Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
31/10/2005
Silêncio do céu
 
Sinais - 07 Silêncio do céu
Sinais - 07 Silêncio do céu

SILÊNCIO DO CÉU
(Escrito em 05/02/2003)
 
     Numa de suas homilias de antes do Natal, o Papa João Paulo II referiu-se ao silêncio do Céu, a esta espécie de torpor que invade os que ainda querem se manter fiéis a Deus, e que lhes faz sentir que Ele parece ter abandonado os homens. Apontando a imensidão das tragédias que se abatem hoje sobre a terra, o Papa lembrou, porém que “há o fato de uma tragédia maior: a do silêncio de Deus, que não mais se manifesta, e que parece estar embuçado nos céus, como que enojado com as ações humanas". No texto, é citado o lamento do profeta Jeremias, conforme está em 14,17-21, onde é descrita uma situação de abandono, pois as pessoas não sabem mais a quem recorrer, uma vez que tudo parece caminhar para um fim horripilante. Sim, e vai!
 
    A frase do Papa, dizendo que Deus parece estar enojado dos homens, causou muita polêmica em alguns meios, até mesmo entre os especialistas do Vaticano. Eu, por meu lado, acho é uma grande, assombrosa, e aviltante hipocrisia da parte destes impressionados, uma vez que é flagrante a audácia desafiadora do homem. Jamais, em tempo algum, nem mesmo no tempo da Torre de Babel, nem mesmo em Sodoma e Gomorra, nunca, o homem foi tão rebelde contra Deus. E assim, ao invés de ficarem criticando as palavras de João Paulo II, eles deveriam é fazer um exame de consciência, é bater no peito um “mea culpa” triplo, é cravar os joelhos em súplica para tentar aplacar a ira de Deus.
 
    Sim, quando o Papa fala em silêncio do Céu, ele quer referir-se não ao momento atual, pois se o que agora acontece no mundo de hoje, já impressiona à estas eminências cegas, eles nem imaginam o volume da tormenta que se abaterá sobre os homens. Que eles saibam, este aparente silêncio do Céu, é imitante a aquele interstício que acontece momentos antes de uma tormenta, antes que aconteça o primeiro raio e sopre a primeira rajada fria de vento. O bom observador já vê os rasgos da chuva caindo no horizonte, e as negras nuvens como que rolam em direção à terra. Mas não caiu aqui a chuva ainda, nem o vento soprou forte, nem o corisco fendeu o espaço, nem o ribombo troou assustador. Não há ser humano que não se impressione diante da proximidade de um evento destes.
 
    Vejam! Eu disse ser humano. E se falei assim, é porque gostaria de me referir a um ser inteligente, dotado pelo Criador de Sabedoria, dotado de um coração para amar, enfim, a um ser especial, entretanto quando falo homem e vejo a que limites ele chegou, começo a ter inveja das alimárias. Das feras do campo. Verdade, o homem criado racional, voltou a rastejar pelo comportamento, rebaixa-se ao extremo dos vermes pela estupidez e já não encontra mais parâmetro de comparação entre todas as criaturas. O homem, meus caros amigos, está ultrapassando em bestialidade aos próprios demônios. Não, não se trata de exagero, mas sim a mais pura realidade. O próprio inferno jamais imaginaria, que a sua ação sobre o homem, o levaria a suplantar seus próprios habitantes em maldade.
 
    Quando, pois, o Papa menciona este sentimento de abandono de Deus, ele nada mais quer do que alertar a humanidade, para os extremos rumo aos quais ela segue. Não, Deus não abandonou o homem, pois se o houvesse abandonado já não mais existiríamos na face da terra. Mas não resta dúvida de que Deus se arrependeu de haver criado o homem e não é de agora. Já mencionamos isso em artigo anterior, pois no Gênesis está: O Senhor viu que a maldade dos homens era grande sobre a terra, e que todos os pensamentos do seu coração estavam continuamente voltados para o mal. O Senhor arrependeu-se de haver criado o homem sobre a terra e teve o coração ferido de íntima dor. E disse: Exterminarei da superfície da terra o homem que criei...(6,5-7). Felizmente para nós, Deus deixou viva a família de Noé, e é só por causa deste único justo que D
eus salvou a humanidade.
 
