Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título
Você está em: MENU PRINCIPAL / As almas / Almas falam




 
 
08/02/2013
Almas falam
 
8/2/2013 11:46:02
As almas - Almas falam

         2130207 ALMAS FALAM

Sei que uma das coisas que os leitores mais apreciam são histórias. Então pensei: se temos tantas histórias das almas, e contadas pelas próprias almas em nossas caminhadas de oração pelos mais de sete mil cemitérios deste país e do exterior, porque não juntar algumas destas histórias em um texto único, onde somente elas falassem? Assim, tudo o que segue, já está no site, no arquivo entretanto há textos destes com apenas poucas visitas de modo que muitas destas histórias são pouco conhecidas.


Claro, dentro da cada uma destas histórias está centrada uma lição de eternidade. São pessoas falecidas que, desde o Purgatório ou o Céu – e também casos de perdidos onde os anjos são intermediários – que pelo poder de Deus, somente pelo poder de Deus, somente através permissão do Pai, podem se manifestar aos vivos, porque eles realmente são vivos, pois “mortos” para Deus são somente aqueles que livremente se afastam Dele para sempre. Assim, correndo as histórias, o leitor poder ir aprendendo lições, que vão se aplicar a muitas situações existentes, até na própria família. Em alguns casos farei pequenos comentários. São 50 histórias pequenas ente 2005/2009.


01 - “Por muitos anos esperei este encontro de graças! Muitas vezes, milhares de vezes, tive vontade de voltar à terra para salvar almas! Que trabalho lindo o vosso! Hoje abraço a Deus e a Ele abraçarei por vós. Muito Obrigado! ( S.O.)


02 - “Nos últimos três anos de minha vida, encontrei-me nos caminhos de Deus e me vi como que perdida, porque percebia todos os meus erros e minha caminhada de pecado. Me converti e voltei minhas orações a meus filhos... Dois se converteram, mas um ainda é vivo e não é muito praticante na fé, embora convertido. (?) Perdi muitos anos de minha vida! Ah! Se tivesse conhecido antes o verdadeiro caminho, toda a minha família , inclusive os que não conheci, estariam nos caminhos do céu, e até outras pessoas em tantos outros lugares! Obrigada por este momento que me dá o céu juntamente com mais 4.812 almas que também aguardavam esta intercessão tão poderosa que nos leva até lá. ( o céu) ““


03 - Ouçam: “Não é bom criticar ou chamar a atenção com brutalidade às pessoas que caminham outras igrejas, mas é bom lutar contra doutrina delas (protestantes). Em vida fui muito confundida e passei por vários caminhos e cada um me era apontado como seguro, tranquilo e correto. Só na hora da morte, através de um amigo e por uma palavra que me disse, me converti e percebi que precisava de um sacerdote para que eu merecesse ir ao céu! A frase foi: “Vinde vós que estais cansados e oprimidos, eu vos aliviarei!” E senti o alívio ! Este amigo me disse a frase e mostrou-me um retratinho de Nossa Senhora ! Foi o toque de Jesus, através de Sua Mamãe!” “Amém! ( CJ)”


04 - “Nildomar estava prestes a morrer por suicídio. Um amigo o aconselhou a procurar um sacerdote embora ele mesmo nunca houvesse procurado um. Vinte e seis anos depois, Nildomar encontrou este amigo em situações piores e lembrou-lhe o ocorrido outrora. A conversão foi instantânea e este ajudou ainda a converterem muitos outros. Seu purgatório, apesar da conversão pura e sincera, deveu-se ao tempo que perdeu, porque tinha conhecimento de causa. Amém!”


05 - Jovem de 39 anos perdido > “Na verdade, eu tive muitas oportunidades: os próprios que eu estraguei me ensinaram grandes coisas. Eles se converteram, mas eu não quis: o vício era mais forte e Deus era dos fracos!”


06 - “Apesar de todo o esforço, esforço que lhe custou a vida inteira, não conseguiu converter seu esposo (...) e isto dificultou também a conversão de seus cinco filhos. Contudo, a oração perseverante, o sacrifício e o amor a Deus e aos filhos, permitiram que estes, ao longo dos anos, fossem se libertando e assim todos os cinco e as suas famílias encontraram o verdadeiro caminho. G... não se salvou, mas Bernardete cortou a corrente maldita, não permitindo que o mal continuasse através de suas gerações. Amém?


