Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
14/09/2005
Espada de Alá
 
Apocalipse - 05 Espada de Alá
Apocalipse - 05 Espada de Alá

2040601 ESPADA DE ALÁ! (31/05/04)
     “Porque o Senhor me disse: Vai postar uma sentinela! Que ela anuncie o que vir” (Is 21,6). Também nos adverte: “Continuamente o Senhor enviou-vos profetas, seus servos, mas nenhuma atenção lhes prestaste, e não destes ouvidos às suas mensagens” (Jr 25,4). Darão ouvidos desta vez?
     Nos últimos tempos, não tenho mais escrito sobre a situação internacional, e de quebra também sobre a nacional, exatamente porque percebi que não vale a pena. Penso decididamente que falar sobre o Amor de Deus, sobre a Misericórdia Divina, sobre a maravilhosa engenharia de salvação e de remissão das almas, é o melhor a se fazer nestes tempos. Afinal, São Pedro nos diz sobre estes dias de hoje: “Uma vez que todas estas coisas se hão de desagregar, considerai qual deve ser a santidade da vossa vida e a vossa piedade, enquanto esperais e apressais o dia de Deus, este dia em que se hão de dissolver os Céus inflamados e se hão de fundir os elementos abrasados” (II Pd 3,11-13). Ou seja: devemos apenas cuidar de nossa alma e de nossa vida interior, permanecendo em oração. Só isso irá apressar a chegada do Dia do Senhor, aquele dia “que virá como um ladrão”. Quem de nós não aguarda ansioso por este grande dia? Da nossa libertação?
     Entretanto, existem coisas e fatos que precisam ser levados ao conhecimento de todos, e certas informações que nos chegam às mãos devem ser levadas a público. Embora a chave que me motiva a escrever este texto, provavelmente não chegará a ser levada a sério por quem a deveria, mesmo assim vamos publicar, porque o indicativo bíblico que a ela vem anexo, o capítulo 18 do livro do Apocalipse, é realmente dos mais sérios. Trata-se da visão tida por uma pessoa, ligada ao nosso trabalho, e em quem acreditamos. Ela me relatou sucintamente esta visão e como tem a ver com a situação atual, em especial em relação às confusões entre os Estados Unidos e a Al Qaeda de Bin Laden, vamos colocar no ar, e cada um tire as suas conclusões, mas realmente tem tudo a ver. Que fique bem claro: não se trata de visão ou mensagem do Cláudio. 
     Sem dúvida, uma verdadeira síndrome do pânico tem tomado as pessoas, em especial nos países insensatos que enviaram tropas ao Iraque para lá promoverem a guerra. De fato, nenhum destes países pode esperar dos povos árabes e palestinos, medalhas nem condecorações, ou gestos de gratidão, especialmente depois dos escândalos causados pelas fotos tiradas de prisioneiros iraquianos sendo torturados nas prisões. Pior ainda, depois do asqueroso procedimento do governo americano, de tentar evitar que estas coisas sujas venham ao conhecimento público, para “não manchar a honra” nem do governo nem do exército dos Estados Unidos. Como se houvesse honra em fazer a guerra, em torturar prisioneiros, em oprimir povos. E assim, bilhões de dólares têm sido gastos em sistemas de defesa e controle nestes países, dinheiro que seria mais que suficiente para matar a fome das crianças iraquianas das quais eles mataram os pais.
     Antes vejamos esta notícia retirada da Terra internet ontem: “O Instituto Internacional para Estudos Estratégicos (IISS) afirmou hoje em Londres que a Al-Qaeda tem mais de 18 mil militantes prontos para agir e a ocupação americana no Iraque acelerou o recrutamento para a rede. De acordo com o grupo, as finanças da rede vão bem, seus "intermediários" treinam militantes islâmicos em todo o mundo e o poder de seu líder Osama Bin Laden está forte como nunca. O grupo alertou em sua Pesquisa Estratégica anual que a Al-Qaeda continuará a tentar desenvolver planos para ataques na América do Norte e na Europa e que a rede gostaria de usar armas de destruição em massa. Enquanto isso, alvos mais fáceis incluindo americanos, europeus e israelenses, e a ajuda à insurgência no Iraque, servem", disse o instituto. O IISS afirmou ainda que a Al-Qaeda ha
via perdido sua base após a derrubada no final de 2001 do regime do Talibã, no Afeganistão, mas, desde então adaptou-se para ficar mais descentralizada, "virtual" e invisível em mais de 60 países.