     Também na mensagem ao Cláudio, do dia 27 de dezembro de 2002, sobre o resultado da anistia, duas frases de Jesus nos fazem pensar e muito. Primeiro Ele diz: Ah! Se Deus fosse egoísta!  Já não haveria pó (homens) na terra!  Depois Ele fala: Se Deus agora criasse novos mundos, não criaria uma humanidade... E justifica isso dizendo: O mundo está egoísta demais para isto! Está auto-suficiente! Está irracional! Diz também que Deus apela para o homem: Mas o gongo parece quebrado, e quase ninguém ouviu o Meu grito quase desesperado ressoar! Criaturas ingratas! E quando um Deus assim se expressa aos grãos de pó que nós somos, ainda temos criaturas arrogantes, que zombam do Altíssimo Onipotente, como se não tivessem culpa alguma no cartório, pior, como se Deus fosse o culpado pelos nossos desmandos, e pela tormenta que se avizinha.
 
     O que o leitor, que também acompanha os noticiários nestes últimos dias pode ver? Agora mesmo me enviam e-mail dizendo que na Romênia, apenas na semana que passou três casos de assassinatos e suicídios aconteceram, apenas por causa de filmes e desenhos na TV, pois 92% dos programas que passam no horário nobre naquele país têm cunho violento. Assim, um menino de 13 esfaqueou sete vezes e matou a irmã de nove, porque “o filme” lhe mandava matar a irmã. Depois um rapaz de quinze anos se suicidou por curiosidade convencido que ressuscitaria pela clonagem e outro menino se atirou do sétimo andar de um prédio porque tinha visto um desenho animado, onde os que se lançavam ao vazio saiam ilesos. E por aí vai.
 
    Também no Brasil os casos escabrosos proliferam. Médico esquarteja mulher e mutila parte do corpo. Lá uma mulher rouba o filho da outro no hospital e se julga no direito de mãe. Esta mesma ainda simulou uma cesariana, quando na verdade fez lipoaspiração para justificar o rapto de outra criança. Também um menino aparentemente normal atira em nove pessoas em escola e depois se suicida. Sem falar no caso que abalou o país recentemente quando a jovem Susane matou os próprios pais à pauladas, contando com a ajuda do seu namorado.
 
    Ou seja, o noticiário sanguinolento dos jornais, já não tem apenas casos esporádicos para fazer sensacionalismo, mas tem que selecionar os mais escabrosos para veicular, por falta de espaço. Até mesmo meu velho pai, que sempre assiste este tal de Cidade Alerta, ficou tremendamente chocado quando viu na TV um ponto de desova de cadáveres, com nove corpos, alguns em adiantado estado de putrefação, comidos pelos animais. Diz ele que não consegue apagar da mente aquela imagem.
 
   Mas a loucura continua. Em Campinas um pai joga seu filho contra uma Blaser que vinha em sentido contrário e grita: pega então para ti? Quem era este a quem ele se referia? Ele se referia à satanás, pois ao bater seu carro na rua, alucinado, ele testava com a própria cabeça contra a lataria do carro e dizia: Porque, satanás? Porque satanás? Porque satanás? Depois sua esposa é pega socando a cabeça da filha de seis anos contra uma árvore tentando matá-la. Tudo isso por causa de um acidente de carro? E depois se internam numa clínica e inocentemente dizem: a gente não sabia o que estava fazendo?
 
     Ora, alguém que vive fuçando – digo isso para todos os que cometem tais pecados – na internet atrás de todo tipo de coisa satânica, diabólica, aterrorizante, e com isso contamina toda a sua vida, e depois que a obsessão toma conta de sua alma simplesmente dizem, eu não sabia. Pura desfaçatez! Isto sem falar em novelas que enaltecem o “vampirismo” e filmes e livros de magias e bruxarias, que passam a despertar nas pessoas, mas principalmente nas crianças o desejo de conhecer o poder das trevas.
 
