Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título
Você está em: MENU PRINCIPAL / Sinais / Haverá pestes




 
 
12/04/2008
Haverá pestes
 
Sinais - Haverá pestes
12/04/2008 16:26:27

Sinais - Haverá pestes



EPIDEMIAS
  
No Evangelho de Mateus, Jesus lembrou que haveria um tempo – e o tempo é hoje – onde aconteceriam muitas doenças, pestes e epidemias. Abaixo passamos uma seleção feita por Francisco, de alguns tipos de doenças e pestes que agora mesmo atormentam a humanidade.

Em verdade muitas destas doenças já existiam desde milênios antes mesmo de Jesus, entretanto nos últimos séculos grande parte delas haviam sido controladas, e até se pensava em erradicação. Mas por um motivo que só Deus sabe, de repente muitas delas começaram a explodir, agora com maior violência, e pior é que a cada dia surgem novas variantes, o que dificulta extremamente o combate, pois os vírus desencadeiam mutações aceleradas, e mal o homem consegue combater uma variante, logo explodem outras dezenas.

Tudo isso nos leva a crer que é verdadeira a tese de que os cientistas a serviço do inferno estão ativando estes vírus em laboratório, para usar contra as populações como armas de destruição em massa. Temos agora no Brasil o exemplo da dengue, que tem causado muitas vítimas. Noutro dia, conversando com um sacerdote que tem um maravilhoso dom de Cura, ele disse que não se trata de dengue, mas sim de gripe aviária (???). Então as autoridades conduzem para o sentido da dengue, para não alarmar as populações.

O que impressiona mais, entretanto é o surgimento de vírus e bactérias sempre mais virulentos e difíceis de controlar, também novas doenças que não podem ser diagnosticadas pelos médicos. Entre estas doenças e pestes, podemos sem dúvida afirmar que algumas provêm da contaminação causada pelos demônios, que infestam hoje a terra como nunca. Ate aqueles que nunca lhes foi permitido sair do inferno agora espalham por aí suas putrefações, prova de que estamos chegando mesmo à batalha final.

  Bactéria rara mata jovem e Ceará emite alerta
09.04.2008 - A Secretaria de Saúde do Ceará emitiu hoje um alerta para toda a rede pública de saúde para a ocorrência de infecções causadas pela bactéria Burkholderia pseudomallei, responsável por causar a melioidose. O alerta foi feito depois da confirmação da morte de um jovem de 14 anos.

Redação Terra

  Ciência: Bactérias super-resistentes são achadas no solo
09.04.2008 - A resistência a antibióticos é uma idéia simples: bactérias que deveriam sumir com um medicamento deixam de ser afetadas por ele. Mas bactérias estudadas por um grupo de pesquisadores de Harvard levam a idéia além disso. O que não as mata é o que as faz mais fortes.

Redação Terra
 
Lepra contagia uma pessoa a cada três minutos A cada três minutos uma pessoa é contagiada no mundo com com lepra, uma doença causada por um bacilo que pode ser curada em menos de um ano, lembrou a fundação francesa Raoul Follereau, às vésperas do 55º Dia Mundial dos Leprosos.
FONTE: APF
 
TUBERCULOSE
Em todo o mundo, 9 milhões de casos de tuberculose são diagnosticados ao ano – com 2 milhões de mortes. A doença é extremamente contagiosa, contaminando adultos e crianças perfeitamente saudáveis pelo ar. Fonte G1
 
30/11/07 33 milhões de pessoas vivem com Aids no mundo
Organizações sociais do mundo inteiro estão preparando diversas atividades que vão marcar a celebração do Dia Mundial de Luta contra a Aids, comemorado em 1o de Dezembro. A data reflete a luta de mais de 33 milhões de pessoas de diferentes países que atualmen
te vivem com o vírus da imunodeficiência humana (HIV) ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids), segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU).
ADITAL
 
08/12/07 Epidemia de Ebola mata 25 pessoas em Uganda
A atual epidemia de Ebola já matou 25 pessoas em Uganda, com o registro de mais três óbitos nas últimas 48 horas, informaram fontes médicas neste sábado (8). Centenas de pessoas estão de quarentena no distrito de Bundibugyo, onde foi localizado o foco da epidemia. "Duas pessoas morreram na noite passada", informou Sam Okware, funcionário do ministério da Saúde encarregado do combate ao Ebola.
G1
 
04/01/08 Grã-Bretanha tem epidemia de vírus da diarréia
Mais de 100 mil pessoas por semana estão apresentando os sintomas de infecção, como diarréia e náuseas. Médicos na Grã-Bretanha acreditam que mais de 100 mil pessoas por semana estejam mostrando sintomas de infecção por um vírus que causa diarréia e náuseas. O mal-estar é causado pelo norovírus, que é a causa mais comum de infecção gastrointestinal no país europeu.

As informações são da BBC do Brasil.
 