     Agora vejamos esta visão profética, conforme a recebemos por escrito:  “Visão sobre a Ilha de Manhatan! Dia  25.05.2004. Estávamos a rezar o rosário, de repente começou a visão. No primeiro instante vi o mar enfurecido e garras de monstro subindo do fundo do mar. Ouvi alguém gritar: “O Levitã!” (Is 27,1). Então me vi dentro do mar como se estivesse mergulhando e vi ao fundo três outros mergulhadores, que estavam colocando cilindros, com um invólucro de vidro por fora e contendo algo amarelo por dentro. Ouvi então uma voz que disse: “Bastou um só momento para tua execução! Ver Apocalipse 18-10 e seguintes””.
    “Voltei-me para a pessoa que estava rezando comigo e lhe pedi para continuarmos a rezar para que fosse confirmado o que DEUS queria nos mostrar. Era tão real a sensação do mergulho que eu tinha medo de me afogar. Ao mesmo tempo sabia que não estava lá de fato, mas era tão real que o medo tomou conta de mim. Respirei fundo e fui descendo por um paredão de concreto muito fundo, e lá na base vi os mergulhadores colocarem vários cilindros desta bomba, também na base da ponte, mais ou menos 280 metros de base cada pilar. Calculo que era enorme cada pilar da ponte. Aí alguém falou: “São bombas térmicas! Não podem ser detectadas por radar, ou computador, e estão sendo colocadas tanto na base da Ilha como da ponte. Por isso serão acionadas de longe, por satélite. A operação chama-se: ESPADA DE ALÁ! Como um feixe de laser, ela cortará a Ilha em partes e ela afundará de repente. Amém!””.
     Este o texto que ela me enviou, ao qual apenas coloquei vírgulas e pontos. Realmente, já há tempos que intuitivamente meu subconsciente me mandava tomar atenção sobre o mar que banha toda a Nova York, especialmente Manhatan e comentei isso com muitas pessoas. Eles que olhem para o mar! É que minha “voz interior” sempre me dizia pessoalmente para não olhar para os céus e sim para o mar, de onde facilmente esta grande cidade poderá ser atingida. De fato, com o advento de tantas formas modernas de engano e embuste, com o surgimento de materiais não detectáveis por radar, por sonar ou por satélite – caso até dos aviões invisíveis ao radar – não é de se pensar que apenas os Estados Unidos tenham acesso a estas tecnologias, mas que outras nações desenvolvidas também tenham acesso a elas, e as tenham escondidas.
     Por outro lado, hoje não existe mais segredo de coisa alguma, e verdade é que, quem tem dinheiro para comprar algo, fatalmente encontrará um vendedor, tanto que as próprias tecnologias das bombas atômicas – grandes ogivas e mini-bombas – já estão disponíveis no mercado negro e seguramente o grupo de Bin Laden tem dinheiro para comprar o que quiser. Na verdade, os chamados países livres, de livre mercado, onde se inclui os EUA, são extremamente vulneráveis à ganância e muitos segredos militares têm sido roubados e vendidos nestas últimas décadas. Neste particular, a Rússia comunista, depois da queda do regime, se tornou um vasto mercado de sucata atômica, fonte da formação de algumas imensas fortunas daqueles que tinham acesso a estas coisas, e que as venderam a quem tivesse interesse e dinheiro. E a Al Qaeda tem ambos!
    E sempre a minha idéia, depois do 11 de setembro, é que enquanto os americanos vigiam atentamente os aeroportos, controlam todos os vôos nacionais e internacionais e os portos, se esquecem – ou é impossível – dar atenção para o vasto mar que banha suas costas Leste e Oeste, de onde poderão sair ataques surpresa. Tempos atrás surgiram notícias de que os árabes já tinham contrabandeado para dentro dos Estados Unidos oito destas mini-ogivas nucleares e que as poderiam explodir no tempo certo. Eu não duvido disto! De fato, em entrevista concedida pelos terroristas da Al Qaeda, na época da explosão dos trens em Madri foi dito que eles já têm pronto 90% de um plano de vingança contra aquela naç
ão ufana, que se arvora sem ser convidada, em juiz das gentes, ao tempo que as mata, suga e explora em nome da liberdade!
