Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
03/12/2007
Muitas dívidas
 
Cartas - Muitas dívidas
03/12/2007 13:34:50
Cartas - Muitas dívidas

Arnaldo, a Paz!
Tenho lido nas suas matérias e nas cartas de testemunho muitos relatos sobre crises financeiras, principalmente como a besta enfurecida consegue enlaçar em suas teias de morte todos, ou quase todos, os sistemas financeiros do mundo, e também como a maioria de nós está passando por tantas penúrias financeiras, e ai eu também me incluo. Então me perguntei o porquê de tantas dividas.

É certo que hoje em dia existe um apelo muito forte da mídia que nos induz a uma atitude consumista, e que hoje você tem despesas que há poucas décadas atrás não existiam ou não pesavam tanto como hoje, exemplo: plano de saúde, celular, remédios, educação, transportes, produtos de beleza e de limpeza, isso para falar das hoje consideradas despesas básicas, mas se você for do tipo que gosta de novidades essa lista vai ser muito mais longa, cheia de futilidades e com mais chances de você se atolar em dividas.

Estou passando por muita dificuldade financeira, em parte devido ao não pagamento integral do salário a que tenho direito (o que foi acordado entre mim e a empresa a qual presto serviço), e outra parte, reconheço que por culpa minha, por querer viver de uma forma que não condiz com minha realidade financeira, por querer ter o que todo mundo tem, por querer nadar com a correnteza em vez de nadar contra ela, e me render aos apelos do consumismo.

Reconheço que fiz o que o inimigo de Deus queria que fizesse, pois ele queria que eu metesse os pés pelas mãos e me endividasse nos cartões de créditos nefastos, nos crediários intermináveis, nos empréstimos consignados ilusórios e no famigerado cheque especial. Fiz tudo isso, se me perguntassem qual a porcentagem dessas dividas que realmente fiz por necessidade eu diria que se muito só uns 15%, o resto foi por impulso, por modismo. Precisamos ser conscientes do perigo que é esses simples papeizinhos em nossas mãos, porque mal usados eles se tornam ferramentas do inimigo para nos destruir.

Trata-se de um ciclo vicioso quanto mais compro mais preciso comprar, quanto mais tenho mais preciso ter, e vai se formando uma bola de neve, e é essa bola de neve que somada a outras produzidas por cegos consumistas do mundo todo que irá desencadear a avalanche final no sistema financeiro mundial. E se você como eu se atolou nas dividas, não se desespere porque Deus é maior que tudo, maior até que nossas dividas.

Quando não tinha a consciência que graças a Deus tenho hoje, eu andava angustiada, meio depressiva, sem saber o que fazer para pagar o que devia, sempre me orgulhei de ser ótima “pagadora”, e agora meu nome está até no SPC/SERASA, como sofri. Mas o que fazer? Bom, sempre acreditei que Deus nos proporciona as provações que precisamos para aprender o que devemos.

E eu precisava aprender muito (e cá entre nós ainda preciso), precisava aprender a ser humilde, precisava aprender a ser simples, precisava aprender a ter mais confiança na Providência Divina (já pensou como é fácil confiar na Providência Divina com a despensa cheia, mas precisamos confiar em Deus principalmente quando a despensa está vazia, isso é ter Fé), então num belo dia eu estava rezando cheia de angustia e tristeza, clamando ao céu para que o Senhor me mostrasse uma saída para toda essa situação.

Foi então que Ele disse ao meu coração da forma mais amorosa e mais carinhosa com que um Pai pode falar com um filho: “Filha você está passando por tudo isso porque eu te amo e não quero te perder, és preciosa para mim, se Eu não tivesse te podado tu irias te perder”, foi ai que compreendi o que estava acontecendo comigo. Foi preciso que tudo isso acontecesse na minha vida para que eu acordasse e visse que o caminho que estava seguindo era muito perigoso.

Meus irmãos chegará o dia que tudo nos será tirado, e quem não conseguir se desapegar do que tem irá fazer tudo o que a besta ordenar para manter suas posses. E o nosso Deus é tão bom, que permiti que desde agora nós nos a
costumássemos a viver com o necessário para que não nos percamos mais adiante.

Hoje posso dizer com muita confiança “Se Deus é por nós quem será contra nós”, e é isso o que todos nós devemos aprender a dizer e a viver porque Ele pode tudo, e não irá nos abandonar, nosso Deus é fiel. Minhas contas não foram pagas num passe de mágica, tenho que pagar por meus atos, e no caso literalmente, mas aprendi a lidar com a situação, não compro nada mais supérfluo, não sou mais consumista, compro só que preciso, o que é necessário.

E creiam Deus prover o necessário para minhas despesas e também para regularizar minha situação financeira, e graças a Deus estou conseguindo aos poucos saldar todas as dividas. Coragem meus queridos, nessa etapa final devemos fazer como maratonistas que na reta final conseguem reunir suas últimas forças e partem com empenho, raça e confiança rumo a vitória, façamos como eles, mas acrescentemos a nossas forças através da oração: a intercessão de Maria, o auxilio de São Miguel Arcanjo, a força do Espírito Santo, sem esquecer do poder da Eucaristia e da Confissão Sacramental.

Fazendo assim, não há dividas, doenças ou qualquer outro problema que nos tire da presença de Deus, podemos até muitas vezes esmorecer, mas tendo uma vida de oração constante logo nos reanimaremos e com mais empenho ainda continuaremos a caminhada.
=================================================================

OBS: Realmente, nesta semana eu meditava exatamente sobre isso: por qual motivo nosso pessoal está tão afundado em dívidas? Tem gente que me fala em 150 mil reais, outros 300 mil, outros até mais de 700 mil reais. Enquanto isso, parece que o povo cego, aquele que não vê mais nada diante de si a não ser cifrões, parece que não sofre tanto...

Então cheguei a conclusão de que Deus nos permite muitas vezes o endividamento, talo como a outros permite a doença. Porque de ambos tira uma obra de salvação de muitos. Em geral as pessoas que têm dívidas, são saudáveis. Ora, se fossem saudáveis e sem problemas do lado financeiro, não teriam nada para se apegar em em Deus, e viveriam pelo mundo, com a cabeça empinada, se achando justos sem o ser, e imaginando até mesmo que merecem aquela graça, ou que Deus lhes deve isso.

Então a dívida é uma forma de dobrar as pessoas, embora é claro, há que ter limites: de fato o gasto compulsivo é um desequilíbrio, é um pecado, na medida em quem busca ter "tudo o que os outros têm", e ter melhor do que os têm. Esta competição insana tem sido a causa de um número sem fim de falências, não só de empresas, como de famílias.

Infelizmente isso irá até o fim com muitos. Importa é reconhecer e felzi de quem procura desde já melhorar o seu crédito: o autodomínio lhes será de grande vali, no momento em que faltar tudo... Como esta pessoa se refere.

E VEM AÍ A TV DIGITAL, MAIS UM GOLPE DA BESTA IMORAL. PREPARAM OS TRUQUES PARA MOSTRAR AO MUNDO A IMAGEM DO ANTICRISTO. E NOSSO GOVERNO COLABORA. E O MUNDÃO ADORA. PENSA QUE QUE É CONQUISTA, QUANTO É ESCRAVIDÃO A VISTA. EIS AÍ UM MOTE PARA O "REP" DOS LOUCOS.



 
 
 

Artigo Visto: 1778 - Impresso: 33 - Enviado: 25

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 597 - Total Visitas Únicas: 3.385.632 Usuários online: 98