãos e irmãs,
Existem coisas boas e existem coisas más, e existem outras tantas que não são boas nem más. Se elas parecem más, pode ser que na realidade, elas não o sejam necessariamente, e por falta de discernimento, os homens as julgam e as classificam como más. Por exemplo, a pobreza é habitualmente considerada como um mal e, no entanto ela pode destruir o mal quando a vigilância e a sabedoria a acompanham.
Para certas pessoas, a riqueza é classificada como um bem, mas ela nem sempre o é, a não ser que os homens queiram fazer dela o bom uso que lhes convém. Se ela realmente fosse um bem, todo homem rico seria então, um homem bom. Então neste caso, a lógica seria que eles utilizassem a sua fortuna para ajudar e socorrer o seu próximo e por ela mesma, seria então, um instrumento de virtude.
Para aqueles que julgam o seu próximo a respeito da sua pobreza de coração e, portanto por seu comportamento, que eles compreendam toda a fraqueza de espírito ou de coração deles, assim como se faz necessário que se reze por eles.
Aquele que cai até o fundo do abismo, assim como Jó que nada tinha feito nada de mal, deve continuar a bendizer a Deus, pois é para a sua salvação que a vontade de Deus se cumpre.
Por causa de suas riquezas, os homens são empurrados para a avareza, e chegam mesmo a se apropriarem do bem dos outros. Não são as riquezas que devem ser acusadas, mas sim, a loucura dos homens.
Naquilo que vocês podem posicionar entre o bem e o mal, existe a riqueza e a pobreza, a saúde e a doença, a vida e a morte, a glória e a desonra, a liberdade e a servidão. E trata-se de que os homens os utilizem a seu grado, para um ou para o outro.
Retomem a Bíblia e meditem dois exemplos opostos, o de Abraão, que soubera fazer do bem, uma prática tão perfeita, e o daquele rico que o Evangelho vos apresenta com Lázaro, e que usou estes mesmos bens para a sua perda. Se tivesse sido um bem absoluto, jamais este rico teria se exposto ao castigo que ele sofreu; e supondo que fosse um mal, Abraão não teria conquistado a glória que ele possui.
A doença é normalmente considerada um mal, mas o doente não pode ser um ser do mal. Mas é em suas enfermidades, e as suportando pacientemente, que ele terá uma maior recompensa. A saúde é positiva na condição em que os homens a usem para o bem, e não para a decadência e obras perversas, o que infelizmente, muitas vezes é o caso.
Mas porque falar da saúde e da doença, da riqueza e da indigência? O que vocês veem como o bem capital e como o maior dos males quer seja a vida ou a morte, não têm em si nada de absoluto; classifiquem-nos na mesma categoria, e verão que são apenas as disposições naquelas em que vocês se encontram que fazem delas um bem ou um mal.
A vida é um bem na condição em que vocês a utilizem positivamente em relação ao próximo. Para aquele que se perde no pecado e que, além disso, utiliza a crueldade e a iniquidade, este comportamento é um mal, que lhe será cobrado um dia na prestação de contas. Por outro lado, pensem nos mártires, cuja morte os tornou os mais felizes dos homens.
Com toda vossa família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno, com todo o Amor do Senhor Jesus, de Sua mamãe a Santa Virgem Maria e dos irmãos do Céu que me acompanham, eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Jean, vosso mensageiro da Esperança.