    Mas não é só aqui que estas coisas estão acontecendo. Na China um fotógrafo
grava todo um ritual, aonde ele vai ao mercado, compra um feto de sete meses, depois lava, esquarteja, frita e come e diz que fez isso para suscitar polêmica. E o governo chinês, ao invés de por um cara destes na cadeia, diz apenas que proibiu isso “porque pode atrapalhar a imagem do país”. Ora, que imagem melhor poderá conquistar a China, onde as meninas são mortas aos milhares, onde creches imundas guardam milhões de pequenos rebentos transformados em simples esqueletos vivos e onde a vida humana vale menos que um centavo? Que futuro terá uma terra destas, quase de demônios?
 
    Também na África – pobre África – o sangue humano tinge os céus de vermelho, e rega uma terra que se fez maldita desde o berço. No interior as tribos dos pequeninos pigmeus, estão sendo assassinadas e devoradas pelas tribos invasoras, como se fossem caça miúda ou simples animais de corte. Praticamente não existe nação africana em clima de verdadeira paz, pois as tribos se odeiam, os povos se abominam, e como demônios vivos são capazes de cometer as maiores atrocidades, pois já não há mais lei nem ordem. Não bastasse isso, alguns países africanos como Botsuana, têm mais de metade da sua população, infectada pelo vírus da AIDS, de modo que a vida ali pende por um fio, já que fadada a desaparecer. Tal não foi, efetivamente, a visão de Deus quando criou a terra e nela semeou os povos. Quem mudou os planos de Deus, foi exclusivamente o homem!
 
    Ora, os que atacaram ao Papa, tendo em vista àquela citação – embora ele tenha deixado claro, saber que Deus jamais abandonará os homens – não fazem certamente nenhuma idéia do que acontecerá na terra, nos dias que sucederem à expulsão de João Paulo II de Roma. Eles, de fato, jamais se deram ao bom alvitre de pesquisarem na Bíblia aquilo que os profetas antigos falaram sobre o grande e terrível Dia do Senhor, senão calariam de seus cinismos e quebrariam sua cara de pau. Na verdade, a simples leitura daqueles textos, pela dimensão que eles abarcam, nos leva é a amar ainda mais a Deus, pois certamente que o fato de sobrar mais de uma família na terra, como o foi no caso de Noé assim como Ele prometeu – é prova de que Deus não nos abandonou, nem abandonará. Pois Ele disse: 1/3 parte dos habitantes da terra será poupada (Zc 13).
 
    A bem da verdade, meu coração gostaria de penetrar no sentimento do coração de um homem ateu e rebelde, de um mau de verdade, para poder descrever o que nele se passa. Sim, já tive a horrível experiência, em sonhos, de sentir o prazer que sentem os assassinos. Um pavoroso e mau sentimento de matar um inocente e indefeso, sem sentir remorso nem pesar. O leitor não imagina o que uma coisa destas significa, e este sentimento diabólico, se espalha hoje pela terra como um rastilho.
 
    Estes homens que matam e cometem tão nefandos crimes, sentem uma espécie de gozo infernal, algo que não é prazer, pois não é nada divino, mas mórbido, coisa que na verdade eu jamais conseguiria explicar só o sentir explica. E cada vez mais pessoas nesta terra estão tendo seus corpos tomados por tais desejos malditos, que podem tomar as pessoas de uma hora para outra, até mesmo – parece – contra a vontade delas, e que as torna capazes de cometer as maiores loucuras. E, infelizmente, digo mil vezes infelizmente, as coisas mal começaram.
 
    Não, eu não quero causar pânico, nem levar pessoas ao desespero. Mas também não posso deixar de anunciar aquilo que está por vir, sob pena de me tornar um cão mudo, já incapaz de latir, que sonha estirado, ou que cuida apenas dos próprios interesses como diz o grande profeta Isaías. Meu sentido é dizer para as pessoas que existe esperança, que existe arma contra isso tudo e que agora ainda é tempo. A única arma que temos, porém, é a arma da oração, do coração contrito e arrependido que volta 100% para Deus e que Nele e só Nele confia. Mas isso tudo as pessoas devem começar é agora, porque depois, quando a tribulação vier, então já será tarde para muitos, porque
o desespero o medo tomarão conta dos corações e medo e desespero não são fórmulas de resolver problemas.   
 
