Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
04/12/2010
Importância do perdão!
 
Cartas - Importância do perdão!
4/12/2010 23:14:09

Cartas - Importância do perdão!


Arnaldo..a paz

Gostaria de dar um testemunho

Ontem foi meu aniversário,logo pela manhã decidi ir ao cemitério rezar pelas almas
eu não havia programado essa visita,simplesmente acordei e disse:hoje vou visitar o cemiterio e assim eu fiz.

Chegando ao cemitério começei as orações do Salvai almas,no
cemitério naquele momento só havia um velório com poucas pessoas,estava um silencio total..fui andando por entre os túmulos e recitando as orações,..durante as orações eu meditava sobre céu..inferno..purgatório,chegado a uma determinada parte do cemitério senti vontade de chorar..dentro de mim começou a escurecer..então eu parei e disse para mim  mesma..:Porque estou querendo chorar?..olhei para um lado..olhei para o outro..aquele silencio ..nao havia sequer uma pessoa naquela parte do cemitério,pois eu ja estava muito longe da capela onde havia o velório,..me pus a andar de novo e vieram as lágrimas..eu nao
me contive,...e nao entendia aquilo tudo,continuei andando e passado uns minutos ,dentro de mim tudo voltava ao normal e as lágrimas cessaram e quando parei de chorar eu pensei comigo mesma.: já que eu nao entendi isso que senti..vou visitar o túmulo da minha mãe e vou embora (minha mãe faleceu a mais de 30 anos e está enterrada nesse cemiterio)

Pois bem..do lugar onde eu havia parado começei a olhar de um lado a outro para me cituar,saber onde estaria o túmulo dela.,olhei para trás e para minha surpresa o túmulo dela fica justamente  onde eu começei a alguns minutos antes,  sentir
a escuridão dentro de mim,sem entender..fui voltando.. rezando o terço,quanto mais eu chegava proximo do lugar,mais voltava aquela escuridão..entao ví  a cruz do túmulo com o nome dela,..quando ví eu  nem havia chegado no lugar direito ,começei a chorar compulsivamente..comecei a chorar muito e era um choro de dor..muita dor.,eu nao estou aqui falando de uma simples emoção não..estou falando de um caminhão de lágrimas..eu nao entendia..mas aquilo tava doendo tanto naquela hora que eu não conseguia nem pensar,procurar o motivo..não dava.,tive que sentar no túmulo ao lado do dela e nesse momento dentro de mim alguém começou a falar..aquela voz nao era minha..a voz dizia:você precisa perdoar sua mãe..ela nao morreu porque quis e eu começei a falar como se estivesse falando com alguém próximo de mim..eu dizia que ela havia morrido ,,que ela me fez muita falta ,que eu sofri muito a ausencia dela..mas saiba,..minha boca falava essas coisas sem que eu tivesse controle das palavras..,

E a voz dentro de mim me pedia..perdoa sua mãe..ela sofreu tanto em deixar filhos tão pequenos..eu chorava tanto..eu disse ,mãe a senhora me fez tanta falta mãe.,e começou a vir a minha cabeça lembranças das vezes que eu me senti só na  vida, das vezes em que fui maltratada na minha infancia pq não tinha mãe,das vezes que me excluiam na escola ou das brincadeiras pq eu nao tinha mãe eram tantas lembranças Arnaldo..tantas...e a aquela voz dentro de mim..tão calma..me pedia para perdoa-la..então eu disse alto e com voz embargada..
..Mãe eu te perdoô..mãe eu te perdoo..mãe,em nome de Jesus eu te perdoo ,e quanto mais eu dizia essa frase..a dor ,a angústia dentro de mim ia diminuindo..
a escuridão começava como que ter picos de luz..nao sei explicar..
meu coração aquebrantado foi parando de chorar..fiquei em silêncio e ..eu sentia mais duas presenças ali..o tempo todo eu estava com aquela
sensação de estar sendo observada por alguém ,toda hora eu olhava para trás para ver quem era...mas no cemitério nao tinha ninguém..,
durante o silêncio..me pus a meditar sobre tudo aquilo..fiquei imóvel alguns minutos..pensando..porque aquilo tudo que aconteceu era
incrível aos meus olhos...inexplicável

durante essa meditação..tudo foi clareando dentro de mim...minha mãe faleceu eu tinha 6 anos..eu e meus irmãos fomos criados com meu pai eu vi o enterro da minha mãe..mas naquela época,criança de 6 anos nao entendia a arget=_blank>morte. Eu não sabia o que era morrer..minha mãe ficou internada durante quase um mês e quando vi ela foi no caixão. Eu tava com tanta saudade dela que sentia alegria por ve-la de novo..só vim entender a morte anos  mais tarde..até então eu esperava minha mãe voltar daquele enterro,entao..eu nao tinha consciencia que eu precisava perdoa-la..na verdade,nunca pensei nisso..aquela voz dentro de mim me dizia:ela não te abandonou..ela nao foi embora pq quis..ela nao morreu pq quis..perdoa entendi que dentro de mim..eu culpava minha mãe pela morte dela, pra mim a morte dela foi como um abandono e isso eu guardei até ontem sem nem saber realmente que era assim.

No mesmo dia a noite..fui a missa e ofereci em ação de Graças pela cura que o Senhor me concedeu.. Graças sejam dadas a Deus eternamente!!
 E esse foi meu presente de aniversário..maior nao há (A) 


Vejam a importancia do perdão. A maezinha dela certamente estava já no céu há muitos anos, mas nao era plenamente feliz porque sem perceber a gravidade a filha ainda depois de passados 30 anos guardava certa mágoa dela, por haver morrido tão cedo e a deixado só. Isso quando a mãe nem tinha culpa.
 
Deus seja louvado pelo perdão. É temo dele agora meus queridos amigos e amigas. Quem nao perdoar, e perdoar incondicionalmente não estará vivendo na Nova terra. O perdão é o princípio da cura, da alma e do corpo.
 

 
 
 

Artigo Visto: 2101 - Impresso: 32 - Enviado: 27

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 480 - Total Visitas Únicas: 3.339.006 Usuários online: 74