07 - “Foi assim: cuidei de meus filhos que eram três. Tive muitas coisas: fazendas, casas, carros, comércio, e cada um de meus filhos também. Fiquei velho e minha voz e vontade não faziam mais diferença: meus filhos não me escutavam. No final me prenderam dentro de uma casa, como louco, com grades nas janelas... mas eu não era louco! Mesmo no desespero comecei a rezar por mim mesmo, depois por eles, e o ódio foi acabando... Fui ao purgatório – graças a Deus – porque mereci o inferno! E meus filhos, quase todos, dois estão no caminho certo, mas um ainda não se converteu. Hoje vou ao céu e meu filho vai se converter, conforme promessa de Nossa Mamãe que me disse: “Por causa da muita fé e muitas tribulações oferecidas a ele” Amém! “Eu vos agradeço! Muito obrigado. Amém!” (RPS)


08 - “De fato, estou no céu, mas tive uma vida muito difícil: meu esposo me deixou quando percebeu que nossa filhinha havia nascido aleijada. Disse que ela era um monstro e não era dele. Cuidei da Bete. Foi muito difícil, pois tive de fazer tudo sozinha. Havia muitos homens que me queriam, mas eu quis me manter fiel a meu esposo e a Bete. Bete morreu com 30 anos de idade e eu contraí doença de Hansen (lepra). Nunca me entreguei a ninguém e isto eu oferecia pela salvação de Jonas. Ele morreu antes de mim, convertido, mas não chegou a conhecer a Bete e não viveu comigo. Muito obrigada! Vocês salvaram hoje, o Jonas. Amém!” (MLS)


09 - “Deus na verdade é Misericórdia e tem todos os favores e dá todas as oportunidades de conversão a todos os seus filhos. Porém também se exaspera com os maus e a eles aplica sua justiça. O Purgatório é um lugar destas penas e muitos dos que ali estão, mereceram o inferno, mas por causa desta Misericórdia, e por causa das orações de muitos, acabam recebendo o purgatório. Mas ali, o castigo, o sofrimento é tão grande quanto o inferno, pois Deus não permite nenhuma mancha, e tudo deve ser eliminado para chegar ao céu. Assim aconteceu comigo. Amém? Vou agora! Muito obrigado!”(AS)


10 - “Também eu não tive paciência... Porém com meus amigos e familiares e, embora tenha cumprido minhas obrigações corretamente, não pude merecer o céu de imediato e minhas penas duraram 13 anos... Na verdade eu era muito visada e assim dava exemplos... nem dava exemplos, quando minha caminhada de fé deveria trazer almas a Deus!... É muito bom ver vocês por aqui e dizer da satisfação em poder caminhar com vocês. Eu peço que sejam sempre coerentes com o que pregam e que vivam sempre o verdadeiro amor. Sejam humildes e pequenos. Amém? Muito obrigada! (Assina... uma alma)


11 - “Obrigada a todos vocês: aqui é extraordinariamente muito fantástico, por causa das novidades de todos os dias... Um beijo a todos vocês!” “Amália.”


12 - “Jamais esqueceremos de vocês e desde o princípio de vossa caminhada, quando aceitaram a missão, estávamos com vocês e vos acompanhamos sempre. Muitas milhares de nós foram se libertando e outras aguardavam com esta certeza. Mas todas aprenderam a amar e contar com vocês, e muitas sentiram até a vontade de, se fosse possível, voltar atrás para vos acompanhar aqui... Muito obrigado, irmãozinhos amados! E nunca serão esquecidos pelos padecentes ou pelos filhos glorificados. Amém? A todos vocês e a cada um em particular queremos dizer: Tudo o que temos de amor é dirigido a vocês! (As almas)


13 - Aparentemente para os outros ou para a família, tínhamos uma vida bonita, um bom relacionamento, exemplo de vida, mas em todo o tempo de vida matrimonial vivemos terríveis sofrimentos, vivemos talvez, um pouco do inferno! Nunca nos amamos, mas eu fui sempre o instrumento dele para tudo... Para toda obra, para o sexo a qualquer hora e vivi dores horríveis, dores espirituais. Ofereci tais dores, tais sofrimentos, e mesmo no purgatório onde fui por ter muitas vezes reclamado, rezei por ele. Hoje ele se salvou! Bendito seja Deus. Muito obrigada. Que Deus seja sempre louvado!


14 - “Estou saindo agora. Este é meu purgatório: lama, lodo, sujeira... Fiz isto com minha língua: difamei tantos nomes! Porém o maior erro foi difamar minha própria filha. Joguei sua vida na lama, com minha maldição, maledicência, calúnia... E apesar de tudo ela me perdoou em seu leito de morte. Com sua morte me converti e percebi quanta falta ela me fazia... Fui ao purgatório, graças ao amor dela por mim. Mas Deus precisou me dar uma lição forte! Deus é amor e jamais deixaria me perder, já que jamais deixa de atender a oração alguma, e ouviu minha filha! Amém. Muito obrigado.” ( ... )


15 - “É pena que os poderosos usam de seu poder para o próprio bem. Se tal poder fosse bem usado, o mundo todo já estaria salvo. Fui capataz de um deles... Me converti, felizmente, mas sofri, não por minha conta, mas por ter sido levado pela mesma ânsia de poder! Ah, os homens! Tudo o que existe aqui, não vale nada! Nada! Obrigado por agora! Vou ao céu e levo vossos abraços a todos no céu. Amém?” ( ... )


