Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título
Você está em: MENU PRINCIPAL / Cartas / O melhor natal




 
 
03/12/2007
O melhor natal
 
Cartas - O melhor natal
03/12/2007 21:58:21
Cartas - O melhor natal

O MELHOR NATAL

(Cartas assim, fazem chorar e rir ao mesmo tempo. Procam alegria por termos amigos assim, e tristeza por uma santa inveja, devido a tanta confiança em Deus. Vemos que falta percorrer um bom caminho ainda, mas por outro lado sonhamos também com o dia, onde todos os dias serão Natal, no Reino que vem. E onde todos terão corações assim. Amém!)
Paz!

Li com ternura a carta enviada falando sobre dívidas. pensei em quanto sofrimento passamos até chegar onde estamos - convertidos e com a vida quase em dia, esperando o tempo de Deus.

Todo dezembro é tempo de testemunharmos uma história verdadeira e comovente, de nossas vidas.

Como agricultores, dezembro significa aperto, pois os empregados querem o 13º salário, férias e salário do mês, não reclamo, sempre vendemos algum produto, gado e cobrimos as contas e tocamos a vida .

Em 2000 e poucos, fizemos como todos os anos, pagamos todos , mas quem deveria nos pagar não o fez, foi viajar e pronto ! Tínhamos acertado com todos, nossa conta de banco zerada e no dia 24 de dezembro, não havia nem frutas, o tal peru , as roupas novas, só o basico, nem carne no freezer tinha mais e negócios nesta época, nada também. Como chegamos a isto ? Não sei. Deus sabe ou preparou. Era a véspera...

Não deixei de ir a missa, de enfeitar a casa, por roupa de enxoval bonita nas camas, e principalmente os presépios espalhados por todo lado. Sempre fomos muito provados, mas assim ainda não.

Pois bem, as 3:00 hs. da tarde de 24 de dezembro, lavando um resto de louça, minha filha do meio veio bem perto de mim e perguntou : “Mãe e agora, como vai ser este Natal ?” Nem me virei, pois o nó da garganta ia explodir, ou em choro, ou morta de vergonha.

Só respondi : “Deus provê, filha” . Era hora da Misericórdia dele .
Nem que quisesse, poderia consertar tal situação aquela hora da tarde, Mas Deus quis e fez ! O Natal mais lindo de minha vida !

Nem meia hora depois, tocou a campainha, era uma coleguinha de minha filha com vários panetones e um champanhe, disse para não repararmos, pois tinha ganho tanto dos viajantes que passam no escritório do supermercado onde trabalha. Sentiu que devia repartir.

Logo o telefone tocou e era uma tia, que mora só que disse : “Olha o que tua irmã me fez!, eu quis levar parte da ceia para ela e ela não aceitou. Ela vai fazer javali e nada que comprei serve ! Tua familia é grande, vou mandar levar em tua casa. Se não usar agora, usa na semana do Ano Novo.” Veio frutas secas e frescas, veio o chester,lentilhas e tudo mais que um Natal fino pode ter . Mandou até sorvetes ! Já começei a ceia, louvando aquela fartura, a mesma dos outros Natais.

Não terminou, uma amiga, que eu tinha evangelizado e de muitas posses, chegou para tomar café e trouxe presentes ! Maiôs de marca para as filhas mais velhas e boneca importada para a mais nova. Para mim e meu marido, vinho italiano.

Tudo preparado .Diante de nós, pratos maravilhosos, presentes e finos vinhos!Presente do Menino Jesus .

Fomos a missa, agradecemos tanto o inacreditável! O Natal que Ele nos preparou através daqueles "anjos", era igual ou melhor que o dos outros anos.
Naquele dia nem contei a eles - " os anjos" o acontecido, ainda nem sabia como reagir a tanto carinho, fiquei boba !

Voce pode me perguntar, até agora voce só falou do material, só de coisas bonitas, que pelas tuas amizades , poderias muito bem, ter 90% de chances de teres recebido sem a interferencia de Jesus.

Primeiro Jesus nos quer confiantes ,por inteiro, Ele nos deixa passar por certas dificuldades, para saber isto mesmo. E como é dificil. Neste caso a minha parte eu tinha feito, esperei o Natal, arrumei meus presépios, rezei e fui deixando me levar, e diante do impossível eu confiei na providencia Dele.

Digo dificil, pois Ele nos faz sentir um pouco do que Ele viveu, a sua pobreza, quando nasceu num curral, rodeado de anima
is, Ai, ai, ai, se uma filha nossa, tivesse um parto como o de Maria, nós tão nojentos com as contaminações de bactérias de uma maternidade, imagine Maria, coitadinha.. e nós amamos tanto este Jesus, penso nas favelas, com as criancinhas criadas com esgoto correndo aberto, lembras da caridade ? Dos que são menos que nós. Ele nos quer caridosos com os pobres. Naquele Natal me questionei.

Ah ! a paciência , me fez esperar até o ultimo minuto, será que Ele vai esperar até quando ? A minha e a sua conversão. Temos feito esforços para procurá-lo, antes pensava depois de ir 'a cidade, vou rezar correndo, acho que dá tempo. Primeiro Ele, depois o mundo, a oração nos fortalece e aproxima.

Olhei ao meu redor, minha casa imensa, com tudo que há nela, cristaleiras abarrotadas de cristal, pratos folheados a ouro, xícaras de 100 anos, toda dourada, maquinas para tudo, roupeiros explodindo, linhos, cetim nos enxovais, coisas raras em bordados a mão. Para que? Dio mio ! Naquele Natal eu fui tão pobre como Ele ! Porque teimosa como sou, Ele nem teve outro caminho. Me pegou pelo cabresto e me fez me olhar. Juntei tesouros na terra e os do céu ?

Surpreendente foi o final deste dia, perto da meia noite, já tinhamos voltado da Igreja, arrumei a mesa linda e farta, agradecemos, mas como disse, estava tão abalada e envergonhada comigo mesma, e me questionava e sorria sem parar.

Eu era amada por Jesus, agora eu tinha certeza, pois acontecera tudo aquilo e de modo a me fazer tremer nas bases do que achava que era o certo para minha vida. Louve também os puxões de orelhas que Ele nos dá!

Como todo Pai carinhoso, Ele volta e nos manda um recado ! Havia um rapaz vestido de Papai Noel na minha rua e se ofereceu para entregar presentes as crianças do nosso bairro , disse que aquele ano deu uma vontade louca de fazer isto, eu o reconheci, era um moço rico, que mora na avenida principal de minha cidade.

Pertinho da meia noite, fizemos ele entrar, e a boneca da minha filha foi entregue em meio aos abraços carinhosos do jovem e solitário Papai Noel, que de repente se empertigou e com um ar solene, nos disse, que tinha uma mensagem para todos da casa :

“Quero lhes dizer, que Deus os ama ! E, que Ele nunca abandona aqueles que Ele ama ! Feliz Natal !”

O aplaudimos, rindo e chorando, mas se contássemos para ele o que tinha acontecido ele nem acreditaria. Em meio aquelas luzinhas, a festa , as orações , o louvor , a espera , a confiança - para nós todos, Cristo renasceu verdadeiramente em nossos corações !


 
 
 

Artigo Visto: 1605 - Impresso: 28 - Enviado: 14

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 374 - Total Visitas Únicas: 3.461.332 Usuários online: 85