Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
18/11/2017
Sob a narcose de satã
Não existe terceiro gênero: se houver se parece com o maligno!
 

SOB A NARCOSE DE SATÃ.

Neste momento em nosso pobre e doente Brasil – eu vou provar que nosso povo ou está doente ou é demente – acontece uma das mais demoníacas batalhas que já pudemos enfrentar: a fraude diabólica da chamada “ideologia do gênero”, ou “igualdade de gênero”, que está sendo implantada e imposta em nossas escolas, e seu ataque frontal contra a família, a religião, a sociedade e a família. De fato parece que o mundo enlouqueceu, pois pelas vias que o carro da humanidade anda, não restam dúvidas de que uma espécie de demência coletiva tem tomado um crescente número de pessoas, pois aceitar a loucura como algo normal, já é demência total.

O termo “ideologia do gênero” foi cunhado como uma forma pejorativa de identificar a falsa premissa que aponta o “gênero” – masculino ou feminino – como uma mera construção social: cada criança pode escolher o que deseja ser, menina ou menino. Esta ideia tresloucada, na verdade visa apenas confundir e mesmo doutrinar as crianças inocentes, para que se identifiquem, desde cedo, com aqueles que vivem e promovem a questão LGBT. No fundo a estratégia dos promotores deste mal, é destruir a chamada “família tradicional”, nos moldes de como Deus a criou, pela união de um casal heterossexual e procriador: homem e mulher. Como se isso fosse possível!

As recentes e escandalosas exposições em museus como o do Porto Alegre, São Paulo, e também agora em Brasília, que fazem parte de uma batalha orquestrada pelos filhos do diabo contra as crianças inocentes, quem sabe para ver até onde a sociedade aceita, e quando e como se levanta contra esta satânica investida. Instigados pelos espíritos das trevas, os filhos dela não descansam, são ativos, ferozes, gritadores, e se servem de famosos, de atores e atrizes, de escritores pervertidos, de meios de comunicação a serviço do inimigo, que, financiados regiamente pelos que nutrem ódio furioso contra Deus, batalham pela esterilidade da raça humana, pela sua destruição total. Esta ideologia, esta teoria absurda, surreal, maligna e estéril, visa exatamente isso: dizimar a raça humana!

Não somente no Brasil, também em outros países mais “avançados”, como Holanda, Dinamarca, Suécia, França e Finlândia, um torpe sistema de ensino nas escolas e nos lares, tem avançado já agora sobre as crianças inocentes, numa catastrófica, avassaladora e destruidora deformação moral. Tal sistema leva aqueles povos a criar e a educar seus filhos e filhas, para uma espécie de criaturas neutras, em zumbis, em espantalhos mutantes, em seres infelizes, sem sexualidade definida, embora a evidente, a clara, a real e visível e irreversível definição sexual que ambos carregam em seus corpos – pênis ou vagina, barba ou seios – no modo perfeito como foram criados por Deus. Ele, afinal, nos criou “homem” e “mulher”, não há outro tipo de gente. E se houver se parece com o diabo!

Os vídeos, revistas, livros, fotos, desenhos e frases de efeito que estão sendo produzidos nos Ministérios destes países, dominados e empesteados por verdadeiras quadrilhas de degenerados mentais e torpes, são de uma laia que beira o satanismo. Porém, mesmo assim, debaixo dos narizes de pais mentecaptos, inoperantes, ingerentes e mesmo maus, estão sendo impostos a toda sociedade, embora o insignificante número dos que vivem este mal, mas que com tanta fúria o difundem. Poucos são os que se levantam contra esta aberração. Mas ai deles!

Há poucos momentos eu assisti a um vídeo do ator Carlos Vereza, à saída de uma audiência com o presidente Temer, onde lhe foi pedir para sustar o avanço de tão imunda e demoníaca praga, que está sendo imposta em nossas escolas, também no Brasil. Estão brincando de Deus, disse ele: homem não tem vagina e mulher não tem pênis! O que é o óbvio mais ululante. Quem nega isso é louco, é um demente, e povo que não reage diante daqueles que desejam mudar isso por via de palavras e de ideologias é um povo doente, a caminho da destruição, porque, com absoluta certeza não sabe o que aconteceu com Sodoma, que era melhor que o mundo de hoje.

O que Carlos Vereza disse: brincando de Deus, na verdade pode e deve ser substituído por “brincando com Deus”, o Eterno, o Altíssimo, o Criador de tudo o que existe e, portanto, Criador, Dono e Mantenedor da Vida. E da vida humana, a mais preciosa vida que existe, pois o homem é a Sua criatura mais perfeita, é filho de Deus. Eis que alguns representantes desta criatura, de forma absurda, ignara, torpe, maligna, tentam derrubar uma realidade incontestável e irreversível, impondo em seu lugar o absurdo, a negação da vida, a negação de si mesmos. A anulação do próprio “eu”, em troca de um patético zumbi, mortalmente infeliz.