16 - Mas já faz muito tempo! Alguém me ensinou a rezar o Terço, mas eu não tinha terço, e achava que precisava ter um. Então o Padre me ensinou que não precisava, porque podia contar nos dedos e então comecei a rezar todo dia e convidava a família para rezar comigo. Nos dedos era ruim e então contava com bagos de feijão... Nunca tinha um terço porque era difícil... Mas minha família toda foi para o céu! Só quando eu fiquei doente me deram um terço: era muito bonito, branquinho, feito de bolinhas de uma planta. Quando morri me colocaram o terço no meu caixão e por causa dele e do rosário que eu rezava, fui ao céu sem passar pelo purgatório. Meu esposo e filhos foram lá e disseram que era muito ruim! Obrigada a vocês. O céu ama vocês. ( ... )


17 - Ouvi isto: “Eu nunca gostei dos padres! Eu não era católico e não os conhecia. Quero dizer: antes eu era católico, mas briguei com um padre porque ele queria que eu fosse santo! Dai, não gostei mais de nenhum e ainda falei mal deles o tempo todo. Fui acidentado, fui ao hospital, e fiquei com inveja de meu vizinho de quarto que recebeu o padre e recebeu o Jesus! O Padre era o que eu tinha brigado e ele me perguntou se eu queria falar com ele... Naquele dia eu não quis, mas quando vi o meu vizinho morrer, também vi a sua serenidade... E vi que foi pro céu!... O Padre que eu falei contra ele a vida toda me salvou... Louvado seja Deus pelos seus padres! Amém! Muito Obrigado!” (M.A.)


18 - Eu sei que alguns de vocês não conseguem gostar de mim... me aceitar. Mas estou no céu: na verdade, vocês nem sabem o tamanho da Misericórdia de Deus. Também é verdade que tive de pagar muito caro: as dores foram horríveis, mas eu mereci... Até merecia mais... Mas vocês rezaram por mim! Amém? Aqui caminhamos juntos com quem amamos! Amém?


19 - “De uma maneira especial, dirigimos a Deus nossas orações àqueles que nos amaram! Por isso, não canso de rezar por vocês: por você, N.., por você, M... Hoje sei que em vida, não procurei seguir os caminhos verdadeiros, isto é, não me esforcei, porque eu sabia qual o caminho! Mas me acomodei e este meu comodismo me fez cumprir um purgatório muito pesado ainda em vida! Na verdade, se isso não fosse, eu estaria condenado... os sofrimentos pela doença me salvaram, pois houve tempo para a minha conversão e vocês me ajudaram a isso. Muito obrigado, Maninha! Muito obrigado, M...!” ( ... )


20 - “Não adiantou nada o meu poder de persuasão. Usei o linguajar para fazer adeptos, ou quem sabe, escravos! Só as minhas ordens valiam ou os meus desejos e a todos convencia com minha boca. Mas perdi a voz: cortaram minha garganta! Alguém foi mais forte do que eu! (Foi assassinado.) Muito obrigado por vosso amor: Pregai o amor que faz mudar as pessoas, muito mais do que palavras. Amém! ( JM )”


21 - “Não importam aqui a raça, o idioma: aqui todos são iguais! Usamos, às vezes, as expressões dos homens quando nos lembramos: Como éramos burros quando nos importávamos com isso: brigávamos por terras, pela cor (raça), pela língua, (idioma) e nada disso diferencia os filhos de Deus! Muito obrigado por vosso amor! Rezai sempre por qualquer um. Rezai por todos. Amém? (Várias almas)”


22 - “Eu, J.C., fui testemunha da promiscuição do P... Ao denuncia-lo, fui considerada louca e me puseram na Santana (Colônia de loucos de SC) onde fiquei muito tempo. De volta à casa, fui deixada no canto... esquecida. ninguém acreditou em mim, até que estourou o escândalo... Eu morri logo depois e fui ao céu! OP... está no inferno!” (Caso de incesto, três pessoas da família com síndrome de Down, uma com 38 anos e 60 centímetros de altura, e outras duas com a mesma síndrome entretanto com enorme estatura, isso quando normalmente são baixinhos. Nunca vimos nada igual. Um horror! O autor disso rasteja entre os vermes no abismo. Na época nós ainda fazíamos a Via Sacra de Ruas – grande aprendizado tivemos naquele tempo – e o dia que corremos nesta mesma localidade foi certamente o mais horrível de todos pelas coisas que vimos. Há um morro com uma Igreja no topo, e por traz deste morro uma vila. Nesta vila o horror: incesto, fornicação, maldições, taras, doenças, vidas podres).


