Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título
Você está em: MENU PRINCIPAL / Cartas / Meu amigo




 
 
14/07/2005
Meu amigo
 
Cartas - 03 Meu amigo
Cartas - 03 Meu amigo


Recebi esta carta de uma moça bastante angustiada devido a morte de seu pai num acidente.
Pedi para colocar no site e ela disse, que Sim.
 
Eis a carta e as respostas estão em negrito, no meio do texto dela.

Meu Amigo,
Espero que eu possa lhe chamar assim...

Sabe, às vezes, por mais que eu tente, me vem uma revolta tão grande...
No começo mesmo, nos primeiros momentos e dias após meu pai ter falecido, eu não acreditava em mais nada...
Estou sofrendo muito, muito mesmo...
Pela perda trágica, por quê foi assim, dessa forma ?
Pela saudade, e não há como sentir saudade sem sofrer, isso é história...
Pelas perguntas que ficaram dentro de mim e não posso mais fazê-las ao meu pai...e haviam tantas....
Pelas culpas, por talvez tê-lo magoado, não ter sido a filha que ele queria que eu fosse...
Pelas dúvidas em tudo, pelas pessoas que acham que sabem mais da vida dele do que a família,
Pela falta de respeito do mundo, pela ganância de quem está por perto...
R - A sensação de perda de um ente querido é inevitável. A convivência de muitos anos com familiares, acaba criando muitos elos, muitas ligações, deixando também muitas lembranças, boas e más. Ontem eu falava com uma pessoa, cujo amigo irá neste fim de semana visitar sua mãe doente. E este homem lhe dizia que agora irá aproveitar a visita para cobrar de sua mãe todos os beliscões que ela lhe dava e tudo que lhe fez de mal... Imagine, a mãe doente e ele aproveitará para fisga-la ainda mais... São traumas que ficam e muitos desde a infância. Na verdade, primeiro nós lembramos mais fácil daquilo que nos ofendeu, na mesma proporção que esquecemos o que o outro nos fez de bem. No seu caso, parece ter havido uma ruptura no casamento de seus pais, e sem dúvida esta é uma das maiores fontes de ressentimento. Ficar longe do pai ou da mãe em momentos críticos da vida, marca demais, e às vezes isso vai até o tumulo. Nestes casos, a única forma de minimizar os efeitos é procurar lembrar apenas das coisas boas que o outro fez. E espiritualmente, REZAR pelo falecido; Temos indicado a oração do PERDÃO, que está no site, que NS pede rezar por 33 dias por aqueles que se precisa perdoar ou se quer o perdão. Tente isso!
Tudo me revolta tanto, porque eu penso: - Se Deus está com os seus, como coisa acontem assim para boas pessoas, como meu pai ?
Se Deus levou ele dessa forma, onde Ele estava que deixou que nos roubassem a casa do sítio na noite do velório ?
Onde Deus estava quando passamos por tantas dificuldades, tantos acidentes (só eu sofri mais de 10, já quebrei braço, perna, já perdi a memória...) ?
Onde Deus estava que só os rapazes com má intenção se aproximaram de mim e me fizeram sofrer tanto e na hora que eu mais precisei, não havia nenhum ?
Onde Deus estava quando o casamento do meu pai e da minha mãe sofria tantas perturbações ?
R - Nestes momentos Deus estava ao seu lado. Melhor Ele a levava nos braços. Imagine se Ele não tivesse junto de você? Como teria suportado? Já se perguntou sobre isto? E tudo em Deus tem um sentido: fortalecer a alma para lutas e batalhas maiores. Nenhuma luta destas fica sem pagamento, Deus não esquece nada. E NADA acontece para o mal das pessoas, tudo concorre para seu bem. Um poeta disse: o riacho, se lhe tirássemos as pedras perderia seu canto... E eu acrescento: a vida se lhe tirássemos os percalços, perderia o encanto. Que mérito haveria sem luta, sem a possibilidade de vencer?... Nossa vida seria como um charco fedorento, e eis que assim pode ser água ligeira que corre em velocidade, pura e cristalina...