     Quem duvida, então, de que um ataque naqueles moldes da visão é possível? De onde uma pessoa que tem apenas a 8ª Série tiraria um plano destes? Acaso não é aos simples e pequenos que Deus escolhe, justamente para enganar os sabidos? Para os que duvidam, que imaginem as conseqüências possíveis de uma explosão destas, e as comparem com o citado texto do Apocalipse 17 e 18, que irei colocando em partes, com explicações:
     “O anjo me disse: As águas que viste, à beira das quais a prostituta se assenta são povos e multidões, nações e línguas. Os dez chifres que viste, assim como a Fera, odiarão a Prostituta. Hão de despojá-la e desnudá-la. Hão de comer-lhe as carnes e a queimarão ao fogo. Porque Deus lhes incutiu o desejo de executarem os seus desígnios, de concordarem em ceder sua soberania à Fera, até que se cumpram as palavras de Deus. A mulher que viste é a grande cidade, aquela que reina sobre os reis da terra". Leiam de novo este texto e meditem nos detalhes assinalados!
     Ora, esta cidade que “reina sobre todos os reis da terra” é com certeza Nova York, onde se encontra a Ilha de Manhatan na qual se encontra o comando financeiro do mundo. Quando da explosão das torres do WTC, Nossa Senhora disse ao Cláudio que Deus havia decidido permitir a derrubada delas, porque “detinham o comando financeiro de todas as outras”. Disse ela também, que as outras cairiam uma após outra. E cairiam, porque o homem não se corrige, e ao invés de tomar aquela destruição como um aviso de Deus, prefere bestializar-se em ódios, e ao mesmo tempo em que arquiteta sua vingança, parte para fazer no mesmo local uma nova torre, a “maior do mundo”. Aliás, é exatamente isto que o profeta Daniel 8,8 prevê, com a construção de quatro chifres no mesmo local, que “cresciam em direção dos quatro ventos do Céu”.
     Difícil colocar num parágrafo apenas, a loucura que se desenrola nos Estados Unidos. Toda esta nação está construída em cima de símbolos satânicos. Está em curso um projeto de longo prazo, mediante o qual se deverá destruir toda esta nação, com a finalidade de a tornar numa nova “Fênix”, aquela ave mitológica que renascia das próprias cinzas a cada 500 anos. Esta nação deverá ser a força do terceiro milênio. Observem o texto bíblico acima e compreendam: é isto! Eles a queimarão! Eles a odiarão! E farão isto para retirar dela o comando financeiro do mundo, para entregá-lo ao poder do anticristo, a fim de implementar a globalização. Aliás, “fênix” será o nome da nova moeda mundial, que deverá ser adotada em forma de cartão magnético e eletrônico, com a implantação do chip de controle na mão direita e na testa das pessoas.
       É desejo, então, da própria besta, e inúmeros estudos hoje atestam isto, de uma certa forma parece que forças diabólicas tramam para permitir que se destrua o sistema financeiro do mundo, para que entre em funcionamento o diabólico controle mundial de todas as pessoas. Eles precisam falir o mundo para que os homens aceitem suas regras e seu domínio total e tirânico. Este projeto já está quase pronto, e falta apenas chegar o dia certo – o dia de Deus – quando então terá curso. O que quero dizer é que, com certeza, as autoridades daquele país, sabedoras e cientes deste processo diabólico, não tomarão providência nenhuma para impedir o processo em curso, porque existem denúncias inclusive de que eles próprios fornecem aos inimigos o material necessário para que eles os destruam. Óbvio, os interessados estarão longe de lá no momento em que a explosão acontecer. Pode parecer uma loucura, mas acreditem, é algo possível neste mundo de loucos. Nova York, assim, que aguarde o dia de sua justiça. Sigamos na Bíblia:
     “Depois disso, vi descer do céu outro anjo que tinha grande poder, e a terra foi iluminada por sua glória. Clamou em alta voz, dizendo: Caiu, caiu Babilônia, a Grande. Tornou-se morada dos demônios, prisão dos espíritos imundos e das aves impuras
e abomináveis, porque todas as nações beberam do vinho da ira de sua luxúria, pecaram com ela os reis da terra e os mercadores da terra se enriqueceram com o excesso do seu luxo. Ouvi outra voz do céu que dizia: Meu povo, sai de seu meio para que não participes de seus pecados e não tenhas parte nas suas pragas,  porque seus pecados se acumularam até o céu, e Deus se lembrou das suas injustiças. Faze com ela o que fez (contigo), e retribui-lhe o dobro de seus malefícios; na taça que ela deu de beber, dá-lhe o dobro. Na mesma proporção em que fez ostentação de luxo, dá-lhe em tormentos e prantos Pois ela disse no seu coração: Estou no trono como rainha, e não viúva, e nunca conhecerei o luto
”.