23 - “Ela havia jurado que haveria de me converter e rezava muito: passava horas e horas em oração e eu me irritava muito! Foi uma vida longa: 40 anos de casados. Adoeci e fiquei de cama, mas não quis me converter. A doença me fez cair totalmente e um dia senti o toque de Deus e tive vontade de voltar atrás, recomeçar a vida, fazer tudo novo, mas estava de cama e o padre não vinha. Não tinha padre. A angústia tomou conta de mim e comecei a me desesperar... Mas o desespero também é pecado e me apeguei à Virgem... E minha mulher rezava muito! O jipe do Padre J... quebrou bem na minha porta e minha casa o hospedou! Morri na manhã seguinte! Minha mulher cumpriu seu juramento! Quando ela morreu – 3 anos depois – me pegou no purgatório! Ah! As orações! Por que não percebi antes? ( J e O B.)


24 – Na Argentina, não pudemos entrar no país então rezamos o Tercinho do amor na porta da Alfândega: “Aqui só vem pessoas para barganhar... Ninguém vem para rezar! Esperávamos por vocês. Amém!”


25 - “Obrigado, amigos. Esta é a história: Fui sempre um “boa vida”, e em todos os lugares quis sempre o melhor: sempre quis tirar vantagem em todos os negócios e em tudo o que fazia, em qualquer que fosse o ambiente ou ocasião. Para mim, o importante era “eu” e os outros “que se danassem”. Sempre fui o “mais inteligente” e por isso as minhas palavras eram sempre as “verdadeiras”. Deus não me quis assim e me mostrou o mundo que eu não conhecia: passei por ele e não o percebi. Aqui fico a olhar cada pessoa... cada pessoa, e cada um com seus problemas, lutas, sacrifícios. Esta é a minha pena: sempre, diuturnamente a olhar, independentemente das intempéries... fico isolado, prestando atenção nos homens do mundo! Para aprender com eles... Obrigado, amigos! Termina agora esta angústia! Até agora não fiz nada... sofri o sofrimentos dos outros que antes eu não quis...Agora, tenho certeza, ajudarei. Amém! ( ... )”


26 - “Muito obrigada! Eu sou uma daquelas pessoas que passou 40 anos ou mais sem procurar os caminhos de Deus. Quando o Padre V.R. passou por mim, pude sentir o que Deus dizia e me converti. Mas não consegui converter meus filhos, pois começaram a me chamar de “coisa fanática”. Fui ao Purgatório, e hoje vou ao Céu. Por que demorei no Purgatório? Minha pena: converter meus filhos... minha pena foi oferecer meu “poço de sangue” a eles, durante todos estes anos. Me vês agora... e o Padre? Sou eu indo para o Céu! Vocês são espetaculares! Deus seja louvado! Amém! ( ... )”


27 - “Filhos, ouvi:” “Eram três os meus filhos: dois se ajudaram e um eu ajudava: envolvido em drogas e toda a sorte de vícios: era um perdido! E assim viveu até quando eu já sem forças não podia ajudá-lo. E um dia pedi que lesse Jesus e ele leu: “Vinde a mim que estais cansados e oprimidos...” ele se converteu! Hoje sobe ao Céu e nos abraçamos... Mas os dois outros ainda permanecem no purgatório! E eram aparentemente bons... Deus é extraordinário: jamais deixa de atender uma oração de mãe! Amém!” (...)


28 - Eu estava ha três meses de nascer, quando escutei de um jovem Padre: - Serei Santo. Missionário! Converterei muitas almas a Deus! Darei, se for preciso, minha vida pelo Reino de Deus! Nasci! E nasci com a vocação: amava os padres, amava tudo o que se referia a Igreja e procurava imitar os padres em tudo! Fiquei padre, e procurei padres que me pudessem dar o exemplo, ou me mostrassem o caminho que pudesse levar à missão, como aquele primeiro padre.... Trabalhei com muitos, mas não encontrei em nenhum deles a vida que eu queria viver. Trabalhei muito, e em vários lugares: fiz de tudo! Não consegui fazer o quer queria, já que não achei quem o fizesse... Os caminhos que me apontavam eram outros... Antes de minha morte, Deus me fez perceber: “Você era a pessoa para aquela missão! Não existiam outras. Você seria aquele exemplo!” Tarde demais! Perdi minha vida, perdi minha vocação. Fui Padre, mas não sacerdote; fui sacerdote, mas não pastor; fui pastor, mas não missionário!... Oxalá as crianças que eventualmente escutarem desde o ventre da mãe, a sua vocação, não queiram se espelhar nos outros, mas sejam elas mesmas! Como o mundo lucraria! Amém! Obrigado, filhos! Eu os abençoo, com minhas mãos sacerdotais, porém com o Amor de Deus! Amém! (Ass: Padre... )