PARA OS GRUPOS DE ORAÇÕES
01 DE JUNHO DE 2011
NÃO TENHAM MEDO



Meus bem amados irmãos e irmãs,
Incessantemente, as mídias vos saturam com as desgraças do mundo, quer sejam sobre o terrorismo, as inundações, os terremotos, os tornados, os atentados tão mortais, os homicídios, os abusos sexuais, as revoltas de populações, as campanhas de ódio, enfim, em uma palavra, tudo o que é susceptível de vos perturbar.
Sim, vocês devem meditar sobre estas manifestações de violência e de morte, que são significativos da fragilidade de vosso mundo. E apesar de todas estas incertezas e inseguranças, o tempo passa depressa e vos escapa.
Vocês receiam o tempo que foge! E vocês pensam em freá-lo, realizando curas de rejuvenescimento. E vocês ficam felizes e lisonjeados de ouvir de certas pessoas "Você não parece a idade que tem!"
Isto não impede que o tempo passe inexoravelmente e que vocês não tenham nenhuma maneira de pará-lo. Ele traz consigo todas as espécies de angústias, de sofrimentos, e em parte a de morrer. Certamente, não é fácil para cada um de vocês e segundo a vossa Fé, de envelhecer, de encarar-se com a doença, de perder a vossa autonomia, e mesmo de ter que se confrontar com a morte que se aproxima.
Diante de todos estes cenários de medo e de terror, vocês não devem se precipitar nos braços de não importa qualquer um que se diga – salvador. Certamente, para melhor vos seduzir, ele se demonstrará tranquilizador e vos dirá que ele apresentará a solução de vossos problemas! E assim, ele fará reverberar "paraísos de descontos", que têm mais a ver com suas contas bancárias do que com a felicidade da humanidade. Não esqueçam que Jesus vos repete: "Vigiai para não vos deixar fazer enganar!" Não vos deixem enganar por estes falsos personagens. Não permitam que eles vos manipulem usando o medo e prometendo tudo quanto é espécie de paraíso. Para vos convencerem, eles frequentarão lugares santos, o que lhes permitem entre outras coisas de procurar presas fáceis.
Jesus, sem cessar, vos diz "Não tenham medo. Quando vocês ouvirem falar de guerras, de desordens, de violência... não vos assusteis!" Ele vos convida a conservar a esperança e a perseverar naquilo que vocês vivem quotidianamente.
"É pela vossa perseverança que vocês obterão a vida", vos diz o Senhor Jesus, perseverança na fé, na esperança, na fidelidade ao Cristo. Vocês chegarão então - no Dia do Senhor – com alegria e confiança.
Através dos dias que passam, saibam permanecer fiéis à Palavra de Deus, suportando o peso do tempo presente, e isto apesar dos sofrimentos e da doença. Continuem a viver o dia após dia sem perder a confiança no futuro de Deus, eis o programa que vocês devem seguir.
Com toda a família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno, todo o Amor do Senhor Jesus, de Sua mamãe a Santa Virgem Maria e de seus irmãos do Céu que me acompanham, eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Jean, vosso mensageiro do Reino de Deus.



PARA OS GRUPOS DE ORAÇÕES
07 DE JUNHO DE 2011
O FILHO PRÓDIGO

Meus bem amados irmãos e irmãs,
Para vocês compreenderem bem quem é Deus, transportem-se pelo pensamento à Parábola do Filho Pródigo. E se as páginas dos Evangelhos tivessem que ser destruídas, seria útil de se conservar pelo menos esta aqui, onde vocês veêm um pai que vigia, que espera, abre seus braços, perdoa e organiza uma grande festa para o retorno de seu filho.
E na partida do jovem filho, considerem que esta Parábola é muito atual e reflete bem a situação de numerosas famílias. Com efeito, os jovens e os menos jovens, quando eles têm a possibilidade, afastam-se da casa paterna e melhor do que isso, quando eles fundam uma família. E assim, muitas vezes, eles se distanciam mesmo da religião de seus ancestrais, pensando em afirmar a sua autonomia e exercer sem limite e sem entraves, a sua liberdade, isto sem levar em conta qualquer conselho familiar.
Partindo longe de suas famílias, eles imaginam largar um mundo de aborrecimento, monotonia, de rituais ultrapassados, para mergulharem num mundo onde eles pensam ter sucesso, ser feliz, e de ter todo tipo de liberdade, afim de se beneficiar de oportunidades sem limites.
É uma multidão de cristãos ou ex-cristãos que vivem hoje como se Deus estivesse morto. Esta atitude os incita a obter tudo o que eles podem da vida, pois para eles, não existe nada além disso. E o que é primordial para eles é a carreira, o status social, os divertimentos, os amigos, as viagens.... E com tudo isso, lhes é muito difícil de dar um tempo para Deus.
Existem cada vez menos famílias estáveis e por via de consequência, cada vez mais crianças fragilizadas. Ao mesmo tempo, as Igrejas se esvaziam e as jovens gerações não transmitem mais a Fé cristã para seus filhos. No entanto, muitos pais assumiram bem a educação de seus filhos para que eles cheguem materialmente aonde eles estão agora!
É certo, que o Senhor Deus respeita sempre as escolhas, mesmo a de colocá-Lo de lado. Ele espera sempre a volta de seus filhos para o bom caminho e não força nada. Se o filho decide voltar, será a festa e vocês estarão convidados para partilhar da alegria do pai.
Não se esqueçam jamais, que Deus amou tanto o mundo, que Ele enviou o Seu próprio Filho para viver e morrer entre vocês, - e igualmente para vocês que estão lendo estas linhas. Vivam na Esperança que aqueles e aquelas que deixaram a casa paterna e muito freqüentemente a Deus, voltarão para ela um dia. E sobretudo não endureçam o vosso coração, como o fez o filho mais velho no retorno do Filho Pródigo, mas partilhem da ternura de Deus.
Com toda a família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno, todo o Amor do Senhor Jesus, de Sua mamãe a Santa Virgem Maria e dos irmãos do Céu que me acompanham, eu vos abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Jean, vosso mensageiro do Céu. 

