Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
07/01/2008
Celebração da Palavra
 
Cartas - Celebração da Palavra
07/01/2008 09:54:26

Cartas - Celebração da Palavra


CELEBRAÇÃO DA PALAVRA



Respondendo a um dúvida sobre a Celebração da Palavra, na falta do sacerdote.



Bom dia Arnaldo,



Gostaria que, se for possível, me desse uma luz sobre o assunto: "Celebração da Palavra"...



O Padre de minha paróquia "saiu em férias" (?), e ontem, domingo, houve

a Celebração da Palavra, com a distribuição da comunhão.

Isso ja aconteceu outras vezes e o padre sempre diz que a celebração é

válida como uma Missa. Diz isso, inclusive, criticando quem se levanta e

sai da igreja quando percebe que não será celebrada missa tradicional,

com um padre. Chama-os de ignorantes na fé.



Antes eu não tinha motivos para duvidar da palavra do padre, porém, em

vista do atual caminho que segue a nossa igreja, surgiu essa dúvida.

A Celebração da Palavra é realmente válida como uma Missa?



Hoje procurei referência na internet e encontrei um documento da CNBB

autorizando esse procedimento, dizendo que é permitido pelo Concílio

Vaticano II, quando houver a impossibilidade de um padre rezar a missa.

Também encontrei referência no site Montfort, onde o sr. Orlando Fedeli

diz que de forma alguma a celebração da palavra é válida como missa. Já

ouvi prós e contras sobre esse sr. e sobre o que ele diz no site...



Não encontrei, ou não soube procurar, referências no site do Vaticano.



Sinceramente, não acho que a Celebração da Palavra seja válida como uma

Missa... Se fosse assim a Paróquia não precisaria de sacerdotes,

bastaria algum outro sacerdote consagrar as hóstias e enviá-las para

distribuição durante a celebração da palavra. Até não me senti bem

durante essa celebração, por causa dessa dúvida. Embora eu soubesse que

Jesus estava na hóstia consagrada, parecia que Ele não estava nessa

celebração.



Mas e o padre que diz que sim? Somos enganados? Já é o começo da

substituição da Santa Missa pela "ceia"? Agradeço qualquer ajuda.



Paz

Veja: natural e obviamente que a celebração da Palavra, jamais será IGUAL à Santa Missa.

Entretanto, e por ser autorizada pela Igreja esta celebração - aqui em nossa paróquia chamamos de CULTO DOMINICAL - substitui o preceito.

Ou seja: quem não pode ir à Missa, indo ao culto de sua localidade, cumpre o mandamento da Igreja, de "assistir Missa inteira aos domingos e dias santificados".

Por exemplo: em nossa paróquia temos dois padres para 25 comunidades. Nos domingos, cada padre celebra em um local, na Matriz - sempre - e em outra comunidade.

Ficam então 23 comunidades a cada domingo sem Missa. Mas TODAS fazem o culto dominical, com a celebração da Palavra, e a distribuição da Eucaristia. Sei que nem todos os nossos ministros do interior são bem preparados para esta função, entretanto a seu modo, acaba sendo melhor assim, do que ficar apenas na Missa mensal, nestas comunidades.

Aliás, lembro bem, mesmo antigamente, antes do Concílio aqui em nossa comunidade jamais ficávamos sem a REZA, ou culto, aos domingos.

Então, o padre erra ao dizer que o culto é IGUAL à Missa. Aí o culto dos protestantes também seria. Ele deve dizer que a Celebração da Palavra SUBSTITUI o preceito dominical, na falta de um sacerdote que celebre o Sacrifício da Santa Missa. Mas erra também quem sai da Igreja ao perceber que não será celebrada a Santa Missa. Preceito é preceito, e o mandamento da Igreja deve ser obedecido.

Que Deus vos abençoe! Arnaldo



Ps: Abominação é expulsar o Sacrário para laterais, e transformar a Missa em ceia.


ACRESCENTO em atenção a um leitor..



Vejam que a celebração da Palavra só é válida em substituição ao preceito domincial se:
1- A comunidade é muito afastada, de onde fica difícil sair para ir a outra...Há uma certa convenção em torno de seis Km. Dentro deste raio, não se justifica a falta a Missa, mesmo que na comunidade tenha culto dominical. Deve-se sempre ir à Missa!

2- Quando sem saber que vai haver apenas celebração, a pessoa não tem tempo para assistir a Missa em outro local.

3 - Houver a natural impossibilidade de locomoção por doença ou velhice.



Quando não há grande distância entre as comunidades, alguém preferir ficar e assitir a celebração do que a missa por comodidade de não ir um pouco mais longe, isso não torna válida a celebração, pois não há impecilhos de participar da Missa dominical e sim é comodismo do participante. O comodismo não justifica nada, antes acrescenta pena!



O fato é que hoje muitas pessoas são pródigas em arrumar desculpas para não ir à Missa, e devo dizer que nem as viagens em família, programadas para os domingos, são causa válida para desculpa. Nos últimos anos, depois que mudamos nossa vida, jamais deixamos de ir à Missa algum domingo, mesmo em viagem. Quando temos de viajar por força maior, sempre programamos alguma capela no caminho, para cumprir este preceito, que é sagrado. Que é cumprido no domingo, e não no sábado.



Afinal, domingo sem Missa, semana sem graças...



Quando estive na Amazônia, soube de uma catequista, que um família levava três dias de barco a remo para chegar na Missa Mensal celebrada na comunidade. E nunca falhava. Num caso destes, seria impossível até que participassem do culto dominical, pois senão ficariam o tempo inteiro remando. O bonito desta gente é que rezavam o Terço em família, diariamente embora residindo naquele fim de mundo.



E nestes casos, Deus entende e os justifica!


Lembro ainda que assisitir Missa na TV não substitui a presença real, tal como nestes casos nem a comunhão espiritual se realiza com vínculo perfeito. Claro, sendo a pessoa saudável e tendo condições de se locomover.



Santa Terezinha caminhava diariamente 12 Km para ir a Missa. E disse que, ainda que a estrada fosse calçada de brasas vivas, mesmo assim deveríamos ir.






 
 
 

Artigo Visto: 3007 - Impresso: 29 - Enviado: 14

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 374 - Total Visitas Únicas: 3.461.332 Usuários online: 85