De fato, para aceitar em si mesmo e sustentar este nefando e nefasto conceito – porque se trata apenas de uma definição vaga, difusa e mesmo louca – é preciso que as pessoas abalroem a si próprias, que esmaguem as suas almas, que deturpem as suas consciências e expulsem Deus de seus corações. No fundo o que se nota é que tudo isso visa atingir a Deus, pois através de outro diabólico conceito – o direito de igualdade – se ataca diretamente a Ele, e com fúria espantosa. Dizem que cada menino tem direito de ser igual a uma menina e vice e versa. É tal a revolta de alguns contra sua constituição física, que uma pesquisa no Rio de Janeiro constatou que a maior ira das mulheres contra sua natureza, é “não poderem fazer xixi em pé, como os homens”. Um absurdo!

Percebam outra situação, mas que vai ao mesmo sentido: falo da questão das tatuagens, pircings, modismos nos cabelos e nas vestes. Em tudo a humanidade é conduzida a um espírito de rebeldia contra o criado, contra o que é moral, contra a Lei do Altíssimo, contra as Sagradas Escrituras, contra a Sã Doutrina da Igreja. Como inconformadas com seu modo de ser, as pessoas pintam os seus corpos, até seu corpo inteiro, e mesmo nas partes íntimas, o que se configura num verdadeiro ódio contra o Criador de todas as perfeições. Tentar, então, mudar a própria identidade, a própria constituição física é apenas um passo além... Mas na direção do abismo!

Pelo que consta o “ministro” brasileiro responsável por este projeto demoníaco, disse que não mudará seu conceito a este respeito, nem irá alterar o programa que está se tentando impor à força, em todas as escolas do Brasil, dando a entender às crianças inocentes que os meninos podem escolher ser e viver como meninas, e que as meninas podem escolher ser meninos, mesmo aqueles não tendo uma vagina, nem estas um pênis. Ai do presidente que não demitir tal ministro, ou que aprovar seus atos! Ai dos pais que não vigiarem o que ensinam nas escolas!

Tempos atrás eu conversei com um psicólogo a este respeito, e ele me contou que no momento atendia a um jovem, um rapaz de 19 anos, de uma cidade vizinha. Seus pais, malditos pais, abomináveis e degenerados pais, quando casaram e já desde o namoro botaram nas cabeças que teriam uma filha, mas nasceu um filho. Eles tinham preparado todo o enxoval cor de rosa, e esconderam de todos o menino que tinham recebido de Deus. Nem os seus familiares mais próximos sabiam desta desgraçada e perversa atitude.

E assim seguiram, dando-lhe nome de menina, botando-lhe brincos nas orelhas desde pequenino, pondo-lhe vestidos, fazendo-o brincar de bonecas, e verdadeiramente embruteceram seu pobre coração, que a cada dia ficava mais perturbado com a sua situação. Pois lhe veio a barba farta, as pernas cabeludas, um pênis que se inflava no meio das pernas, e uma voz grossa que destoava de sua vestimenta feminina. Terrível a situação na escola, diante dos colegas, a gozação, o bulying, com sofrimento inenarrável. Fruto de dois pais criminosos, que deveriam ter ido para a cadeia, e lá apodrecer, porque esta atitude é de brutos rocinantes, não de pessoas normais. Pai e mãe que hoje influenciam os seus filhos nesta direção, sem dúvida estão cavando sua cova em direção ao abismo.

Assim, esta ideologia pervertida e perversa é a sumidade suprema do absurdo. As mentes pervertidas, demoníacas que tentam impor esta mentira na cabeça dos pequeninos, esta fraude enlouquecida, podem ter certeza absoluta de que haverão de sofrer uma furiosa, avassaladora, fulminante, catastrófica e demolidora ação do Eterno, o Dono da Vida e o Autor de todas as infinitas perfeições. Ele deseja receber de volta, cada filho conforme o criou, homem ou mulher, sem pinturas no corpo, e com os órgãos externos conforme a sua natureza.

Agora mesmo enviei ao nosso site “sinaisdoreino” uma mensagem profética de um mensageiro que nós estamos preservando e acompanhando, onde Nossa Senhora clama assim: Gritai aos quatro cantos de vossa terra, e não permitais que zombem e destruam vossas crianças! Livrai-vos desta praga também, esta que satanás vos impõe para destruir-vos, aos olhos do Pai. Não vos esqueçais: o braço do Pai pesará sobre vós! Fazei vossa parte, sede duros com os servos de satanás, pois estarei sempre ao vosso lado.

