Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
01/02/2018
Golpe na Eucaristia
"Metabolismo, sinônimo de transubstanciação". Esta é a última heresia dos teólogos democratas sobre a Eucaristia:
 

Golpe na Eucaristía: A situação é muito grave - Fra Cristoforo

"Metabolismo, sinônimo de transubstanciação". Esta é a última heresia dos teólogos democratas sobre a Eucaristia: a situação é muito grave!

Por Fra Cristoforo

Se alguém ainda tem dúvida de que está se intentando demolir a Eucaristia, hoje terá que mudar de opinião. De fato, estamos a assistir todos os dias a contínuos bombardeios da parte dos teólogos da nova igreja, a degradar, denegrir, profanar com sua boca o Sacramento do Santo Sacrifício de Cristo. Eu às vezes, inclusive, tenho ganas de chorar de raiva. Estes personagens são altamente patrocinados nas Universidades da nova igreja e vão por aí a pronunciar heresias, para inculcar sua mentalidade perversa nas paróquias diocesanas, nas convenções, nas faculdades de teologia e nos seminários.

O teóllogo Andrea Grillo patrocina hoje outro "neoteólogo" francês, que demole a Eucaristia. Matthieu Rouillè d'Orfeuil; E ele, na revisão de seu livro intitulado "Lugar, presença, ressurreição", Grillo tece louvores a este neo-erudito, e elabora seu pensamento em seu artigo.

Leia você próprio e que estas pessoas dão a luz. Mas te peço: leia atentamente:

"A seguinte questão parece muito previsível: o que pode mudar o pão no corpo, o vinho no sangue? Existe algum fenômeno natural e comum que consegue isso?" Assim formulado, o enigma torna-se simples: o que muda o pão no corpo e o vinho no sangue é, obviamente, esse processo vital que assimila o alimento que eu como, para fazê-lo não só "eu", mas para torná-lo "eu". O que se chama "metabolismo" (isto é, ultra-mudança) pode muito bem ser chamada de transubstanciação, toda a substância do pão que mudou na substância do meu corpo, e toda a substância do vinho que eu bebo mudou na substância do meu sangue”.

Falar assim parece ser uma astúcia; mas é necessário perguntar se essa linguagem realmente é tradicional. Vocês teólogos, realmente refletiram nesta direção na Eucaristia e nesta incrível conversão de substâncias? Ou é apenas um jogo sutil, mas inovador de não poder pretender explicar nada sobre a história da Eucaristia? Sabemos que a Eucaristia é, na Igreja, uma realidade totalmente tradicional, Paulo nos transmitiu o que recebeu (cf 1 Cor 11:23), e, portanto, é necessário, em alto grau, também conectar o pensamento o discurso eucarístico, o a espiritualidade eucarística, a continuidade das interpretações, com o risco de reduzir toda a teologia do sacramento (isto é, nas palavras de Ireneu, IV, 18.5, CCC 1327), a norma de nossa doutrina, a uma leveza perigosa. Não, minha tarefa é ilustrar todas as consequências patrísticas e escolares de imagens e símbolos.

No entanto, gostaria de salientar alguns marcos, para descrever a lógica dessa tradição que parte do metabolismo para alcançar a transubstanciação "(o artigo completo pode ser encontrado aqui http://www.cittadellaeditrice.com/munera / nuova-theology-eucaristica-3 -la-milagro-ya-plato-m-rouille-dorfeuil /).

Você entendeu a perversidade desse pensamento? Mas isso não é tudo. Leia também aqui:

"Seria um grande erro pensar que Tomás de Aquino, quando fala de "transubstanciação", só está interessado em uma transmutação física muito estranha, isto é, a mudança de uma pitada de pão, aqui colocada no patena, em um bocado de carne (mudança muito mais paradoxal porque, visivelmente, nada muda). Tomaz sabia muito bem que a Eucaristia não é um caso de ilusionismo, mas uma vida de um corpo. Eu sabia que essa transubstanciação é, acima de tudo, a realidade vital e íntimo de uma carne visível e sensível, e não um jogo de ilusionismo mágico / sacerdotal, por mais piedoso que seja ".

É muito sério! Negar o Santo Sacrifício, comparando-o com o "ilusionismo", manipulando as palavras e pensado em Santo Tomás de Aquino, atribuindo-lhe coisas que você nunca pensaria pensar.

Eles são desviados. Eles são perversos. Eles são corruptores. Eles são HERÉTICOS! E o grave é que hoje eles têm campo gratuito em todos os lugares. E eles semeiam o veneno de sua heresia em todos os lugares, desde os Seminários até a última Paróquia deste mundo. Para que o Santo Sacrifício seja definitivamente abolido. Porque esta é a única tentativa dele.

Somente aqueles que são verdadeiros para a Verdade são prejudicados e perseguidos pela neo-igreja. Vamos nos preparar para as catacumbas!

Fra Cristoforo

++++++++

OBS > Somente o diabo - ou algum filho dele - poderia produzir uma tão tremenda aberração teológica: dizer que a tal de transubstanciação de que falou São Tomaz de Aquino, na realidade não acontece no ato da Consagração da Santa Missa, mas depois "se converte" em carne e sangue em nosso corpo pelo metabolismo natural. E tem gente que vai acreditar! Quem sabe algum bispo acabe por "entender" o mistério? 

Eu só posso colocar na boca de Jesus estas palavras: Grillo, Grillo, por que me persegues? Mathieiu, Matuhieu, por que me persegues? E acrescento: com esta "teologia", com este entendimento, se estes dois fantásticos "conhecedores" de Deus insistirem diante de Jesus, e teimarem nisso na hora morte e do seu juizo particular, e não se convertrem, ambos irão direto para o inferno, e com um pé no traseiro. E vão no mais profundo dele! (Aarão)

 
 
 

Artigo Visto: 1382 - Impresso: 16 - Enviado: 4

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 426 - Total Visitas Únicas: 3.272.077 Usuários online: 54