29 - O mundo não pode se acomodar! As pessoas não podem se acomodar: há tanta coisa para fazer! Daqui eu percebo, mas agora não posso fazer mais! Só esperar... esperar... Quantos, como eu, esperavam na terra uma palavra amiga, um ombro amigo. Esperei, esperei... me afundei! Não tinha forças... Obrigado por vosso amor. Vejo centenas subir agora ao céu vos acenando em agradecimento. Quem sabe, logo também irei?” ( Ass: Um alma )


30 - Na verdade, somos sacerdotes eternamente, e voltaremos intactos para terminar nossa missão. Rezamos pelos militantes, já que a maioria deles não percebeu ainda a dimensão Divina de sua missão! O homem carne não precisa de Deus, então o homem carne não precisa de sacerdotes! O homem alma precisa de Deus, pois morará
no céu! O homem alma precisa dos sacerdotes! Nossa missão: ajudar no resgate das almas “restantes”, e contamos convosco! Amém?” (Ass: diversos padres)


31 - Outra alma:- Obrigado. Sei que vocês não vão conseguir visitar todos os parentes, mas eu vou fazer isso por vocês. Agora posso, e Deus me deixou! Um abraço a todos. Amém! ( A ....)


32 - Um casal fala: - Que bom! Estamos todos juntos! Também vocês, os que moram na terra, junto com os que moram no céu! Hoje, todas as almas e santos podem rezar com seus familiares. Muitas não recebem orações, mas mesmo assim rezam pelos seus... Muito abrigada a vocês, meus filhos. Muito obrigada a vocês, filhinhos do Pai Eterno! Amém! ( M... M...)


33 - Nossa Senhora pede: - “Filhinhos, escutai esta historia:” Uma alma fala: Vivi bem a minha vida: certa fartura, boa saúde. De bem com a comunidade onde eu participava ativamente, inclusive nas lideranças religiosas. Estava em paz com Deus, pensava eu... Mas não me confessava: eu não cometo pecado, eu dizia! Além disso, os pecados dos padres eram muitos, achava eu! Mas, perto da morte, um vazio tomou conta de mim. - Deves te confessar, diziam alguns. Lutei, relutei, lutei, relutei... E já com poucas forças aceitei conversar com o padre pecador! Foi tão boa a conversa, que eu já queria que não terminasse! O padre não era pecador! Cometera pecados, mas não era pecador! Perdoei os padres, perdoei os outros, perdoei todo o mundo... e aquela confissão me fez mergulhar fortemente dentro de mim mesmo e de lá, pude retirar sujeiras e entulhos... Santa Confissão!  E cometi, bem perto da morte, outro “pecado”: - Meus filhos, pro pai ir pro céu, é preciso que vocês se confessem! E confessaram-se! Senti que menti a eles. (Receberia o céu só se os filhos se confessassem.) E no julgamento, Deus me disse: - “Filho, esta foi a maior das verdades! Cometerias pecado gravíssimo se não libertásseis teus filhos.” Fui um pouco no purgatório pela arrogância... E hoje, aqui no céu, rezo para os padres: apesar de seus pecados, são Salvadores de Almas. Amém!(F.S.)


34 - “Oi, amiguinhos! Oi, ....!” “Estou agora indo conhecer o céu! Vou morar lá! Tudo bem comigo: Deus é realmente amor! Agora sim, rezarei muito por vocês. Peço: devem rezar um Terço do Amor e uma Oração do Perdão, todos os dias até o dia 25: era lá a data de minha libertação! Louvado seja Deus, por tanto amor! Agora tenho uma nova missão: rezar para que meus filhos venham morar comigo e Nina! Amém? Muito obrigado!” “D...!”


35 - “As moças começaram a ser santas, quando me cuidavam... Dei muito trabalho para elas... Como as fiz sofrer!... Eu as perseguia com minhas palavras desconfortáveis. Louvado seja Deus! Vivi com elas e não me dei conta que estava nas mãos de Santas...” ( ... ) (Isso disse a cancerosa que era cuidada por Santa Paulina e sua colega)


36 - “Obrigada, filhinhos! Escutai isto:” - Eu era muito rezadeira: rezava com fé, com amor, pelo menos eu achava assim. E me oferecia a Nossa Senhora, todos os dias, com a oração da Consagração. Tudo corria bem: eu iria ao Céu! Eu merecia o Céu! Depois vi... As palavras da Consagração me fizeram penar no purgatório: a consagração era apenas uma farsa! Eu não vivia o que as palavras diziam: minhas mãos, meu coração, meus olhos... Apenas palavras, palavras, mas eu não vivia a consagração! Isto foi considerado blasfêmia, sacrilégio... Estou agora no Céu e rezo especialmente pelos consagrados, e pelos que não rezam direito e permitem que suas próprias palavras sejam motivo de condenação! Consagração é promessa a Deus! É dívida! Precisa ser paga! Obrigada! (Ficou 20 anos no Purgatório, embora se consagrasse todos os dias a Nossa Senhora, mas apenas da boca pra fora. Se vivesse aquela consagração, iria direto ao Céu.)


