Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título



 
 
18/03/2006
Carta de um padre
 
Cartas - 14 Carta de um padre
Cartas - 14 Carta de um padre

CARTA DE UM PADRE
 
     A carta abaixo, encontra-se no site www.Montofort.org e é dirigida por um sacerdote ao Bispo de outra diocese. Trata-se de um poderoso grito de socorro, um brado que ecoa por todos os cantos deste país, clamando pela misericórdia de Deus.
     Jesus e Maria têm nos pedido que não falemos mal dos padres, mas coloco esta carta, também em nosso site, não como crítica a uns, mas como pedido de socorro de outros, e para mostrar que realmente temos ainda bons, santos e dedicados sacerdotes, que só não fazem mais, porque são mal instruídos nos seminários modernistas.
    Na verdade, esta carta foi endereçada a um Bispo de nossa Igreja, e por certo, só com a autorização dele para ir ao ar. Porém, como ela está já veiculada em outro meio, e tem então domínio público, não é mal comentarmos este assunto. Mas atenção:   
    Não devemos então por toda a culpa nos padres em si, mas rezar para os formadores de sacerdotes, para que se convertam enquanto é tempo. Ai de quem escandalizar! Pregar a rebeldia contra Roma e a criação de uma comunidade eclesial apenas latino-americana, é defender um cisma real, com gravíssimas, e mesmo tenebrosas conseqüências para a Igreja Católica Apostólica Romana, já tão mutilada e tão ferida na unidade. Não consigo entender como é que as autoridades maiores não combatem isso com tenacidade. Pelo menos não vejo ações claras, diretas, duras e objetivas neste sentido.
    Na realidade, silenciosamente o cisma já acontece já acontece, é grave e se aprofunda sempre mais, quando setores inimigos buscam furiosos, a defesa da malsinada “teologia da libertação”, já condenada pelo bom e santo magistério da Igreja Católica, através do Papa João Paulo II, e seu então assessor Cardeal Ratzinguer. Querem “ressuscitar” este movimento daninho e pernicioso, que tantos estragos já causou em nosso país, no que se constitui em outra grave ofensa à unidade da Igreja, já tão ferida e tão machucada.
     Como na Anistia da Dor estamos todos empenhados em rezar pelos sacerdotes, esta carta serve de incentivo para nós todos nos empenhamos ainda mais na oração pelos sacerdotes, especialmente os que precisam de conversão e os que sofrem perseguições pelo fato de quererem viver a santidade, mas serem combatidos por forças ocultas.
     O sacerdote está devidamente identificado, e o texto é original entretanto, por questão
de proteção ao bom nome, cortamos a identificação dos sacerdotes e dos bispos que são relatados, porque antes da crítica direta, melhor a oração que converte e santifica.
     Na realidade, somente Deus pode reverter esta situação. Ouçam o lamento do padre:
 
XI Encontro Nacional de Presbíteros
Carta a Dom X...
 
NOME: Pe. RM
Data: 08.03.2006        Local: Anápolis (GO)
Idade: 32 anos             Profissão: Sacerdote católico
 
Anápolis, 08 de Março de 2006 
Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! 

Excelência Reverendíssima Dom M...S.C.J.  Sou Pe RM, da diocese de Anápolis-GO, tenho 5 anos de ministério. Fui ordenado por D. MP..., então bispo de nossa diocese, no Jubileu do ano 2000. 
Tomo a liberdade de falar com o senhor porque em nosso meio é grande a vossa fama de zelo, ortodoxia e de amor à Santa Igreja e ao Santo Padre. Dom M..., é verdadeiramente preocupante o que temos visto e ouvido nestes encontros de padres (regionais e nacionais). Em todos que participei (ao todo quatro) há sempre assessores (normalmente da CNBB ou “intelectuais” a eles ligados) que se esforçam muito em colocar contradição entre a doutrina da Igreja e uma pretensa “Teologia Latino-americana”, para qual evocam independência em relação à Santa Sé. Bus
ca-se uma “teologia nacional”, “inculturada”, “desatrelada” da Igreja Romana. Neste encontro em Itaicí, os assessores: Pe X.. e Pe Z..., e outros, fizeram este mencionado esforço. Opõem: zelo eucarístico e adoração à opção preferencial pelos pobres, sacerdote e presbítero, “vinde e vede” e “tomai e comei”, Igreja Católica Romana e Igreja Latino-americana, etc. Criticaram e ridicularizaram o lema do Congresso Eucarístico Nacional. Convidaram o presidente da associação dos padres casados para compor a mesa de honra (juntamente com sua esposa), o qual falou aos padres sobre as “opressões”, conquistas e esperanças. Em um determinado momento, ao ser apresentada a imagem do Papa Bento XVI, ouviram-se vaias por parte de uns, aplausos por parte de outros…, embora depois no fim, para tentar consertar, o presidente da mesa pediu uma salva de palmas ao Papa Bento XVI… 
Dom Murilo, para onde está caminhando a Igreja no Brasil? 
Há um cisma informal, mas muito evidente, entre determinados setores da Igreja no Brasil e a Santa Sé. Será que o senhor e os bispos que são mais zelosos, não poderiam intervir nestas coisas e garantir uma assessoria mais católica para os padres, será que não se pode envidar mais esforços para evitar que nos seminários se ensine essa teologia anti-católica e anti-romana? No Encontro de Presbíteros do Brasil, a fraternidade e a convivência foram muito boas no aspecto humano (como se poderia viver bem com qualquer outra pessoa), mas não há uma união dos corações em torno da sublime missão sacerdotal. O relativismo moral e dogmático, a falta de zelo eucarístico e a perda de autênticas referências são patentes… 
D. M..., nosso povo tem perdido a fé ou tem vivido uma fé e uma moral mal entendida por nossa culpa… o abandono da verdadeira Igreja de Cristo, a desestruturação da família e a perdição da juventude está intimamente ligada a falsificação ou omissão da verdadeira doutrina católica  acerca da pessoa, da doutrina e da Igreja de Jesus Cristo. É necessário fazer alguma coisa. Os católicos têm direito de ter acesso, através de seus padres e bispos, à sã doutrina e a uma liturgia digna. Excelência, o que puder fazer pela Igreja no Brasil por amor a Deus e a esse imenso rebanho, faça. Peço a vossa Benção paternal e recomendo-me às vossas orações. 

Pe RM.


 
 
 

Artigo Visto: 2839 - Impresso: 66 - Enviado: 33

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 872 - Total Visitas Únicas: 3.516.668 Usuários online: 85