    É, então preciso, que agora, já, as pessoas comecem a caminhada de preparação, de fortalecimento das almas, da conquista e do acúmulo de graças que depois serão como que uma “gordura” espiritual, para queimar nos tempos difíceis que virão. Isso quer dizer o mesmo que Jesus falou na parábola das virgens prudentes. Os que hoje preparam as lâmpadas, com azeite de sobra, são aqueles que já vivem a mensagem de fim dos tempos. Estes, depois, não cairão em desespero facilmente, pois estarão amparados por Deus. Já os despreparados, em especial os escarnecedores de plantão, estes sofrerão horrores, pois sem a fortaleza espiritual das orações, da confissão, da Eucaristia e do indispensável Rosário de Maria, eles nada mais serão que esqueletos, que ossos secos, destinados a torrar no sol de assombro pelo que então virá.
 
   Infelizmente, digo mais uma vez, os escarnecedores ainda são maioria. O Jornal La Reppública da Itália assim diz sobre o papa: "O Vigário de Cristo, este vigário que ocupa o panorama mundial há mais de 20 anos, achou seu dever anunciar que Deus, enojado com os homens, recolheu-se aos céus, encerrando-se no silêncio". E, "o abandono de Deus esvazia a própria Igreja de sua missão mediadora, que é a única missão que explica e justifica sua presença histórica". Uma frase destas, contém na verdade tantas blasfêmias, que por si só justificaria um livro. O simples fato de tornar desprezível a passagem de João Paulo II por Roma, de menosprezar e minimizar o alcance de sua monumental obra, já é suficiente motivo para que Deus abandone o homem a própria sorte e se esconda nos céus como ele diz, enojado dos homens.
 
     Infelizmente, repito ainda uma vez mais, tudo ainda não começou. Isso tudo á apenas o prelúdio. Logo tocarão os acordes maiores da última Sinfonia dos Horrores. Esta última passagem de fúria terá início com o verdadeiro silêncio do Céu. Quando, enfim, abriu o sétimo selo, fez-se silêncio no céu de cerca de meia hora (Ap 8,1). Entretanto, como nenhuma passagem do Apocalipse vem sozinha, penso que podemos ligar o que está acontecendo no mundo com o toque da quinta trombeta, a abertura do poço do abismo, embora, de fato, a estrela que abriu o poço ainda não tenha caído. O que é o abismo senão o inferno? Que acontece quando se abrem as portas do inferno? Acontece a imediata liberação de miríades de demônios, que se esparramam pela terra. E eles estão chegando. E estão por ai. E estão agindo com toda a fúria, e por isso São João nos alerta: Ó terra, ó mar, cuidado! Porque o demônio se atirou sobre vós cheio de grande ira, sabendo que pouco tempo lhe resta (Ap 12,12). É neles que está a explicação para tudo o que virá.  
 
     Meus queridos leitores, o tempo urge para todos nós. É preciso semear agora, na calma, enquanto existe ainda clima de calma. É preciso aproveitar este tempo de graça, para levar aos nossos desavisados irmãos este tempo de misericórdia, pois a fúria da justiça de Deus, está preste a tomar curso. Ele terá início quando o dedo do Pai apontar para a terra. E ao Cláudio assim falou para São Miguel: O Dedo do Senhor já se levanta! ... Quando Seu Dedo se move, o Céu todo treme de pavor! E apontado à terra, será o sinal... será o final... Mas ainda está descansado sobre o trono... Mas já se move...Oh! Quão Poderosa é esta força que abala céus e terra! Verdade, durante tantos milênios o Senhor tem tido paciência com os homens, e usado apenas de misericórdia. Mas chegará fatalmente o dia de sua justiça, o dia da “destruição dos maus” e da ruína dos dominadores deste mundo. Mundo que Deus criou bom, mas o homem fez mundo cão.
 
    Então, diz o mesmo Divino Arcanjo, a terra tremerá, pois também as forças do mal estão preparadas e cada gesto, cada palavra é por elas conhecido, por causa dos traidores.  Sangrenta, hedionda, terrível será a batalha: A terra toda gemerá
e se tingirá de sangue!
Este texto tem amparo nas profecias bíblicas e não é invenção de um profeta maluco para botar medo nas criaturas! Quase todos os profetas antigos falaram sobre o dia do Senhor, que cairá sobre os habitantes da terra como um laço. E se o leitor se ater a procurar estas passagens, verá e sentirá, até que ponto chegou a malícia humana, para Deus misericórdia permitir que atinjamos um tal nível de barbárie. Não meus caros, o samba dos loucos ainda não começou. Por hora, apenas, o inferno afina o seu diapasão! O trovão final será bem maior!
 