Ela lembra ainda o que Jesus disse: “Vinde a Mim as crianças, pois o Reino dos céus pertence aos que se tornam semelhantes a elas”. E: “Ai daquele que fizer mal a um de meus pequeninos”!... Estas palavras aterradoras de Jesus estão sendo menosprezadas, isso quando Ele completa alertando aos que promovem este escândalo torpe: Melhor seria que eles atassem uma pedra ao pescoço e se atirasse ao mar... E se pode acrescentar: melhor fora não terem nascido! E como disse uma pessoa que viveu esta situação, mas conseguiu, com a graça de Deus – porque isso é possível sim – se livrar dela, “viver nesta situação, melhor se enforcar”. 

Atenção professores e professoras: não aceitem esta doutrina do diabo! Não destruam a vida das crianças, porque se insistirem nisso, se teimarem em acolher os amaldiçoados currículos escolares que tentam impor esta ideologia do maldito, o que vos aguardará é a condenação eterna se não se converterem em tempo, e implorarem o perdão do Altíssimo. O mesmo, e com maior vigor se deve alertar os pais, para que não aceitem esta aberração. Todos devem vigiar os professores, fazendo-os entender que, nestes casos, não são obrigados a seguir estes monstruosos e aberrantes currículos, e agindo com rigor e vigor – sem agressão – contra os renitentes.

Que tais pessoas, as que incentivam, que promovem ou aceitam estes desvios brutais criem para os seus filhos escolas especiais, unicamente para eles, que apliquem nos seus filhos, e apenas neles, tudo o que suas cabeças pervertidas imaginam, mas deixem em paz os filhos dos outros, daqueles que discordam frontalmente deste tipo de ensino, que não verdade não é ensino, mas uma aberração. Se desejam cria-los para uma vida de infelicidade o façam, mas lembre que Deus existe, Ele os observa, e isso jamais ficará impune, porque ultrapassa o limite da sanidade.

Os pais são responsáveis pelo bem estar dos seus filhos, e pela salvação de suas preciosas almas. Devem então vigiar e estarem atentos a tudo o que possa colocar estas almas em risco de perda eterna, esta, afinal é a primordial missão dos pais, além de gerar filhos e filhas para Deus: é leva-los a Ele! Porém, o caminho desta malsinada e perversa ideologia não é o da salvação, mas do abismo infernal! Para os filhos, e antes os pais. Pois a mãe ou o pai que faz perder a alma de um filho, seguramente perde a sua, porque ele será seu acusador eterno. No Céu não entra terceiro gênero. A doutrina que difunde isso tem satã por mestre!

Noutro dia li um artigo, onde na Austrália – que por coisas assim será devorada pelo fogo – um pai maldito e uma mãe da mesma laia, permitiram a operação de seu filho, de apenas cinco anos, sem discernimento, sem pelo menos a idade adulta, mudando seu sexo para menina, porque a criança assim o desejava. Pois não somente tal pai e tal mãe são réus de eterno delito, como dificilmente escapam da condenação eterna. Isso sem falar que eles deveriam ser presos num calabouço e lá apodrecerem vivos. Eles são incapazes de avaliar o terror onde estão sepultando seu filho, nem o terrível castigo que os aguarda, por haverem aceitado esta doutrina do anjo negro e mutilado sua criança. Ó como me preocupam as almas destes infelizes!

Há hoje em voga, impera mesmo com a mais aterradora tirania, uma palavra e um conceito, falso, maligno, demoníaco, satânico, luciférico e deletério, denominado “discriminação”, que se tornou um desvio das mentes, um ópio maligno, um narcótico tão bem elaborado pelo inferno, que inebria e perverte as mentes, que submete as almas, até mesmo as que se acham santas, até mesmo as pessoas que dizem rezar sete terços dor dia, tornando-as capazes de aceitar até as mais ludibriantes e refinadas mentiras, atém as mais diabólicas fraudes – como é esta ideologia – como fossem verdades.

Simplesmente não se pode evocar “discriminação” contra os ataques à moral, contra o que é pecado! Isso sempre, eternamente e com vigor deve ser combatido, denunciado e – como neste caso explícito – deve ser punido como a pedofilia. Ninguém pode ser proibido nem penalizado por expressar sua contrariedade em relação a coisas deste tipo, embora que todos tenham a liberdade de praticar o que quiserem arcando com as consequências dos seus atos. Mas o mesmo direito que têm de praticá-los deve ser concedido a quem expressa seu veemente repúdio.

Pobres almas, seduzidas pela língua bífida e sibilina da serpente! Pobres seres robóticos, pobres criaturas ignaras, e tanto e tão fortemente seduzidas pelo diabo, que se tornaram incapazes de entender o quanto esta negação da vida, esta degenerada perversão – a ideologia do gênero – afronta e lança um repto direto na face do Deus Altíssimo, autor de todas as infinitas perfeições e que nos fez apenas homem e mulher. Um terceiro sexo, se existisse, seria uma criação do diabo, porque estéril e incapaz de gerar a vida. Como ele, o mestre desta ideia!

