Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
01/03/2016
A exaltação do pecado
Para receber Jesus Eucaristia, em qualquer das formas é preciso estar em estado de graça!
 

O texto que segue, conforme autoria e fone citadas, se refere a um fato acontecido na última viagem do Francis ao México, onde muito asquerosamente, mais uma vez eles escolheram um casal que vive em adultério, para num discurso emotivo dar seu depoimento no sentido de dizer o quanto eles “sofrem” por não poder participar da Eucaristia. Estes teatros são bem montados, asquerosamente produzidos para amortecer a opinião pública, para quando vier o golpe final, os maus católicos, em sua maioria, aceitem com normalidade a comunhão em estado de pecado mortal.

Isso, de fato, já está acontecendo, até porque muitos padres já perceberam a clara intenção do Francis, de cometer este grave deslize, que certamente partirá a igreja em dois bandos. Na realidade, quando Francis abraça tal casal, está nada mais, nada menos, que lhes dando seu apoio. Se não apoiasse não permitiria que lhe pusessem num tal ardil.

O povo católico bem informado está ainda aguardando a decisão do Francis em relação ao sínodo de outubro passado, e segundo um artigo que li, de um cardeal, a tendência é que ele apresente algum subterfúgio, uma forma de abrir uma brecha na Doutrina da Igreja, o suficiente para iludir os católicos incautos, mas larga na medida para depois deste pecado entrarem pelo furo todos os outros. É visível que a claque que domina o Vaticano tem esta intenção, em nome da pastoralidade, da não discriminação porque a “Eucaristia é viático para os doentes”, e não se fala aqui do corpo, mas doentes da alma, ou seja: mesmo para os que vivem em pecado mortal!

Chegamos a março, é mês de revelações! Se isso acontecer, será um grande divisor profético! É preciso que acompanhemos tudo com atenção para não nos deixarmos enganar pelas emoções, elas são passageiras. A Santa Doutrina não muda é eterna, e nada que já foi definido por Dogma pode ser alterado. Cuidado! (Aarão)

A EXALTAÇÃO DO PECADO

Escrito por Sonia Vázquez

http://adelantelafe.com/la-exaltacion-del-pecado/#.Vst-v4MGAF4.mailto

"Nós os divorciados voltos a casar não podemos receber a Eucaristia, mas podemos comungar através do irmão necessitado do irmão enfermo, do irmão privado de sua liberdade"... Estas palavras que tanto emocionam a alguns, incluindo ao santo padre e a outros mais centrados nele, nos resultam absurdas, repulsivas e sem dúvida são a manifestação do grau máximo de podridão que assola nossa Igreja, que sem deixar espaço para nenhuma dúvida já vive de costas para Deus. Tão brilhante discurso nós ouvimos de Humberto e Cláudia, que ante uma multidão que aclamava do sumo pontífice no México, que deleitou a todos com uma exaltação do pecado mortal, e ante nosso assombro, foram aplaudidos por uma massa, supostamente de ateus e outros desnorteados.

A estes senhores e a todos os que vituperam estas aberrações, há que lhes dizer: que estupenda telenovela! Porém se estão de acordo com tudo o que soltou este senhor de sua boca, vocês todos não são católicos, nem estão mais dentro da Igreja de Jesus Cristo, são luteranos, budistas, o que queiram ser, porém estão contra o Magistério, e, portanto, estão apartados da nossa Fé, chamem-se eles de Humberto, Francisco, ou Jorge Mário: são hereges públicos!

A única maneira de comungar, de receber ao Senhor é sacramentalmente, e em qualquer das formas e espiritualmente é necessário estar na Graça de Deus. Duas pessoas que convivem e têm relações sem estar casados, não pedem receber a comunhão, nem de um modo nem de outro e se tenham dúvidas recorram ao Doutor Angélico, e que não venha qualquer um inventar outras formas de comungar.