37 - No início eu pregava que os casais deviam viver o Sacramento do Matrimônio. Minhas filhas e filhos arranjaram companheiros ou companheiras e me diziam que isto não era importante, pois Deus compreendia o coração de cada um e então não cobrava como pecado. Fiquei viúva e também arranjei um companheiro e segui como diziam os filhos e achei mesmo que Deus nos perdoaria. Uma de minhas filhas, Joana, entrou para aquele negócio dos carismáticos e se converteu e começou a me dizer do meu erro. Os irmãos se converteram, menos eu! Mas um dia, Jesus me pegou pela mão, através da foto de meu marido, que parecia me estender sua mão e dizer: Vem! Ajuda-me a sair do purgatório! Rezei por ele e me converti: deixei o meu amigo e procurei o Sacramento da Confissão... Estamos todos no Céu! Foi com visitas de vocês, que todos nós, 9, subimos ao Céu! Muito obrigada. Contem com nossa eterna gratidão. Amém! (A ... )


38 - “Eu vivia, na verdade, com os olhos no chão: só os lucros me interessavam; só poder; só fama! Não olhava Deus, olhava o chão! Vi minha mãe, já falecida, me mostrando um campo cheio de animais e me dizendo: - Vê? Os porcos olham o chão! Me assustei! Não sou isso! Olhei para o alto e vi Jesus numa Cruz! Deixei de me arrastar... e consegui também tirar do chão, todos os meus filhos e minha esposa! Amém! Felizes das mães que amam, que se preocupam com seus filhos! Acho que todas as mães se preocupam, mas poucas são Santas! Muito obrigado por vossa visita! ( A ... )” (Negociava com terras, muitas terras! Mas a mãe rezara muito por ele porque era ganancioso, e por isso ela depois de falecida recebeu de Deus a graça de lhe aparecer em visão, e lhe dizer que quem olha só para a terra, para as coisas do mundo, as riquezas é porco. Isso provocou nele uma conversão fulminante, e a conversão de todos os seus filhos. Quantos “porcos” existem hoje no mundo? Pensem bem: não é a maioria?)


39 - Aqui conversamos muito. Rezamos o tempo todo, mas conversamos, e nossa fala se prende hoje, a vocês. Vocês nos acompanham! De fato, todos os resgatados cumprem o dever de vos acompanhar na missão. E são milhões! Como sois amados! Muito obrigado por permitirem nossa companhia! É muito gratificante podermos fazer parte deste movimento. Quem bom ser Salvai Almas! Amém! Muito obrigado. (As almas!)


40 - Cemitério evangélico > Nosso Purgatório é muito triste: as pessoas de nossa casa não rezam por nós! Ficamos muito felizes quando daqui alguém se liberta. O Purgatório é muito difícil: muito ruim! Continuai rezando pelo Purgatório: Nossa esperança são os católicos. Mas aqui há também perdidos, que, embora católicos, não haviam descoberto o tesouro de vossa igreja. Amém! ( B. L ) (Este é o lamento de TODAS as almas dos protestantes e dos “evangélicos” que em vida escolheram estar fora da unidade, e fora da verdade. As seitas e os rebeldes todos são uma mentira. Jesus não está com eles – não vos conheço Ele dirá – e o Espírito Santo jamais participa de suas preces, de seus cultos. São obras humanas! São louvores humanos, sem o canal da graça que somente flui através da Única Igreja de Jesus: a Católica Romana! Além disso ele vivem como pagãos, seu batismo é inválido porque não é de remissão dos pecados – que eles  não acreditam – mas batismo de filiação. Como de certa forma “desejam” o batismo, Jesus os batiza, mas apenas para a hora da morte. Só então TODOS, absolutamente todos os protestantes, evangélicos, crentes ou qualquer denominação que fale de Jesus, somente são salvos pelos católicos, que rezam pelas almas do Purgatório – no qual eles não acreditam. Já no primeiro segundo a eternidade, todos, absolutamente todos gritam: botei minha vida fora! Fui um tolo! O destino de todos eles, é o pequeno Céu... Eternamente!).