07/01/08 Hepatite é considerada epidemia do século 21
hepatite é uma doença silenciosa que preocupa especialistas. Os médicos consideram a doença como a epidemia do século 21. Em todo o mundo, a hepatite é a principal causa de cirrose e de câncer de fígado. As hepatites B e C são mais graves, porque evoluem de forma lenta mas progressiva. “A hepatite B é chamada doença sexualmente transmissível. O que importa é o sexo e drogas. É por esse motivo que o Ministério da Saúde, no Brasil, adotou a vacina para crianças e adolescentes. A vacina é disponível na rede pública até os 19 anos de idade”, explica o pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz Hoel Sette Junior.
G1
 
16/01/08 Bactéria imune a multi-antibióticos se espalha entre gays nos EUA.
A equipe da Universidade da Califórnia, chefiada pelo Dr. Binh Diep, do San Francisco General Medical Center, anunciou na última terça-feira, 15/1, que foi identificada uma nova bactéria (Staphylococcus aureus), mais freqüente em homossexuais de uma determinada região de São Francisco, Estados Unidos, resistente a múltiplos antibióticos, incluindo a metacilina (um dos mais poderosos).
A Capa.
 
31/01/08 Gastroenderite por rotavirus um problema de saúde pública.
Anualmente aproximadamente 500.000 óbitos causados por diarréia pelo rotavírus ocorrem em crianças até 5 anos de idade e cerca de 2 milhões de crianças são hospitalizadas anualmente devido a infecção pelo rotavírus.
O rotavírus é o agente patogênico mais comum como causa de diarréia em crianças em todo o mundo; é o responsável por 1/3 dos casos de vômito e diarréia graves que exigem hospitalização.
Praticamente todas as crianças no mundo apresentarão um episódio de diarréia causada por rotavírus antes dos cinco anos de idade.
Fonte: Prevecenter
 
23/02/08 Epidemia de febre amarela faz 17a vítima
A epidemia de febre amarela continua avançando no Brasil. Na última sexta-feira, dia 22, o Ministério da Saúde divulgou que foi registrada a 17a morte causada pela doença. Outro caso de febre amarela também foi confirmado, ao todos já são 33 casos da doença confirmados.
Fonte: Causa operária online.
 
23/03/08 O combate à tuberculose
No País que se tornou referência mundial no tratamento da aids, a cada ano a tuberculose mata 5 mil pessoas e são registrados 80 mil novos casos da doença. Do total de doentes, 77% se restabelecem totalmente, índice que coloca o Brasil atrás de nações como a China, que já cura 94% dos seus pacientes, da Índia (86%) e do Congo (85%), todos cumpridores das metas firmadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que fixou em 85% a taxa esperada de cura dos doentes atacados por esse mal. O País ocupa a 16ª posição entre os 22 países com maior número de c
asos da doença no mundo.
 
23/03/08 Indonésia: epicentro da gripe aviária.
O galo começou a cantar estranhamente às 3 da manhã, e Partoparmin, um agricultor nesta pequena aldeia numa encosta na montanha, foi até o quintal ver o que estava acontecendo. Ao redor dele havia galinhas deitadas no chão, estremecendo. “Alguns minutos depois elas estavam mortas”, disse Partoparmin, 60. “Imediatamente eu pensei: pode ser a gripe aviária.”
Fonte: Internacional Herald Tribune
 
  Segunda, 7 de abril de 2008, 10h56 Atualizada às 13h22
Espanha: duas pessoas morrem por mal da vaca louca. Dois jovens morreram na região espanhola de Castela e Leão por causa da doença da vaca louca, confirmaram hoje fontes do Ministério da Saúde. Primeiros casos da doença da "vaca louca" foram detectados no Reino Unido em 1985.
EFE   Segunda, 7 de abril de 2008, 09h55 alt=""""'""'"""" type=""""'"#_x0000_t75"'"""" 6.75pt" HEIGHT: 6.75pt;>Atualizada às 11h08 Com 7 mortes, Tailândia alerta para epidemia de dengue As autoridades de saúde da Tailândia advertiram hoje que a população que deve intensificar as precauções diante da pior onda de dengue na última década, com mais de 7.400 infectados e sete mortos até agora.
EFE   Segunda, 7 de abril de 2008, 19h56 Atualizada às 19h58 Rio: chega a 45 nº de mortos por dengue na capital A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro confirmou hoje mais uma vítima fatal de dengue. Com essa, sobe para 45 o número de mortos pela doença na capital fluminense. Segundo a secretaria, a vítima é um menino de 6 anos, morador de Bangu.
Ele morreu no hospital Santa Cruz, de Niterói, na sexta-feira, com um quadro de dengue hemorrágica. A dengue matou 67 pessoas este ano no Estado do Rio de Janeiro, de um total de mais de 57 mil casos.
Redação Terra 

Dengue: Rio de Janeiro, 2008
Está ocorrendo uma epidemia de dengue no Estado do Rio de Janeiro, causada pelos vírus tipo 2 (principalmente) e 3. Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil, em 2008 (até 02 de abril) foram registrados 57.010 casos de dengue. A maioria dos casos ocorreu nos municípios de Angra dos Reis (3.711), Campos dos Goytacazes (2.505), Nova Iguaçu (3.643), Duque de Caxias (1.405), São João de Meriti (1.396) e do Rio de Janeiro (36.647) [para números atualizados relativos ao Rio, ver dados da Secretaria Municipal de Saúde]. Foram confirmados 67 óbitos (58 ainda estão sendo investigados), dos quais 32 ocorreram em crianças com até 13 anos anos de idade.
CIVES. 

