Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título




 
 
20/08/2016
Sobre a oração nos cemitérios
A dúvida é: A visita ao cemitério precisa ser em família ou pode ser quaisquer pessoas?
 

ESCLARECIMENTO do Cláudio...

No dia 16 de Agosto, no Cemitério de Vígolo, Nossa Senhora nos disse que o Pai tornaria Ponto Branco, se três pessoas visitassem um cemitério. Nossa Senhora disse que: a família ficaria protegida...

A dúvida é: A visita ao cemitério precisa ser em família ou pode ser quaisquer pessoas.

A resposta é: PRECISA SER EM FAMÍLIA!

O que o Céu quer? Que a família reze junto. É isso que Nossa Senhora vem pedindo: rezai em família, rezai em família...

E por que três?

Porque para Deus a família tem três pessoas: o pai, a mãe e o filho! Não existe família em um casal! Família são pelo menos três pessoas.

É difícil reunir a família para rezar no cemitério? É! E por isso a graça é grande! E a graça que três pessoas recebem é estendida a todos os membros da família, mesmo àqueles que não visitaram os cemitérios!

Estas visitas precisam ser exclusivamente para isto: não podem ser embutidas em outras orações ou na Anistia, etc.

Assim, me parece, que está explicado. Agora, basta colocar em prática. Amém?

Que Deus nos ajude a sermos instrumentos de graças e proteção para todos. Amém!

Um grande abraço!

Cláudio

++++++++++++++++++

OBS > A responsabilidade por este adendo é exclusivamente de Aarão.

Naturalmente que, dentro deste contexto, existem muitas situações que não se encaixam na letra dura da mensagem. Somente ontem três sacerdotes me escreveram para trazer perguntas de como agir. E a letra dura diz: TRÊS PESSOAS DA MESMA FAMÍLIA, rezando no cemitério o Tercinho do Amor. Se fosse três pessoas de famílias diferentes, seria muito comum, e fácil. Então se pergunta...

1 - E quando se trata apenas do casal? É uma família em formação, mas ainda sem filhos!

2 – Acaso pode ser a mãe ou o pai, com dois filhos?

3 – Mesmo estando casados, três irmãos da mesma família pode ser?

4 – E quando se trata de filho único, com pais já falecidos?

5 – Pode ser três filhos de uma mesma família, sem o pai ou a mãe?

6 – Pode ser um pai, uma mãe, com algum dos filhos já casados?

Fiquemos com estes seis exemplos, que têm conotações diferentes...

Há um ditado que diz: “O amor é a medida de todas as coisas!”. Tudo aquilo que se faz com amor, e se faz por amor a Deus, adquire um valor ímpar.

Há outro ditado que diz: “Deus não Se deixa vencer em generosidade”.  Ou seja: se você atende a um pedido dele, com amor e fé, a graça será sempre multiplicada.  E Ele jamais irá deixar sem a graça, todo aquele que tentar, que buscar, que lutar para conseguir o direito a receber a graça da proteção, para si e sua família, como é este caso. Deus quer a nossa luta, a nossa iniciativa, o nosso desejo ardente, a nossa fé inabalável Nele.

Assim, temos que entender que existem milhões de famílias que se encaixam naquela letra dura que foi pedida: há três pessoas naquela família que podem se reunir e rezar conforme foi pedido pelo Pai Eterno. Ou seja: esta é a regra, não a exceção! E estes não têm desculpas se não buscarem tal objetivo, nem podem alegar direito à graça se não conseguirem reunir os três. Mesmo assim todos devem tentar, insistir, e rezar para que os outros entendam.

Disso se entende que, todos aqueles casos, onde é realmente impossível, onde não há três pessoas na mesma família, onde apenas dois da família estiverem vivos, onde se trata apenas do casal, desde que isso fique bem claro – IMPOSSÍVEL – com absoluta certeza de que o Pai não deixará de atender a estes esforços, e poderá conceder a graça, ainda que seja uma pessoa só. Por exemplo, um dos padres que me escreveu é sozinho, com pais e mães falecidos e não tem irmãos.

Um exemplo se dá nas anistias, onde senhoras de idade não podem fazer as visitas a cemitérios e não tem familiares que as levem, e tantas vezes a graça além de ser concedida por Deus é maior do que a de muitos que podem ir, mas não tem amor tão ardente como estas pessoas doentes, idosas ou com problemas físicos. Da mesma forma aqui, todos devem tentar, devem convocar, filhos, pais, irmãos, fazendo com que a família reze unida, porque este é o principal objetivo do Pai: salvar toda a família...

É por isso que, se três deles rezarem, estendem a graça a todos os outros. Ademais, imagine se na tribulação a família não se salve inteira e tenha algum dos seus membros desprotegido. Não se terá desculpa por não ter lutado pela graça da proteção total. Portanto, é preciso ir a luta! E quanto maior a luta, maior a graça!

Naturalmente que milhares de famílias não ficarão sabendo desta disposição do Eterno, e nem por isso irão todas desaparecer no turbilhão.  Deus tem outros mil modos e meios de fazer com que, todos aqueles Ele que deseja preservar para a Nova Terra, sejam protegidos de uma ou outra forma. Ninguém deve se apavorar, apenas agir com carinho, com amor e com oração pedindo ao Espírito Santo que abra os corações daqueles que não aceitam ir rezar junto.

Calma, pois, porque ainda temos um tempo – curto tempo – importam o amor e a fé. Nenhum daqueles que acredita nesta mensagem, e que aja com verdadeiro amor ficará sem a graça, ao menos para si próprio. Se os outros não quiserem, paciência. (Aarão)

 

 

 

 
 
 

Artigo Visto: 2110 - Impresso: 39 - Enviado: 11

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 479 - Total Visitas Únicas: 3.273.320 Usuários online: 46