PARA OS GRUPOS DE ORAÇÕES
14 DE JUNHO DE 2011
O DISCERNIMENTO

Meus bem amados irmãos e irmãs,
Quando vocês têm que tomar uma decisão, e particularmente no plano espiritual, vocês têm que discernir. Para isto, cabe a vocês de serem vigilantes, pois o demônio se encarregará de vos colocar em ciladas. E sob qualquer pretexto, ele bloqueará a ação de vocês. Para isto, vocês devem principalmente ficarem atentos e mesmo  terem uma certa desconfiança dos pensamentos que possam vir ao espírito de vocês.
No vosso combate espiritual como vocês podem proceder? Inicialmente, tomem um tempo para discernir se isto vem de Deus. Enquanto vocês não tiverem todos os dados para agirem, o zelo não é forçosamente o bom caminho. Tenham no mais profundo de vosso coração o desejo de vos conformar em todas as coisas com a Vontade de Deus, e principalmente não ajam segundo vossos impulsos do momento, acreditando que o que vocês fazem possa ser bom.
Enquanto vocês estiverem na Oração e recebendo a Santa Eucaristia depois de uma boa Confissão, vocês não têm nada a temer, pois vocês estão unidos ao Cristo no Seu sacrifício, o que quer dizer, na Sua vitória contra
o demônio. Deixem vos conduzir pelo Espírito Santo e vosso julgamento será justo, porque vocês não estarão procurando a vossa vontade, mas a Vontade de Deus. Compreendam que apesar disso, o encardido pode ainda vos atacar, seja pelo exterior, colocando no vosso caminho, uma pessoa animada pelo mal; ou pelo interior, sugerindo ao vosso espírito, pensamentos enganadores.
É bom que vocês tentem compreender como vocês podem discernir o que vem de Deus e o que vem do demônio. É realmente na Paz que se deve realizar o discernimento espiritual. Se vocês estão perturbados e inquietos, considerem que o receio é perigoso para a vossa vida espiritual. Pensem que o encardido perturba a vossa alma, mas ainda mais, ele vos empurrará também a tomar precipitadamente uma decisão, sem que vocês tomem um pouco de recuo e de paz. Lá aonde está a verdade, lá é aonde está a paz, porque estando na verdade, vocês estão em comunhão com Deus.
O adversário conhece tão bem as vossas falhas profundas, que são as vossas feridas psicológicas, e ele aproveita para vos desequilibrar, vos subjugar, sem que vocês tomem consciência que vocês estão sendo dirigidos por ele. É essencial encontrar as falhas pelas quais ele vos ataca habitualmente, afim de fazer abortar as suas artimanhas e de vos resguardar de suas enganações.
É necessário ser consciente de que nas famílias ou nas comunidades, o demônio se atacará na pessoa mais fraca, para fazer derrubar as outras. Vocês devem sempre estar lúcidos, pois é contra o encardido que vocês lutam e não contra um ser de carne e sangue.
Com toda a vossa família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno, todo o Amor do Senhor Jesus, de Sua mamãe a Santa Virgem Maria e dos irmãos de Céu que me acompanham, eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Jean, vosso mensageiro da Esperança.