     Noutro dia, eu colocava a um leitor que estuda estes acontecimentos finais da seguinte forma. Ele me perguntava se isso era tudo e se ainda havia espaço para ser pior e eu lhe disse: Sim, meu caro, ainda há espaço para coisas piores. Há famílias que no seu desprezo por Deus ainda não atingiram o limite extremo da loucura. Dou um exemplo disso: Pense numa casa, com pai, mãe, três filhas – a do meio casada e com uma filha – e um único filho homem. A mãe é macumbeira, do maior satanismo e é ladra denunciada pela filha, além do que gasta tudo o que a família consegue ganhar e mais até, pois vive afundada nos bancos com falcatruas. A mais velha é professora e tão “equilibrada” que é capaz de pegar uma faca de açougue e colocar no pescoço do pai doente ameaçando matá-lo se continuar com suas rezas.
 
   Tem mais: A casada, é de fato viúva, cujo marido suicidou-se com um tiro nos miolos. Ela responde processo por homicídio, mas se diz inocente. Por isso virou prostituta de luxo, e durante anos amealhou uma bela quantidade de dólares neste meio. Metade sua mãe roubou! A filha mais nova é diabólica, maquiavélica, macumbeira e tudo o que existe de coisa ruim, além de não querer saber de Deus. Por fim, o filho é homossexual, tem o vírus da Aids, e até poucos dias transava com qualquer um sem remorso e, pior, foi levado a isso pelo próprio pai que o estuprou quando criança de oito anos, ao que parece não somente uma vez.
 
     No mais, este moço me disse, que quando criança, seus pais o deixavam sozinho em casa, e quem sua mãe, enquanto eles iam para o terreiro encarregava de cuidar dele eram os demônios que ele podia ver junto de si. Por fim, agora o pai está em estado terminal de câncer e soube nos últimos dias que está à beira da morte. Faltou a menina de 10 anos, filha da viúva: Certamente o leitor não imagina que facilmente sairá uma santa deste meio infernal, não é mesmo? Como você acha que Deus ainda busca salvar uma família destas, que se entregou ao mal de tal forma? Como não perder a paciência, Senhor?
 
    Sim, todos eles moram debaixo de um mesmo teto, em guerra e berros permanentes. Este é exemplo do mundo que satanás está preparando para todas as famílias que não vivem mais a oração. Par aquelas que resolveram deixar seus filhos aos cuidados dos demônios, pois lhes parece mais fácil roubar, matar, estuprar, violentar, já que justiça não existe, pois a lei é feita para uso e beneplácito dos bandidos e a moral virou sinônima de burrice. E muitos, põem a culpa no governo que desvia ou usa mal, metade dos impostos pagos, que deixa a roubalheira crescer a olhos vistos, e quando coloca alguém na cadeia, ou é porque se trata de peixe miúdo, ou alguém que está atrapalhando o roubo em larga escala. Isso tudo, como se um crime fosse a justificativa para outro e como se a lei estivesse subordinada ao desejo dos ladrões e dos maus de qualquer quilate.    
 
    O que digo, pois, não é ameaça nem possibilidade apenas. E se refere especialmente às famílias que não mais rezam. O que digo é uma realidade que assusta, e que está às portas. Anotem bem: À medida que o tempo passar, e formos chegando perto do dia do afastamento – diga-se expulsão do Papa João Paulo II – mais e mais se intensificarão as loucuras nas famílias que não rezarem. Calma, elas não serão todas destruídas, porque se esgotou o tempo do inferno para isso. Mas nenhuma delas estará livre de ver um de seus memb
ros na mídia, sendo denunciado como assassino, como ladrão, como traficante, como corrupto ou qualquer outro crime, mesmo que agora pareça insuspeito.
 
