Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
12/09/2007
Sons do Inferno
 
Trevas - Sons do Inferno
12/09/2007 17:49:20
Trevas - Sons do Inferno

SONS DO INFERNO
Tempos atrás recebi um e-mail com um anexo onde estavam reproduzidos “sons do inferno”. Naturalmente que não precisei de muito esforço para sentir no meu coração: se não é realmente, se não foi gravado realmente, deve ser exatamente assim. Consta então que a gravação foi feita por cientistas russos, ateus convictos, que perfuravam a terra a uma profundidade de 14 mil metros.
Na verdade os sons são aterradores e as pessoas mais sensíveis poderão até passar mal. Porém não podemos ignorar esta realidade e é preciso levar adiante. Então. No primeiro dia da Escada do Céu deixei esta pergunta – se tais sons eram verdadeiros – e a Mãezinha nos disse que é preciso divulgar. E é o que estamos fazendo agora.
Minha dúvida era pelo fato de que a Igreja e os nossos padres, sempre nos têm afirmado que o inferno não é um LUGAR – falo dos padres que ainda acreditam na existência dele – e sim um “estado de espírito”, pois espíritos não ocupam lugar no espaço. Digamos então que esta é uma doutrina da Igreja! Como acreditar agora nas gravações dos russos?
Bem, para mim é simples e direto! Desde criança, nunca duvidei de que o inferno existe porque sonhava com o demônio toda semana, e sabia que ele tinha uma morada, e que esta morada não era em outro planeta e sim na terra. Alias a Bíblia nos diz que os anjos maus foram arrojados na terra, portanto eles nunca saíram daqui depois de terem sido expulsos do Céu. Apenas que são prisioneiros de algum lugar, de alguma força, que não lhes permite toda a liberdade de ação.
O argumento seguinte é que os espíritos maus não têm o poder de estarem em todos os lugares ao mesmo tempo. Este é um atributo apenas de Deus! E se falamos em estar em algum lugar, teremos de destinar a todos eles um espaço, onde estejam reunidos estes maus espíritos, naturalmente sempre debaixo do Poder de Deus. Ou seja: o inferno não é na terra, mas está na terra. A uma temperatura de até 12 mil graus de calor. Quanto maior o pecador, mais fundo está.
Sim a terra é morada deles, até porque, na maioria das visões do inferno que temos ouvido relatos, são descritos túneis, cavernas, e lugares incandescentes. Lugares com cheiro nauseabundo, permeados de gritos de desespero, num tormento infindável que é impossível de ser descrito. Deste modo, eu não duvidaria que nalgum abismo, no centro da terra, nalguma caverna assombrosa possa haver esta câmara de horrores, para onde são levados os que se condenam eternamente. Ali o Poder Supremo de Deus mantém a todos presos, de forma inexorável.
Falando em se condenar, é esta a coisa mais difícil de eu acreditar: que, se Deus desse para qualquer das almas que estão lá gritando, a chance de se arrependerem, de pedirem o perdão a Deus para se verem livres do tormento, elas não aceitariam. Nenhum delas! E se Deus, mesmo assim, lhes desse uma segunda chance, NENHUM DELAS, deixaria de voltar para o mesmo lugar, ou um lugar ainda pior. Dá para entender isso?
Seu orgulho assombroso, sua teimosia abissal acabaria sempre por levá-los a condenação eterna, mesmo vendo o lugar para onde estão indo, e mesmo – no caso deles – já tendo vivido aquela situação horrível. Estas almas são réprobas – que quer dizer fadadas à perda eterna sem chance de conversão – e se destinam voluntariamente para longe de Deus. Isso é ininteligível para qualquer um de nós!
De fato, todos os que lá estão, tiveram enquanto vivas até centenas de chances de conversão, e nunca quiseram se curvar diante de Deus. O mesmo que aconteceu com os anjos rebeldes! Embora estes, por serem espíritos de luz, tivessem pecado uma só vez!
Que o fato de ouvir este tormentoso som possa imbuir o leitor da necessidade de todos nós lutarmos, com unhas e dentes, para evitar que alguma alma caia lá. Sabemos que os que se perdem lutam tenazmente para ir para o inferno, mas a Oração, o Sacrifício, as Santas Missas, o Perdão e a Confissão, são malha
s muito poderosas, que podem reter até os mais obstinados pecadores.
Façamos cada um de nós um propósito, a partir de hoje: procurar chegar diante de Deus, no dia do Julgamento, com pelo menos uma alma nas mãos, que se perderia sem nosso amor, sem nosso esforço de salvação.
Acreditem: nada valerá tanto na vida, porque uma só alma vale mais que todas as riquezas do Universo. Nada comoverá mais o coração do Justo Juiz!

Assista o vídeo


 
 
 

Artigo Visto: 4610 - Impresso: 46 - Enviado: 156

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 142 - Total Visitas Únicas: 3.404.262 Usuários online: 52