Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
10/08/2015
Escreve uma mulher
Sobre a moda indecente das mulheres, e comentando nosso artigo recente.
 

Escreve uma mulher.. (texto para ser divulgado aos milhares. Quem se habilita?)

(Sobre a moda indecente das mulheres, e comentando nosso artigo recente)

Se eu convidasse você para comprar pão, aqui no mercadinho detrás de casa, você não se espantaria. Não se espantaria com a quantidade de mulheres, jovens e mesmo mais velhas que encontraria num caminho de 100 metros, que usam uma indumentária "sensual". São raras as que não usam!

Duvido que um homem normal, mesmo casado e não precisa ser mulherengo, que ele caminhe duzentos metros numa avenida de cidade, sem ter seus olhares atraídos por alguma mariposa destas, trajadas para se expor e quem se expõe é para se vender. Pecariam tais homens? Ou a culpa é apenas delas?

Você veria desde velhotas a meninas muito novas, que quase  todas andam de shorts curtos e blusas coladas e marcantes. Então, na nossa ida até o bulixo (é como chamamos os mercados de bairro) você também ouviria a sinfonia dos carros e motos buzinando para estas senhoras e senhoritas. E até idosas ridículas!

Veria mulheres  casadas, com filhos pequenos nos carrinhos e os buscando na creche ao lado do mercadinho, na sua maioria trajando roupas muito curtas e chamativas. Além de cometerem o escândalo de mostrar seus corpos, o fazem em última análise, numa idade em que já deveriam se prezar pelo recato. Que sumiu em grande parte, de todo o universo feminino! E ai de quem se levante contra isso!

Houve um tempo, em que a mulher, depois que casava não usava roupas curtas e decotadas por proibição dos esposos. Hoje parece que os maridos ficam envergonhados se a mulher se traja decentemente! Pior, eles ficam contentes se a própria esposa está vestida sensualmente, e sobre ela caem os olhares de outros machos. Sim, macho, porque isso não é marido é um vendedor de consorte. Ele pagará caro por isso!

Houve um tempo que os homens não queriam suas consortes exibissem a beleza corporal, porque sabiam ( e ainda sabem) que isso despertaria os desejos mais baixos em outros homens.  Hoje desejam que isso aconteça e ficam frustrados se elas não são notadas. E tantos mudam então de companheira, de acompanhante de negócios... Aí são poderosos, com seus objetos de consumo! De todos! Como você mesmo escreveu em um artigo recente: “charque de satanás”.

Houve um tempo que os pais não permitiam que as filhas saíssem para festas e quaisquer outros locais com roupas que marcassem seus corpos, porque sabiam, e ainda sabem, de que isso as torna objeto de desejos pouco lisonjeiros. Depois reclamam dos excessos de estupros, de adolecentes com filhos no colo! E ainda exigem pensão da parte do “estuprador”! Seria mesmo? Qual a atitude mais condenável?

Algumas  mulheres mais velhas, não todas, resolveram nesse nosso tempo que "a juventude está na alma e não na idade" e, em apoiadas nessa filosofia de almanaque acham que podem trajar saias curtas e fendas, mesmo com suas pernas gordas, cheias de celulite. Nada mais escandaloso e patético o que uma velhota de saia drapeada, com blusa transparente e decote V. Também de jeans colante, arroxadíssimo, mais parecendo um pacote de morcela antiga, aquela feita com tripa grossa e ondulada. E tantas expondo e rebolando ridiculamente aquele gigantesco traseiro!

Então você tem diante de si uma composição triste: além de imoral e inadequada, uma mulher que se recusa a envelhecer, uma senhora que está em crise existencial, e tem uma filha de Deus que o ofende com sua sainha de pregas que não condiz com sua idade e experiência de vida. E vão todas muito “santamente” para a mesa da Eucaristia! Ó sim, e muito catolicamente criticam as senhoras e moças “crentes” que usam saias longas e cabelos compridos.

Infelizmente, está justo numa faixa etária mais avançada aonde se verifica a maior aprovação destes maus comportamentos. Que assim as tornam ridículas! São aquelas que se julgaram reprimidas a vida inteira, que foram impedidas de expor seus corpos, como agora fazem as jovens, e assim as justificam... E querem ser iguais! É certo que o hábito não torna a freira santa, mas certamente a roupa escandalosa veste a prostituta.