Supondo que vocês todos, como a mim, isso de comungar através do necessitado se tornará ridículo e simplesmente lhes abrirá uma brecha na alma, porque é de morrer de pena, vendo como Crucificam ao Senhor mais uma vez, e publicamente. A lança volta a atravessar o Santo Peito.

Dizer que se comunga com uma obra de caridade é roçar ao analfabetismo puro e duro, mais é isso o que desgraçadamente se ensina em muitas paróquias e assim, os fieis estão mais ignorantes que Tarzam na selva. Realmente esta série de imbecilidades - que ninguém se ofenda porque esta é só uma palavra - são as que nos promulgam desde o Vaticano, onde estão mais defensores das árvores e das plantas que das almas dos fiéis. Para pessoas que não sabem o que é a Santa Comunhão, temos é que lhes mostrar o Catecismo.

Que é o Sacramento da Eucaristia? A Eucaristia é um Sacramento no qual pela admirável conversão da substância do pão no Corpo de Jesus Cristo e da substância do vinho em seu precioso Sangue, contém em si, verdadeira, real e substancialmente o Corpo, o Sangue a Alma e a Divindade do mesmo Senhor Jesus Cristo e Senhor nosso, sob as aparências de pão e de vinho para nossa manutenção espiritual. (Catecismo maior de São Pio X)

Acaso viram o vídeo do qual estou falando? Podemos nos quedar impassíveis quando o papa abraça um par de pecadores públicos, orgulhosos desta condição, que foram escolhidos pela hierarquia para dar um discurso ante a mídia mundial, exaltando o pecado mortal e dizendo com toda desfaçatez que "o senhor abençoe esta união"? Mas isso é nova crucificação de Cristo?

São fariseus todos os que estavam ali aplaudindo, se alegrando, regozijando-se, e pelo que se vê ninguém sente asco e repugnância. Os que ovacionam são mesmos que apedrejaram a Jesus no caminho da Cruz, os mesmos que antes o louvaram com palmas e depois O abandonaram e Nele Cuspiram. Não nos unamos a tal grupo. Sejamos como Maria Madalena, sempre aos pés do Senhor, depois do seu arrependimento e mudança de vida. Digamos como ela, não ao pecado!

As obras de misericórdia estão sendo convertidas em uma "piada pública", sem dar lugar a dúvidas, porque, assim acaso podemos ajudar ao necessitado em nome de Deus, se nosso interior está podrido e nele já não habita o Espírito Santo? Não somos uma ONG onde todos cabem dentro, somos Católicos e devemos viver na Graça de Deus, e lutar diariamente por isso. Como pode dizer esta parelha, que tem uma família onde o centro é Deus?

Não, por favor, que alguém competente lhes informe que vivem com o demônio, não com o Senhor! É isso o que teria que ter dito o santo padre publicamente, ali, diante de todo mundo. Por que não o fez? Porque no caso do pontífice romano ele atua como o líder político de muitos, intentando agradar a todo mundo para obter votos e manter quente a sua cadeira? Não foi ele quem disse que os sacerdotes não devem atuar como meros funcionários? Avenha-se santidade! O que é isso? A apostasia? Não se trata que se lhes dê uma bofetada, porque esta é uma manobra muito bem orquestrada. Por favor, sejam honestos, tomem exemplos de matrimônios santos, porque nosso objetivo é o Céu e não o Inferno, e isso é algo muito sério.

E depois desta exaltação do pecado ao povo de Deus, acaso teremos que ser como Humberto e Cláudia, deixar caminho aberto para nossas paixões ao invés de refrear a carne? E este senhor solta esta com toda desfaçatez "depois do abraço de Nosso Senhor sentimos que nosso coração não cabia no peito", que sem-vergonhice, utilizar o nome de Deus. Então ficamos chocados com os políticos no poder e seu ateísmo aparente isso quando o abuso vem de pessoas que se dizem católicos, e nós, nós não dizemos nada, nos parece bem, acaso isso não requer nenhuma manifestação ou movimento com bandeirinhas, promovido pelas associações envolvidas? Ah, não, é claro, esta é a primavera eclesial, conduzido pelo mentor da Laudato Si, então devo dizer que é bom? Hipócritas!