     Eis então que o anjo avisa: saiam da cidade enquanto é tempo. Mas quantos serão os filhos de Deus? Também nos tempos de Sodoma e Gomorra, Lot e sua família foram avisados de que se retirassem da cidade, porque o dia de sua justiça havia chegado. Qualquer pessoa, de sã consciência, e com um mínimo de conhecimento de Bíblia, não terá dúvida em identificar a cidade de Nova York como sendo a “capital símbolo” da Babilônia mundial, banhada por muitas águas, comercializando com todo mundo, cheia de riquezas e de arrogância e, portanto, fadada à destruição porque símbolo do orgulho.
    E com certeza, aquela estátua da “liberdade”, colocada na entrada da baía, é um dos alvos preferidos dos terroristas internacionais. Ela que se julga, poderosa e indestrutível, terá um fim horrendo, mais dia, menos dia. Pois está dito: “Por isso, num só dia virão sobre ela as pragas: morte, pranto, fome. Ela será consumida pelo fogo, porque forte é o Senhor Deus que a condenou. Hão de chorar e lamentar-se por sua causa os reis da terra que com ela se contaminaram e pecaram, quando avistarem a fumaça do seu incêndio. Parados ao longe, de medo de seus tormentos, eles dirão: Ai, ai da grande cidade. Babilônia, cidade poderosa! Bastou um momento para tua execução!"
     O castigo é: consumida pelo fogo! Estas bombas que estão sendo – ou podem estar sendo, ou que se projeta lá instalar – são bombas de fogo. Ora, toda a cidade de Nova York é servida por gás canalizado, que se torna um elemento apropriado para a combustão de grandes áreas e para incêndios de grandes proporções. De fato, São Pedro nos avisa que esta terra de hoje, o mundo como ele está agora, é destinado à destruição pelo fogo do dia do juízo, quando a terra inteira será queimada e quando fundir-se-ão os elementos abrasados. Ou seja, caso mesmo a Ilha de Manhatam seja afundada ou rachada, com toda a certeza ela o será pelo fogo e pela explosão das bombas. E isso, um dia irá com toda certeza acontecer, não somente com Nova York, mas com TODAS as grandes e desafiadoras cidades da terra. Podem apostar, dou a minha mão à palmatória e desafio alguém a me provar o contrário. É só questão de algum tempo! Não longo tempo!
     “Também os negociantes da terra choram e se lamentam a seu respeito, porque já não há ninguém que lhes compre os carregamentos: carregamento de ouro e prata, pedras preciosas e pérolas, linho e púrpura, seda e escarlate, bem como de toda espécie de madeira odorífera, objetos de marfim e madeira preciosa; de bronze, ferro e mármore; de cinamomo e essência; de aromas, mirra e incenso; de vinho e óleo, de farinha e trigo, de animais de carga, ovelhas, cavalos e carros, escravos e outros homens. Eis que o bom tempo de tuas paixões animalescas se escoou. Toda a magnificência e todo o brilho se apagaram, e jamais serão reencontrados”.
