Sejam Bem Vindos! Que Deus vos abençoe!

Página dedicada aos que amam as almas do Purgatório.
FAMÍLIA, FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO
Documento sem título
Você está em: MENU PRINCIPAL / Recados / As anistias




 
 
26/11/2014
As anistias
 

26/11/2014 22:09:25

Recados - As anistias

      AS ANISTIAS.

      Mais uma vez o Céu nos pede um esforço concentrado de orações, e desta vez por um motivo muito forte, nem diria apenas especial, porque houve outras mais especiais. Nós já tivemos, nestes anos muitas e diferentes anistias, que na verdade são como concessões especiais de Deus, em momentos especiais, onde as graças concedidas para os que delas participam vão muito além dos limites normais. Até porque, sendo dezenas e até centenas de grupos e de pessoas rezando, numa mesma intenção, e as mesmas orações – embora em lugares diversos – o fato é que isso se torna como se fosse uma oração conjunta, que se multiplica por milhares, porque todo o Céu participa ativamente das tarefas que nos são pedidas.
      Assim – não sei se lembro de todas – nós já tivemos a Anistia pelas Almas – De Páscoa – de Natal – do Amor – da Dor – da Redenção – a Decisiva – de Agosto – das Vésperas – da Mansão Pagã – de São Pedro – do Perdão – do Retorno – do Sangue de Jesus – do Fim e agora esta, contra o avanço do Comunismo, no Brasil e no Mundo. Quanto aos frutos, apenas a primeira e a segunda, resgataram de um Purgatório abarrotado, mais de 2 bilhões de almas. Ou seja, os que delas participaram têm hoje estes amigos no Céu, e na eternidade terão tempo de sobra para conhecê-los a as suas histórias.
      A primeira Anistia, certamente foi das mais difíceis, mas extremamente proveitosa. Nela nos era pedido para reunir cinco famílias, e rezar juntos, as orações solicitadas. Imaginem se já é difícil reunir a nossa, quanto mais reunir cinco. Mas a com o Céu a batalha foi vencida, e são felizes aqueles que dela participaram. Claro que nem todos podem participar de todas as orações, devido a compromissos de família, a horários de trabalho, mas podem ter certeza plena de que muitos destes, devido ao seu amor, recebem mais graças até do que aqueles que têm todo o tempo, que rezam todas as orações, mas na sonolenta atitude da rotina.
      Agora temos nova chance e o motivo é essencial. Eu pensava exatamente em colocar algum aviso, algum estímulo para que mais gente participasse, quando recebi um gentil pedido do nosso querido amigo Frei Luiz, solicitando que eu escrevesse algo sobre as Anistias, sobre a sua grande importância, e especialmente sobre as graças que são derramadas, neste tempo especial, a todos aqueles que acreditam e que obedecem ao Céu: Deus sabe o que é preciso fazer, o que rezar, para atingir o objetivo a que Ele almeja. Sim, pelo nosso esforço!
      Como já disse, o prêmio é eterno, e as graças extraordinárias. Tudo se processa através do grande mistério da Comunhão dos Santos. Explicando de forma simples, se eu rezo uma Ave Maria, sozinho, eu recebo a graça de uma Ave Maria. Se eu rezo com duas pessoas, recebo a graça correspondente a minha e mais a da outra, porque ela se multiplica, até porque Jesus disse: quando dois ou mais se reunirem em Meu nome, Eu estarei ali!
      Assim, quanto mais gente estiver rezando a mesma oração, participando do mesmo conjunto, sejam 100, 200 ou 1000 pessoas, cada um recebe a graça correspondente a soma de todos, o que confere ao conjunto um poder estupendo de remissão. Além do que, os anjos dos participantes, os santos da devoção de cada um e as almas do Purgatório, todos se unem para cumprir também o gentil pedido do Céu. E como fazem isso com extremado amor! Então é por isso que o Céu se inclina e concede graças especialíssimas, que não concederia em qualquer outra circunstância, ou por qualquer esforço de oração, não determinado diretamente pelo Céu. Embora, é claro, todas as orações salvam almas!
      Nós sabemos já, por profecias antigas e atuais, que o mundo será tomado pelo vil comunismo, todas as bases já estão preparadas. O mundo quedou-se sossegado com a Queda do Muro de Berlim, achando que o comun
ismo estivesse morto, mas enganou-se. Esta é a “cabeça ferida de morte que voltou a reviver”, conforme está no Apocalipse, e será este o sistema tirânico de governo que será imposto ao mundo pelo anticristo, que a tudo prepara.
      De fato, talvez não consigamos mudar o curso da história, impedindo que se cumpram estas profecias, mas sem dúvida alguma poderemos minimizar em muito os estragos que eles virão a causar, as mortes que eles provocarão, os tormentos que eles trarão ao mundo. Este será o flagelo com que Deus permitirá que a atual humanidade pecadora, a nossa geração, seja fustigada pelo inimigo. E como o inimigo infernal é quem comanda tudo por trás, as orações têm o pendor de acabrunhar as ações deles, de mitigar os efeitos dos seus perversos atos, e em alguns casos até mesmo aniquilar seus planos e inviabilizar seus projetos. E claro, assim, também, os homens sob seu comando serão cerceados.
      Isso porque o esforço concentrado de orações, aliado à obediência ao pedido especial de Deus, somado ao amor e a fé com a qual os participantes se empenham no cumprimento do eu foi pedido, pode simplesmente provocar um efeito devastador nos planos inimigos, pode impedir guerras e morticínios, pode impedir até mesmo ações da natureza revoltada, porque são grandes os males que hoje o pecado está infligindo ao mundo. O que o Céu nos pede em troca da grande graça de sustar estes efeitos perversos, é um pouco do nosso tempo, um mínimo de nosso amor, um bocadinho da nossa fé. Não é tão difícil.
      Naturalmente que Natal é um tempo mais complicado, porque existem as festas, as visitas, os feriados, as viagens em família e tantos obstáculos próprios deste tempo, mas é justamente por causa disso que o Céu nos pede agora, até porque, nosso país está correndo um grave risco de alguma mudança radical no governo. Existe um fervilhante movimento por trás dos bastidores, da parte destes inimigos do povo que nos governam, no sentido de algum golpe de estado ou coisa parecida, tendo em vista o descobrimento de suas inumeráveis falcatruas e roubalheiras, e eles não quererão perder o coxo.
      Mas Natal é também um tempo precioso de graças especiais, e, por exemplo, na noite de Natal é quando sobem ao Céu o maior número de almas. Você deixará de participar desta festa? Então o objetivo deste texto é convidar a todos os que puderem, não somente para que participem ativamente desta NOVA ANISTIA, e se possível levem outros também a participar. Quanto mais gente nós tivermos rezando, melhor.
      E, dependendo do esforço de muitos, e se o amor for grande, se a fé for ardente, pode ser que, pelo menos no Brasil, os estragos do comunismo sejam mínimos. Afinal, sabemos já que o tempo deles será muito breve.
      Que Deus vos abençoe a todos!
      Aarão!


 







 
 
 

Artigo Visto: 2048 - Impresso: 48 - Enviado: 8

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.recadosdoaarao.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 77 - Total Visitas Únicas: 3.140.523 Usuários online: 28