Deus não deseja a morte do pecador, e sim que se converta e viva. Se nos acercamos das Sagradas Escrituras é isso que elas nos falam, de arrependimento e de conversão. Na parábola do filho pródigo, o pai abraça o filho que volta arrependido, porém  a boa Cláudia e seu santo esposo não somente se regozijam do seu pecado, como se levantam como líderes das massas, como exemplo de leigos implicados em sua paróquia e roçando o absurdo nos contam que o filho que eles têm em comum é coroinha enquanto o público presente como carneiros, enaltecem este discurso não apto para cardíacos; Que asco! É Demolidor! Não? Mas é preciso dizer assim, porque parece que engolimos tudo. O que nós sentiríamos se ao ir beber água nos tivessem dado lixívia ou ácido? Pois isso é o mesmo! Uma estampa bonita de dois enamorados que em sua verborreia escondem dinamite pura e dura. Boom! É assim que a Igreja está explodindo.

Disse ele: “Entramos em um grupo de divorciados que voltaram a casar, nos aproximamos da Igreja e recebemos amor e misericórdia”. Isso é uma película barata sem pressuposto. Observem vocês, quando alguém comete um delito, o metem na cadeia para pagar uma pena e existem lugares onde as prisões são verdadeiros infernos, porém em meu país, por exemplo, os cárceres te recebem com este mesmo amor e misericórdia, porém abrem a porta da cela para que entres e ali permaneças até cumprir toda a pena. Nunca estive em uma prisão, mas pelo que leio, que não funciona assim. Isso quer dizer que estes grupos dos que falam, resultam maravilhosos, porém se não mostram a realidade da tua situação, continuam num estado de condenação, ou seja, em pecado mortal e se morres neste estado, o destino é o inferno. Isso é tão simples que até um menino de colégio pode entender. E estes grupos: formam ou deformam? A Igreja promove estes agrupamentos?

Este matrimônio tão exemplar ajuda nos cárceres com "acompanhamento", mas suponho que não será espiritual e quero pensar que seja apenas jogar cartas ou dar qualquer outro entretenimento, digo eu, não obstante disse Humberto que os acompanham com artigos de "higiene pessoal", e melhor seria que voces dois busquem ajuda espiritual que lhes proporcione uma "higiene da alma". Como falar de Deus a outras pessoas, se não O conhecemos, se não O amamos e se não O queremos imitar com uma vida santa?

Sim, Senhor, eu te amo, porém somente naquilo que me convém: como tenho tempo livre para colaborar com o cárcere, em caridade, vou lá levar alimentos, vou me privar de ver um pouco de TV, de dizer palavras feias, porém, claro, não me peças que eu não conviva com esta senhora, que deixe de usar contraceptivos, que renuncie ao prazer de satisfazer meu corpo em tudo o que ele me pede nas paixões da carne, não, Senhor, isso não, pede-me o que posso fazer e o que me apetece Te dar. Assim estamos quites, Comungamos no irmão enfermo, e daqui vamos à beatificação.

Observe que poderíamos escrever muitas coisas, porém temos que falar destas situações, porque isso gera desconcerto e caos. Cuidado! Nos estão conduzindo a vida de pecados, estão pisoteando os Sacramentos, se está negando a Deus na Santíssima Hóstia, está sendo normal que as pessoas comunguem na mão! Não acreditam nisso? Esta igreja é luterana, ela não acredita na presença Real do Senhor, eles creem como pagãos.

Por favor, aviem-se, marchem e devolvamos os Templos.

 
 
 

Artigo Visto: 1309 - Impresso: 26 - Enviado: 3

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 134 - Total Visitas Únicas: 3.141.304 Usuários online: 34