Sinceramente, estou lhe falando isso porque realmente me aflige, têm horas que me entrego e não sei o que pensar...
Fé ? Ter fé, é o que todos sempre dizem, mas sempre tivemos fé e por que coisas assim  nos acontecem ?
Por que tantas pessoas ruins têm a vida muito melhor, vivem e
morrem na velhice sem grandes problemas ?
R - Este é realmente o "escândalo da prosperidade dos maus", como fala a Bíblia. Mas lembre de uma coisa: estes têm o paraíso aqui, tem boa vida, sem sofrimento, sem dor, muito dinheiro, poder.... Mas olhe para a eternidade deles! Grande número deles se perde e os que se salvam, vão apenas pela porta da misericórdia. Lembre então, que todas as dores aceitas sem reclamar, as cruzes, são caminhos de asfaltamento da estrada da eternidade. Deus não quer o sofrimento das pessoas e realmente nenhum sofrimento vem Dele, mas o aceita como uma certa forma de compensação - que poderia ser feita com o amor a Ele mas não o é - pelas nossas falhas e pecados. Os maus, então, não compensam nada e se perdem. E Deus a ama, por isso aceita seu sofrer. 
Daí me dizem que não se deve questionar Deus o "por que" das coisas, mas Deus não é Pai ? Não é ao Pai que a gente pergunta todos os "por quês" quando criança para aprender a viver ?
Gostaria muito de saber como meu pai está agora, sei que ele não queria a morte que teve, não sei se ele também conseguiu aceitar isso...
Eu tenho medo, porque só tenho minha mãe no mundo e sempre fui apegada demais aos meus pais para eles serem tirados de mim tão cedo...tenho muito medo de ficar sozinha...
R - Se seu pai não era um homem mau, nem freqüentava seitas diabólicas, nem era maçom graduado, então não há que se preocupar com ele. Só estes três itens acima, levam 95% dos que se perdem. Então, se era um homem de bom a razoável, se freqüentava a Igreja, ia a Missa, não se preocupe com ele. Lembre que Deus o levou no exato momento ótimo da vida dele. Muitas vezes Deus leva uma pessoa antes do tempo para que não se venha a perder mais tarde, só Ele sabe a hora. Até com os maus acontece assim: Deus os leva antes, para que não tenham um tormento eterno tão terrível se continuassem a acumular crimes sobre crimes sob suas cabeças. Acredite, seu pai já está escrito no Livro da Luz e com certeza está bem.
Lembre de uma coisa: devido a esta preocupação sua com a alma dele - digo isso por experiência - somente devido a isso dificilmente ele se perderia. Deus não deixa se perder uma alma quando alguém reza ou se preocupa com ela, mesmo que a pessoa viva venha a se lembrar disso apenas depois do falecimento dele..
Desculpe escrever isso para você mas eu precisava dizer para alguém,
Porque às vezes, por mais que eu me esforce, todas essas perguntas voltam à minha mente e me torturam...
Tenho medo que eu tenha respostas que possam acabar de vez comigo, no meu dia a dia,
Tenho medo de não suportar minha cruz...
R - O medo não vem de Deus e é perigoso, porque conduz a uma autodestruição interior. Não se torture pelo que passou: lembre que muita coisa do que saiu errado pode ser concertado agora. Pela oração, pela aceitação paciente de sua cruz, pela oração de perdão rezada por ele por 33 dias como lhe pedi e esforçando-se por perdoa-lo se algo houve entre você e ele ou com sua mãe, onde faltou o perdão. Nada do que passou pode ser mudado, mas nem tudo está perdido enquanto existe a confiança em Deus. Reze e confie, confie e reze. Deus é bom e sabe o que faz. Um dia, na eternidade, você entenderá isto quando vir seu pai. Então saberá o motivo pelo qual Deus o levou antes do tempo.
Um abraço amigo,

 
 


 
 
 

Artigo Visto: 2482 - Impresso: 50 - Enviado: 15

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 91 - Total Visitas Únicas: 3.406.898 Usuários online: 91