Epidemia de colera 2007 - 2008
 
A presente informação mostra a evolução dos casos de cólera notificados pela via rápida, de Outubro de ;"2007'"""" a">2007 a Março de 2008. Desde o início da epidemia em 8 de Outubro de 2007, (registada na Província de Maputo) até as 7 horas do dia 29 de Março de 2008 foram notificados diariamente pela via rápida 6.631 casos de cólera e 50 óbitos (taxa de letalidade de 0,75%), a subida drástica dos cumulativos deve-se ao processo continuo de controle de qualidade dos dados. Particularmente no ajuste que foi feito de mais 681 casos e 11 óbitos na província de Tete.
Site de Moçambique
 
OMS alerta para o papel do clima nas epidemias.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) chega aos 60 anos preocupada com as mudanças climáticas. Para o organismo, que logo em seu início teve como desafio a devastação causada pela Segunda Guerra Mundial, a inquietação mais recente é a relação entre o aquecimento global e o reaparecimento de epidemias em todo o mundo. Viroses como a gripe aviária e o ebola, e o aumento da incidência de casos de malária, tuberculose, dengue e de contaminação pelo HIV representam, no momento, os grandes obstáculos da OMS. Hoje, a organização celebra o Dia Mundial da Saúde alertando para a responsabilidade do homem nas epidemias motivadas por alterações climáticas.
De acordo com a OMS, doenças transmitidas pela água, pelos alimentos e por vetores - como mosquitos -, além de males relacionados à poluição do ar, só tendem a se multiplicar com o descontrole do clima. “Ondas de calor, tempestades, enchentes e secas matam dezenas de milhares de pessoas a cada ano. Problemas como diarréia, malária e desnutrição já causaram mais de 3 milhões de mortes em todo o mundo. Mas nem esses números conseguem refletir os impactos devastadores do aquecimento global para a saúde humana”, destacou a diretora-geral da organização, Margaret Chan.  
Desde a década de 1970, 39 novas doenças foram identificadas e, só nos últimos cinco anos, a OMS registrou mais de 1,1 mil epidemias, incluindo cólera, pólio e gripe aviária. Os países pobres são os que mais sofrem, sendo o sul e o centro da África e o sudeste asiático as áreas que mais exigem esforços da instituição (veja o mapa nesta página). “Um de nossos grandes desafios é garantir a saúde como item fundamental para o desenvolvimento e a segurança desses países, construindo um sistema com base nas necessidades da cada um”, explicou ao Correio o porta-voz da OMS, Dick Thompson.  
A organização estima que haja cerca de 33 milhões de pessoas infectadas com o vírus HIV, da AIDS, só na África Subsaariana. A mesma região concentra ainda 90% dos 300 milhões de casos de malária registrados por ano - que resultam em 1 milhão de óbitos. Epidemias como a de dengue no Brasil também servem como alerta para a OMS. Dados da agência da ONU mostram que, dos 900 mil casos de dengue registrados em todo o continente americano em 2007, 560 mil ocorreram no Brasil. Em 2008, 21 pessoas já morreram em decorrência de dengue hemorrágica no Rio de Janeiro, o que representa um índice de letalidade em torno de 5%. Para a OMS, a taxa aceitável é de 1%.  
Importância Quando foi criada, a Organização Mundial de Saúde tinha como papel principal a distribuição de remédios e vacinas, a contenção dos surtos de doenças e o cuidado com os refugiados da Segunda Guerra. Nos seus primeiros 30 anos, padronizou doenças e medicamentos, e erradicou epidemias como a varíola e a pólio. “A OMS ainda foi importante por ter definido o conceito de saúde como o ‘completo bem-estar físico, mental e social’. Ou seja, não é só cuidar da saúde física”, explica o professor Gastão Wagner de Sousa Campos, da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp.  
Nos anos 1990, no entanto, o organismo da ONU teve sua atuação inibida, em parte, pelo apoio prestado por bancos de fomento, como o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Banco Mundial, aos países pobres. “Mas já no começo deste século há uma retomada dos trabalhos, principalmente pela
questão do clima, das novas viroses e epidemias”, lembra Campos. Para o especialista, a OMS ainda exerce função essencial ao estimular a produção de soros, vacinas e remédios para doenças negligenciadas, que não interessam às indústrias farmacêuticas. “A OMS criou uma cultura de difusão de políticas públicas e de experiências bem-sucedidas. E isso é fundamental para garantir a saúde da população mundial, principalmente nos países mais pobres”, avalia.
CRIASnoticias
 

 
 
 

Artigo Visto: 2377 - Impresso: 42 - Enviado: 24

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 474 - Total Visitas Únicas: 3.273.315 Usuários online: 55