Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
19/06/2017
Sobre o Ano Mariano
Também afirmar que “ninguém vai à Jesus, a não ser por Maria", nossa Medianeira.
 

Este texto foi lido por nós no dia de Corpus Christi em nossa cidade, numa estação dedicada a Maria Santíssima. Como muitas pessoas gostaram, senti que é importante então que seja divulgado o máximo possível.

SOBRE O ANO MARIANO.

Neste ano de 2017, onde comemoramos dois acontecimentos muito especiais em nossa Igreja, ambos relacionados com Maria Santíssima, ou seja: os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida no Brasil e também os 100 anos das aparições de Nossa Senhora de Fátima, Portugal, a CNBB instituiu entre nós o Ano Mariano, dedicado a Maria, de uma forma toda especial.

Mas para que as graças desta comemoração sejam efetivas, não basta que se propague uma etiqueta vazia, estamos no Ano Mariano, e sim é preciso que os católicos se empenhem em aprofundar sua devoção à Virgem Mãe de Deus. Neste sentido é preciso que não somente propaguemos esta devoção, mas que pessoalmente nos empenhemos em cumprir o que a Mãe tem pedido e sugerido, em praticamente todas as suas mais de 500 aparições, em todo o mundo.

Neste sentido, são cinco as principais sugestões que o Céu nos tem sugerido, para que as graças sejam efetivas, e que haja paz no mundo a partir da paz nas famílias. São elas:

1 - A Confissão Sacramental a um sacerdote: Devemos ter sempre em mente que o pecado ocupa em nossa alma o lugar da graça.  Neste sentido é muito importante que confessemos nossos pecados, pelo menos uma vez por mês, mesmo que não tenhamos cometido pecados mortais. São João Paulo II se confessava todas as semanas. E lembre que, todo aquele que afirma não ter pecado algum, acaba de cometer então o primeiro, porque até o santo peca sete vezes por dias. Muitas pessoas pedem e suplicam que o Céu lhes conceda certas graças, mas elas não acontecem porque estão em pecado grave e tem então a alma ocupada por outro deus. É muito importante então estar sempre com a confissão em dia. Lembre que não existe o que chamam de “confissão direta com Deus”, porque somente o Padre Católico tem poder de perdoar pecados.

2 - A Comunhão reparadora: Para isso, devemos participar da Santa Missa ou da celebração da Palavra e comungar, na intenção de reparar as ofensas cometidas contra o Imaculado Coração. Não nos esqueçamos de que a comunhão é o ato mais importante da devoção reparadora ao Imaculado Coração de Maria. Por isso, devemos nos preparar bem para receber o Corpo do Senhor e comungar com profunda reverência, com na intenção da reparação. Lembramos mais uma vez que a intenção reparadora é essencial em todas as práticas da devoção dos cinco primeiros sábados. Para quem cumpre esta devoção, da confissão e comunhão em estado de graça, por cinco primeiros sábados do mês, seguidos, o Céu concede inúmeras graças, devoção esta aprovada pela Santa Igreja.

3. O Santo Rosário ou Terço Mariano: devemos rezar o Rosário ou pelo menos o Terço no primeiro Sábado do mês, na intenção da reparação das ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria. Mas hoje como nunca o mundo precisa de orações e assim o Céu nos tem pedido insistentemente que as famílias voltem a rezar o Rosário, pelo menos o Santo Terço, diariamente, de preferência todos juntos. Milhares de famílias alegam não ter tempo para esta devoção especialíssima, que não toma mais do que 15 minutos, mas têm tempo para horas de novelas, estas que são perturbadoras das mentes, e destruidoras das famílias. Isso quando Nossa Senhora alertou “não existe nem guerra, nem situação familiar dificultosa que não possa ser resolvida pela oração do Terço em família”.

4. Ficar 15 minutos de companhia a Virgem Maria: devemos permanecer na presença de Nossa Senhora em oração durante pelo menos 15 minutos, meditando sobre um ou mais dos 15 mistérios do Santo Rosário, na intenção reparadora ao seu Imaculado Coração. Existem muitas orações que podem ser feitas neste sentido, em especial nos é sugerido o chamado Ofício da Imaculada, uma devoção que vem desde os séculos e é aprovada pelos Santos Papas.

5 - A consagração a Santíssima Virgem Maria - Neste ano Mariano, somos convidados a fazer o propósito de nos consagrar a Virgem Maria ou de renovar, com novo ardor, a nossa consagração. Para nos consagrar, há vários modos, mas o mais completo é o de São Luís Maria Grignion de Montfort, o grande apóstolo da Virgem Maria, por ser o mais bem formulado teologicamente e o mais profundo espiritualmente. No seu clássico livro “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, São Luís Maria nos ensina a respeito da consagração a Nossa Senhora: “Esta devoção é um caminho fácil, curto, perfeito e seguro para chegar à união com Nosso Senhor, e nisto consiste a perfeição do cristão”. Além disso, no Tratado, o Santo nos dá ainda muitas outras razões para nos consagrar. Ele também nos apresenta as razões teológicas da consagração e um método tradicional da Igreja para nos entregar inteiramente a Jesus, pelas mãos de Maria. Ou seja: assim nos consagramos a Jesus, por intermédio de Maria sua Mãe.

Finalizando, devemos ter sempre em mente que a devoção que temos pela Santíssima Virgem Maria, não implica em um culto de adoração, mas de veneração, de grande amor, tal como temos por nossos pais. Um culto de profundo respeito, por aquela que sendo a Mãe de Deus foi nos dada por Jesus, lá na Cruz, também como nossa Mãe, quando disse a João: Mulher, eis aí o teu filho. Então, tudo por Jesus, e nada sem Maria! Porque se Jesus disse que “ninguém vai ao Pai a não ser por Mim”, se pode também afirmar que “ninguém vai à Jesus, a não ser por Maria”.

Consagremo-nos à esta Mãe que tanto nos ama:

 Ó Senhora minha, o minha Mãe, eu me ofereço todo a vós e em prova da minha devoção para convosco eu vos consagro neste dia, os meus olhos, meus ouvidos, minha boca, meu coração, inteiramente todo o meu ser. E como assim sou vosso ó boa Mãe, guardai-me e defendei-me, como filho de propriedade vossa. Amém!

 

 
 
 

Artigo Visto: 570 - Impresso: 16 - Enviado: 2

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 650 - Total Visitas Únicas: 2.948.046 Usuários online: 43