     De fato, embora o comando político dos Estados Unidos tenha sido estrategicamente transferido para Washington, no interior, durante muitas décadas importantes esta cidade de Nova York, com suas torres e o orgulhoso “Empire State Building”, foram o cartão de visitas e o símbolo da pujança da economia americana. Durante muitas décadas ela foi também a maior cidade do mundo, exatamente nos tempos dos lucros fáceis, a fonte principal do estrondoso progresso americano. E junto com o dinheiro e com a opulência, certam
ente também que “as paixões animalescas” que ali ocorreram, têm seus dias contados, porque ela foi pesada e achada em falta. Logo, logo, Deus dará cabo dela, ou não entendo mais nada. Porque está dito:
     Os mercadores destas coisas, que delas se enriqueceram, pararão ao longe, de medo de seus tormentos, e hão de chorar e lamentar-se, dizendo: "Ai, ai da grande cidade, que se revestia de linho, púrpura e escarlate, toda ornada de ouro, pedras preciosas e pérolas. Num só momento toda essa riqueza foi devastada". Todos os pilotos e todos os navegantes, os marinheiros e todos os que trabalham no mar paravam ao longe e exclamavam , ao ver a fumaça do incêndio: “Que havia de comparável a essa grande cidade”? E lançavam pó sobre as cabeças, chorando e lamentando-se com estas palavras: "Aí, aí da grande cidade, de cuja opulência se enriqueceram todos os que tinham navios no mar. Bastou um momento para ser arrasada!”.
     Uma bomba, ou muitas delas – fala-se de mini-bombas atômicas – explodidas por satélite, certamente não levam mais que um minuto para matar todos os habitantes de uma cidade. Eu realmente tenho pena de milhares de pessoas inocentes que moram naquela ufana região, entretanto, a boa instrução nos manda dizer a todos eles que compreendam, agora, o perigo que correm, e que dêem ouvidos sim, aos profetas atuais que falam sobre sua iminente destruição, porque já os antigos profetas assim diziam: “Caiu, caiu Babilônia! Todos os simulacros de seus deuses foram despedaçados contra a terra” (Is 21,9). Seu deus dinheiro, deus guerra, deus bolsa de valores, deus capitais vagabundos, deus bancos e financeiras, deus todo tipo de roubalheira, ídolos e mais ídolos. Tudo isto cairá por terra ao seu tempo. Por isso.

     "Exulta sobre ela, ó céu; e também vós, santos, apóstolos e profetas, porque Deus julgou contra ela a vossa causa. Então um anjo poderoso tomou uma pedra do tamanho de uma grande mó de moinho e lançou-a no mar, dizendo: Com tal ímpeto será precipitada Babilônia, a grande cidade, e jamais será encontrada” (Ap 18, 1-22). Esta será apenas uma pequena demonstração do que acontecerá com todo o mundo econômico e financeiro de hoje, que se acha indestrutível. Na verdade, a fúria de Deus se acumula nos altos Céus contra esta nova Tiro, a cidade comerciante e bíblica, cujos crimes e roubos atingiram os céus e clamam por vingança.
     Entretanto, ATENÇÃO: embora a visão desta pessoa possa deixar transparecer uma certa iminência – falo em acontecer em breve ou nos próximos dias – não nos parece que isso seja assim. Se, de fato, agora nestes dias – falo antes da saída do Papa João Paulo II – isso se concretizasse, certamente que isso instalaria já o pânico no mundo inteiro, com gravíssimas conseqüências para toda a economia mundial, da qual nenhuma nação estaria excluída. Eu penso que este estratagema pode até ser usado, mas mais adiante, quando já a Igreja também estiver sob o domínio da besta. Esta deflagração não pode acontecer agora, porque tumultuaria todo o processo, embora sempre nos foi dito que, “tudo poderá acontecer a qualquer momento”, e “tudo pode ser mudado”, “porque Deus está para mudar tudo”.
     Uma coisa é certa: O Bin Laden da Jihad Islâmica e os seus comandados, porque furiosos, porque agindo por ódio, e ainda mais por motivo de uma fé que indiretamente incita ao ódio, entre estes não deverá haver traidores. Entretanto, entre os americanos, onde o que manda é o dinheiro, sempre haverá alguém disposto a fechar um olho da segurança, quando em sua frente tremularem as notas de dólares, especialmente se forem muitas. A corrupção no mundo é tão generalizada, que somente no ódio se poderá encontrar forças para não se corromper. Falo isso, não porque não existam mais pessoas boas na face da terra, mas porque o comando do mundo, não está mais nas mãos das pessoas de Deus e sim, dos filhos das trevas. São eles que dominam a terra. E serão eles que irão atear fogo no mundo... em breve!