41 - Antes andávamos à procura de orações, como crianças em busca de guloseimas, e as poucas orações já nos faziam bem e ajudavam a nos recompor dos sofrimentos, e trazer-nos as esperanças muitas vezes perdidas... Hoje, somos imensamente gratos por vossa missão e por terdes aceitado com amor este trabalho. E, creiam: Deus faz coisas maravilhosas por causa de vós! Amém! (As almas)


42 - Como é precioso vos encontrar em Oração! Como é gostoso rezar convosco!  Vossas orações de amor elevam os espíritos e agradam todo o Céu! É maravilhoso ouvir os cantares de vossos corações.  Muito Obrigado. Que Deus sempre vos acompanhe. Amém! (As almas)


43 - Muito obrigada. Até a alguns instantes atrás, eu me achava indigno e que iria me perder! Ouvi vossas vozes: Salvai Almas, Salvai Almas e me dei conta de que rezáveis por mim... E agora vou abraçar ao vosso Pai. Amém!
Que Ele sempre vos abençoe! (Pe. J.O.B - da Itália) (Este sacerdote da Itália, no momento da morte teve a sensação de que, pela sua vida, iria para o inferno. Mas de lá do distante Brasil, um grupo de “malucos” pelas almas, numa tarde de sol escaldante, caminhava entre os túmulos entoando: Salvai almas! Salvai Almas! Salvai Almas! E Deus lhe permitiu ouvir este canto! Numa centelha a conversão, a contrição final, o arrependimento profundo... E o Céu. Há milhões de casos iguais. Então... Salvai almas! Salvai Almas!...)


44 - Querido Sacerdote: muito obrigado por teu amor e dedicação. Sabeis que no Céu, os sacerdotes são recebidos com honra e que todo o Céu faz festa então! Da mesma forma terá o prazer de fazer e fará convosco: vos receberemos com todas honras no Céu! Amém! Muito Obrigado. Contai com nossas orações e de todo o Céu! Amém! (Almas.)


45 - Pela minha arrogância, sofri 143 anos no Purgatório! Vosso amor, vossa caminhada, mostraram a meus descendentes a necessidade de se rezar pelas almas, e assim pude ser resgatado em 2006. Muito obrigado. Durante a vida, jamais aceitei conselhos ou orientações de quem quer que fosse, pois sempre me achei correto, e que todos deveriam ser tal qual eu era! De nada valeu a minha vida e teria de pagar por isso, com as penas do inferno. Bendita Turris Ebúrnea! (Torre de Marfim) Bendita Maria! Bendito Deus, de tanta Misericórdia, que vos chamou para me libertar! Amém! Assim como eu, muitos outros, desde o Céu, rezam por vós e rezam convosco. Amém!  Muito Obrigado!  (A.D. nato francês, viveu em Minas Gerais, região hoje Poços de Caldas)


46 - Muito Obrigada!” Vós sois luzes na caminhada de tantos! Eu também vos vi como luzes...  Estamos felizes, desde o Céu, a contemplar-vos! Gostaríamos que os nomes de todos vós que aqui estais, fossem grafados neste livro... Fui e sou Salvai Almas!


47 - Por isso Deus vos ama! Na verdade, todos são Seus filhos, mas só os católicos lembram de rezar por todos. Ah! Se não fosse assim! De fato, quantos há que não recebem orações. Muito obrigado! Tais almas são eternamente gratas a vós. Amém! Obrigado por vosso amor! Te..., Um abraço!


48 - Ouçam o que segue... (...) Sem que me desse contas do ocorrido, vi-me, na escuridão em meio a gritos lancinantes, verdadeiros urros sem fim, e eu também assim agia, uma dor incrivelmente profunda. A cada 30 minutos uma gigantesca mó (pedra de moinho), parecia subir sobre mim, esmigalhando meus ossos... Interminável sofrimento... Não sabia a quem apelar! Sem esperança! E, contudo, nada eu podia ver... Dezenas de anos, séculos... a eternidade. Mas um dia, uma pequena luz surgia e pude ver à grande porta que se abria, uma criança com um tercinho na mão... A esperança surgia. O verde tomou conta de meu coração... Deus ouvia os clamores das crianças, os seus coraçõezinhos pediam clemência... e Deus Misericórdia a toda a prova as ouviu... e me libertou da Grande Torre... Uma mãe havia ensinado as crianças a perdoar e a amar... E eu, o que fizera? Abusara delas! Muito obrigado filhos! Obrigado mães que conduzem as crianças nos caminhos do amor... As crianças podem salvar o mundo!


49 - Ouçam isto, Filhos: “Sim! Fui vítima de minha falta de fé! Quantas orações recebi: de familiares, de amigos, de igrejas... Mas não acreditei nelas! Morri! Agora sei: Curam-se apenas os que acreditam no poder de Deus e não adianta os outros acreditarem: eles são instrumentos que ajudam a crer. Amém! Estou feliz e assim todo o Céu, por vosso amor! Amém! (PW) (Este ganhou o Céu sem mérito. Salvou-se por causa dos que rezaram por ele. Deus o levou mais cedo, porque certamente, devido a sua falta de fé, acabaria por se perder para sempre se vivesse mais tempo. Deus sabe a hora boa de cada um, até mesmo dos maus, para que não tenham inferno pior.)


