Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título



 
 
07/10/2019
A cumplicidade dos bergoglianos
Tudo ali é estudado, viciado, ambíguo, intencional e visa destruir a Igreja.
 

A cumplicidade culposa dos cleaners bergoglianos.

Por FratresInUnum.com, 7 de outubro de 2019 – Começou ontem o Sínodo da Amazônia, antecedido na manhã de sexta-feira por um ritual indígena na presença do próprio Papa Francisco — coitado, certamente se dirigiu até lá na melhor das intenções e, oh, quem poderia imaginar!?, viu-se enganado em uma cerimônia pagã!

Imediatamente, começou a euforia dos cleaners, tentando criar a narrativa de um papa inocente, sequestrado por conspiradores ecoteólogos da libertação maus ou, no máximo, enganado por sua própria bondade “franciscana”.

Pajelança também após a Missa de abertura do Sínodo.

“Francisco chorou no consistório, ao impor o barrete num Cardeal torturado por comunistas”. “Bento XVI recebe Francisco, com os treze novos cardeais”. “Francisco adota um tom mais moderado e conciliador, trazendo a Cruz para o centro do Sínodo”.

Anestesias! Anestesias em doses dinossáuricas, calculadas para produzir um efeito meticulosamente planejado: paralisar a opinião pública católica para neutralizar a única resistência que tem conseguido fazer frente à apostasia aberta desse Sínodo, ao esquerdismo declarado, à absoluta sujeição da Igreja à agenda anticristã da ONU.

Nós, aqui, reafirmamos: Francisco é a causa e o cérebro por trás de toda esta balbúrdia que estamos para presenciar.  O Sínodo forma um todo coerente com tudo aquilo que ele diariamente implementa em seu pontificado. Faz parte de um programa minuciosamente elaborado! Só não o vê quem deliberadamente prefere ignorar os fatos acachapantes que se impõem todo santo dia deste infelizmente pontificado.

Ele está desfigurando a Igreja Católica e, diante disso, é a fé dos nossos filhos que não pode ser colocada em risco. É hora de lutar e se opor com todas as forças. O nosso, é um chamado à resistência.

O bom-mocismo dos cleaners é apenas uma tentativa irresponsável de conservarem a sua própria imagem de “católicos” e “papistas”, a despeito do verdadeiro bem da Igreja e das almas. É o bom-mocismo de sempre, tingido com o falso verniz da ingenuidade crédula, mas que consiste no puro e simples negacionismo dos fatos: Bergoglio não é um coadjuvante, ele é o protagonista do desmonte. Digamo-lo claramente!

A manobra de mídia, orquestrada por Vatican News e outros órgãos oficiosos da  intelligentsia vaticana, visa apenas causar a impressão de que Francisco recuou e de que está levantando a “bandeira branca da paz”, proclamando uma anistia para todos os católicos de bem!

Ora, qualquer pessoa minimamente esclarecida sobre a psicologia dos ideólogos sabe que eles nunca agem movidos por princípios racionais, mas são cegos pelas suas próprias fixações e fanatismos. A cúpula do Sínodo toda se enquadra nisso.

Afinal, quem convocou o Sínodo? Quem nomeou seus cabeças? Quem lançou o debate em entrevistas a jornalistas ateus, ou em cartinhas desaforadas a hereges silenciados por um Papa emérito que vive ali, a alguns metros de Francisco?

Então, por que o resultado seria diferente?

+++++++++++++++++++++

OBS > Até o grande Bernardo Kuster, no início do seu vídeo sobre as “cartas marcadas do sínodo” nos quis fazer entender que Gog não gostou daquela pajelança que fizeram nos jardins do Vaticano. Óbvio que ele sabia muito bem o que estava sendo proposto, porque tudo aquilo que visa destruir a Igreja Católica é do seu agrado e tem a sua aprovação e é deliberado. Não existe nenhuma justificativa, de quem quer que seja, para praticar um ritual pagão daquele absurdo quilate, num culto a patcha mama, a deusa indígena da terra, nos jardins da sede mundial da nossa Santa Igreja. Se Ber GOG lio de fato não estivesse conivente, deveria pegar um chicote de cordas, e diante de todo mundo, expulsar aquele bando de pajés, inclusive do cardeal do Repan que foi o responsável pelo ato. E me diz uma coisa: a igreja pagou a conta da viagem daquela indiarada?

Os cleaners são aqueles que limpam a barra do falso profeta, inventando desculpas esfarrapadas para desviar a atenção dos incautos. Leia-se, os católicos, cegos, surdos, mudos e levados pelo cabresto. Estes tolos - e eles são multidões - ficam com a explicação mal explicada, sem atentarem para a real intenção, depravada.  (Aarão)

 

 
 
 

Artigo Visto: 524 - Impresso: 8 - Enviado: 0

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 89 - Total Visitas Únicas: 3.554.729 Usuários online: 69