     Para nós, resta apenas rezar e aguardar a má notícia, porque, sim: “Virá, má no
va, sobre má nova!”.
Acreditem, estamos chegando ao tempo dos grandes sinais. Tudo o que até agora aconteceu, pode ser considerado pequeno, se comparado ao que está para vir. O grande sinal profetizado por Nossa Senhora para a nossa região Sul, especialmente para Santa Catarina, parece estar a cada dia mais próximo. “Não é o fim, mas é o começo do fim”, disse ela. Isso ainda está de pé, e até agora as muitas orações que se fazem nesta região tem afastado as condições adversas para o alto Oceano, basta acompanhar nas previsões do tempo. Eu é que não vou ficar parado esperando que tudo aconteça, sem me por de joelhos a rezar. Aliás, uma boa pergunta: quantos americanos realmente se poriam a rezar, caso soubessem que um processo destes está em curso?
     Enfim, penso que, mesmo que uma pessoa fosse avisar aos americanos que uma pessoa “X”, de algum lugar do Brasil, teve uma visão de mergulhadores colocando bombas de fogo ao redor da Ilha de Manhatan, penso que eles nem ligariam. Aliás, como diz o texto bíblico: mandei-lhe profetas, mas eles não lhes deram ouvidos. Noé também avisou ao povo zombador de seu tempo, que o dilúvio viria e não acreditaram nele. Agora também em toda a terra são cada vez mais fortes os sinais de Deus e sobre eles nos chamam a atenção os profetas atuais. Quem os ouve?
     Em mensagem de Jesus e Maria ao Cláudio, Eles deixaram bem claro que: quem não entende os sinais dos tempos atuais, é porque NÃO ESTÁ com Deus. Isso serve para a gente compreender o motivo pelo qual, somente as pessoas que rezam é que entendem estes sinais: os que rezam têm a instrução do Espírito Santo! Precisamos então rezar, para que também eles entendam. Aliás, é isso que Jesus nos pede: anunciar a chegada do Reino! E anunciar sem medo! Quem vive na presença de Deus, jamais será confundido. Ou acaso seriam enganados os que rezam, e agraciados pela luz de Deus aqueles que dele vivem a Dele zombar? A lógica é simples, só não entende quem não quer: Deus somente Se revelará aos que rezam! Portanto, se todos de uma cidade rezarem ela será protegida. Se não rezarem... já escolheram o seu destino!
      Disso daí, o leitor poderá tirar uma conclusão lógica: o mundo será destruído!
Manhatan é somente um pedaço de Babilônia! Mas o que sobrar da terra será maravilhoso! É nisso que devemos pensar! Aarão!
P.S. A este texto antigo, eu acrescentaria apenas que hoje é voz corrente e circula pela internet a versão de que a queda das torres do WTC já era conhecida antes de 1995, como mostra um jogo de cartas desenvolvido naquela época, por alguém que conhecia os fatos. Mas ninguém de a mínima, nem hoje acredita que este ataque não partiu dos árabes de Bin Laden, mas foi planejado e executado dentro dos EUA, por gente de seu povo. Eles, na verdade, nem querem achar o Bin Laden, porque é cria deles.
Sabe-se, também, que a besta pretende fabricar artificialmente uma crise financeira mundial controlada, de modo a falir o mundo. Neste caso, o afundamento desta ilha, poderia ser o começo. A história secreta dos comandantes da destruição nos ensina que as famílias que controlam o mundo, já conseguiram o domínio da maioria das nações e exercem – por trás – o verdadeiro governo mundial. Elas têm sim poder de instalar estas bombas ali e fabricar a catástrofe no momento em que bem entenderem. Mas que fazer, se nem os americanos acreditam nisto?
Só nos resta rezar!


 
 
 

Artigo Visto: 1873 - Impresso: 62 - Enviado: 13

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 138 - Total Visitas Únicas: 3.178.209 Usuários online: 41