A Escritura Sagrada é bem clara em Gênesis: Deus os criou, HOMEM e MULHER! Um dependente do outro, somente juntos, AMBOS geram uma vida. Uma mulher que se nega a si mesma, almejando ter um órgão masculino entre as pernas, pode até não ser estéril, mas seguramente é aberrante.  Um homem emasculado, do qual se retira o pênis para fazer uma vagina esdrúxula, é nada mais que ser aberrante e estéril. Todos os que se negam a aceitar que este procedimento é mortal, esmagador e que não trás felicidade alguma, antes o terror, deveriam ler a verdadeira saga de Lili Elbe, da Dinamarca: nela a marca mortal da infelicidade! Mas os filhos das trevas a consideram ídolo! Isso quando morreu podre!

Porque, quando ambos incorporam uma falange das trevas, ao ponto de mutilarem, não somente aos seus corpos, mas também as suas mentes, agredindo com fúria insana o próprio ser, mutilando a essência de si próprios e esmagando as suas pobres almas aceitando tal conceito, eles não se dão contas de que estão mergulhados no abismo das trevas, na insânia mais profunda, porque estão em rota de destruição, negando-se a si próprios. E se a sociedade perversa defende isso, podem ter certeza de que ela não resistirá ao braço de Deus Altíssimo. Que não demora a cair sobre esta sociedade atual, perversa, maligna, pervertida e demente que nós criamos.

Quando vejo o futuro mapa do nosso país, conforme foi passado ao Movimento Salvai Almas, onde apenas seis das nossas capitais ficarão acima do nível das águas – para serem destruídas pelo fogo – e quando nossa linda nação, nosso território abençoado for partido em seis pedaços, e se cumprir tudo o que o Profeta Isaías previu em seu livro, no capítulo 24, então as pessoas saberão finalmente que se deixaram iludir pelo diabo: a ideologia do gênero vem dele! E tudo o mais que afronta o sexto mandamento.

Então não pode, nem deve ser ensinada nas escolas, porque não somos satanistas. E deve ser demitido o Ministro que a aprova, e colocar na cadeia todos aqueles que a tentam impor nas escolas. Cada pessoa é livre para fazer o que bem entender com seu corpo, mas quando nega os princípios para os quais foi criada, e quando afronta ao Criador de uma forma tão agressiva, passa então dos limites do divino, para entrar no hospício da loucura. E somente uma sociedade doente, em estado de morbidez cadavérica é capaz de aceitar tamanho delírio.

Infelizmente em nosso parlamento superior, senado e congresso, temos poucos parlamentares ativos, que ainda guardam nas veias alguma sinecura de cristãos, para lutarem contra estas leis arbitrárias, que uma minoria gritante tenta impor à toda a sociedade. Salvam-se como verdadeiros baluartes o valente senador Magno Malta, do Espírito Santo e alguns senadores que o apoiam como José Medeiros do Mato Grosso, entre outros. Mas como são poucos, a sociedade deve estar atenta, porque o diabo é asqueroso, esguio, e entra por qualquer brecha.

Por fim, vou revelar uma constatação que me parece ser um dos mais evidentes sinais do fim dos tempos do mal neste planeta. Toda a vida animal está transtornada. De repente, milhares de espécies animais, quadrúpedes, bípedes, aves, também peixes, parecem ter perdido sua referência sexual, e tentam acasalar, machos com machos e fêmeas com fêmeas, desde os brutamontes leões marinhos, até as gazelas no parques da África. O homem é também um animal, pensem nisso. A grande e incontestável diferença é que o ser humano tem condições de controlar este desvio e se não o faz, e se ainda o incentiva é porque desceu abaixo do nível das bestas irracionais.

Professores: neste caso não se cumpre o currículo, porque se deve antes obedecer a Deus, que aos homens! Eu fui diretor de Colégio, e no meu tempo colocamos 12 alunos, direto na Universidade, sem cursinhos, isso de uma turma de 14 alunos do Segundo Grau. Como isso? Simplesmente descumprindo a porcaria que era o currículo oficial! Hoje há médicos e engenheiros, professores e funcionários, todos formados. Ensinem a eles a ideologia do gênero, e poderão no mínimo colocar alguns no inferno... Junto com vocês!

Porque é melhor que atem uma pedra no pescoço e se atirem no mar! Porque, quanto mais tempo de vida tiverem para ensinar e para impor isso às crianças inocentes, maior o castigo eterno que os aguarda.

E atenção ao que diz a Escritura: isso é destinado tanto aos que praticam, quanto aos que aprovam ou não fazem nada para combater! (Aarão)

 

 

 

 

 
 
 

Artigo Visto: 781 - Impresso: 10 - Enviado: 0

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 521 - Total Visitas Únicas: 3.027.854 Usuários online: 61