PARA OS GRUPOS DE ORAÇÕES
25 DE JUNHO DE 2011
O APOCALIPSE



Meus bem amados irmãos e irmãs,
O Apocalipse é uma lição de sabedoria sobre o combate da Fé e é uma pena que numerosas pessoas pensem que é o anúncio de catástrofes. E, portanto trata-se do livro da Revelação.
É certo que a linguagem simbólica e as suas imagens tão fantásticas apaixonaram os artistas de todos os tempos. E mesmo atualmente, os homens se inspiram nele para anunciar acontecimentos assombrosos. É lamentável, que este livro, tão cheio de esperança, possa ser usado para suscitar o medo, ou mesmo que seja apenas a inquietude.
Compreendam bem que São João serviu-se de técnicas e de imagens que ilustram o gênero literário chamado apocalíptico. E vocês cometem o maior erro total quando vocês imaginam que esta linguagem significa: destruição, terror e fim do mundo.
Os profetas na realidade, não devem apenas predizer o porvir, mas devem vos introduzir no conhecimento e no sentido dos acontecimentos em curso e assim, vos fazer interessar pela Salvação, e ao que está acontecendo atualmente, tanto do ponto de vista espiritual, do comportamento da humanidade, assim como dos acontecimentos naturais. Dirijam os vossos olhares para um futuro cheio de esperança, com a Vinda da Salvação de Deus.
O Apocalipse fala principalmente do que está se realizando no presente. Sim, ele vos fala afim de que consigam decodificar a vida de vocês, às vezes insípida e às vezes muito atormentada, mas sempre cheia de esperança, que aquele que o profetiza tem o dever de transmitir. Estes maravilhosos textos não vos dizem para olhar o detalhe dos acontecimentos futuros, mas vos falam principalmente que quando vocês estão a ponto de se desesperarem, de vos lembrarem de que o Senhor Jesus já venceu o mal. Com Ele, vocês serão vitoriosos. Tende coragem!
O Apocalipse se manifesta a todo o momento e sob diferentes formas e para muitas pessoas. Num dado momento, cada um de vocês pode conhecer uma profunda angústia. Por exemplo, por ocasião da perda de uma pessoa que vos é muito querida e que transtorna toda a vossa vida, ou por ocasião de uma doença grave, ou por aparecimento de uma deficiência qualquer. Além disso, as mídias estão lá sem cessar, para vos informar das guerras fratricidas, das catástrofes nucleares, ou ainda mais da fúria dos elementos da Natureza. Compreendam que não é a cólera de Deus que se manifesta, mas que muitas vezes tudo isso é provocado pela incompetência e a inconsciência dos homens, que agiram muito irrefletidamente e sem mensurar as conseqüências.
Também, é essencial que os mensageiros de todos os continentes sejam convidados por Deus para relembrarem a humanidade de que ela deve ser o comportamento de cada um na presença de si próprio e, em particular em relação aos outros. São mensagens de esperança que eles recebem e devem fazer conhecer, e cujo objetivo é de relembrar a todos os homens os ensinamentos da Santa Bíblia. Estas mensagens não devem provocar medo, mas serem sinais característicos de doçura. Ninguém é imortal sobre a terra, e por isso é bom que cada um esteja pronto para a grande passagem, quando será o momento para cada um. Em tudo isso, apenas Deus conhece a data.
Lembrem-se que o Apocalipse veicula uma mensagem de esperança, e sua finalidade não é durante este tempo, de apenas descrever o tempo vindouro. O autor do Apocalipse olha, portanto o passado e o presente nesta perspectiva, e ele vê um sentido que ele projeta para o futuro. Ele não vê nenhum evento futuro preciso, mas ele está persuadido da Vitória do Cristo, e também ele utiliza uma série de imagens, símbolos susceptíveis de descrever de diversas maneiras, esta Vitória que ele tem como uma certeza.
Com toda vossa família do Céu que está bem presente e, sob a Luz do Pai Eterno, todo o Amor do Senhor Jesus, de Sua mamãe a Santa Virgem Maria, eu vos abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Jean, vosso mensageiro do Céu.