50 - Filhos, ouvi isto: (...)  Ao descarrilhar do comboio fiquei sob a locomotiva que explodiu sobre mim. Entre ferros e sobre mim jorrando água e óleo escaldantes, tive tempo dizer: Deus, a minha família! As forças se esvaiam e senti a morte... Deus me olhou e indagou: - E agora, filho? - Usa as orações de minha mãe... (Eu disse.) E o Pai me acolheu! Não fui para o céu direto, mas sem que Ele me apontasse sabia que meu caminho era o Purgatório... Saí de lá quando minha mãe ao deixar este mundo me arrebatou e me levou ao céu... Isso durou 30 anos. Amém!


Estes são apenas alguns casos, há milhares deles, a maioria contados por Nossa Senhora ou São Miguel. Mas estes 50 casos eu selecionei apenas dentre o que os próprios protagonistas falaram. Há muitos casos de sacerdotes, mas estes estão no site. Num destes casos acima citados, o sacerdote que participou da salvação de uma destas almas, ele mesmo não levava boa vida. Os caminhantes dos cemitérios passaram muitas vezes onde ele estava enterrado, mas era o único que sempre ficava, ainda no Purgatório. E ele disse que, por sua má vida, não receberia a graça de voltar no fim dos tempos, para ajudar na grande evangelização. Ele salvou-se – já está no céu – apenas porque, durante a sua vida, ele foi responsável pela salvação de 26 almas, que sem ele se perderiam.


E elas intercederam por ele. Estes são alguns dos caminhos de Deus, alguns dos modos que Ele usa para salvar. E são milhares, Ele tudo faz para salvar a todos. Os que se perdem eternamente é apenas por livre desejo, louco desejo, porque mesmo o maior bandido, se na hora da morte cair de joelhos diante de Jesus, mesmo tendo morrido sem os sacramentos, se ele pedir perdão e reconhecer suas faltas, pegará um Purgatório e dia mais dia se salvará. Nós nestas histórias acima, temos casos de mais de mil anos de Purgatório. Mais de mil anos da Torre de Marfim. E vocês não sabem o sofrimento que se tinha naquele lugar.


Certa vez eu estava aqui trabalhando normalmente, compenetrado em escrever, e de repente fui tomado de uma angústia súbita, atordoante, inexplicável. Não sei como é a agonia da morte, mas sinto que pode ser algo assim. Inexplicável. Deve ter durado de três a cinco minutos, dos quais saí completamente encharcado de suor. Tomei meus pulsos, vi que meu batimento cardíaco estava normal, pois pensei que pudesse ser uma queda de pressão, mas não era. Entretanto eu ouvi uma palavra, um nome... Fioravante...


No mesmo dia, a noite, eu estava com meus velhos amigos jogando futebol de salão, e no meio da partida, subitamente eu tive o mesmo sentimento de terror. Parei, agarrei-me nas grades, a mesma angustia... Novamente ouve o mesmo nome: Fioravante! Como não era coisa normal, senti que se tratava de uma alma, que estava na Torre, e levei o nome ao Cláudio que confirmou! Sim, Fioravante, bispo... Estava na torre há mais de 900 anos. Era este o sofrimento que ele teve durante todo este tempo, o que eu vivi naqueles poucos minutos. Penso que naquela hora ele saiu! Esta história deve sair no livro do Cláudio, caso ainda sejam publicados os 57 casos que faltam, dos últimos 61 que estavam na Torre. Pelo que sabemos todas estas 57 histórias de vida ainda serão publicadas.


Se conseguir tempo colocarei outras passagens, com instruções importantes sobre as almas. Uma das razões que me faz apontar tais fatos novamente é para dizer que, conhecendo o Cláudio como eu conheço, tenho certeza plena de que ele jamais teria condições de inventar tudo isso. Somente o Céu tem a chave destes mistérios. E se alguém me perguntar: não seria o inimigo a enganá-lo? Ora, o inimigo não fala em Purgatório, nem em almas que vão para o Céu! Ele jamais admite que alguém possa ter se salvado, e sempre diz que todas são dele.


Enfim, quando estas últimas histórias aparecerem, certamente termos algumas bem polêmicas, e é justo por isso que o Céu tem retardado tanto a divulgação, porque, imagino, têm a ver com familiares ainda vivos. De qualquer forma, tais almas se salvaram. Não haverá livro escrito onde constem nomes de perdidos eternamente. Estes já morreram para Deus, e devem morrer também na memória dos vivos.


Por último, percorrendo os mais de 50 arquivos de onde extraí estas passagens, devo dizer que fiquei chocado com a quantidade de pedidos do Céu, para que rezemos pelos sacerdotes. Depois do pedido de oração pelas almas, o pedido mais insistente é para que rezemos pelos nossos padres. Porque se os convertermos, eles convertem o mundo.


Que Deus vos abençoe a todos! (Aarão)



 



 
 
 

Artigo Visto: 4036 - Impresso: 74 - Enviado: 15

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 649 - Total Visitas Únicas: 3.220.059 Usuários online: 81