    Nenhuma delas estará livre de rupturas súbitas, de separações fulminantes e nem mesmo de crimes hediondos em seu seio. Nenhuma delas estará livre de ver seus filhos mergulhados nas drogas, seus pais envolvidos em escândalos de todo tipo e sendo com isso de todo desmanteladas. Não haverá como se evitar tais coisas nas famílias que não se ligarem plenamente em Deus. Sim, cada um é livre para crer no que falo, mas cada um é também obrigado a arcar com o ônus de seu próprio desatino. Para muitos será tarde!
 
    Sim, nas famílias que rezam, também poderão acontecer tais coisas, ou parecidas. Eis que satanás odeia as famílias que rezam e se atira contra elas em fúria. Entretanto, pelo menos nestas, restará a certeza da salvação das almas de todos os seus membros, não importa em que estado atual estejam as almas de alguns deles. Basta que alguém na família reze firme e confiante, para toda a casa se salvar eternamente. Na verdade, nestas famílias em oração, atuará muito mais fortemente a mão protetora de Deus.
 
     Nelas a proteção especial dos anjos se fará de forma tanto mais poderosa, quanto mais forte e confiante for a entrega dela nas mãos do Pai Criador. Esta proteção será tanta e tal, que poderá se tornar até visível para alguns privilegiados, pois a loucura do amor de Deus, como nunca está a se derramar sobre os homens. Em especial sobre aqueles que O aceitam, os que fazem Dele o primado absoluto de suas vidas, e sobre aqueles que lutam hoje pela salvação, semeando a mensagem de Deus em todos os quadrantes da terra.       
 
    Sigamos todos o exemplo de São Miguel que disse ao Cláudio: Eu, Miguel, vou à frente da batalha, pois defendo Meu Senhor! Sou do Exército do Senhor! E o Senhor me incumbiu de defender Seus filhos amantíssimos, que habitam esta terra!...É maravilhoso poder servir ao Senhor! Sim, é maravilhoso servir ao Senhor. Não precisa ser um anjo luminoso como nosso querido São Miguel, basta estar ligado em Deus para alumiar. Um é o farol – anjo de Deus – que das alturas ensina a rota para o céu. Outros somos, nós cada um de nós, pequenos vaga-lumes a iluminar, a cada pulso, um passo apenas do caminho. Mas com as nossas luzes somadas, poderemos levar a muitos pelos caminhos da conversão.
 
   Vejam esta outra parte da mensagem de São Miguel:  O fim se aproxima e cada minuto é importante! Vês, filho, a pequena ilha que emerge no horizonte, toda fulgurante? É a Nova Terra! Surgirá dos escombros. Haverá paz, harmonia, amor e a presença definitiva de Deus: É o Novo Reino! O Novo Céu e a Nova Terra! O Reino está chegando! Mas muito tereis de passar para poderdes conviver Nele. Tereis corações realmente puros, sem mágoas, sem ódio, sem dissabores, completamente puros e limpos!  Sereis Novos, sereis Purificados, sereis Puros. Ali só habitarão os puros! E Não tardará!  Deus, em Seu Magnífico Trono, tudo observa e a Seu lado, toda a Corte Celeste aguarda as ordens!
 
   Sim, Deus está silencioso, aguardando o momento de agir. O momento de apontar seu Dedo e fulminar a terra. Mas Ele fulminará apenas os maus, os escarnecedores, os que não ligam para suas almas e todos aqueles que se deleitam no pecado. Deus é Fiel e cumpre as suas promessas. Os justos serão arrebatados, alguns antes, alguns durante e alguns depois da tribulação. Alguns nada sofrerão, outros um pouco, outros um pouco mais. Depende tudo da nossa rebeldia em aceitar o primado absoluto, definitivo e inarredável de Deus. Depende somente do nosso amor a Deus. Sim, o Amor é a medida de todas as coisas.
 
A o amor vencerá!
 
E os maus todos desaparecerão para sempre!
 
Só os justos povoarão a terra. A escolha é definitiva, e é sua. Tem que ser agora.
 
Tome seu Rosário e venha fazer parte do time dos que se querem salvar.
 
Reze com sua família e a traga junto, sim?
 
Aarão!


 
 
 

Artigo Visto: 2408 - Impresso: 69 - Enviado: 13

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 678 - Total Visitas Únicas: 3.077.395 Usuários online: 64