PARA OS GRUPOS DE ORAÇÕES
A OBEDIÊNCIA À VONTADE DE DEUS
30 DE JUNHO DE 2011



Meus bem amados irmãos e irmãs,
A Obediência é a chave que permite responder à vontade de Deus, e que no momento desejado, abrirá para vocês a porta do Paraíso. É certo que vossas ações falarão sempre mais alto do que as vossas palavras, por mais belas que elas possam ser.
Estejam convencidos, que para vos salvarem, o Senhor Deus sempre agirá. E mesmo na necessidade, Ele vos impelirá a utilizar os vossos dons - porque todos vocês têm dons - para que possam assumir, colocando toda a vossa boa vontade, uma missão ou um serviço específico.
No vosso compromisso, vocês estarão em contato com pessoas que vocês não tenham necessariamente escolhido e que podem vos trazer alguns dissabores e mesmo vos perturbar. Mas a vossa Fé será apesar de tudo estimulada colocando em prática, os ensinamentos da Palavra de Deus. É certo que vocês incomodarão o mal, e apesar das provações tempestuosas que a vida vos oferece, serão sempre ganhadores.
Por outro lado, se vocês ficarem mornos e pensarem apenas na vossa própria pessoa, vocês arriscarão de serem submergidos e engolidos profundamente por estas provações da vida.
Pode vos acontecer, inclusive de não saberem discernir a Vontade do Senhor Deus; neste caso, cabe a vocês de rezarem, e vocês verão bem que após uma boa Confissão e uma Santa Eucaristia, o Espírito Santo vos esclarecerá.
Todo programa missionário, orientado para a Salvação dos homens é inspirado pelo Senhor Deus. Para realizá-lo, trata-se antes de tudo, de ser de boa vontade. Vocês podem também cumprir bem as coisas por menores que elas sejam, mesmo que seja de vos engajar nas Paróquias ou nas Dioceses que sempre procuram pessoas disponíveis. Vocês têm igualmente, a possibilidade de participarem de obras caritativas contra a fome no mundo ou ainda, de vos ocuparem dos pobres e das pessoas de idade, que muito freqüentemente, largadas pelas suas famílias encontram-se em dificuldades. Há sempre um meio de se assumir um serviço para o bem do vosso próximo ou de vocês mesmos.
É justamente a obediência que dá a liberdade. Na vossa sociedade moderna, o homem é infelizmente prisioneiro de leis constrangedoras, abusivas e mesmo, injustas. A tão falada autonomia é uma mentira, porque vocês existem unicamente por vocês mesmos e para vocês mesmos. E, se Deus não existe e se Ele não é acessível ao homem, resta-Lhe apenas viver como um robô.
Hoje, vocês vivem sob uma das formas sutis de ditadura, que é o conformismo, que torna indispensável de pensar como todo mundo, de agir como todo mundo e mesmo de marcar certa agressão sutil contra a Igreja. Para vocês, o essencial é obedecer a Deus antes que aos homens. Deus não é um pretexto para a vontade do homem, mas é verdadeiramente Ele que vos chama e vos convida, até ao martírio, se necessário. É o motivo pelo qual, vocês devem rezar para conhecer melhor a Deus, para conhecer humildemente e verdadeiramente a Deus e, conhecendo a Deus, aprender a verdadeira obediência que é à base da liberdade humana.
Com toda a vossa família do Céu, sob a Luz do Pai Eterno, todo o Amor do Senhor Jesus, de Sua mamãe a Santa Virgem Maria, eu vos abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Jean, vosso mensageiro da Esperança.



Tradução: Chantal Maduro



 
 
 

Artigo Visto: 1732 - Impresso: 26 - Enviado: 11

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 707 - Total Visitas Únicas: 3.144.043 Usuários online: 54