Assim, as mais novas, abusam das roupas provocantes e se as mais velhas pecam pela inadequação das vestimentas, as novas valem-se da juventude e frescor de seus corpos para provocar excitação nos homens e atrair olhares. Agem não como filhas de Deus, mas como meretrizes, que propositalmente querem a atenção masculina e todas elas têm muita consciência disso. Não há nada de inocente neste comportamento! Nada de puro! Só maus desejos! E não pensam que se disserem que não fazem isso por mal, mas por se sentirem bem, que isso as justifica diante do Juiz.

E asism caminha a humanidade e as feministas. Depois elas reclamam da falta de respeito dos homens! Depois reclamam que são tratadas como objeto sexual. Depois reclamam que são atacadas nas ruas por machos menos controlados! Depois reclamam e criticam de forma azeda, e se defendem como tinhosas, quando alguém lhes mostra a verdade. Até idosas agem assim! Tudo isso adquiriu uma conotação brutal de banalidade, que cega as multidões! Muitas acham que defendem seu modo vulgar e permissivo de vestir em nome da liberdade, quando se scravisam ao inimigo.

A roupa reflete também, o estado da alma e o nível de espiritualidade de uma pessoa... Mostra a que mestre a mulher serve, e aí é que o mal finca raízes. A raiz da luxuria, da vaidade, do sexo sem compromisso, do adultério, da danação eterna. Tudo muito justificado por mães também impudicas, e por certas vovós reprimidas! E por pais cegos que já perderam eles mesmos os últimos vestígios de moralidade. Onde estão os pais verdadeiros a defender a pureza de suas filhas? Ou outros também não defendem? Há um cabresto de satanás posto em ambos! Pais e mães!

Você já parou para pensar no efeito terrível que uma mulher capa da playboy causa? Nos efeitos desastrosos da pornografia digital? O estrago é tão grande quanto grave e ninguém fala mais nada, afinal "o que é bonito é para se mostrar". Pois nós sabemos que, se uma jovem destas morrer, se ela tiver a graça de um Purgatório, dele não sairá enquanto as fotos dela estiverem poluindo as mentes dos homens. E isso pode levar séculos!

E ai, as "modelos", as "top-models", quantos dias de Purgatório as esperam? Ou coisa muito pior. A moda feminina está no topo extremo do absurdo da mais aberrante estupidez. E quantas mães e pais incentivam suas filhas a serem "famaosas". Sabe onde elas se tornam "famosas"? No abismo, como grandes promotoras da causa do inferno. Muitas das pessoas a quem Deus levou a ver o inferno voltam de lá afirmando que encontram ali destas mulheres que eram lindas e "famosas". 

Falei em receber a graça do Purgatório, porque o inferno está povoado de jovens impudicas, de mães inconsequentes, e de homens que caem por causa delas. Sem dúvida a quebra do sexto mandamento é a que mais faz perder almas. E mesmo sabendo disso, a esbórnia continua. Ou acham que é ingênua uma mocinha mal vestida, quando ela é fitada com cupidez por algum moço exaltado, e ela sequer ruboriza sua face, antes se excita com isso?

Quem mostra o corpo, sendo bonito ou feio, velho ou novo, está anunciando a venda de um produto. O mais ridículo disso tudo é o comportamento das velhotas em seus trajes inapropriados, que tentam expor sua feia mercadoria, coisa que ninguém compra, até por ser agressiva e ridícula. Isso quando um vestido comprido lhe poderia esconder muita pelanca, celulite, varizes e vai por aí!

Eu só espero, meu caro, que possamos chegar a tempo de impedir que muitas de nossas irmãs fechem o acordo de  venda definitivo de suas almas. Pode publicar este texto se assim o desejar. Quem quiser se exaltar e criticar é livre, mas depois não chore, porque não tenho medo algum, sendo mulher, de ter escrito algo errado! Fiz minha parte! Ó sim, a desculpa é o calor? Bem eu garanto que o Purgatório é bem mais quente! E pode acontecer lugar pior!...

Assinado...(Eu preferi preservar seu nome, embora ela mesma não se importasse)

E eu assino em baixo (Aarão)

 
 
 

Artigo Visto: 1838 - Impresso: 41 - Enviado: 20

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 499 - Total Visitas Únicas: 3.199.904 Usuários online: 70